1. Spirit Fanfics >
  2. Criminal Love: Jimin ( 1 e 2 temporada) >
  3. Você é minha

História Criminal Love: Jimin ( 1 e 2 temporada) - Capítulo 61


Escrita por:


Capítulo 61 - Você é minha


Capítulo Anterior....

--- Jimin? --- senti todo meu corpo se arrepiar ao ouvir aquela voz doce pronunciar meu nome sem angústia, sem mágoa, sem ignorância, apenas a doçura de sempre. Mas eu não ia me render, não vou procurá-la mais, nem que ela me peça --- Podemos conversar?
--- Não, S/n. --- tentei não ser rude --- Não podemos.
--- É importante. --- insistiu.
--- Com licença, nós vamos pegar uma bebida. --- Hoseok disse arrastando os meninos. Tomara que morram engasgados, deviam ter ficado aqui.
--- Eu só queria dizer que o que Jae-beom disse não é verdade, nunca tivemos nada, ele é só um amigo.
--- Ta, e por que você está me passando essa informação desnecessária, que não vai alterar nada na minha vida?
--- Por nada, só tenho medo que faça com ele o mesmo que fez com Youngjae. --- abaixou o olhar.
--- Ele não vai morrer, contanto que não saiba quem somos. --- dei de ombros --- Não vou mais me intrometer na sua vida S/n, vou cumprir minha promessa, fazer o que você pediu, já tirei você da minha vida, era o que você queria não era?
--- A última coisa que eu queria era sair da sua vida.
--- Então por que saiu? --- ri fraco --- Sinceramente S/n, eu não te entendo, não consigo compreender o passa sendo dessa cabeça. Nos éramos tão perfeitos, estava tudo tão bem, você sempre soube que esse era o meu jeito e do nada você ficou estranha, dramática. Eu tirei você da boate, tirei vidas pra proteger você e você me recompensou indo embora e voltando aqui com um trouxa. --- desabafei.
--- Eu sei, e só agora percebi o quanto você me fez bem.
--- Tarde demais.
--- Também já sei disso. Por isso decidi seguir em frente e tentar uma vida normal, mas você sempre aparece e tudo desmorona de novo.
--- Era assim que eu me sentia, fico feliz que esteja provando do seu próprio veneno.

Capítulo Atual...

Música tema do capitulo:

 

Eu não quero brigar agora
Sei que você está sempre certo, agora
Sei que preciso de você comigo
Mas ninguém está comigo
Passou pelos altos
É, passou pelos altos e baixos comigo
Você tem muito amor
Mas não quer compartilhar ele comigo, é

Nunca atende, nunca me liga
Sabe que o nosso tempo está acabando
Nunca toma atitude quando me quer
Agora eu preciso separar as coisas
Amor, eu já falei demais, eu
Preciso saber que você é meu
Amor, nós já falamos demais
Tem que ser agora, agora

Amor, você vai me amar agora, agora, agora, agora, agora, agora
Agora ou nunca
Eu quero que você me segure, segure, segure, segure, segure, segure
Segure para sempre
Disse que você sabe que eu quero te ter por perto
Por perto, para sempre
Eu quero que você me ame agora, agora, agora, agora, agora, agora
Agora ou nunca

Now Or Never
Halsey

--- Você não sabe como me magoa quando fala assim comigo. --- ela disse com a voz embargada, eu podia jurar que ela ia começar a chorar.
--- E desde quando você tem moral pra falar disso? --- cruzei os braços.
--- Desde quando eu reconheci que deixar você foi o maior erro que eu já cometi.
--- Pena que isso aconteceu tarde demais.
--- Mas você ainda sente algo por mim, eu sei que sente. Nosso amor era uma chama forte demais para se apagar assim tão rápido.
--- Sim, S/n, eu sinto, não vou mentir. Mas também não vou voltar para você, já cansei de te fazer sofrer.
--- Eu não quero que canse Jimin! Eu não aguento mais fingir que te esqueci, não aguento mais segurar essa barreira que eu impus em volta de mim mesma.--- impressão minha ou ela está implorando pra me ter de volta? É disso que eu gosto.
--- Vai ter que segurá-la mais um tempo, até eu colocar minha cabeça no lugar.
--- Isso quer dizer que vai pensar sobre nós dois? --- ela disse aproximando-se de mim.
--- Talvez, mas não crie expectativas.
--- Pense com carinho. --- ela sorriu ficando na ponta dos pés e colando ligeiramente nossos lábios. Foi rápido mas foi o suficiente para me lembrar o quão bom é o gosto de seu beijo.

Jungkook P.O.V.

--- Onde você esta? --- perguntei assim que Sana atendeu.
--- Na cozinha. --- respondeu --- Por que esta me ligando se você está a menos de cinco metros de mim?
--- Por que estou com preguiça de ir ai.
--- O que você quer?
--- Rasteje até aqui, por favor.
--- Ta, espera. --- ela desligou e em menos de um minuto apareceu no meu quarto. --- Aconteceu alguma coisa?
--- Aconteceu. --- falei levantando a toalha para que ela pudesse ver --- Minha toalha branca ficou rosa.
--- E o que eu tenho a ver com isso?
--- Eu sei que foi você sua cabelo de tutifruti!
--- Ta, fui eu! --- admitiu --- Desculpa.
--- Era minha toalha favorita!
--- Você tem um milhão dessas, suas toalhas são todas iguais.
--- Mas essa é diferente!
--- É diferente por que eu sujei ela de rosa. --- riu, nesse mesmo momento meu celular tocou. Fiz sinal mandando Sana esperar e ela assentiu.
--- Oi diva. --- falei assim que atendi a ligação de Jimin. Sana me olhou com uma cara estranha e começou a rir.
--- Oi mona, tenho um babado.
--- Fala logo. --- falei voltando ao meu eu.
--- Vou passar esses dias de férias no Dongdaemun-gu, com meu pai.
--- O QUE?
--- Isso mesmo que você ouviu.
--- E quem vai cuidar das coisas aqui? Você é louco?
--- Você e os meninos podem cuidar para mim, sempre cuidaram. --- falou simples.
--- Eu não sei não, cara.
--- Façam isso por mim, eu preciso de um tempo pra colocar a cabeça no lugar.
--- É a S/n não é?
--- É.
--- Tudo bem então, bro. --- Sana me cutucou --- Faça boa viagem. --- ela cutucou de novo.
--- Valeu, irmão. --- ela cutucou de novo. Vai tomar no cu.
--- Tchau. --- encerrei a chamada e ela cutucou de novo. --- Vai cutucar o cão, diaba! --- gritei e ela riu --- Para de rir e diz logo o que você quer, perua.
--- Adoro esses seus apelideos românticos. --- debochou --- Eu quero saber o que aconteceu, ouvi o nome da S/n na conversa. Eles voltaram?
--- Você viaja. --- debochei --- É claro que não voltaram, mas Jimin vai pro Dongdaemun-gu, disse que precisa de tempo pra pensar sobre eles dois. --- Sana comemorou batendo palminhas.
--- Ai meu Deus! --- gritou pulando em cima da cama.
--- Desce dai, macaca albina. --- puxei-a pelo braço, fazendo-a cair deitada na cama. Me deitei ao seu lado pendendo-a em meus braços.
--- Preciso parar de servir de cupida agora e ir procurar alguém, não quero ficar de titia. --- riu.
--- Você não vai procurar ninguém.---  falei beijando sua bochecha --- Por que você já é minha, só minha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...