1. Spirit Fanfics >
  2. Criminal Love: Jimin ( 1 e 2 temporada) >
  3. Bitch

História Criminal Love: Jimin ( 1 e 2 temporada) - Capítulo 43


Escrita por:


Capítulo 43 - Bitch


Capítulo Anterior...

Mas não precisa ser assim! Eu faço o meu destino, não posso viver me privando do meu amor por causa de um sonho! Eu sei exatamente o que vai acontecer e como vai acontecer, cada detalhe, mas nada vai ser igual se eu fizer diferente!

Corri o mais rápido que pude em meio às pessoas tentando encontrar o Ji-min. E sinceramente, preferia não ter encontrado. Não me surpreendi por ele estar quase engolindo uma garota, me surpreendi por essa garota ser a Jennie.

Capítulo Atual...


Ela é minha amiga e você não se importou (e você não se importou)
Ela é minha amiga, a melhor
Você procurou ela para falar de amor

Foram promessas, contos de cristal
Fácil do seu jeito de se amarrar em mim
Eu vi tudo, eu não posso mentir

 

Eles se beijavam ferozmente enquanto Ji-min descia suas mãos pela cintura de Jennie, apertando sem dó sua bunda.

Meus olhos mal piscavam.

Eu não conseguia, nem queria acreditar. Jennie. Uma das minhas melhores amigas. Minha irmã! Isso só pode ser uma droga de uma brincadeira, muito sem graça por sinal. O que havia dado nela? O Ji-min eu até entendendo, já que eu praticamente mandei ele passear. Mas isso não vai ficar assim. Não mesmo.

 Pude ver Marcos me olhar rindo de longe, seu olhar meio que queria dizer "eu sabia que isso ia acontecer". Ele negou com a cabeça sibilando um "ele não é de ninguém", o encarei com os olhos marejados e neguei com a cabeça. Você está errado Marcos, muito errado.

Me aproximei e fiquei esperando os pombinhos se despregarem. Ji-min apertou a bunda de Jennie mais uma vez e ela sorriu sapeca entre o beijo. Okay, eles não vão parar, é isso? Então ótimo. Eu mesma acabo com isso.

- Chega de palhaçada! - Quase gritei empurrando rudemente Jennie para longe do meu homem.

- Ai, S/n! - reclamou - Você me machucou! - afirmou olhando a marca vermelha em seu braço.

- QUE MORAL VOCÊ TEM PRA RECLAMAR, SUA VADIA?! - gritei acertando um tapa bem no meio da cara dela. Eu estava possuída por ódio, mal conseguia enxergar ou pensar. Parti para cima de Jennie derrubando-a bruscamente no chão e comecei a espalhar chutes pelo seu corpo tentando descontar minha raiva. Estava tão fora de si que mal percebi o que estava fazendo. Senti dois braços fortes envolverem minha cintura e me afastarem de Jennie. Era Marcos. Ele me encarou espantado sem me soltar enquanto alguns homens, Jisoo e Sana levavam Jennie para algum quarto. Ji-min estava bem ao meu lado, seu olhar estava sendo revezado entre meus cabelos bagunçados e os braços de Marcos envolvendo minha cintura.

- VOCÊ É UM IDIOTA, PARK! - gritei - EU TE ODEIO! - gritei novamente, tentando soltar-me dos braços de Marcos. Não foi preciso já que ele mesmo me soltou depois de sussurrar em meu ouvido que iria checar o estado de Jennie.- Por que fez isso? - perguntei alto.

As pessoas que antes assistiam à luta livra que acabara de acontecer já voltavam para seus "afazeres", enquanto Ji-min e eu permanecíamos ali. 

- Você me pediu para desistir de você, amor. - respondeu em seu tom debochado.

- Eu estava errada. - falei baixo.

- O que? Não ouvi, repete. - debochou outra vez.

- Eu estava errada! - falei mais alto - Ta bom assim? - ele sorriu.

- Está ótimo! - falou agarrando me pela cintura.

- Hey! - falei empurrando minhas mãos em seu tórax, mantendo-me distante - Não pense que eu já esqueci. 

- Eu já. - ele disse acariciando meu pescoço com a ponta do nariz. Respirei fundo empurrando-o levemente de novo.

- Quando vai parar de ser assim, hein? 

- Assim como?

- Achar que pode fazer merda, voltar e agir como se nada tivesse acontecido.

- Mas eu posso.

- Quem disse? 

- Você não resiste a mim, S/n.

- Isso não é verdade. - protestei.

- Vamos para o quarto e eu te mostro que é.

- Não. - respondi, mesmo meu corpo clamando o contrário - Não é assim que a banda toca.

- Você me ama S/n, pra que ficar se fazendo de difícil? Eu sei que você esta louca de saudades do seu brinquedinho. 

- Não viaja, Ji-min. - falei tentando resistir aos beijos que ele começara a depositar em meu pescoço - Você não presta, eu não quero isso para mim.

- Tem certeza? - sussurrou em meu ouvido e em seguida voltando a beijar meu pescoço. Um gemido abafado escapou de meus lábios e eu me condenei mentalmente por isso. Ji-min riu abafado prensando-me contra a parede.

- Ji-min...

- Cala a boca. - ele me cortou avançando em meus lábios.

Não rejeitei. Quero meu homem de volta, ele sempre foi assim, cheio de altos e baixos e eu o amo assim mesmo. E dai que ele beijou a Jennie? Tudo que eu quero agora é matar todas essas vadias que o desejam de inveja, quero que todas vejam que é meu.

- Vamos sair daqui. - falei puxando-o pelas escadas. 

Entramos no quarto ainda nos beijando, mas assim que passamos pela porta eu o soltei e peguei minha toalha que estava pendurada atrás da mesma. 

- Não vou demorar. - falei indo até o banheiro.

- O que?! Não acredito que me trouxe até aqui para esperar você tomar banho! - Ji-min reclamou e eu ri trancando a porta do banheiro - S/n, abre a porta! - ouvi ele bater na porta alguns minutos depois.

- Calma, estou quase acabando!

A verdade é que eu já havia acabado, eu só queria deixá-lo um pouco mais irritado. Ele é tipo, muito bom quanto está irritado, se é que me entendem.

- S/n! - bateu outra vez.

- Calma!

- CALMA O CARALHO! ABRE ESSA PORRA AGORA!

Acho que consegui.

Respirei fundo e me enrolei na toalha. Destranquei a porta e Ji-min abriu a porta antes mesmo que eu pudesse fazer isso. Ele me encarou de cima a baixo e mordeu o lábio inferior agarrando minha cintura.

- Eu vou me trocar para podermos ir. - falei soltando-me dele.

- Ir para onde? - perguntou enquanto eu pegava uma lingerie.

- Para a sua casa. - falei virando me segurando a lingerie.

Ele me olhou com um sorriso malicioso.

- Acha mesmo que eu vou esperar até chegarmos na minha casa? - perguntou atirando minha toalha para longe.

Continua?...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...