História Criminal Love - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Giel
Visualizações 5
Palavras 2.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente!

Capítulo 4 - Segundas intenções


POV BIEL

Já se fazem 1 semana que eu e Yasmin estamos aqui. Já estou melhor da perna, mas acabei ganhando um arranhão bem feio no braço esquerdo. Me machuquei sem querer com a faca, mas estou bem. Hoje o pessoal deu uma saída e eu e Yasmin estamos sozinhos (não sei como eles tem coragem de sair na chuva). Escuto batidas desesperadas na porta da frente e vou atender. Quando abro a porta, o pessoal entra correndo.

Biel: O que houve? 

Ben: A chuva nos pegou. - ele fala ofegante

Biel: Melhor irem trocar de roupa antes que fiquem doentes! - Eles se direcionam para a escada e sobem. Me dou falta de Yasmin e começo a procurar por ela. Ouço batidas na janela e me assusto com quem vejo. Abro a janela e a coloco pra dentro - Filha, o que estava fazendo nessa chuva? 

Yasmin: Deu vontade de brincar papai! - Ela tosse 

Biel: Vou pegar uma toalha pra você! - Sento ela no sofá e vou procurar a toalha. Depois de achar a toalha, volto pra sala e encontro Yasmin deitada no sofá reclamando de frio - O que foi filha? 

Yasmin: Tô com frio papai! - Rapidamente, a pego no colo e lhe cubro com a toalha.

Biel: Papai vai cuidar de você! - Subo para o quarto. Dou banho nela, a visto com uma roupa confortável e quentinha. Pego o termômetro e mido sua temperatura - Você tá com febre! 

Yasmin: Vai me dar remédio? 

Biel: Sim meu amor! - Pego o remédio e coloco em uma colher 

Yasmin: Não quero! 

Biel: Você precisa tomar meu amor! - Direciono a colher para sua boca e ela desvia - Yasmin! 

Yasmin: Não gosto! 

Biel: É aquele de tutti-frutti que você gosta princesa! - Ela nega (Yasmin fica bem manhosa quando está doente). Depois de negociar muito com ela, consegui dar o remédio a ela. Yasmin dormiu e voltei pra sala. Encontro todos na sala sentados nos sofás e poltronas. Gi, Ben e Luke estavam enrolados em lençóis e tremendo - O que vocês tem? 

Gi: Estamos morrendo de frio! 

Biel: Deixa eu ver! - Eu toco na testa de cada um - Vocês estão com febre! Precisam de repouso! 

Gi: Ô quê? Não posso ficar de repouso. Sou uma assassina... - Ela fica pálida e olha para o chão 

Biel: O quê foi? 

Gi: Nada... - Ela cai em meus braços 

Todos: GI! - Eles se aproximam de mim

Biel: Fiquem calmos! - A pego em meu colo. Gi começou a falar coisas sem sentido.

Ray: O que ela tem? 

Biel: É só efeito da febre! Vou levar ela pro quarto! - Subo com ela em meus braços até seu quarto. A coloco na cama e a cubro. Vou até meu quarto e pego o remédio, vou para a cozinha, adiciono algumas gotas do remédio em um copo e coloco um pouco de água e subo novamente para o quarto de Gi.

Gi: O que é isso? 

Biel: Remédio pra febre! - Entrego o copo pra ela que bebe o remédio e volta a se deitar encolhida nos lençóis. Eu ia saindo, mas Gi me chama.

Gi: Biel... - Me chama manhosa 

Biel: Oi Gi.

Gi: Fica aqui comigo? - Me surpreendi com seu pedido, mas o fiz. Sentei em uma poltrona que fica ao lado de sua cama. Ela ficava se revirando na cama tentando dormir, mas sem sucesso. Por impulso, comecei a fazer carinho em seus cabelos e poucos minutos depois ela dormiu. Sai de seu quarto e voltei pra sala. Dei o remédio para Luke e Ben e fui para meu quarto ver como Yasmin estava.

Yasmin: Papai? - Fala sonolenta 

Biel: Sim meu amor, sou eu! - Sento na cama e ela senta em meu colo

Yasmin: Não estou mais com frio! 

Biel: Que bom princesa! - Ela tosse - Está com fome? - ela nega. Deito ela novamente na cama e deito ao seu lado, acabo dormindo também... Acordei já era de madrugada, Yasmin estava dormindo profundamente e abraçada comigo. Começo a escutar barulhos estranhos vindo do quarto ao lado. Solto-me de Yasmin e saio do quarto indo em direção aos barulhos. Abro a porta lentamente e vejo o Luke gemendo (dormindo) e falando o nome da Gi

Luke: Isso Gi, mais rápido. Mais rápido!

