1. Spirit Fanfics >
  2. Crisântemos - Imagine Jeon Jungkook. >
  3. Biblioteca.

História Crisântemos - Imagine Jeon Jungkook. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei.

Não deixei claro, mas, eu sempre imaginei Crisântemos uma história de época. Por isso, o uso de tecnologia vai aparecer, caso aparecer, bem pouco por aqui.

Enfim, aproveitem a leitura e desculpe por qualquer erro que possa ser encontrado😊

Capítulo 2 - Biblioteca.


Fanfic / Fanfiction Crisântemos - Imagine Jeon Jungkook. - Capítulo 2 - Biblioteca.

Crisântemos.


Seus olhos, até então fechados por um sono profundo, se incomodaram ao sentir a luz do sol os iluminar, esta qual iluminava até a altura de sua cintura. Havia se esquecido de fechar a persiana escura, qual sempre abria ao se levantar, resultando num despertar calmo. 

Seus olhos se abriram com lentidão, a princípio de se acomodarem com a claridade. Após totalmente abertos, a garota conseguiu ver o sol claro e não tão forte. Pensou ser perto das oito da manhã, confirmando sua hipótese ao olhar o relógio na parede, qual mostrava ser oito e dez.

Devagar, retirou o fino cobertor de cima de si, sentando-se na cama em seguida. Passou as mãos pelos cabelos longos, bocejando de forma preguiçosa. Tentou programar algo para fazer naquele dia, entretanto, não veio nada a sua cabeça por conta da sonolência.

Ao tocar o chão com os pés, a garota se levantou e olhou a janela, sentindo um vento frio, fato que ela estranhou visto que ontem estava até que quente. Entretanto, não deu trela para tal pensamento, logo indo em direção a pequena penteadeira que havia em seu quarto. 

Sentou-se na cadeira branca, esta qual era inteiramente detalhada, e pegou um pente, passando-o por suas madeixas, deixando os fios rebeldes agora arrumados. Após pentear seus cabelos por completo, foi até o banheiro com a intuição de terminar suas higienes e se preparar para o longo dia que viria

A um andar acima do da garota, Jeon , ao contrário da moça, acordava assustado. O motivo de ter acordado de tal forma foi as fortes batidas na porta. Sentiu uma leve dor nas costas, e ao perceber que adormeceu enquanto lia o livro de sua mãe, se xingou mentalmente por isso. 

Farto pelo barulho extremamente alto, de mau humor se levantou de onde estava, indo até seu guarda roupa e escondendo o livro em um repartimento escondido. Passando a mão pelos cabelos bagunçados, se aproximou da porta, logo atendendo a pessoa que o infernizara logo pela manhã.

– O que quer? –Perguntou a uma das serventes que estava a sua frente, a olhando com uma carranca séria, sendo esta não apenas pelo mau humor.

– Bom dia senhor, só vim avisar que os preparativos do casamento começarão hoje. –Ao lembrar que os preparativos começariam hoje e que, definitivamente, faltava duas semanas para o tão esperado casamento, o coração de Jeon se aquecia por completo. Entretanto, não soltou nenhuma expressão na frente da mulher.

– Obrigado por lembrar, agora por favor, vá embora e vista algo decente. –Assim como pediu, a mulher saiu dali envergonhada, indo fazer outros afazeres e o que Jeon havia pedido. Enquanto Jungkook logo fez questão de fechar a porta. 

Ao fechar, se escorou no batente e olhou para sua cama, imaginando sua amada deitada nela. Pensar naquilo o deixava relaxado em qualquer momento, até porque aquilo poderia se tornar real. Ele apenas tinha que fazer a coisa certa.

A coisa certa. Fazia tanto tempo que Jeon não escutava ou pensava naquelas palavras, que até se esqueceu de como concretizá-las. Ao menos ele sabia, que com ela, ele tentaria fazer a coisa certa, tudo para ela ficar ao lado dele. Não por conta de sua própria sobrevivência, mas por conta de seu amor por ela. Ele podia não saber de muita coisa em relação aos relacionamentos, visto que nunca havia tido um, mas um ponto importante, era que ele faria de tudo para ela o amar como ele a amava.

Apesar do cansaço e a leve dor nas costas, Jeon logo foi se animando por conta de pensar nos preparativos daquele dia tão esperado para si. Se lembrou como havia reagido ao ver a garota de longe pela primeira vez, aquilo lhe trazia algumas gargalhadas.

