1. Spirit Fanfics >
  2. Crying isn't like you >
  3. Capítulo 3

História Crying isn't like you - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Crying isn't like you - Capítulo 3 - Capítulo 3

Pov's Frank


Minha visão estava turva e praguejo ao sentir os raios de luz que entram pela janela, aquele não era meu quarto mas pelo menos  a dor de cabeça não estava tão forte, reconheci pela decoração mal feita e o cheiro do perfume que era apenas uma tentativa de disfarçar o cigarro que estava no quarto de Bob. Não me lembro de ter chegado lá nem de muito da festa, desço as escadas e vejo Bob no balcão da cozinha tomando um iogurte.

- Você é gay , Frank?- ele pergunta me deixando surpreso com a pergunta aleatória.

- É zoeira ? óbvio que não, porque a pergunta?. - respondo com um sútil pressa.

- Nós te encontramos com um cara no banheiro,você estava sem blusa e tinha desmaiado. Quer me explicar que merda que aconteceu?. -sinto meu rosto queimar de ódio, não pode ter acontecido nada eu não sou assim.

- Como você mesmo disse eu só estava sem blusa, não me lembro mais do que você , estou tão surpreso quanto. - Minhas palavras eram sinceras. -Assunto encerrado , por favor não estou com cabeça para isso.

Me junto a ele para o café da manhã, que pelo horário já serviria de almoço. Jogamos um pouco e o ajudei em atividades que estavam atrasadas, mas no caminho de volta pra casa esse assunto não me saia da cabeça.

O sono me tinha sido roubado, e os olhos já estavam vermelhos e sensíveis por não conseguir fecha-los, quando enfim peguei no sono já era dia e tinha que me levantar para a escola. 

Faço minhas higienes pessoas e desço em direção a cozinha, meus pais que deveriam estar ali para me cumprimentar e desejar uma boa aula, estavam trabalhando é o preço que se paga por ter mãe juíza e pai piloto, eles nunca estão em casa o que não me incomoda já que já me virava muito bem só.

Quando chego na escola avisto alguns colegas e professores no corredor e vou até meu armário pegando meus livros do dia, na sala Ray acena para mim apontando um lugar vazio ao seu lado, a professora entra então acabo nem conversando com ele. Ele espera a professora virar para o quadro e passa um papel para mim.


Sempre soube que você era viado, relaxa que eu não sou um idiota igual ao Bob. Gerard Way foi o seu primeiro ou você já tinha pego alguém ?

                                               Ass:RayM

Mandoum bilhete resposta.


Vai se foder, eu não sou gay e com certeza não fiquei com esse cara.Quem é esse Gerard Way e onde eu encontro ele ?


Não demora muito para Ray responder, aquilo já estava me deixando assustado a professora poderia perceber e eu não estava afim de ler aquilo em voz alta

Foi mal, nunca te vi com uma garota então achei que era, esquece.  Gerard terminou a escola ano passado e trabalha em uma lanchonete perto daqui.

Rasgo o bilhete para mostrar que a conversa tinha acabado e começo a fazer a atividade. Durante o intervalo pensei sobre o que Ray tinha escrito, então eu parecia ser gay só por não namorar ? Esse não seria algo tão difícil de se resolver. Me levanto e vou até uma garota sentada sozinha.

 - oi , meu nome é Frank Iero. Qual o seu ?- o medo de levar um fora era grande mas um não , não me mataria.

- Heather McCartney, prazer em conhecer você. O que você está fazendo aqui? Desculpa parecer grossa mas se for fazer alguma piada sobre mim para seus amigos rirem eu vou embora. - Heather não era o tipo padrão que os garotos procuravam mas era sim muito bonita, o problema é que era a nerd x9  que estragava qualquer plano de diversão dos alunos.

- Eu não estou aqui pra fazer piada , estou com dificuldade no capítulo 7 o que fala sobre os estudos dos astros, então lembrei que você ficou em primeiro lugar na sala com esse tema. Você quer comer alguma coisa depois da aula comigo e me ajudar ? -sei que não deveria mentir mas a verdade estava fora de cogitação.

Ela aceitou e na saída fomos direto para a lanchonete, conversamos no caminho e ela parece ser uma pessoa muito legal , seus cabelos são cacheados na cor castanho claro e seu rosto tinha sardas , sua boca era pequena e seus olhos castanhos escuros. Entramos na lanchonete e fomos atendidos por alguém que pela aparência tão nova não podia ser Gerard , nem sinal dele e eu me sentia apavorado a cada segundo. Por fim tive que escutar a Heather me explicando um assunto que eu já sabia, paguei a conta e quando ia embora algo me fez voltar .

- Com licença, você por acaso não conhece um funcionário daqui com o nome Gerard Way? - A balconista que se indentificava com o crachá no nome de  Jéssica me olhou curiosa e abriu um largo sorriso.

- Conheço, ele está de folga hoje mas está no apartamento dele que fica aqui em cima, caso o assunto seja de importância creio que ele não negará receber você. -ela respondeu de um jeito sarcástico mas ignorei isso e foquei apenas nas informações.

Agradeci e fui embora com Heather, a deixei em casa e pensei em ir para minha também mas tinha que resolver aquele assunto de uma vez. Tenho que tirar essa história a limpo.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...