Biel: Luke acorda! - Ele acorda assustado 

Luke: O que tu quer aqui porra? - Ele sobe o cobertor 

Biel: O que está escondendo aí?

Luke: Na-nada. - Eu abaixo o cobertor e vejo seu membro exposto. Ele logo levanta a calça - Dá pra sair daqui?

Biel: Luke você tá doente! Precisa de repouso, não de prazer!

Luke: Já te mandei sair.

Biel: Mas porque estava se masturbando e falando o nome da Gi?

Luke: Já que não posso transar de verdade com ela...

Biel: Por quê?

Luke: Porque ela...

Yasmin: Papai! - Olho para trás e vejo Yasmin abraçada com Stella (a ursinha de pelúcia dela) e coçando o olhinho.

Biel: Oi meu amor! O que está fazendo acordada?

Yasmin: Me assustei quando não te vi no quarto! - Eu a pego no colo 

Biel: Papai vai com você viu? - Ela assente e saio do quarto sem olhar pra trás. Volto para meu quarto e coloco novamente Yasmin na cama, a cubro e rapidamente ela dorme. Me deito também e logo pego no sono. De manhã, acordo sentindo a respiração de Yasmin e seu braçinho sobre meu peito, me abraçando com força - Filha, acorda meu amor! - Yasmin se mexe e me olha.

Yasmin: Bom dia papai! 

Biel: Bom dia minha vida! - Eu sento na cama e ela me dá um beijo na bochecha e eu retribuo o ato. Depois de trocar de roupa, desço com Yasmin para a sala - Cadê a Gi?

Ray: Não desceu ainda! 

Biel: Olhem aqui a Yasmin pra mim?

Ray: Olhamos sim! - Subo para o quarto de Gi. Abro a porta devagar e vejo Gi sentada na cama olhando para o chão

Biel: O que foi?

Gi: Não estou conseguindo respirar! - Me aproximei dela e pude ver sua respiração ofegante e descompassada

Biel: Tenho que ver o que é! - Sento em sua cama e encosto minha mão em suas costas - Preciso que você inspire e expire! - Assim ela o fez. Pude perceber um "chiado" e isso me preocupou muito. - Gi, acho que você tá com pneumonia. - Ela me olhou assustada - Calma, não está em estado avançado.

Gi: Como faz para curar?

Biel: Injeção! - Percebo que ela ficou meio nervosa - Ou tomar remédio! - Vejo ela respirar aliviada

Gi: E você tem esse remédio?

Biel: Tenho!

Gi: Como conseguiu trazer essas coisas pra cá?

Biel: Teve aquela vez que vocês saíram? - ela assente - Aproveitei e fui lá em casa pegar minhas coisas e as da Yasmin!

Gi: Esperto você né? - Dou risada

Biel: Gi, eu percebi seu nervosismo quando falei de injeção. Você tem medo? - Ela abaixa a cabeça e a vejo ficando vermelha - Ei, não precisa ficar assim! É normal ter medo de alguma coisa.

Gi: Até medo de injeção?

Biel: Sim Gi! Medo é uma coisa normal! 

Gi: Como entende do assunto?

Biel: Na minha faculdade funciona assim. Qualquer coisa que você for estudar, tem que fazer 2 anos de psicologia e pedagogia! 

Gi: Por isso que você é tão calmo? 

Biel: Sempre fui assim! 

Gi: Já fez alguma coisa de errado? 

Biel: Não! E também nunca falei um palavrão desde que me entendo por gente! - Ela me olha surpresa 

Gi: Nossa, isso é impressionante! Aprendi a falar palavrão com meu pai! 

Biel: Ele que te ensinou? 

Gi: Não exatamente. Eu ouvia ele falando e repetia! 

Biel: Que menina esperta hein! - Ela dá risada logo seguida de uma tosse - Vou pegar o remédio! - Saio de seu quarto e pego o remédio, pego um copo de água e volto pro andar de cima. Coloco o remédio na água e entrego o copo pra ela e volto a me sentar na cama. Gi toma o remédio de uma vez - Vai aliviar a tosse!

Gi: Você é um bom médico! 

Biel: Minha mãe também dizia isso.

Gi: Uma curiosidade, foi você que fez o parto da Yasmin? 

Biel: Foi! Mas como você sabe? 

Gi: Imaginei! - Escuto passos leves se aproximando 

Biel: Oi meu amor! Está melhor? - Yasmin sobe em meu colo e encosta a sua cabeça em meu peito 

Yasmin: Sim papai! - Ela tosse 

Biel: Gi eu vou voltar pro quarto! Qualquer coisa me chama tá? - Gi assente e volta a se deitar. Me retiro de seu quarto com Yasmin no colo. Passando pelo corredor, escuto os mesmos gemidos da madrugada já imaginando quem poderia ser

Yasmin: Que barulho é esse papai? 