Por conta de ser uma estranha e ainda mais por não saber seu nome, Jeon no auge dos seus doze anos odiava a garota que, naquela época, infelizmente iria ter que se casar. Ele não gostava da ideia de se casar tão cedo, ainda mais a ideia de sequer amá-la. 

Jeon podia ser pequeno e um pouco ingênuo, mas sua mãe falava bastante com ele no assunto de se casar apenas por amor e como naquela época o garoto não amava ____, ele achava o casamento uma besteira. Entretanto, conforme os anos foram passando, ele foi aceitando que aquele era seu destino e aprendeu a amá-la, mesmo sabendo que demoraria tempos para ela o amar de volta.

Como dito, no começo ele não havia ido com a cara da garota, mas ao perceber em como ela era gentil e cuidadosa, mesmo não tendo tanta oportunidade de mostrar isso, o coração do jovem foi amolecendo em relação a ela. Então, quando estava com seus 15 anos, já se via perdidamente apaixonado por aquela garota de atitudes bondosas e delicadas.

Desde então, Jungkook só conseguiu amá-la, e mesmo que ela não o conhecesse, ele faria de tudo para ela o amar da mesma forma quando se vissem. Ela fora seu primeiro e único amor, não podia deixá-la partir. Foi então, enquanto olhava para as flores tão adoradas por sua amada, que ele prometeu que tentaria seu melhor com e por ela.


Após um café farto, ____ se encontrava entediada deitada em sua cama. Como havia saído ontem, sabia que sua próxima saída seria, no máximo, perto do seu casamento. Falando nisso, a única servente que tinha permissão para falar com ela, uma mulher de 47 anos que diz se chamar Lin, havia dito para ela que os preparativos do tão esperado casamento começaria hoje. ____ estava nervosa, mas sabia que aquele era seu destino, uma hora ou outra o casamento teria que começar a ser planejado, querendo ela ou não.

Então, sabendo que em menos de uma hora ela seria arrastada pra lá e para cá por Lin e alguma estilista confiável o suficiente para si, levantou-se da cama e olhou para o espelho, vendo um papel com o cronograma da semana. Felizmente, ela não teria que ver muita coisa. Apenas veria seu vestido, que vendo pelo cronograma teria que ir até a estilista três vezes naquela semana, incluindo hoje. Enquanto nos outros dias ela veria alguns comes e bebes do tão falado casamento, enquanto o restante como organização da festa, decoração e etc. seria seu noivo quem cuidaria.

Só de pensar em todo o trabalho já se cansava, mas sabia que não teria como fugir daquilo. Tudo que ela pode fazer foi ir até o closet que havia no quarto, pegar um vestido soltinho na cor pêssego claro e se preparar psicologicamente para o que iria acontecer hoje. Apesar de ir para apenas um lugar, sabia que seria cansativo.

Após horas e horas dentro daquela sala vendo os diversos tipos de vestidos do catálogo e dizendo como queria o seu, finalmente a garota teve descanso. Agora, sentada olhando para a janela do seu quarto, vendo novamente aquele céu totalmente azul, a garota teve uma ideia um tanto quanto arriscada. Iria à biblioteca.

Era uma ideia arriscada, visto que não podia ficar saindo muito de seu quarto, mas (in)felizmente não seria a primeira vez que a garota faria aquilo. Já havia ido até a biblioteca do casarão diversas vezes, porém nunca foi pega, o que a dava coragem de ir novamente. Já que não foi pega nenhuma das vezes que havia ido para o local, não seria pega agora, pensava ela.

Devagar, caminhou com passos leves até a porta do quarto, abrindo-a vagarosamente tentando não fazer barulho. Ao abrir uma fresta, colocou sua cabeça sobre esta, olhando de um lado para o outro vendo se havia alguém no corredor. Ao ver que este estava vazio, abriu mais um pouco a porta para assim passar seu corpo por ela. Agora, nas pontas dos pés, caminhou ligeiro até seu destino.

Ao chegar lá, sorriu aliviada por não ter sido pega novamente. Entrou no lugar espaçoso e cheio de livros, logo encostando a porta. Olhou a sua volta e sorriu maravilhada, fazia um bom tempo que não ia para aquele lugar, julgava que tinha livros novos ali por conta de ter visitado seu segundo lugar favorito a muito tempo.



