1. Spirit Fanfics >
  2. Crystal Snow >
  3. Chapter 4

História Crystal Snow - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Avisos:

•Nada na história é real
•Não tenho a intenção de ofender e nem denegrir a imagem de ninguém
•Meu objetivo é apenas entretenimento
•A estória terá 15 capítulos, porém poderei adicionar mais conforme o desenvolvimento da fanfic
•Os capítulos serão postados todas as segundas-feiras
•Esta história é inspirada na obra "O rei de Snowrule"
•A autora da obra original está ciente sobre essa obra
•Pode conter alguns erros de ortografia
•Comentários e favoritos me deixam muito feliz

Capítulo 5 - Chapter 4


Fanfic / Fanfiction Crystal Snow - Capítulo 5 - Chapter 4

Duas semanas haviam se passado

Jimin e Jina estavam cada vez próximos e mais apegados. A princesa realmente amava Jimin e esse sentimento era totalmente recíproco 

Jungkook se manteve bem afastado nesses 14 dias, evitava ao máximo de falar com Jimin ou até mesmo chegar perto do ômega. O rei apenas não entendia o porquê de seu coração ficar tão apertado quando era frio ou se afastava de Jimin

Seu lobo ficava inquieto ao perceber que estava longe do ômega e isso fazia Jungkook ficar irritado

Jimin também sofria com o rei o tratando de tal modo, mas sabia que não poderia esperar por um rei bondoso apenas consigo quando sua fama no castelo era justamente a de alguém frio e arrogante

{...}

-Precisamos arrumar tudo! - Jimin ouvia de um beta enquanto passava pelo corredor

-Tudo deve estar impecável! - uma ômega dizia

-Precisamos de segurança redobrada - falou um dos guardas

-O que está acontecendo pelo palácio? - Jimin enfim perguntou para Jina assim que entrou na biblioteca e a encontrou com dois livros nas mãos e um sorriso enorme no rosto

-Meus avós estão vindo para cá! - exclamou animada ao pensar que veria seus avós depois de muito tempo

Jeon Jin-Hee e Jeon Mina, pais de Jungkook e antigos soberanos de Crystal Snow. Ambos sempre foram muito carinhosos tanto com o filho quanto com a neta, sempre quiseram tudo do bom e do melhor para quem amavam. 

Jungkook era muito grato por ter pais como eles, quase nunca discutiam, a única discussão que Jungkook se lembra de ter com seu pai, foi quando ele descobriu que Taehyung não era um nobre, mas quando percebeu que os dois realmente se amavam, apenas aceitou a decisão de seu filhote

Mina, sua mãe, era bem apegada à Taehyung e sofreu muito com a perda do mesmo, sabia que seu filho demoraria a achar alguém que pudesse quebrar o gelo que formou em seu coração, mas esperava que esse alguém conseguisse fazer Jungkook feliz novamente, afinal, ele merecia aquilo

-Oh! - Jimin não esperava por aquilo - Vejo que está animada

-Muito, Chim! Faz quase um ano que não vejo o vovô e a vovó

-Isso é bastante tempo minha pequena… sabe que horas eles vem?

-No horário do almoço

-Então está quase na hora… - olhou o relógio que apostava onze horas - O que acha de fazermos alguns exercícios de japonês enquanto esperamos por eles?

-Legal! 

-Então vamos começar…

{...}

-Se acalme majestade, desse jeito irá fazer um buraco no chão - Namjoon disse ao rei que andava de um lado para o outro em sua sala

Jungkook estava ansioso para a chegada dos pais, fazia um bom tempo que não se viam e sempre amou a presença de seus pais

-Estou nervoso…

-Estou vendo…

Jeon ficou naquele vai-e-vem durante mais 5 minutos, não conseguiu ficar quieto um único momento, mas assim que ouviu batidas na porta ele correu para abri-la, encontrando, assim, um dos guardas

-Vossa majestade, seus pais, Jeon Jin-Hee e Jeon Mina, acabaram de chegar ao palácio. Estão esperando o senhor na sala do trono…

Se o guarda tinha mais coisas a dizer, Jeon não sabia, pois assim que ouviu onde seus pais estavam, ele saiu daquele escritório às pressas

-Jungkook! - a ômega exclamou assim que viu seu filho, um ano longe de seu “pequeno” era muita coisa - Como pode estar mais bonito ainda meu filho?

