1. Spirit Fanfics >
  2. Cry for me (Kiribaku) >
  3. Jealous

História Cry for me (Kiribaku) - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Jealous


Fanfic / Fanfiction Cry for me (Kiribaku) - Capítulo 4 - Jealous

Katsuki definitivamente odiava as aulas de educação física, sua turma era muito pequena então ficavam na quadra menor, que por acaso era aberta. Era um saco para si pegar aquele sol todo e o pior, ter que passar litros de protetor solar apenas pra uma aula chata que na maioria das vezes o loiro era obrigado a participar, era realmente um saco.

-Vai ficar me perseguindo com essa cara de bunda? -Bakugo perguntou para Shouto após de colocar sua roupa para aula

-Midorya estava doente e mandou eu ficar de olho em você. -disse parecendo uma máquina, sem expressão alguma

-E você obedece tudo que aquele inútil fala? -o Todoroki corou olhando diretamente para os olhos de Bakugo e deixando seu brilho alegre invadi-lo ao lembrar do esverdeado

-Claro...quando se trata de Izuku. -suspirou olhando para o lado 

-Eu não sou mais criança tá seu idiota apaixonado! Sei me cuidar sozinho. -se virou de costas com pressa, saindo do vestiário e se sentando em um banco com sombra 

Todoroki e Midorya realmente tinham uma conexão, mas nem por isso a amizade dos dois foi estragada, queria ter tido mais relações assim, confessava.

-O que está fazendo aí Katsuki? -o professor se aproximou suado com uma bola de basquete em mãos

-Descansando. -bufou vendo o professor guiar com as mãos todos para uma fila perto do vestiário

-Tenta jogar hoje, não posso te deixar sem nota. -o loiro se levantou indo para fila junto dos outros e seguindo para outra quadra, o que seu professor preparava

Todos se espalharam pela quadra olhando para o professor e notando que havia outra turma na porta esperando.

-Bem, como a turma de vocês é muito pequena e estamos chegando perto dos jogos anuais da escola, os professores acharam melhor nos juntarmos os dois terceiros do médio nas aulas de educação física. Então recebam o terceiro B bem certo? Seus pestes. -fez um sinal com a mão fazendo a outra professora entrar com sua turma, era realmente maior que a turma de Bakugo.

Logo o loiro viu Kirishima ali de regata-bem marcada por sinal- conversando com Denki animado enquanto se juntava aos outros no local. Por alguns instantes Bakugo sentiu uma pontada de raiva e tristeza, como se estivesse perdendo algo, e isso era algo que o mesmo não admitia.

O ruivo o viu também acenando sorridente e sendo respondido com o sorriso mais falso que o loiro foi capaz de dar. Estava bravo, mas não sabia o motivo daquilo.

-Bom não vai ter aquela palhaçada de meninos contra meninas tá? -a professora da outra sala disse alto fazendo as conversas paralelas pararem- Vão ser dezessete para um lado e dezessete para o outro, podem decidir os times no fim eu e o professor ajustamos.

Kirishima foi para o time aonde estava Ashido, o mesmo que Bakugo havia cogitado ir, mas desistiu dessa escolha ao ver Denki o fitando claramente furioso, então decidiu se afastar e ir para o time oposto, aonde tinham Momo, Tsuyu e Ochako, das pessoas que conhecia. O apito dos professores soou pela quadra grande dando início ao jogo, o loiro estava irritado, e sempre foi bom em basquete, então usou aquilo como desculpa para descontar toda sua raiva.

Jogou com voracidade, arranjando uma forma de tirar a bola da maioria de seus oponentes, e em cinco minutos de jogo, já havia feito a primeira cesta. 

Estava cansado e ofegante, e tudo parecia piorar ao olhar para Kirishima com aquela roupa suada e grudada em sua pele, aqueles cabelos bagunçados e molhados de suor e aquela pele morena brilhando com a luz da quadra, era realmente picante.

Dan marcou a primeira cesta para seu time e Bakugo já estava na segunda. Tudo estava indo perfeitamente normal, até uma dor aguda atingir Bakugo o fazendo cair de joelhos no meio da quadra, fazendo seus ossos da perna estalarem.

Todos o olhavam preocupados e o mesmo estava em choque, até finalmente começar a sentir a verdadeira gravidade da dor, soltando um gritinho de dor, o que fez o professor se aproximar junto a alguns alunos, e dentre eles, um era Ejirou.

-Consegue levantar? É muito forte? Precisa que eu o leve para enfermagem? -disse o autoritário disparado ouvindo os gemidos de dor presos na garganta de Bakugo

-Não... não consigo...-olhou para o ruivo suplicante vendo o garoto fazer menção de se aproximar, mas Denki o proibiu tocando em seu ombro e o levando dali- Que merda...-esmurrou de leve suas pernas frustado- Dói muito. -a maioria ali podia pensar que ele se referia a suas pernas, mas o que doía mesmo era ver Kirishima se retirando com o olhar mais relutante possível.


