História Criminal love - Capítulo 92


Escrita por:

Visualizações 120
Palavras 1.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello amoresss, aqui está mais um capítulo.
Espero que gostem!
Boa leitura ❤

Capítulo 92 - Jack's party


Se dissessem para Soluço, há alguns meses atrás, que ele estaria numa sessão de cinema, assistindo A cinco passos de você com uma garota... Com toda certeza o indivíduo estaria com os ossos estraçalhados.

Sentindo os dedos de Astrid se entrelaçarem com os dele em sua mão livre, mordeu o lábio inferior sentindo as batidas de seu coração acelerarem.

Porra, isso foi tão cafona. Mas foda-se, eu gostei.

- Vou pegar mais pipoca. O Jack acabou com a dele e com a minha. – a loira pegou o balde de pipoca vazio e se levantou bruscamente, evitando pisar no pé das pessoas que estavam sentadas em sua fileira, falhando miseravelmente.

Apesar de tudo o que aconteceu, estava feliz pelo comportamento do Haddock. Achou que ele iria espancar o segurança e a obrigar a voltar para casa. Ou até pior... E se sentia aliviada por ele não ter o feito.

Quando chegou sua vez na fila, entregou o balde à balconista, que o encheu sem cobrar nada, alegando algum tipo de promoção. Deu de ombros. Quem reclamaria ao receber pipoca de graça?

Virou de volta para o corredor vazio, até que sentiu dois braços envolvendo sua cintura por trás e soltou um suspiro.

- Por que demorou tanto? – o Haddock indagou.

- A fila... estava grande.

- Sei... Acho que você não gostou do filme e não quer admitir.

- Nem vem... - ele mordiscou o lóbulo de sua orelha e beijou um ponto no seu pescoço. A loira respirou fundo tentando se controlar.

Então, lentamente, Soluço começou a se aproximar de seu rosto e ela buscou alguma alternativa que o impedisse de lhe beijar, afinal, tinham um pequeno aglomerado de pessoas caminhando em direção a uma sessão que estava prestes a iniciar.

Sem pensar, encheu a mão de pipoca e as enfiou na boca do moreno. Ele arregalou os olhos assustado e metade das pipocas caíram de sua boca.

Soltou uma risada e cobriu os lábios para evitar que o resto caísse. Astrid mordeu o lábio inferior para reprimir uma risada, e seguiu à sua frente sem esperá-lo. Enquanto andava e rebolava propositalmente para provocá-lo.

- Você me paga. - sorriu feito um idiota e foi atrás dela.

.

.

.

Os últimos dias passaram como num piscar de olhos.

A convivência de Astrid com Sophia melhorou, assim como os ciúmes de Soluço em relação ao Emilio. Tudo bem que não se tornaram "melhores amigos", mas nenhum deles deu quaisquer sinais de serem ameaça para o relacionamento deles. Por enquanto...

Apesar das murmurações do Haddock, Astrid passou grande parte das tarde na Universidade, recuperando o conteúdo que havia perdido.

Outra novidade, era que Kristoff e Anna estavam saindo e mesmo que ambos negassem, a loira sabia que estavam se pegando.

Assim que Astrid terminou seus afazeres e tarefas de casa, tomou um longo banho, se enrolou em um roupão e se jogou na cama do quarto.

Estava exausta e precisava recuperar as energias para a festa de vinte e dois anos do Jack, hoje à noite.

As horas passam, e o que era para ser um simples cochilo, acaba se tornando longas horas de sono.

A loira acordou com Soluço lhe chamando, dizendo que já eram oito da noite.

Nossa, que horas essa festa vai começar?

Se levantou um pouco tonta, porém, bem mais disposta do que de manhã. Pelo menos não iria ficar com sono e nem cansada durante a festa.

Como já havia tomado banho, apenas fitou seu closet e pegou uma saia preta de cós alto, juntamente com um cropped do mesmo tom. Colocou duas pulseiras e um colar, e fez uma maquiagem básica para complementar. Deixou seus cabelos lisos e soltos, e calçou seu par de scapin bege; já estava pronta.

- Uau, você está completamente linda. – o Haddock sorriu, enquanto adentrava em seu quarto, e ajeitava sua jaqueta de couro.

- Você também não está nada mal. - retribuiu o sorriso e ele a puxou para fora do quarto.

Vinte minutos depois, eles já estavam próximos a casa do Frost. Ela deu uma última olhada no retrovisor, e por fim saíram do carro.

