1. Spirit Fanfics >
  2. Cristal blood >
  3. Uma noite púrpura

História Cristal blood - Capítulo 50


Escrita por:


Capítulo 50 - Uma noite púrpura


Jungkook abria a porta.

Entrou na casa de Ryo e deixou a mochila no chão da sala.

Não se escutava nada ali. 

A única coisa que Jungkook podia escutar era seu próprio coração.

Sentia que podia morrer pela ansiedade do que encontraria ali.

Como o cristal iria reagir?

Subiu degrau por degrau até chegar na porta do quarto.

Teve que tomar coragem antes de abrir.

- Tae…? 

Mal teve tempo de entrar e sentiu seu corpo ser abraçado.

- Você veio… você está aqui… - Taehyung dizia sofrido.

Jungkook sentia que podia respirar de novo.

Retribuía aquele abraço apertado, tão familiar para ele.

- Eu vim… estava morrendo de medo mas eu vim… - Jungkook confessava.

O alfa se sentia confuso e aliviado ao mesmo tempo. 

- Eu estava com vergonha de te ver de novo... pensei que você ia estar furioso comigo… eu pensei que a Miu não ia conseguir te convencer a vir me ver… eu não estou conseguindo ficar de pé muito tempo… não ia conseguir sair daqui…

- Você pediu pra ela pra me trazer? 

- Pedi… 

Jungkook chorava. 

- Tae, me desculpa por ter escondido isso de você é só que…

Jungkook sentia sua boca ser beijada.

Era um beijo doído.

Com gosto salgado de lágrimas.

O alfa percebia que o corpo do cristal realmente não tinha tanta firmeza nas pernas, o cristal estava sentindo o efeito daquela remédios.

Carregava o cristal pela coxas para a cama.

Todo aquele medo ia embora.

Todas aquelas perguntas. 

Deitou o cristal e se deitava por cima dele sem se separar daquele beijo.

E não queria.

Mas precisava ver algo.

Parou e olhou para os olhos do cristal que ainda permaneciam cor a cor intensa e royal. 

Mesmo com raiva, mesmo tão triste, o cristal permanecia daquela maneira.

- Seus olhos ainda estão royal…

- Sim…

- Mesmo com tudo isso você não voltou a ser como antes…

- Se eu voltasse a ser como antes, ia estar desistindo de você, não? 

O alfa passava a mão no rosto de Taehyung.

- Eu pensei que tinha te perdido, pensei que… 

Taehyung derrubava uma lágrima.

Beijava o alfa.

Havia agonia naquele beijo.

Mas na mente do cristal era insuportável pensar que Jungkook estivesse sofrendo com aquela fome.  

E mesmo assim, ele não havia ido atrás de outro cristal, afinal, para o alfa, tinha que ser Taehyung.

Naquele instante, em que se beijavam, todas as palavras de Jimin iam embora da mente de Taehyung. 

Jungkook não era como os outros.

A imagem daquela maldita pulseira de ouro branco.

A vergonha e humilhação e encarar alguém que pagou pra poder te ter.

Aquilo ficou de lado por aquela noite.

Por aquela noite e por todos os dias que viriam depois.

Passava a mão por debaixo da camiseta do alfa. Ele sempre tinha a pele quente.

Com o azul royal de seus olhos conseguia ter mais consciência do que fazia e o que acontecia porém, a vontade parecia ainda maior, se era possível.

Tiravam a roupa um do outro e cada peça de roupa ia parar no chão.

O cristal sentia sua barriga ser beijada até sentir o alfa lhe chupar. 

Adorava aquilo.

Não diria à ninguém mas achava que aquela era uma habilidade que o alfa tinha. Definitivamente sabia o que fazer, sabia como arrancar gemidos com aquela boca, sabia como fazê-lo querer ser o mais depravado naquela cama.

Era isso.

O alfa tinha a habilidade de fazer o cristal querer se tornar o ser mais pervertido. 

Agarrava os cabelos do Jeon quando sentiu seus dedos penetrarem sua entrada já molhada.

Taehyung não deveria gostar tanto daquilo.

Deveria ser um bom cristal comportado. 

Pelo menos é o que tinha cresceu escutando.

Porém tudo aquilo parecia desaparecer em sua mente. Porque a verdade era que queria mais.

Queria tudo.

- Mais fundo, Kookie… 

O cristal sentia os dedos do alfa afundarem ainda mais em si lhe causando uma sensação de falta de ar.

Jungkook sentia o outro se empurrar contra a sua mão.

Taehyung tinha sido um cristal que tinha muitas dúvidas e receios.

Isso no início.

Agora parecia saber aproveitar uma noite de sexo.

Com certeza estava mais adulto, mais amadurecido.

E definitivamente estava mais delicioso.

O alfa parava tudo o que fazia de uma vez deixando um cristal agoniado.

- Continua, Kookie… - Choramingava.