[...]


-Por que não me deixou ajudá-lo?! Ele deve estar machucado! As pernas dele estavam tortas Kaminari! -Kirishima disse sem fôlego no banheiro 

-É melhor pra você, ele está bem na enfermaria. -disse sério lavando as mãos na pia como se não se importasse

-Não, não está! Pare de me prender! Eu sei me virar! E sei bem o que quero, entendo que você quer meu bem, mas aquilo foi desnecessário. -o amarelado gruniu balançando a cabeça com força

-Para agora! Você não vai lá e ponto! Está decidido Kirishima! -infelizmente o respeito que o ruivo tinha por Kaminari era enorme

-Seu eu te obedecer pelo resto do dia você me deixa vê-lo. -mas não grande demais para impedir-lo de persoadir seu amigo

-Certo! Mas só agora me ouviu! Não te quero com ele por ele. -o ruivo sorriu ansioso saindo afobado e dando de cara com Lukas, que parecia do mesmo jeito

-O que aconteceu com Bakugo? Estão o levando pra enfermeira, ele está bem? Se machucou? Desmaiou? -Lukas parecia realmente ansioso em relação ao loiro, o mesmo parecia ser bastante importante para si

-Não sei ainda ao certo, mas vamos vê-lo agora mesmo, não se desespere! -pegou no pulso no de cabelos negros o arrastando para fora daquela quadra, fugindo da aula- Hã, você está bem certo? -viu o garoto pálido atrás de si

-Ele é como um irmão para mim, estou com medo Eiji. -Kirishima sorriu confortante

-Ele está bem, confia em mim. -seguiram para enfermaria


[...]


-Quer me matar de susto seu idiota! -Lukas disse emburrado abraçando Bakugo que tinha suas pernas levemente enfaixadas

-Calma criança! -riu olhando para Kirishima que parecia muito aliviado

-Como isso aconteceu?! -abraçou o loiro também o fazendo cosquinhas- Mas é sapeca mesmo, não jogue tão a sério assim! -o loiro começou a rir olhando diretamente para os olhos do ruivo admirado

-Oh parem, já estou com diabetes! -Lukas fingiu vômito rindo logo depois- Vai, mas fala, como isso aconteceu?

-Estão bastante doloridas esses tempos. -se referiu as suas pernas sorrindo de leve- Eu devia ter trago atestado médico...-brigou consigo mesmo

-Certo que bom que está tudo bem...e o que estava te dando tanta motivação pra jogar? -Lukas o olhou malicioso

-Nada! -deu um tapa no braço do moreno e olhou para Kirishima- Brigue com ele!

-Por que eu faria isso? -riu admirando a amizade de ambos

-Porque eu estou com as pernas doloridas então você vai educa-lo! -gruniu ouvindo a risada escandalosa de Lukas

-Vai! Fala poxa! -o loiro negou bufando e virando sua cabeça para o outro lado

-Haha, vocês sempre são assim? -perguntou Kirishima rindo bastante

-Ele está de drama, nós nos amamos. -Lukas alegou ouvindo um "não" mau humorado- Uh, não quer voltar para aula Kiri? -o ruivo estava pronto para responder um "não" porém se recordou do que Denki lhe disse, abaixando a guarda

-Ah.... sim é melhor eu ir. Melhoras Bakugo. -sorriu afagando os cabelos loiro do menino- Cuida dele por mim? -Lukas anuiu vendo o ruivo se retirar e enfim jogando sua cabeça encima da maçã exausto

-O que é isso? -olhou para o moreno curioso

-Você me preocupou, eu deveria ter te alertado que estava exagerando, e se tivesse acontecido algo pior, você sabe que tem que tomar cuidado...-suspirou ansioso- Kirishima parecia tão, mas tão preocupado, eu fiquei com medo dele não querer sair daqui, mas parece que dessa vez ele foi...

-Denki. -disse Bakugo aleatoriamente recebendo o olhar confuso do baixinho- Ele era o motivo para eu estar jogando tão freneticamente.

-Denki? Porque ele cara? -perguntou ainda confuso

-Acho que estou....estou com ciúmes dele com Kirishima...-bateu com sua mão em sua testa- Digo, não romanticamente, mas é como se eu estivesse perdendo algo...

-Tudo bem, Respira. -apertou a mão do garoto que respirava cortadamente se esforçando

-É errado? Digo eu o conheço a um mês, não está cedo demais pra começar a sentir ciúmes de uma amizade que nem aconteceu ainda? 

-Vocês conversam o intervalo inteiro, vão pra casa juntos, saem a noite para comer churros juntos, discutem juntos e agora tem até aula juntos. Vocês tem motivo para estarem próximos tão rápido, não se preocupe é coisa de amigo.

Ouvir aquela última frase lhe doeu tanto, mas tanto, sentia que seu peito estava sendo pisado, era tão dolorido que antes que pudesse notar, estava chorando.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...