Só espero que nada de ruim aconteça esta noite.

.

.

O local estava completamente lotado, e a música alta, ecoava por todo o espaço.

Graças ao empurra-empurra infernal, Soluço segurou firme na mão da loira e a guiou até o interior da casa.

- Olha quem chegou... Meu ídolo. – o platinado os cumprimentou.

- Parabéns irmão... Que venham muitas mulheres gostosas, dinheiro e altas curtições. – o moreno o cumprimentou com um toque e Elsa revirou os olhos.

- É noes parça... - trocaram um abraço desajeitado - Sintam-se a vontade em minha "humilde" festa. Os quartos estão liberados e as garçonetes estão distribuindo preservativos, então não precisam roubar alguma loja de conveniência ou algo do tipo. - disse olhando diretamente para Asty, que bufou irritada.

- Você envelhece, mas não amadurece. - puxou uma cadeira para se sentar e logo Elsa despejou o conteúdo de uma garrafa de cerveja em seu corpo. - Ei - tentou impedi-la, mas ela finalizou.

- Tem certeza que você pretendia vir até aqui e voltar sóbria para casa?

- Hã... - tentou pensar em algo para dizer, mas acabou por olhar em volta. - Não. - ela deu uma piscadinha para Astrid e voltou ao papo.

[...]

A festa, era pura agitação. Pessoas bebiam, fumavam, dançavam... Enquanto outras conversavam ou se pegavam pelos cantos.

Astrid bebeu cerca de três latas de cerveja, e já estava se sentindo um pouco tonta.

- Soso. - disse mordendo o lábio, segurando a sensação incômoda em sua bexiga. Ele soltou a fumaça de cigarro que estava presa em sua boca e em seguida dirigiu sua atenção para ela. - Quero ir ao banheiro. - pediu, não aguentando mais segurar.

- Eu te levo. - se levantou e estendeu sua mão para ela.

- Não precisa. Eu também estou com vontade de usar o banheiro, então vamos juntas. - Elsa disse simples.

- Só não vão se pegar, hen... - Jack zoou e as duas reviram os olhos.

- Já voltamos. - segurou na mão da loira.

- Ok. – o Haddock concordou. - Mas se vocês demorarem, eu vou atrás.

.

.

Os banheiros do andar de baixo, estavam ocupados, portanto as garotas resolveram subir as escadas e procurar um por lá. Porém ao abrirem a porta, se depararam com dois rapazes e uma garota fazendo coisas impróprias no chuveiro.

Astrid arregalou seus olhos, horrorizada pela cena, e Elsa sugeriu que fossem até o pequeno banheiro que ficava na casa da piscina.

O local era um pouco afastado da festa, mas era melhor do que usar banheiros com pessoas fazendo sexo, ou cheirando a vômito.

Minutos depois, já estavam lá. Elsa terminou de fazer o uso do mesmo, e ficou do lado de fora à espera da amiga, que demorou cerca de cinco minutos para usá-lo. Em seguida, a loira lavou suas mãos e as secou com um papel toalha.

Abriu a porta do pequeno banheiro, mas não avistou Elsa do lado de fora, onde ela estava.

- Elsa, Elsa...? - chamou enquanto a procurava, mas nada de encontrá-la.

Respirou fundo, alisando o vestido para ajeitá-lo em seu corpo, e acelerou seus passos, para sair daquele lugar.

Mas quando ela estava prestes a virar para trás e empurrar as portas duplas novamente para fora da casa da piscina, sentiu seus braços serem agarrados e puxados violentamente.

Sem entender o que estava acontecendo, olhou ao redor, assustada, e o que encontrou foram duas figuras encapuzadas e totalmente de preto.

Fez menção em gritar, mas um pedaço de pano foi pressionado contra sua boca e pontos negros dançaram em sua visão, escurecendo-a rapidamente.

Nos seus últimos segundos de consciência, sentindo seu corpo inerte e dormente, incapaz de atender aos meus comandos confusos, o único vislumbre que teve, antes de apagar completamente, foi de um par de olhos verdes sombrios lhe encarando de cima, deliciando-se com seu estado lastimável de horror.

- Dessa vez você não me escapa, princesa! - sorriu de lado e ordenou que despissem a garota.


Notas Finais


Quem será??? 😱
É isso amores, espero que tenham gostado!
Comentem o que acharam 😊
Até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...