O desespero era tanto que Taehyung tentava pegar a mão de Jungkook e enfiar os dedos em si mesmo de novo.

Em vão.

O alfa também tinha seus segredos.

E um deles é que gostava de ver o cristal daquela maneira. 

Agoniado de tanta vontade. 

Jungkook fez um carinho de leve o rosto do cristal.

- Kookie… por favor.

Jungkook sorria cinico.

- Como pode eu te amar tanto mas querer tanto te ver sofrer assim, hein? 

- Porque você é mau… Kookie… - choramingava ainda mais.

- Está com vontade de chorar? 

- Estou… estou ficando com raiva também... continua… por favor.

- Tae, em qualquer dia de minha vida, em qualquer momento, basta você me pedir que eu faço mas na cama… é tão bom te ver assim… 

Taehyung mordia os próprios lábios.

Ia tentar se masturbar sozinho já que o alfa não colaborava porém, foi segurado antes disso.

- Ah, Jungkook… chega. Me solta… 

- Não.

- Então transa comigo, mas pára de me judiar… 

- Mas está tão divertido…

- Me fode… eu imploro… 

Era aquilo.

Era aquilo que o alfa queria escutar.

Se enfiava lento no cristal.

Ele mesmo já não aguentava. 

A verdade era que se Taehyung resistisse mais um pouco, ele acabaria cedendo.

Adorava ouvir o cristal gemer.

Adorava sentí-lo lhe arranhar as costas.

O estocava com força. Via a satisfação nos olhos do cristal.

Não que para ele fosse diferente.

Era sempre uma delícia o sexo com o cristal. Daquele tipo que vicia, daquele tipo que você quer todos os dias.

Taehyung fez os dois rolarem e se sentava no colo do alfa.

Rebolava controlando a velocidade e a profundidade da penetração.

Havia aprendido a gostar daquilo.

Controlar a situação.

Era o favorito de Jungkook. Sentir o cristal rebolar em seu colo era sua posição favorita.

Suavam.

Se apertavam.

Se beijavam.

Gozavam.

O alfa apertava as mãos nas coxas do cristal que gemia o mais alto daquela noite. 

Taehyung sujava os dois de gozo enquanto sentia Jungkook latejar dentro de si.

O cristal inclinava a cabeça para que o alfa mordesse seu pescoço e aliviasse a fome, porém, Jungkook passou os dentes de leve no peito do cristal.

- Eu te amo, Tae…

- Ama?

- Amo…

- Quanto? 

Os corações disparavam.

Se olhavam, tinham uma conversa silenciosa.

Jungkook passava a mão no peito de Taehyung até sentir o coração do cristal.

- Amo muito, Tae… eu disse naquela carta que ia te mostrar o quanto…

Um medo e uma ansiedade invadia o coração dos dois. 

Jungkook passava os dentes afiados ali de novo.

- Se eu fizer isso, Tae, é para sempre. Não tem volta. Mas o meu único medo é você não querer. 

- Tem certeza que quer, Kookie?

Jungkook sentia o batimento acelerado do outro.

Queria Taehyung todo para si.

Era loucura amarrar sua vida com a de alguém assim mas depois de tudo aquilo, tinha certeza que viver uma vida sem o cristal simplesmente não valia a pena.

E poderiam chamar aquilo de exagero, de extremo, mas o alfa teve certeza naquele momento de que quem falasse isso nunca sentiu o que ele sentia.

Não tinha a certeza que ele tinha.

- Tenho. Tenho certeza. Eu te amo. 

Taehyung se aproximou do ouvido do alfa e cochichou:

- Então me torne seu, Kookie. Só seu. 

Jungkook olhou uma última vez para os olhos azul royal.

Puxou o cristal para si e sentindo o prazer daquele sexo fincou os dentes no coração do outro.

Taehyung jogava a cabeça para trás.

Aquilo doía.

A maior dor de sua vida.

Segurava os cabelos do alfa e pôde sentir seu coração parar.

Sentia no peito o soro gelado do alfa ser injetado.

Viu sua vida com Jungkook passar na frente de seus olhos.

Todos aqueles momentos de felicidade e tristeza.

Cada passo e cada descoberta.

Cada sorriso e cada lágrima.

Tudo ali passando na frente de seus olhos.

Naqueles segundos que seu coração parava, viu o passado mas pôde ver momentos de seu futuro juntos.

Lágrimas de cor metálicas escorreram em seu rosto.

Jungkook tirava os dentes dali e segurava o rosto de Taehyung com as duas mãos.

O alfa sentia algo gelado lhe percorrer todo o corpo e logo um choque.

Viu o cristal soltar um ar que parecia estar segurando.

- Tae… - chamava cochichando.

Jungkook viu os olhos do alfa riscar de inúmeras cores, viu inúmeros tons fortes até que finalmente os olhos ficavam púrpura.

Os olhos pareciam o universo, um universo cheio de estrelas.

O alfa via o seu mundo todo ali na sua frente.

