1. Spirit Fanfics >
  2. Crystal Snow - Taegi (ABO) >
  3. E na hora do desespero...

História Crystal Snow - Taegi (ABO) - Capítulo 14


Escrita por: e _Sukkie


Notas do Autor


Eu estou feliz que Crystal Snow está com praticamente 100 favoritos de novo. Se lembram que da primeira vez que eu postei eu fiz os especiais de 300, 400 e de 500 favoritos? Eu ia postar o de 300 como especial de 100 favoritos agora, mas decidi não fazer isso. Eu acredito que Crystal Snow pode voltar a ter 600 favoritos. Se isso acontecer eu vou ficar muito feliz, vocês não tem noção

Capítulo 14 - E na hora do desespero...


Fanfic / Fanfiction Crystal Snow - Taegi (ABO) - Capítulo 14 - E na hora do desespero...

Yoongi estava parado no mesmo lugar a quase meia hora apenas sentindo o cheiro doce e excitante que se espalhava pela casa. Foi quando ele se decidiu, não iria voltar para a faculdade.

— Alô? — Disse ele quando ligou para a universidade e a secretária atendeu. — Aqui é Yoongi, Min Yoongi. Só queria dizer que não vou poder comparecer às aulas nos próximos dias... Meu ômega está no cio. — Ele disse a última frase baixo para não correr o risco de Taehyung levantar e escutar. — Sim, muito obrigado.

Assim que desligou ele saiu de casa, não queria correr o risco de ter que se masturbar por passar tanto tempo sentindo o cheiro do ômega.

Ele voltou para casa umas horas depois, tinha passado o tempo no apartamento de Namjoon. Ele reparou que o ômega não estava na cozinha preparando o almoço com sempre, mas o cheiro dele ainda estava lá, então ele foi até o quarto dele e bateu na porta uma, duas, três vezes... E nada.

— Taehyung. — Ele chamou, mas o ômega não respondeu. — Taehyung, abre a porta, precisamos conversar. — De novo, silêncio. — Tae, por favor, não me obrigue a fazer algo que eu não quero, eu sei que você está aí.

De novo silêncio. Yoongi suspirou pesadamente e esperou mais alguns segundos antes de falar grosso com sua voz de alfa:

— Taehyung! Abre essa porta agora, precisamos conversar!

Não demorou muito e o estalo da chave virando na tranca foi ouvido, mas a porta permaneceu fechada. Yoongi abriu e viu Tae deitado na cama enquanto abraçava o urso que ganhou do mesmo.

— O que você quer? — Ele perguntou com a voz baixa e fraca.

— Temos que conversar.

Yoongi se aproximou e se sentou na cama, mas Tae se afastou.

— Não, eu não acho que tenhamos nada para falar. — Disse Tae.

— Temos sim. Você está no cio, acha que não devemos falar disso?

— Não, eu não acho. — Tae escondeu o rosto no urso, evitando olhar para Yoongi.

— Eu só quero saber o que vamos fazer a respeito disso.

— Não temos que fazer nada, você não precisa se preocupar.

— Preciso sim, eu já avisei na faculdade que eu iria faltar durante a uns dias por causa do seu cio.

— O quê?! — Tae olhou Yoongi desacreditado. — Agora vão ficar sabendo e me zoar mais do que já zoavam.

— Não vão, eu não disse que era você quem estava no cio.

Tae suspirou aliviado:

— Obrigado.

— Tae, eu ainda quero saber o que vamos fazer.

— Você não precisa fazer nada além de ficar longe de mim. Não quero que se excite por minha causa e depois tenha que se resolver sozinho.

— Por quê? — Yoongi perguntou com seu sorriso mais safado. — Prefere que você me ajude a resolver?

Tae corou bruscamente e bateu no mais velho:

— Por que faz isso? Idiota. Não, eu não quero.

— Tudo bem, desculpe. Talvez seja melhor avisar sua omma e...

— NÃO! — Tae gritou e assustou Yoongi. — Se avisar minha omma ela vai querer me tirar aqui. Eu não posso sair enquanto os monstros da neve estiverem lá fora.

Yoongi sentiu pena de Tae, percebeu como ele parecia apenas uma criança. Mesmo com o que ele tinha dito, Yoongi se aproximou e o abraçou, sem se importar com a excitação que estava sentindo e a vontade de foder Taehyung de todas as formas possíveis.

— Tae... — Ele disse calmo. — Eu estou aqui.

Tae se acalmou com o abraço e ficou quieto nos braços do alfa enquanto ganhava carinhos em seus cabelos.


[...]


— Eu preciso saber como fazer isso. — Hoseok disse para Youngbin.

Youngbin estudava com eles, não era uma pessoa ruim, mas era puxa saco de Hoseok e fazia tudo que o alfa queria.

— Pega ele e trás para cá mesmo contra a vontade dele. — Youngbin disse simplista.

— Se eu sequestrar ele assim vão colocar a polícia atrás de mim.

— Obriga ele a vir com você então.