Biel: Nada que você tenha que se preocupar! - Yasmin apenas assente. Chego no quarto e a coloco na cama - Quer alguma coisa pra comer? 

Yasmin: Pode ser chocolate quente? 

Biel: Claro princesa! - Ela me abraça - Fica aqui enquanto faço seu chocolate quente viu? 

Yasmin: Tá bom papai! - Eu saio do quarto e vou para a cozinha. 

Ben: Biel, você tem algum remédio pra dor? - Me pergunta com a voz meio dolorida

Biel: Qual o tipo de dor? 

Ben: Na garganta! 

Biel: Tenho sim! É pra você? - Ben assente - Quando eu terminar aqui, pego o remédio pra você! 

Ben: Ok! - Depois de fazer o chocolate quente da Yasmin, a deixei tomando no quarto e desço novamente com o remédio para o Ben.

Biel: Aqui Ben! O gosto não é bom, mas o resultado sim! - Ele toma o remédio de uma vez e fica com uma expressão de quem acabou de comer um limão inteiro

Ben: Misericórdia, isso tem gosto de terra misturado com água, folhas secas, suco de abacaxi sem açúcar e mel! - Nós todos damos risada

Igor: Não é pra tanto Ben! 

Alê: Você já provou coisa pior.

Lê: Eu sei muito bem o que foi! - Ela o olha com malícia

Ben: Isso não é hora Lê.

Ray: Fiquei curiosa! 

Mika: Também! Vai desembucha! - Ben respira fundo 

Ben: Eu e Lê já... Já...

Lê: Já transamos se querem saber. - Todos nos olhamos surpresos - Quê? Isso é completamente normal! 

Ray: Vocês são malucos! - Nós rimos... Ficamos horas a fio conversando na sala

Igor: Biel, aquilo que você nos contou é verdade? 

Biel: Aquele negócio do Luke? 

Igor: Sim. É verdade mesmo que ele tava se masturbando dormindo e falando o nome da Gi? 

Biel: Era sim! Foi muito bizarro! 

Igor: Eu imagino! 

Mika: É impressão minha, ou a Savanah tá sumida desde manhã? 

Alê: Pois é, também percebi! - Escutamos passos fortes na escada. - Que isso Savanah, vai quebrar o chão? 

Savanah: Eu tô muito puta com o Luke.

Alê: O que ele te fez? 

Savanah: Ele estava transando comigo, falando o nome da Gi! 

Igor: Caralho, que bizarro! - Ela cruza os braços e senta no sofá 

Mika: Porque estava transando com o Luke? 

Savanah: Ele disse que precisava de alguém pra satisfazê-lo.

Lê: Que idiota! 

Savanah: Pois é. Meu sonho era transar com outra pessoa. - Ela me olha com malícia 

Biel: Vou ver se Yasmin e Gi estão bem! - Me retiro da sala e vou para o andar superior...

Mais tarde...

São 23:22 da noite, estou em meu quarto apreciando a paisagem chuvosa e linda de minha janela. Yasmin está dormindo abraçada com Stella (parecendo uma anjinha). Ouço passos quase que imperceptíveis atrás de mim.

Biel: O que está fazendo aqui? - Recuo para trás encostando minhas costas na parede 

Savanah: Como você é lento. Estou aqui para "brincar" com você. - Fiquei sem reação. Ela desce uma de suas mãos até minha calça de moletom, acariciando meu membro por cima da cueca

Biel: Pa-para! - Mordi meus lábios com força tentando evitar um gemido. Já era possível sentir o gosto amargo do sangue de tanta força que eu estava fazendo.

Savanah: Porque parar? Só estou começando. - Passa sua mão por dentro de minha cueca e toca em meu membro

Biel: Savanah para! 

Savanah: Vai ser bom. - Eu a empurro - Ficou maluco? 

Biel: Maluca é você! 

Savanah: Só queria me divertir um pouco.

Biel: Porque você tem "segundas intenções" comigo? 

Savanah: Você é um puto de gostoso e desperdiça tudo isso.

Biel: Sai daqui Savanah, sai! 

Savanah: Por quê tem tanto medo de transar comigo? 

Biel: Isso seria traição.

Savanah: Tem namorada? - Eu afirmou com a cabeça 

Biel: Ela morreu faz 3 anos! - Savanah ri

Savanah: Tá de brincadeira? Se ela está morta, o que tem a perder? 

Biel: SAI DAQUI AGORA! - Ela aparentemente se assustou e saiu

Yasmin: O que houve papai? 

Biel: Nada meu amor! - Eu me deito na cama e Yasmin se deita em meu peito. Logo, nós dois pegamos no sono.


Notas Finais


Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...