Após ter ficado andando pra lá e pra cá pelo casarão, Jeon se encontrava totalmente cansado. Suspirou e saiu de onde estava, deixando as pessoas que estavam ao seu redor confusas, visto que tinham mais coisas para resolver naquele dia. Caminhava respirando fundo vez ou outra em direção ao seu quarto.

Apesar de estar ansioso para o casamento, xingou a si mesmo por ter deixado para preparar os preparativos duas semanas antes da cerimônia. Se apenas naquele dia já havia ficado cansado e um tanto estressado, imaginou como seria no resto das duas semanas. 

Pensava que poderia chegar ao seu quarto sem distrações, mas (in)felizmente, sua atenção foi até as grandes portas da biblioteca ao vê-la encostada em vez de totalmente fechada como deveria estar. Estranhando, se aproximou da porta, com a intenção de não chamar atenção de seja lá quem estivesse ali dentro. 

Ao passar pela porta e a deixar da mesma maneira que a encontrou, com passos singelos, foi caminhando pela biblioteca. Ao ver uma estatura humana em um dos corredores de prateleiras cheias de livros, se preparava para gritar com tal pessoas. Porém antes mesmo de abrir a boca, fez questão de fechá-la e se esconder em uma prateleira atrás de si. Abriu um espaço entre os livros e observou sua amada olhando atentamente os livros da, a que ao menos dizia, categoria romance, essa qual se estendia até o fim da biblioteca.

Se abaixou enquanto se xingava mentalmente ao derrubar um dos livros da prateleira em que se encontrava, ato que chamou atenção da garota do outro lado da prateleira.

Curiosa, ____ se aproximou de onde havia vindo o estrondo. Olhou para a prateleira, vendo um pequeno vão. Aproximou sua cabeça de tal, olhando até onde podia o outro lado da prateleira. Ao não ver nada de alarmante, afastou sua cabeça do vão e suspirou. Iria continuar caçando algum livro de romance pelas diversas prateleiras, se não fosse por sem querer chutar algo.

Olhou para o chão e viu um livro de capa dura de cor cinza, onde em letra cursiva e dourada estava o título. O pegou do chão, passou um as mão por tal objeto no intuito de retirar qualquer resquício de poeira, logo lendo o título e em seguida virando o livro para ler a sinopse. Ao ver que se tratava de um romance com mistérios e delicadeza, do jeito que gostava, sorriu e caminhou até uma poltrona no canto da biblioteca.

Assim que Jeon ouviu os passos se afastarem, suspirou aliviado e com passos cuidadosos, saiu de onde estava. Antes de sair totalmente da biblioteca, pode ver sua futura esposa sentada em uma das poltronas no canto do local, enquanto lia atentamente o livro que ele havia deixado cair de maneira acidental. Sorriu minimamente e se retirou da enorme sala cheia de livros, agora, indo finalmente para seu quarto.

Ao chegar, fechou a porta e caminhou até seu guarda-roupa, abrindo o pequeno e secreto repartimento, tirando de lá, o livro que escondia. Com o livro já sobre sua escrivaninha, o abriu, pegando uma caneta em seguida, a mergulhando em um pote de tinta, e logo escrevendo em uma das folhas em branco.


"Ela gosta de ler.

Se ela quiser, eu poderei dar todos os livros do mundo para ela.

Eu quase fui pego derrubando um dos livros de uma das estantes, eu juro que senti meu sangue gelar, ela não pode me ver, não agora. O que é um pouco triste, mas lembrar que poderei vê-la em breve é bom.

Será que ela poderá ler para mim um dia?"

Suspirou esperançoso ao pensar em tal possibilidade. 

Sorrindo abobado, caminhou até o banheiro que havia em seu quarto para tomar seu banho. Sabia que aquele banho seria um pouco longo, visto que se perderia em pensamentos e esperanças de coisas que poderiam acontecer entre ele e sua amada. Mas não achava aquilo ruim, se emaranhar em todos seus pensamentos de coisas que poderia acontecer entre os dois era de longe algo ruim, pelo contrário, o deixava bem. Pois ele sabia que em algum dia, tudo poderia se tornar realidade se ele fizer a coisa certa.




Notas Finais


Tá tudo indo muito bem, aproveitem sksk

Enfim, espero que tenham gostado. Até 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...