História Crônicas Amorosas do Santuário - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Aiacos de Garuda, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Albafica de Peixes, Aldebaran de Touro, Apolo, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Hades, Hakurei de Altar, Hyoga de Cisne, Hypnos, Ikki de Fênix, Isaak de Kraken, Julian Solo, June de Camaleão, Kagaho de Benu, Kanon de Gêmeos, Krishna de Chrysaor, Manigold de Câncer, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Pandora, Poseidon, Radamanthys de Wyvern, Saga de Gêmeos, Sage de Câncer, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaina de Cobra, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio, Sorento de Sirene, Tenma de Pégaso, Thanatos
Tags Romance, Sexo
Visualizações 191
Palavras 1.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, caras leitoras! Voltei trazendo mais uma fic quentinha (literalmente)! 😂😂😂😂
Estrelando no Ikki de Fênix.
O que será que nos espera?
Vamos ler? 😉

Capítulo 45 - As chamas da Fênix


Fanfic / Fanfiction Crônicas Amorosas do Santuário - Capítulo 45 - As chamas da Fênix

Mais uma vez me encontrei na mansão Kido, no quarto de Ikki, que dessa vez me surpreendeu. Ele está de pé na minha frente, trajando apenas uma calça e seu peito todo à mostra. 

 Ikki: Você não aprende? Veio para me matar outra vez? Dessa vez não terei piedade! 

Ele veio em minha direção para me atacar, mas antes de chegar até onde eu estava, levei minha mão ao rosto e removi minha máscara.

Eu: Estou desarmada, Ikki! Você sabe muito bem a regra das amazonas. Quando um homem lhe descobre a verdadeira face por trás da máscara ou se ama ou se mata.

 Desci a janela do seu quarto e continuei encarando Ikki. Sabia que ele tinha entendido o que disse, quando tirei minha máscara. Mas parecia não acreditar naquilo.

Ikki: Então, você tomou sua decisão? É isso o que quer de mim?

 Eu não lhe respondi nada. Me aproximei dele e me agarrei ao seu corpo, correspondida com paixão num abraço no qual tanto sonhara em receber.

Ikki: Você veio se entregar à mim? 

Apertei meus braços entorno de seu corpo com medo de que me deixasse ali parada sem nenhuma resposta ou reação de sua parte.

Eu: Sim, mas se não me quiser, peço que minha morte seja rápida e indolor! 

Ikki retirou meus braços que envolviam seu corpo e os colocou em seu pescoço, me puxando para um beijo que acendeu as chamas do desejo em mim. 

Com muita habilidade, minha armadura é retirada por ele, que me deixa apenas com a roupa íntima, puxando minha cintura para mais perto de seu corpo, me beijando com desejo  e descendo para todo o corpo, que queimava no prazer da fênix.

Completamente rendida por seus beijos, ele me colocou sobre a cama, entrelaçando seus dedos em meus cabelos, tomando posse do meu pescoço, enquanto roçava seu membro em minhas nádegas. 

Em um furacão de prazer, Ikki começou a me beijar, morder e até dar arranhões, deixando um rastro ligeiramente rosado. Eu me levantei da cama e com um golpe, troquei de posição, ficando por cima dele. Ikki me olhou como um animal feroz prestes a me devorar e em segundos, tirei sua roupa inferior, deixando seu membro exposto.

 Comecei a beijar seu pescoço, descendo lentamente por seu peitoral até chegar em seu membro. Devagar coloquei na boca, subindo e descendo lentamente, deixando-o completamente louco de tesão. 

Fui com sede naquele membro que pulsava em minha boca, me deixando completamente molhada de tanto prazer. 

Ikki, já louco de desejo, usou seu cosmo queimando toda minha roupa e me deixando completamente nua. Eu gritei: "Aah?!" Fora de mim, quando me vi exposta.

Eu: Fique quieto, Fênix... Quem manda aqui agora sou eu. Você está proibido de tentar alguma coisa!

Eu o beijei com muita vontade e envolvida em tamanho prazer.  

Eu: Gostoso, quero sentir as chamas do seu desejo!

Voltando ao seu membro, chupei com mais vontade ainda, fazendo movimentos de baixo para cima com a mão. Ikki já estava tomado por meu prazer, então fui por cima encaixando seu membro em minha intimidade.

