História Criminal Love - Capítulo 7


Escrita por:

Visualizações 65
Palavras 695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey, não tive ideia pra uma capa pro capítulo, disgurpa ;-;
Enfim... Vamos pro capítulo? aaaa espero que gostem

Capítulo 7 - Presidiário novo.


Pov. Cellbit

Era hoje, hoje Felps falaria qual seria o plano. Estava apenas esperando o horário de visita, estava torcendo pra que tudo desse certo.

- 2 horas depois -

Ah, finalmente era o horário de visita, estava esperando algum policial me chamar para minha visita, não demorou até que me chamassem, logo ao entrar na sala onde ficavam as visitas, avisto Felps.

-Hey - falo sentado na cadeira.

-Como está? - Ele dizia um tanto quanto preocupado.

-Bem, eu acho. Estou só um pouco ansioso. Anda logo, diga-me, como vamos fugir daqui? - Disse baixo, para ninguém nos ouvir.

-Bom, eu estou vendo ainda... Pra falar a verdade, está quase tudo pronto, nesse presídio o que mais tem são policiais corrupto, digo, são poucos mas, comparado com os outros presídios, tem bastante. Um dos policiais vai deixar uma chave mestra na sua cela, provavelmente em baixo da cama. Você vai usá-la para abrir sua cela e de seus companheiros, a propósito, não chame muita gente, isso pode chamar atenção dos policiais "do bem" - Ele fez aspas com a mão - estou vendo como vocês vão sair da prisão, mas acredito que seja por um buraco por baixo da cerca, a fuga vai ser nessa semana, tenho quase certeza... Estarei esperando vocês numa rua a uns 2 km do presídio, com minha van, não quero ser pego, então sejam rápidos. E não me deixem esperando.

-Por que está fazendo isso? - Eu disse completamente curioso - digo, você nem me conhece, então por que disso?

-Eu não sei, sinto que tenho que fazer isso.

Na hora que ia falar algo para ele, o tempo de visita havia acabado, os policiais me pegaram e me levaram para minha cela. Engraçado, o amigo de Tar... Pac, o amigo de Pac, aquele tal de Authentic, havia chamado os meus dois companheiros de cela para a fuga. Eles são esquisitos, digo, tinham uma relação de amor e ódio...

Os policiais haviam nos deixado preso nas celas novamente, foi até bom, pois precisava interagir com eles, aliás, íamos tentar uma fuga juntos... Então, não custava tentar.

-Vocês sabem que eu sou o mandante da fuga, certo? - disse aproximando-me deles e com um tom de voz baixo.

-Ah, então é você? Quem diria ein, mal chegou e já quer ir embora... - disse a garota

-E como devemos chamar o mandante da porra toda? - Disse o namorado da garota, que encontrava-se ao lado da mesma.

-Sou Rafael, mas me chamam de Cellbit, e vocês?

-Sou Satty, esse é Damiani, meu ... Sei lá o que somos.

Fiquei observando eles com a maior cara merda. Pelo menos eles não eram infantis, pareciam ser bem maduros, bem durões.

Pov. Satty

Era engraçado, o garoto novo que estava na minha cela já estava planejando uma fuga? Ele nunca ia conseguir, só ia conseguir se alguém de respeito e com MUITO dinheiro para conseguir subornar os policiais. Ele parecia ser bem durão, gosto de caras assim... Damiani já está me enjoando, digo, as vezes ele é muito mongolóide.

Pov. Pac

Estava ansioso para a próxima vez que saíssemos para o pátio, Cellbit ia me contar tudo que Felps havia falado para ele...

-Você acha que vai dar tudo certo? - disse olhando para Authentic com um olhar de esperança.

-Acredito que sim, eu conto que isso dê certo, preciso que dê certo, tenho assuntos pra resolver lá fora - dizia ele com um tom de raiva nas suas últimas palavras ditas.

-Err... E sobre prisioneiro novo, fiquei sabendo que ele chega hoje, mais tarde, você acha que ele vai ser legal?

-Espero que sim... - ele olhou pro teto com um olhar pensativo - Independente dele ser legal ou não, vamos sair daí... Então não importa.

Mais tarde...

Estavam todos enfileirados, menos eu e Authentic, ficamos dentro da cela para receber o novo presidiário, ele iria ficar na minha cela com o Authentic, depois de todo o rolo que deu com Teddy, eles acharam melhor. Ficou um silêncio total, só conseguíamos ouvir o passo dele chegando, quando ele veio em nossa "porta", vejo ele com cara de espanto, e apenas ouço Authentic :

-C-Cauê?!


Notas Finais


Heeey, agora Baixathentic começa >;3
Já estou começando a inserir novos personagens, espero que estejam gostando ;3

Amanhã talvez o próximo capítulo saia muito tarde, ou nem vai sair, depende de como me sentir ;-;.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...