1. Spirit Fanfics >
  2. Crush - TOMARRY >
  3. CAPÍTULO ÚNICO

História Crush - TOMARRY - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Só quero que me perdoem se eu tiver deixado passar algum erro.

Obrigada por ler 😘

Capítulo 1 - CAPÍTULO ÚNICO


Fanfic / Fanfiction Crush - TOMARRY - Capítulo 1 - CAPÍTULO ÚNICO

- Você tem um Crush por mim?- Tom  perguntou incrédulo a Harry. Afinal era o menino que jogou sopa quente em si na quinta série que estava ali se declarando. 


A atmosfera no banheiro masculino do Bar estava declinando em direção ao desajeitado, e constrangedor pelo menos para Harry. O garoto decidiu que era hora de contar quem era seu crush, para o próprio crush, isso depois de ter se passado 6 anos. Isso claro depois de umas dez doses de whisky e caipirinha e uma viagem a cruzeiro. 


Com copos quebrados e zíperes aberto  depois de o moreno ter avançado em cima do castanho, pedindo para ser fudido.  Mas agora a energia que os levara para lá parecia estar ficando cada vez mais estranha.


- Uh, sim. - respondeu.


 Um observador menos experiente poderia ter identificado a expressão que passou pelo rosto de Tom como aborrecimento ou nojo, em vez de surpresa seguida de vergonha. 


Harry tinha muita prática em observar pessoas nos últimos quatorze anos. 


- Não era óbvio? - Perguntou o moreno.


- Você invadiu meu armário, roubou meus livros e substituiu minhas roupas de ginástica por um terno de Papai Noel, me tacou limões e eu sou alérgico a limão. Fora que você escreveu uma carta mandando eu ir embora da escola. - falou o castanho, citando todas as maneiras que Harry tentou ferrar com sua vida.


- Sério? Eu pensei que era um terno elfo. Eu invadi seu armário para você vim atrás de mim, o limão foi acaso não sabia que você ia inchar como uma bola. E  a carta, bom ...Você só me ignorava. 


- Era uma roupa de Papai Noel. Tenho 100% de certeza - Tom  puxou Harry para fora do banheiro.  


Em retrospecto, a revelação de Harry fez sentido.


- Olha, eu não estou dizendo que eu era ótimo em lidar com meus sentimentos naquela época ...


- E você está claramente melhor agora?



- Bem, sim. Eu meio que estou. - Mais uma vez esse olhar de vergonha, e depois determinação. O que bebidas não fazem.


- Como, por exemplo. Tom Riddle, eu gosto de você. Acho que você é gostoso  e quero que você me foda - falou atrevido se sentando na perna do castanho, assim que voltaram à mesa.


- Oh meu deus. -  disse Tom, cobrindo o rosto. 


Ele era um homem adulto; Harry deveria ter perdido todo o poder para constrangê-lo. No entanto, de alguma forma, lá estava ele.


- Cale a boca, estou mostrando vulnerabilidade aqui! - Harry pressionou. 


- Acho que devemos namorar. Tipo, nós já estamos, nem que seja nos meus sonhos. - riu alto.


Tom  considerou por um momento. Pois desde da época da escola ele também tinha um Crush em Harry. Mas o garoto na época só atazanava sua vida.


- Tudo bem, vamos namorar. -  ele disse, ignorando o chute que Harry deu em sua perna. O coração de Harry sambou no peito com o sorriso de Riddle.


E Tom  espera que Harry nunca descubra a verdadeira razão de ele ter vindo neste cruzeiro. Ser um agente secreto costumava colocar uma cãibra na vida amorosa, principalmente se você tinha que investigar a vida de quem faz parte dela.


Então ele sentiu a mão entrar por sua camisa, acariciando seu peitoral fazendo arrepiar.


-Bem agora que somos namorados,o que acha de sexo com vinho? - perguntou o menor bem provocante, e então deixou um beijo no maxilar do castanho.


Tom Riddle sentiu seu corpo esquentar. Ah! Se Harry soubesse.


-Acho uma ideia maravilhosa.- ele beijou-o intensamente. O gosto da bebida só deixando tudo o mais quente e gostoso. As línguas se enrolavam uma na outra, chupando o músculo que estava em sua boca. A mão de Tom  subiu das coxas do menor para o seu bumbum apertando sem dó, ouviu Harry gemeu feito um gatinho, enquanto frequicionava mais aquela deliciosa bunda em sua ereção.


Eles se separaram ofegantes e muitos duros, o vento do mar passando por eles, fazendo levantar seus cabelos. Eles eram a imagem mais sexy de toda aquela paisagem.


Os olhos negros de Tom brilharam de plena luxúria. Ele queria Harry, queria foder-lo, queria ouvir ele gritar seu nome enquanto se segurava nos lençóis. Só essa imagem fez seu pau latejar mais, e o pré gozo encharcar a bermuda que vestia.


Isso era tão errado, mas tão bom.


Ele se levantou tirando o moreno de seu colo.


-Vamos para o quarto. - falou depois que já estava um pouco composto.


Harry fez um som de reprovação o menor queria continuar ali, ah, como ele queria ser fudido naquela mesa. Mas mesmo assim ele seguiu o castanho.


Tom  fez uma pequena parada no bar do Navio.


-Porque paramos Tommy, vamos logo. - falou o moreno beijando o pescoço do maior, ali mesmo na frente do garçom que ficou com vergonha do casal.


-Tô pegando o Vinho. - foi só o que o maior respondeu.


Assim que já estava com vinho em mãos eles saíram para o quarto, Harry não parava de provocar, e isso fez que eles demorasse mais para chegar ao quarto do castanho, porque ele sempre parava para agarrar Harry pelo corredor.