Comecei a fazer movimentos lentos de vai e vem, sentindo aquele membro delicioso pulsar dentro de mim, me deixando louca a ponto de me deixar febril.

Eu permaneci todo o tempo o encarando, enquanto me deliciava com os gemidos e suspiros que ele dava a cada movimento que eu fazia. Assistia ele quase se derreter em minha frente de tanto prazer. 

Ikki segurou em minha cintura aumentando meus movimentos, me deixando mais louca de tesão.

Seu corpo queimava ao ponto de arder em contato com minha pele. Queimava de desejo por mim!

Em um certo momento, ikki me segurou e me jogou na cama com força, sem desencaixar de mim como se me mostrasse que agora ele quem dominaria.

Com um sorriso sombrio em seu rosto me disse:

Ikki: Era para isso que você me queria? Me dominar por inteiro? Foi você mesma quem escolheu, agora eu que  domino!

De costas e encaixanda em seu falo, virei meu rosto levando minha mão até seu pescoço, puxando com força até ele chegar em minha boca, enquanto movimentava seu membro em minha intimidade. Aumentou a velocidade, me fazendo gemer alto em seus lábios.

Movimentos muito rápidos que até davam impressão de serem violentos, porém muito prazerosos.

O pênis de Ikki pulsava com muita força, me fazendo pirar. Nesse momento, senti que ele iria gozar gostosamente junto comigo e em seus últimos movimentos, as investidas foram mais fortes.

Caímos na cama um ao lado do outro acabados e ofegantes. Ficamos um de frente para o outro, nos olhando nos olhos. Ele me puxou com cuidado e me beijou com paixão e doçura.

Ikki: Você quer ser minha então?

 Eu: Somente sua e dominado para sempre!

Vocês não devem ter entendido nada, então eu vou resumir...

Fui aprendiz de Geisty de Serpente. Minha mestra foi morta por um dos cavaleiros de bronze de Athena, Seiya de Pégaso, mas chegou aos meus ouvidos que tudo isso começou com o cavaleiro Ikki de Fênix, que interrompeu  o torneio galáctico roubando a armadura de ouro de Sagitário, que seria entregue ao campeão do torneio. E Shina a convenceu a se envolver e acabou morta! 

Decidida a vingar a morte de Geisty, fui  até a mansão Kido no meio da noite acabar com a vida de Ikki, o cavaleiro de Fênix!   

Consegui entrar na calada da noite, já sabendo aonde IKki ficava, entrando pela janela pronta para dar meu golpe. Em um rápido movimento, ele se levantou com seu cosmo altivo e acabei golpeando seu travesseiro.

 Ikki: O que... Mas o que pretende, amazona?

Eu: Vou vingar a morte de minha mestra com seu sangue, Fênix! 

Lutamos com afinco, quebrando muitas coisas pelo quarto, até que certo momento me rendi caída no chão. Ikki me levantou do chão, me falando com deboche.

Ikki: Você foi bem, mas não sou um cavaleiro qualquer!

Com o barulho, Shun acordou e correu para o quarto do irmão. 

Ele perguntou o que estava acontecendo e Ikki, com aquela cara de superior, responde:

Ikki: Saia daqui, Shun! Eu dou conta de tudo!

Shun acena com a cabeça e sai. Nesse momento, consegui desferir um golpe que acertou seu braço, fazendo-o sangrar. Ele me olhou com um sorriso irônico. 

Ele me golpeou e quebrou minha máscara ao meio, expondo meu rosto.

Ele me olhou, parecendo não acreditar no que estava vendo e ficou parado ali, atônito. Aproveitei esse momento para sair fugida pela janela.

Retornei à Ilha do Espectro, chorei copiosamente, acreditando que falhei em minha missão. Deitada na cama adormeci. Os dias se passaram e o rosto daquele belo cavaleiro não saía da minha mente. Queria ser sua! Não me arrependeria nem um pouco. 

Eu: Não posso ficar assim! Preciso voltar e resolver isso antes que fique louca! 

Bom, o resto vocês já sabem. Eu não me arrependi nem um pouco de sentir as chamas da paixão da minha  Ave Fênix!!!


Notas Finais


A parada ficou séria! Pegou fogo literalmente! 😂😂😈😈🔥🔥
Alana, parabéns pela fic! 👏👏👏
Espero vcs no próximo capítulo! Bjosss!!!! 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...