— Me diz como, Youngbin.

— Se você diz que ele ama tanto assim o Yoongi, ameaça matar ele. Diz que se ele não vir com você por bem, você acaba com a vida do Yoongi.

— É isso!

Hoseok sorriu


-x- Alguns dias depois -x-


Yoongi já não sabia o que fazer por dois motivos. Primeiro, por causa do cio, por algum motivo, Tae não queria sair do quarto, não comia nada direito e não falava com Yoongi, o evitava sempre que podia. Segundo, o cheiro dele ficava cada vez mais forte, Yoongi não conseguia dormir direito, ficava a noite toda sentindo o cheiro excitante de Taehyung enquanto tentava expulsar os seus pensamentos sujos, ele tentava, mas não evitava a excitação que ele sentia, tão pouco a vontade de transar com Tae até não poder mais.

Nas poucas vezes em que Tae saía do quarto ele fazia coisas não para provocar Yoongi, mas sim por conta do cio, coisas que, mesmo assim, provocavam o alfa...


-x- Poucos dias antes -x-


“— Taehyung! — Yoongi chamou. — Vem comer.

O alfa acabou o almoço e o colocou sobre a mesa, começou a comer sem esperar o mais novo já que sabia que ele provavelmente não iria almoçar, como nos dias anteriores.

Engano dele, Tae apareceu para almoçar, porém, depois que Yoongi tinha acabado. O mais velho agora estava jogado no sofá de qualquer jeito enquanto assistia televisão, foi quando Tae chegou.

— Acabei de comer. — Ele disse em um tom manhoso.

— Que bom, não quero que fique com fome. — Yoongi estava concentrado no programa de TV.

Tae observou ele e se sentou no sofá, se aproximou do maior aos poucos até estar próximo o suficiente para o abraçar e deitar a cabeça no ombro dele.

— Hyung... — Tae chamou com uma voz arrastada.

Yoongi suspirou, sabia que Tae estava fazendo manha por culpa do cio, então tratou de se controlar:

— Sim, Taehyung?

— Por que não desliga a TV e me dá atenção?

— Por que quer tanta atenção?

— Eu não sei...”


-x- Agora -x-


Depois de finalmente conseguir limpar sua mente dos pensamentos sujos Yoongi foi pra cozinha beber água. O cheiro do menor tomava conta da casa e estava mais forte ainda, fazendo com que Yoongi a todo momento socasse uma parede diferente da casa, apenas para (inutilmente) livrar-se da excitação.

Estava no segundo copo d'água quando ouviu um grito seguido de um gemido alto e arrastado:

— Taehyung... — Ele disse baixo.

Ele nem pensou, apenas correu para o quarto do ômega e viu ele chorando abraçado ao urso:

— Dói! — Ele falava entre os soluços e o choro, estava desesperado e tomado pelo desejo e luxúria. — Yoongi, dói muito.

— Tudo bem... Eu... Vou... Eu vou... — Yoongi não conseguia pronunciar uma frase, estava sem saber o que fazer, até que viu os olhos de Taehyung tomarem uma coloração violeta. Ele chamaria por seu alfa. — Eu vou ligar pra sua omma...

Ele correu e pegou o celular, seja lá quem fosse o alfa de Taehyung, ele ligaria para a omma dele e mandaria ele buscar o ômega.

Estava procurando o número desesperado enquanto xingava a si mesmo e ao que começava a dar sinal de vida entre suas pernas, até que Tae começou a gritar mais alto enquanto chamava por seu alfa, e foi isso que fez Yoongi ficar parado no lugar, estatelado:

— YOONGI! ME AJUDA... —Ele parou e mais gritos foram ouvidos, junto com reclamações quanto a dor. — YOONGI!

Naquele momento, ele pareceu não ouvir mais os gritos do ômega, se perdeu em seus pensamentos:

— Não. Não, não, não. — Ele sentiu raiva de si mesmo, a raiva de não estar com seu ômega, o ajudando com sua dor. — Não posso fazer isso!

Ele cobriu os ouvidos para não ter que ouvir os gritos e o choro de Taehyung, ele estava sofrendo. Yoongi sabia que o cio dos ômegas era mais difícil que o dos alfas, mas não podia ajudar Taehyung, talvez o mais novo só estivesse o chamando por ele ser o único alfa por perto. Ele se negava a fazer algo para o ajudar, estava assustado demais.

— YOONGI, POR FAVOR! — Tae não parava de gritar enquanto chorava. —  YOONGI...

— NÃO! — Yoongi gritou, segurando as lágrimas. — Eu não posso te ajudar!


Notas Finais


Enquanto eu revisava esse capítulo minha gata ficou me enchendo a paciência e não quis deixar eu mexer no celular. Será que ela queria realmente carinho ou só queria me impedir de postar esse capítulo que me dá um pouco de vergonha? Alguém avisa pra Sukkie de 2018 que ela precisava escrever as histórias dela melhor socorro

Espero que tenham gostado e até o próximo capítulo anjinhos!
❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...