Quanto eles entraram no quarto, Tom  mal teve tempo de fechar a porta antes de ser atacado, pelas mãos e boca do moreno.


Ele suspirou alto ao ter sua camisa brutalmente retirada, Harry tinha rasgado fazendo os botões da camisa voarem.


Com o peitoral a mostra Harry traçou beijos por aquela parte de seu corpo, fazendo-o gemer. Ah! Ele chupava sua pele, para logo acariciar com a língua.


-Você é tão gostoso Tom , esperei tanto por isso, quanto pra você me foder.- falou antes de voltar a deixar beijos, pela pele do castanho.


-Ahh! H-Harry..- Gemeu Tom  ao ter seu mamilos chupados, e a mão habilidosa por dentro da cueca.


"Deus, quando foi que Harry tinha aberto a sua berdumada..?" Não sabia responder, mas aquele vai e vem, em seu falo estava enlouquecendo. Harry era bom, muito bom.


O castanho sentiu que viria logo se não parasse o menor logo, por isso ele o afastou antes.


Sem nenhuma palavra ele o puxou para a cama de dossel com lençóis de seda preta e cinza. 


Harry deu um pequeno gritinho ao se jogado na cama com certa brutalidade, o que ele amou. Tom  ficou por cima do moreno, e cheirando o pescoço do menor, levou sua boca próxima a orelha do mesmo.


-Agora é minha vez. Vou retribuir o favor.- E com isso ele começou a marca de chupões a derme do moreno.


Depois de alguns minutos marcando a clavícula e pescoço do de pele alva, ele parou.


Harry ainda estava em uma névoa por cada sensação que o castanho causava em seu corpo. Que ele mais sentiu do que viu, Tom rasgar sua camisa.


-Você não vai precisar disso. - falou retirando a camisa de seu corpo. Harry sentiu arrepiar com o frio do ar-condicionado, mas logo passou, quando Tom o fez tirar a bermuda e a cueca também, e aquela mão em contato com sua parte íntima, o fez em arder em desejo. E toda aquela tortura se iniciou novamente, foram chupadas e mordidas em seus mamilos, peitoral, coxa, todo lugar imaginável. Até mesmo no dedão do pé o castanho chupou enquanto acariciava seu pênis que saia bastante pré-gozo e dolorido de tanta vezes que estava quase lá e o castanho parou.


Tom  derramou um pouco de vinho na barriga de Harry e chupou fazendo mais marcas ali. Até mesmo bebeu um pouco de vinho da garrafa antes de abocanhar o falo do menor.


E aquele vai e vem, retornou, agora com intensidade, Tom  chupava, lambia e assoprava na cabeça inchada do menor.


Ele sentiu que Harry estava quase lá novamente, então parou.


-To-Tommy na-não aguento mais. Por fa-favor. Me fode logo e me deixa gozar. - implorou o moreno. Não aguentava mais ele precisava gozar, precisava ser fudido por Tom.


Tom  só queria que ele implorasse para si. 


-Coloque um travesseiro por baixo da barriga, mãos para trás das Costa e  empina bem a bunda. - Ordenou e Harry acatou sem nem pensar uma vez.


Tom  foi e retirou sua própria camisa, o que restou dela pelo menos, e amarrou a mãos de Harry com ela, pegando também a camisa de do mesmo e com essa ele amarrou em seus olhos.


-Você está lindo assim Harry, cheio de marcas, amarrado e vendado a minha mercê.


A voz de Riddle estava rouca pela excitação, ele andou pelo quarto até a penteadeira onde estava em uma gaveta o lubrificante e camisinha de sabor morango.


Retirando o que faltava de sua roupa, o castanho ficou totalmente nu, se vestiu com a camisinha e voltou para perto de Harry.


Ele ficou atrás do menor e levando seu rosto até em seu orifício, começou a chupar e lambuzar com a saliva, depois colocou um dedo, dois e três, até deixar Harry bem preparado.


Quando terminou passou lubrificante em sim e em Harry também, mesmo que já tenha o preparado antes. E então entrou. 


Ah! Quando ele entrou se sentiu no céu, Harry o acolhia bem, o apertava bem. E as estocada se iniciaram, uma, duas, três, quatro… é muitas outras, das quais os fez gemer alto e profundo.


Depois de um tempo naquela posição eles mudaram, Harry foi por cima, cavalgando e rebolando em cima daquele pau que estava levando a loucura.


Suas mãos agora solta arranhava o peito de Tom Riddle enquanto o mesmo segurava pela cintura com uma mão e a outra em seu pênis.


E foi assim que aqueles dois se jogaram ao ápice do prazer, Harry sujando o estômago do moreno e Tom  o enchendo com sua porra.


Harry era uma bela visão enquanto gozava, cabeça virada para trás, cabelos desgrenhado, vendado, suor em seu corpo com cheiro de sexo e vinho.


Realmente, sexy e gostoso.


 Realmente valeu a pena entrar naquele Cruzeiro. Tom Riddle veio atrás de achar um bandido, atrás de informação sobre coisas perigosas. Só não imaginava que o mais perigoso era parar na cama junto com o homem que investigava.


E ele soube que estava completamente "Fudido" disso,  quando Harry retirou a camisa que tapava sua visão e o olhou com aquele olhar e o beijou. O sentimento de luxúria e a promessa de que "isso" poderia vir a ser mais que um simples, CRUSH.




Notas Finais


Então.. Esse foi o Lemon bem xulo comparado aos que eu façp kkk. .. Mas eu prometo trazer um bem caliente pra vcs qualquer dia desses.

Espero que tenham gostado 😘

Bjinhos😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...