1. Spirit Fanfics >
  2. Crush >
  3. "Uma das pessoas que eu mais amo."

História Crush - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - "Uma das pessoas que eu mais amo."


Se eu já estava vermelha fiquei ainda mais. Lembro que Damian disse que queria conhecer a cidade, mas ir para a sua casa é um plano totalmente oposto do que ele tinha me dito. Alguém me dá uma água com açúcar, tô nervosa.

Ele ainda me olhava esperando pela resposta, tinha se aproximado um pouco mais e eu não conseguia olhar nada mais além da boca dele.

— Você não queria conhecer a cidade?

— Ainda quero, mas queria passar um tempo a sós com você, isso não acontece muito. — Realmente.

— A-ah, tudo bem. Depois você me manda o seu endereço e eu vou lá. — Nem parece que estou quase tendo um ataque.

Continuamos andando cada vez para mais longe dos nossos amigos, mas depois de um tempo resolvemos voltar, andamos tanto que já estava bem longe.

Do nada ele resolve apostar corrida comigo até perto do lugar que estávamos antes, e eu como uma pessoa super competitiva que não lembrava que é sedentária, aceitei.

Não acho que preciso dizer que perdi e bati nele no final, então vou ficar quieta.

— Por que demoraram tanto? — Lucy enciumada on.

— Só estávamos conversando, e bem, queria roubar a sua amiga um pouco. — Por que eu acho que Damian está fazendo ciúme nela de propósito? Ele até está me abraçando.

Minha nossa senhora da bicicletinha sem freio, alguém me tira do meio desses dois.

Me soltei de Dami e andei até Victor, puxei ele até o barzinho que tinha no restaurante na desculpa de comprar uma água, não sou a única que acha toda a situação entre Damian e Lucy estranha.

— O que tá acontecendo entre você e o Damian? — Victor estava tão confuso quanto eu naquela hora.

— Nada, nós estamos nos aproximando e só. Não aconteceu nada entre nós dois até agora.

— Lucy voltou com aquele ciúme bobo dela. Vai sobrar pra nós, você já sabe.

— Eu realmente queria entender o que ela sente agora, me beijou dois dias seguidos e provavelmente vai fazer o mesmo com você, pensei que isso tinha sido uma fase quando aconteceu pela primeira vez.

— Ela me deu um selinho quando você saiu com o Damian. Isso é estranho. Parece que ela quer que a gente namore com outras pessoas mas ao mesmo tempo, quer ter o controle.

— Vamos falar com ela, não quero ter outra briga.

Pagamos pela água e voltamos para a mesa onde o resto do pessoal estava.

Por um tempo, a mais ou menos dois anos atrás, Lucy pensava ter a 'síndrome de Otelo, que é basicamente um delírio que alimenta o ciúme, mas tem vários sintomas. Quando ela disse gostar de mim, foi o começo dos ciúmes e desconfianças sem motivo, na época eu tinha acabado de fazer amizade com Victor e ela não tinha gostado disso, talvez por ser minha única amiga desde os meus oito anos. Sabemos que ela não tem essa síndrome mas, o ciúme dela chega a ser excessivo em algumas situações, felizmente ela nunca foi assim com alguém que já namorou.

Victor puxou ela pra perto do mar, certeza que já está perguntando sobre isso que acabei de contar, e pelo visto, ela está bem calma, espero que não seja nada demais.

Não entendo o que deu neles hoje. Muitos estão bebendo agora que terminamos o almoço, e eu tô apenas tomando água de coco, deitada no colo de Dami. Saí um pouco do sol, estava me tornando o próprio camarão de tão vermelha.

Agora são duas horas da tarde, e não temos nada pra fazer a não ser conversar.

— Ei, que tal fazer o jogo da garrafa? — Jack sugeriu com uma garrafa de cerveja vazia na mão, isso com certeza vai dar merda.

E todos aceitaram, eu sempre me dou mau nesses jogos, pra piorar ainda mais é só de desafios, não sei por que ainda tento. Anotem aí: Rachel não pode participar desses jogos, obrigada, volte sempre.

Me sentei entre Lucy e Jacob, não sei se é bom ou não, mas vamo lá. A primeira a girar a garrafa foi Lucy, que parou entre Victor e Jack.

— Te desafio a beijar alguém da roda. — Lembrando que eles estão bêbados, os únicos sóbrios sou eu e Damian.

Jack levantou e foi até Victor, dando um selinho demorado nele. Até eu me surpreendi com isso, continua, gostei.

Girou a garrafa de novo e parou entre Lucy e Damian, senti a maldade no sorriso que ela deu.

— Te desafio a beijar a Rae. — Como é? Tava demorando para sobrar para mim.

Eu mesma me levantei e fui até ele, como ele estava de pernas abertas, me coloquei entre elas e o puxei, colando nossos lábios, foi só um selinho demorado. Damian mordeu o meu lábio quando eu ia me afastar, até esqueci como respira.

Todos estavam gritando ao nosso redor e ele me deu um último selinho, voltei para o meu lugar sentindo o coração quase sair pulando. Chama a samu, please.

O jogo continuou e todo mundo beijou todo mundo, mas tenho certeza que ninguém vai lembrar nem da metade desse jogo.

Seria uma ótima noite se minhas costas não estivessem ardendo e eu precisasse da ajuda do meu irmão para passar o bendito hidratante, que dor do inferno.

— Você está gostando de alguém? — Por que meu irmão gosta de puxar esses assuntos do nada?

— Talvez...

— É o menino que você vai encontrar amanhã?

— Como você sabe disso? — Abaixei a camisa e me virei para ele, não tinha como ele saber disso, eu nem contei.

— Lucy comentou. — Tinha que ser.

— Talvez seja ele. Por que quer saber?

Agora eu estava deitada sobre ele, enquanto o mesmo fazia carinho no meu cabelo.

— Você só me apresentou um namorado uma vez, pensei que você era assexual. — Agora eu ri, mas foi de nervoso mesmo.

— Diz isso por que você é assexual? — Ele assentiu. — Relaxa Jay, você vai conhecer ele logo.

Desde os meus quinze anos, ele torce para que eu ache alguém logo, mas ao mesmo tempo, não quer dividir a irmãzinha dele com ninguém, muita bipolaridade.

Me sinto protegida tendo ele me apoiando em tudo, Jared é uma pessoa muito paciente e faz de tudo para que eu sempre fique bem e me sinta bem. Devo muita coisa a ele, e sei que sempre vou poder contar com sua ajuda.

Em poucos minutos conversando, senti o sono aumentando e relaxei com o carinho que ele me fazia.

Estou sendo melosa ao falar dele, mas é apenas por ser meu único irmão, e uma das pessoas que eu mais amo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...