As lágrimas metálicas molhava as mãos do alfa.

- Tae, tudo bem? - Jungkook perguntava preocupado - Diz alguma coisa. 

Taehyung olhou fundo nos olhos do alfa.

Sorriu suave.

O mais suave dos sorrisos.

- Jungkook, compre o vermelho.

- Vermelho? O quê? Comprar o que vermelho?

- Compre o vermelho. É a escolha certa.

O alfa ficava confuso.

- Você está bem, Tae? Está sentindo dor? 

- Não… está tudo bem.

- Tem certeza?

- Tenho.

Jungkook olhava para Taehyung.

- Você está lindo… - os olhos se enchiam de lágrimas - Você é meu? Só meu?

- Sim… pra sempre, Kookie. 

- Tem certeza?

- Feche os olhos. - o cristal dizia cobrindo os olhos do alfa - Consegue ouvir isso? 

- Não…

- Respira fundo e se concentra. 

Um silêncio se formava mas logo o alfa ouvia algo.

- Estou ouvindo uma batida…

- É o meu coração, Kookie. Posso escutar o seu também… - Taehyung dizia de olhos fechados.

Jungkook sorria.

Puxava o cristal para um beijo apaixonado.

Sentia uma felicidade lhe invadir o peito.

Um sentimento de enorme esperança e calma.

Olhando para o cristal de olhos roxos teve a certeza que aquela era a decisão certa.

Aos poucos ia se sentindo diferente. 

Olhava o peito do cristal.

A mordida de cor vermelha viva jamais sairia dali. Era a marca de que ninguém mais poderia ter Taehyung enquanto Jungkook vivesse. 

O alfa desafiava a vida, o destino e os deuses.

Dando a sua vida para depender da do cristal afinal, nunca mais ninguém poderia o alimentar além dele. A vida de um dependeria da vida do outro.

E aquele era um acordo que Jungkook aceitava de bom grado.

E então, seria respeitado por essas entidades e o amor deles jamais seria tocado novamente, pois nem as grandes forças poderiam mexer com um amor que sacrificaria tudo para ficar junto. 




 


Notas Finais


E esse é o nosso fim! 😭😭

Tentei escrever o máximo que pude!
Porém, uma hora precisaria acabar.
Deixei no gancho a história do Han e de Miu e Ryo, caso eu consiga escrever um extra.
Deixei algo no ar com nosso Taekook também, mas tudo se eu conseguir escrever mais.

Eu amei escrever essa história do começo ao fim.
Chorei escrevendo muitos capítulos dessa história que foi uma das mais intensas que escrevi! (Acho que só não foi tão dramático que Cup of Tea mas como essa durou mais que Cup of Tea acho que no final das contas o drama foi igual! Hahaha)

Obrigada por terem acompanhado até o final! Eu espero de verdade que vocês tenham gostado tanto quanto eu!

Caso vocês ainda não conheçam, eu tenho várias outras histórias terminadas!

“Eu queria que você soubesse” e “Away” (uma é continuação da outra) pra quem quer ver um Tae com personalidade afiada e forte (e quer sofrer bastante! Hehehe) Histórias cheias de hots do começo ao fim.

“Perfeito pra você” pra ver JK com uma personalidade muito fofa mas cheio de segredos! Óbvio que com aquele drama que não consigo evitar! Com certeza uma fic que vai fazer você chorar e ficar confuso!

“Cup of Tea” como eu disse antes. Uma história em que Taehyung é um anjo duvidoso que faz um acordo com Jungkook por sua alma. (Praticamente só drama e Hot essa história! Hahaha)

Tem “Red Gloves”! A primeira história que Ryo e Miu aparecem. Nessa, JK e Tae tem um passado muito fofo mas que logo acaba em drama quando Tae não sabe os motivos do Jeon. Eles voltam a trabalhar juntos quando Tae volta à Coreia e obviamente eles não estão se dando bem. Como sempre, drama, hot e muita fofura!

“Pain free”! Uma história de universo paralelo à Red Gloves! Vemos um Tae sofrido e um JK bem mais frio.
De novo temos Miu e Ryo nessa!

“In sync”! É, definitivamente, a história mais fofa que consegui escrever nessa plataforma! Tae e JK num nível de fluffy que vai fazer seu coração explodir! Você vai chorar e morrer de fofura! Garanto!

“Você se lembra?” O único one shot que escrevi! Queria muito escrever essa história já fazia um tempo! Esse é pra quem está com vontade de chorar rios!

Vou amar ver vocês por essas histórias e amar ainda mais se deixarem um comentário dizendo o que acharam das histórias! Os comentários de vocês são, definitivamente, o que mais me incentivam a escrever!

Beijos enormes, meus bolinhos!
Obrigada! Foi maravilhoso estar com vocês até aqui!
Por favor, deixem um recadinho pra mim, vou amar ler!

♥️🧁♥️🧁♥️🧁♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...