1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Criptas e Conflitos >
  3. O beco diagonal

História Entre Criptas e Conflitos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Após receber sua carta para Hogwarts, Travis estava muito animado para comprar seus materiais, mas dessa vez ele vai sozinho, pois sua tia não podia ir, então ele acaba passando por alguns pequenos conflitos.

Capítulo 1 - O beco diagonal


Travis estava em sua casa, jogando videogame, até que sua tia o chama bem alegremente:

"Travis! Travis! Venha aqui!"

Travis, curioso, pausou seu jogo e foi ao encontro de sua tia.

"O que foi, tia Charlotte?"

"Olha só! Meu menino é um bruxo!"

"Como assim?"

"Você recebeu a carta, você vai para Hogwarts!" 

"Uau! Sério!? Que legal!" Travis sempre sonhou em ir para Hogwarts, desde que seu irmão foi também, já que ele queria apagar o passado da sua família.

"Bom, vá salvar seu jogo e subir para dormir, que amanhã de manhã vamos para o Beco Diagonal!" Disse Tia Charlotte, bem animada. E Travis subiu para dormir. Quando se deitou, começou a pensar em como seria aprender magia, cuidar de criaturas mágicas e o que ele mais sonhava em fazer: jogar quadribol.

No outro dia, ele se levantou rapidamente e se arrumou para ir, descendo as escadas, começou a chamar pela tia, mas ela não estava, ele foi na cozinha e na bancada havia uma carta dela, um pedaço de bolo de chocolate e um mapa para chegar no Beco Diagonal. A carta dizia:

"Caro Travis, sinto muito não poder te levar para comprar os materiais, pois houve um imprevisto no trabalho e eu tive que ir. A carta de Hogwarts está com a lista, e está em cima do sofá. Beijos e abraços, Tia Charlotte."

Ele entendeu e foi com muito receio ao tal do Caldeirão Furado. Entrando lá, o Barman logo disse a ele:

"Esse lugar não é para crianças."

"Desculpe mas, eu estou procurando o caminho para o Beco Diagonal. Preciso comprar meus materiais."

"Ah sim, naquela parede ali."

"Ali? Mas como eu vou passar?"

"Você deve ser um futuro primeiranista, então deixe eu te ajudar."

E o Barman abriu a passagem para o Beco Diagonal e Travis passou. Antes da parede se fechar, ele disse ao Barman:

"Obrigado!" E a parede se fechou.

Quando ele chegou, ficou boquiaberto com o que vira. Mas como ele não conhecia o lugar, logo abriu seu mapa, mas ele acabou se descuidando e o mapa voou. E agora, Travis estava completamente perdido. Nos primeiros passos, viu um garoto moreno, de óculos e cabelos bagunçados, e foi ao seu encontro falar com ele:

"Oi, você pode me ajudar? Onde fica Floreios e Borrões?"

"Ah! Você deve ser novo não é? Meu nome é Rowan! E a Floreios e Borrões fica bem ali."

"Ok, valeu cara." Travis agradeceu e foi comprar seus livros. Quando voltou, Rowan ainda estava lá, lendo a sua carta para ver o que faltava. Ele foi lá falar com ele, já que ele parecia intrigado.

"Eaí cara, precisa de ajuda?"

"Preciso sim, eu queria causar uma boa impressão indo para Hogwarts, então eu pensei em comprar um acessório legal. Aí eu não sei se uso um chapéu, uma gravata ou um cachecol. O que você acha que eu posso vestir?"

"Que tal a gravata? Você pode usá-la mais vezes fora do horário de aulas." 

"Tem razão, valeu. E aliás, qual é o seu nome?"

"Travis. Travis Diaz."

"Travis Diaz!? O irmão do garoto das Criptas!?"

"Sim, mas eu não sou como ele. Eu quero ir para Hogwarts para provar que não sou como o meu irmão e mostrar que nem todos da família Diaz  são ruins."

"Ah, te entendo, você parece ser legal." Rowan olhou para seu relógio e se espantou dizendo:

"Caramba! Eu tenho que ir! A gente se vê no Expresso de Hogwarts!" 

"Tá bom, tchau..." Disse Travis. Após esse diálogo, ele voltou a comprar seus materiais.

Após comprar sua varinha, ele acabou se esbarrando em uma garota de olhos violetas, cabelos bagunçados e uma mecha laranja como franja. 

"Ai merda, desculpa!" Disse Travis catando os materiais caídos da garota.

"Olha por onde anda garoto!" Disse a garota, com raiva, pegando seus materiais com Travis.

Uma senhora idosa estava acompanhando a garota e se desculpou pela atitude da garota, provavelmente era avó dela.

Quando elas foram embora, Travis sentiu seu coração pular quando ele viu aquela garota, e se perguntou:

"Que sentimento estranho. O que pode ser? Ah, isso não importa por enquanto." 

E depois ele foi para casa esperar pelo dia de ir para o Expresso de Hogwarts.



Notas Finais


Esse foi o primeiro capítulo! Se minha criatividade cooperar, eu mando outro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...