História Crossfire - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Haechan, Jaehyun, Johnny, Mark, Taeil, Taeyong, Ten, Winwin, Yuta
Tags Chittaphon, Jaeyong, Johnten, Nct, Youngho
Visualizações 43
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaa!! Demorei, mas voltei jjsmssksk espero que gostem e boa leitura

Capítulo 2 - Capítulo 1


Chittaphon acordou e sorriu ao abrir os olhos e ver Youngho ali, com os cabelos bagunçados e caidos por seu rosto, com o braço estendido por sua cintura, com o rosto calmo e um leve sorriso nos lábios.

Johnny tinha a maldita capacidade de ser lindo até enquanto dormia.

Não demorou muito para o mais velho acordar, rir baixo ao perceber Ten o observando e acariciou o rosto do mesmo, deixando um beijo rápido em seus lábios.

"Bom dia, pequeno." sua voz levemente rouca soou bem aos ouvidos de Chittaphon, que o abraçou, não querendo sair dali jamais.

"Bom dia, grandão." riu baixo, tendo seus cabelos acariciados pela mão de Youngho.

Fechou seus olhos, aproveitando a sensação do carinho e realmente tentando acreditar que Johnny o amava, que haviam se beijado e transado, que agora estavam em sua cama, praticamente como um casal e Chittaphon realmente se sentia em um conto de fadas.

Com certeza era um conto de fadas.

"Precisamos nos arrumar para ir à faculdade..." Ten disse em quase um sussurro e Youngho negou.

"Você precisa, hoje não irei poder ir, preciso participar de um jantar importante de família e minha omma insistiu que eu ficasse o dia inteiro com ela e minha irmã para cuidar das coisas." suspirou ao terminar de falar e Ten resmungou algo que o mesmo não entendeu.

"Odeio esse jantares em família, sempre vem acompanhado de uma noticia ruim." Chittaphon fez um leve bico e olhou para o mais velho. "Se alimente direito, ok? Depois eu lhe passo as anotações da aula de hoje e estudamos juntos."

Ten se sentou na cama, se sentindo tímido por estar completamente nu e riu para si mesmo, deixando de se importar e caminhou para o banheiro, entrando no chuveiro segundos depois.

Johnny continuou ali, sorrindo para si mesmo, se sentindo nas nuvens, de fato amava muito Chittaphon e queria mostrar isso ao mundo, mesmo não podendo mostrar aos próprios pais, mas queria que as pessoas soubessem que ele ama Ten e nada o iria tirar de si.

As horas se passaram e ambos seguiram seus caminhos, Chittaphon tentava se concentrar na aula e Youngho mexia no celular, enquanto sua irmã mais velha falava sobre o casamento perfeito que ela tinha e sobre o filho que esperava, Kangmin iria nascer em menos de dois meses e os Seo estavam muito felizes.

"E você Youngho, quando irá me dar a alegria de ter um neto seu?" sua mãe se dirige a si e o mesmo a olha com tédio.

"Omma, estou mais interessado na minha faculdade, tenho prioridades antes de um filho." resmungou, sem tirar os olhos do celular.

"Ah, mas você deveria ter pelo menos uma namorada, já esta na idade de namorar garotas." Youngho riu internamente e negou com a cabeça.

"Tenho outras prioridades." disse por fim, fazendo sua mãe revirar os olhos e voltar sua atenção para a filha mais velha.

As coisas seguiram normalmente, até o jantar com uma família importante dos negócios do senhor Seo, pai de Youngho.

Nada demais aconteceu, apenas estava ali escutando, falou um pouco sobre a faculdade, exército e coisas assim, até voltarem ao assunto "casamento".

A filha mais jovem deles, era um ano mais velha que Youngho e insistiram para que ambos fossem à um encontro, Youngho negou, mas por insistência dos mais velhos, acabou pegando o número de telefone da menina.

Assim que aquela família deixou a casa, Youngho foi para seu quarto, pegou seu celular e ligou para Chittaphon.

"E como foi o jantar?" o menor perguntou, se encolhendo nas cobertas.

"Chato, mas pelo menos pude ver minha irmã, porém não sei, ela me parece chata depois de ter casado." Ten pode imaginar facilmente o bico nos lábios de Johnny e quis muito não estar pelo telefone, para poder o beijar. "Eu senti sua falta o dia inteiro." sorriu e Ten sorriu junto, estavam em sincronia.

"Eu também senti, principalmente de estar junto de voce, a faculdade é chata sem você lá..." murmurou, escutando a risada do mais velho.

"Você poderia mandar a foto das anotações de hoje? Depois me explica tudo, eu realmente não quero me dar mal por causa de um dia de falta."

"Não se preocupe, já irei lhe enviar tudo, eu gravei a aula em áudio pra você, então pode ficar tranquilo."

"Você é perfeito, Chittaphon, obrigado." sorriu, se sentindo realizado por ter o menor em sua vida.

Depois de mais uns minutos de conversa, Chittaphon resolveu dormir e Johnny a estudar.

Eram por volta das uma da manhã, quando o celular do rapaz tocou, indicando ser uma mensagem.

Ele viu o nome salvo, estranhou por alguns segundos e logo se lembrou de quem se tratava.

"Hey, Youngho-ah, sei que é tarde... mas tenha uma boa noite. - Eunhui"

Era a menina do jantar, ele suspirou e enviou uma mensagem de volta.

"Olá, noona, tenha uma boa noite também. - Youngho"

Apesar de desinteressado, eles conversaram até quase duas e meia da manhã e Johnny a achou legal e simpática, uma boa garota.

Esperava que ela não atrapalhasse sua vida com Chittaphon e pudesse ser sua amiga.


Notas Finais


Desculpe pelos caps pequenos, eu prefiro caps mais curtos, entao perdao dnsnkdnsnxm ate uma próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...