1. Spirit Fanfics >
  2. Crónicas de Walker Adam, símbolo da justiça(s, mudei o nome) >
  3. O início

História Crónicas de Walker Adam, símbolo da justiça(s, mudei o nome) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - O início


Corra Walker, CORRA!

Não pare, não desista!

Mais rápido, MAIS RÁPIDO!

Sem descanso, sem fraquezas, sem- caí em uma poça sem ao menos perceber.

Ó cara, putz, não acredito nisso- então eu estava começando a lacrimejar.

Não, não posso me dar ao luxo de fazer isso enquanto existem pessoas quinhentas vezes pior, que passam fome a todo dia, e estão destinadas a isso por causa do passado, ao caso de pessoas burras que não viram a verdadeira forma deles, o espírito forte.

Vai mudar, sem dúvidas vai mudar, se o destino quis assim, irá ser assim!

Corra Adam, CORRA, essa é SUA vida!

Não é questão de quanto aguenta apanhar, é questão de você levantar, LEVANTE!

É difícil, eu sei, mas será melhor daqui pra frente, acredite em si mesmo.

"-É isso, estou cansado de cair, não abaixarei minha cabeça para mais ninguém!"

"-AAAAAAA"~ gritei, começando a correr novamente


~-----------------~--------------~---------------~----------~

"-Walker Adam, presente?" -perguntou a professora na sala de aula.

Ninguém respondeu...

"-Presente?" -mais uma vez, mas com uma entonação diferente, preocupação, raiva? Talvez os dois.

Cansada, resolveu partir para outro estudante.


"-Muit" -foi cortada de forma brusca.

"-PRESENTE" -o pequeno ruivo gritou ao entrar pulando na sala, estava suado e sua camisa estava um pouco suja, mas ele compareceu e era isso que importava.

"-Á diretoria, rápido" -a mais velha direcionou esta frase ao pequeno Adam ainda em fase de crescimento.

"-Mas professora, eu vim e estou presente."

"-Não quero desculpas senhor Walker, já é a terceira vez na semana, sei de seu estado e toda sua preocupação, mas se deixa-lo impune mais uma vez os outros o tomaram como exemplo e o seguirão."

"-Professora, não acontecerá novamente, eu juro."

"-Tudo bem, irei arrumar um meio termo."

Passou cerca de 15 segundos e então a mesma:

-Após o término de minhas aulas, o senhorito virá comigo a sala principal para termos uma conversinha-
Bufou, realmente o entendia, mas se deixasse desta forma a aula iria virar uma bagunça.

"-Muito obrigado professora, de verdade mesmo."


"-Tudo bem Adam, agora vai pro seu lugar vai."


Apos alguns minutos ela foi falando oque cada estudante desejava, até chegar a minha vez.

"-Walker Adam, herói da U.A.-"
Mal passou alguns segundos, na verdade, foi o tempo do cérebro assimilar tal informação, para ouvir gritos e risos de todos os cantos.

-HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA-
Quando percebi a sala toda estava rindo da minha cara, bem, se eu falasse que não estaria esperando seria mentira, mas foi doído ouvir todas aquelas risadas direcioandas a minha pessoa.

Até um certo loiro irritante gritar

"ADAM SEU DESGRAÇADO, VOU TE MATAR. VOCÊ E O DEKU" -se fosse até mesmo ontem, eu manteria a cabeça abaixada para ele, mas hoje, hoje não.

"-Cai dentro então, vou te quebrar na porrada" -disso apontando eu dedo para ele.

"-CHEGA, eu estou aqui" -a professora disse.

"-Bem pessoal, é isso por hoje pessoal, Walker Adam me acompanhe até a diretoria."


"-Sim senhora" -disse, a acompanhando para fora da sala enquanto olhava Bakugou.



~-----------------~--------------~---------------~----------~

Saberia que seria uma conversa rápida com o diretor, então me sentei na cadeira em sua frente, e fiquei pensando em uma forma de derrotar o loiro estressado.

"-De qualquer forma não acho necessário esta nossa conversa, mas mesmo assim para dar exemplos para outros alunos, vou te falar, um heroi e feito de honra, e você sabe o significado de honra Midoriya?
Honra é um princípio de comportamento do ser humano que age baseado em valores bondosos, como a honestidade, dignidade, valentia e outras características que são consideradas socialmente virtuosas. ... Além disso, "uma honra" pode ser ofertada para alguém em sentido de homenagem, como uma forma de demonstrar respeito..."

~Não conseguirei peitar ele no mano a mano, então preciso de uma estratégia bem elaborada, ele nunca está sozinho, geralmente acompanhado de alguns garotos, cerca de dois ou três.
Para impedir a explosão dele, precisarei de um escudo, usarei a tampa do lixo.
Para atacar também, então usarei garrafas de água.
Os outros cuidarei com o próprio Bakugou, o empurrarei neles e o chutarei com os pés, fazendo-os cair, e então por último, jogarei minha mochila por cima deles.

Plano feito, agora é hora de pensar em como executa-lo de forma fácil e sem me machucar muito.

Irei embora pelo portão da frente, então pegarei a tampa do lixo la de perto.
As garrafas pegarei de suas mochilas, afinal de contas, eles sempre deixam suas mochilas atras jogadas em qualquer canto.

A estratégia está ótima, so preciso pensar em como ele revidara.

De primeira ficará espantado, logo após isso revoltado.
Fazendo suas explosões ficaram mais fortes mas menos centralizadas, me dando uma boa oprotunidade de ataca-lo com minha rasteria, e por fim, joga-la em cima de seus companheiros.

Bem, falando neles... pegarei sua força para usar contra o próprio, eles ficaram parados quando eu começar a atacar o Baguko, quando o mesmo perceber isso, os mandará para cima de mim.

Geralmente vem em um estilo de luta bem básico, que se consiste em usar os punhos de forma desleixada, nem ao menos se lembram dos pés para atacar ou defender, sendo uma ótima brecha.

Por fim no mano a mano, tenho contra os três  cerca de 90% de perder e 10% de ganhar, e neste cenário seria por desistência na parte deles.

Mas com uma estratégia e usando alguns elementos básicos, tenho cerca de 60% de Vitória e 40% de derrota.
O que ainda é bastante, mas não o suficiente.

Agora com estratégia, algumas lutas e defesas que ja analisei de heróis e vilões.
E ainda por cima o elemento surpresa, que os fará ficaram "apavorados" de certa forma, fazendo assim com que percam sua performance de posicionamento padrão, favorecendo-me e muito.
90% de chance de ganhar, 10% de perder.

Tenho que pen~

"-ENTENDIDO, senhorito Walker?"

~Nossa, oque ele falou? Pense Walker Adam, pense.
Ele falou algo direcionado com heróis, ja que não tenho individualidade.
Isto então envolveu honra e honestidade, provavelmente ele quer que eu fale um pedido de desculpas, e que não ira acontecer novamente.
Vou usar de minha forma formal neste caso então.~

"Senhor diretor, não quero usufruir de tal forma minha falta de individualidade, não preciso ser mais do que ninguém.
Então entendo 100% toda a conversa que tivemos, e sei de sua importância.
Quero ser sim um herói, então como posso agir tão arrogante perante toda minha classe, e desrespeitar minha professora entrando de forma brusca em sua sala de aula, que não é nada mais uma área de trabalho, tanto em parte dela, como em minha.
Por isso peço perdão a ela e ao senhor, que poderia facilmente neste momento, estar pensando em uma forma de melhorar nosso ambiente escolar.
Terei hoje de falar que estou errado, tanto que me sinto na necessidade destas palavras"

Após minhas palavras eles me liberaram:

"-Tudo bem então, liberarei você hoje."

"-Obrigado senhor diretor."

Então fui saindo da sala principal do diretor, e fui em direção ao portão central, onde ja sabia oque aconteceria nos próximos minutos.

Quando ouvi passos atras, me virei bruscamente e vi Bakugou correndo atras de mim junto a mais dois garotos.

Tinha que arrumar uma forma de mudar o rumo daquela corrida deles, eles estavam muito rápidos, não daria tempo para eu procurar uma tampa de lixo e me preparar.

Então me disparei ainda mais rápido para o portão central, e quando finalmente cheguei lá, agurruei minha mochila e a joguei para tras, afim de me defender das explosões que eu sabia que estavam vindo.

Powwww

Fui jogado com vontade até a parede ao meu lado, não tive nem tempo de reação, Bakugou ja vinha com outra explosão direcionada a mim, por sorte conseguido desviar a tempo.

Tinha que ficar desviando das explosões dele, até que finalmente achei um padrão, direita, direita e esquerda.

~Vamos Adam, você consegue!~

Direita, desviei

Direita, desviei

Ataquei com um rápido chute na barriga do mesmo com meu pé direito, enquanto continuava esquivando pelo lado esquerdo, ele recuou.

Após isso os dois ajudantes dele resolveram vir também, como eu previ, abaixe-me e deu uma rasteira dupla fazendo assim eles cairem um em cima do outro, ficando fora de combate por um tempo.

Todavia tinha um problema maior, o pior dos três estava estressado e vinha rapidamente direcionando um ataque a minha face.

Se eu começasse a recuar ele não pararia, tinha muita estamina. Estava fora de cogitação revidar, seu meio de escape estava muito rápido, as explosões estavam concentradas e sendo rapidamente miradas.

~Foi diferente do que eu previ, ótimo~

Ligeiramente um daqueles dois foi acertado por um soco concentrado e sem dúvidas muito poderoso.

"-Merda Bakugou, vai se ferrar"- disse me lavantando apos ser jogado um pouco longe, mas perto que eu queria estar e ele estava bem na posição desejada.

"-VENHA SEU MERDA INÚTIL."

Foi então que joguei sua mochila contra o loiro, algo que o mesmo não esperava, apos agarrar a mochila, eu simplismente corri o mais rapido que eu pude e deu um chute duplo nela.

Os dois estavam atras dele, quando foi jogado contra eles não aguentaram e acabaram caindo e o levando ao chão junto.

"-WALKER SUA DESGRAÇA"- gritou se levantando com certa dificuldade, aquele ataque tinha machucado ele e deixando seus amigos fora de briga permanente, estava cansado e fraco, mas não aceitaria ser derrotado por Midoriya.

~Sei que so tenho uma chance, o meu ataque não tem grandes chances de dar certo, porém é o único que tera eficiência.

"-Você sera dorrotado aqui hoje Bakugou."

"-CALA A BOCA."

Segurei a garrafa e direcionei a ele, enquanto o mesmo estava correndo em minha direção.

Slash- foi o barulho de uma certa garrafa jogada contra um loiro explosivo ambulante chamado Bakugou.


Estava correndo na direção dele, quando cheguei perto levantei meu pé e simplesmente deu um chute em sua face com a minha maior força possível.

Porém em contra partida caí com todo a força no chão, realmente não estava preparado para esta luta.


No fim havia ganhado a luta, todavia estava acabado, cansado, machucado.

Fui em direção a minha mochila, coloquei ela nas costas e parti para casa.

Apesar das circunstâncias nada boas para meu lado, eu tinha ganhado com a minha inteligência, foi minha primeira vitoria, de varias que estavam por vir.






Notas Finais


O capítulo foi bom?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...