-Mãe! - eles se abraçaram - Estava com saudades

-Também estávamos morrendo de saudades de você - Mina apertou ainda mais o abraço

-Ei, eu também quero abraçar meu filho - o alfa, Jin-Hee, disse

Jungkook se separou da mãe e foi abraçar o pai

-Como passou nesse um ano? - Jin-Hee passou todo o seu tempo pensando em como seu filho poderia estar depois de perder o marido

-Horrível, Jina foi quem me manteu são durante esse tempo… - confessou, sua filha era tudo para si

-Falando em Jina, onde está minha neta? - Mina perguntou animada para ver a criança, se Jungkook tinha mudado nesse tempo, o quão diferente estaria a sua menininha?

-Está, provavelmente, na biblioteca com o Jimin

-Quem é Jimin? - perguntou Jin-Hee curioso

-O novo orientador de Jina

-O que aconteceu com o antigo? - dessa vez foi sua mãe que questionou

-Disse o que não devia…

O casal se entreolhou e decidiram não questionar, sabiam que provavelmente era sobre Taehyung e também sabiam que o filho odiava tal assunto, portanto Mina apenas pediu licença dizendo que ia procurar por sua neta, e assim fez

Enquanto andava  pelos corredores pode sentir o cheirinho gostoso de Jina, mas logo percebeu um cheiro familiar junto: o cheiro de chocolate

Assim que Mina chegou à biblioteca, percebeu que a porta estava aberta e logo adentrou o cômodo em silêncio, apreciando a beleza do ômega loiro enquanto ensinava à sua neta

-Se eu digo: “Itekimasu”, você diz? - Jimin perguntava à Jina

-Iterashai! - respondia, sempre animada

-Muito bem! - Jimin sempre fazia questão de mostrar o quão orgulhoso estava da princesa - E se eu disser: “Tadaima”?

-Então eu digo: “Okaerinasai”!

-Excelente! Você me dá muito orgulho Jina, está cada vez melhor! - Jimin sorriu e Mina, que ainda assistia aos dois, sentiu que aquele sorriso seria a causa de muitos outros sorrisos a quem estivesse ao seu redor

-Eu tenho um excelente professor! - a menina abraçou o ômega

Jimin sentia que suas bochechas iriam rasgar de tanto que sorria; ele amava aquela pequena ômega

Assim que os dois se separaram, Jina percebeu a terceira presença no cômodo:

-Vovó! - a menina saiu correndo para abraçar a mais velha

-Olá meu anjinho! - Mina a pegou no colo enquanto sorria - Como você cresceu!

-Eu cresci 5 centímetros vovó! - disse em tom extremamente animado, Jina sabia que não ia ser alta, por isso, cada centímetro a mais era como um vitória

-Tudo isso?! Não acredito...

-Acredita sim vovó, eu cresci muito!

Jimin sorriu ainda mais vendo aquela cena, ver Jina abraçada à mulher aqueceu seu coração de uma maneira inexplicável

-E quem é aquele Jina? - a avó perguntou ainda com a menina no colo, esta que logo quis descer para pegar na mão do ômega loiro e o trazer para perto da mais velha

-Este é o Jimin, ele é meu orientador e meu mais novo melhor amigo!

-Prazer em te conhecer, Jimin - Mina sorriu simpática

-O prazer é todo meu, majestade - Jimin fez uma reverência à antiga rainha

-A aula de vocês já chegou ao fim?

-Sim, senhora - o loiro logo tratou de responder

-Certo, o que acham de irmos nos divertir? Apenas os ômegas? - após fazer essa proposta, Jina pulou animada concordando, amava brincar com sua avó e com Jimin, então não demoraram muito para irem para o quarto da princesa

Iriam brincar de bonecas

Jimin segurava uma boneca de cabelos loiros como o seu, Jina, uma boneca de cabelos escuros como a noite, já Mina segurava um dinossauro

Jina já havia explicado tudo para os dois, como seria a brincadeira e não demorou para eles iniciarem a diversão

{...}

-Como andam os negócios, meu filho? - Jin-Hee perguntou

-Bem…

O alfa mais velho olhou para o filhote e, como o conhecia há 27 anos, sabia que ele não estava em um bom momento, mas também sabia que ele não queria ficar sozinho

-Quer conversar? - Jungkook apenas olhou para o pai e assentiu com a cabeça

Os dois foram em direção à sala de Jungkook, um lugar que teriam total privacidade já que ninguém ousava entrar sem bater antes

-Parece que tudo está cada vez mais difícil - o rei desabafou assim que se sentou em sua cadeira, tendo seu pai logo à frente - Jina está crescendo e tenho medo de ela se afastar ou de acreditar no que seus antigos orientadores diziam sobre Tae, e, a cada vez que ela entra em meu quarto chorando e dizendo que teve um pesadelo onde, além de perder o pai ômega, ela também me perde, eu sinto que meu coração vai partir, ou então quando ela chora e pede para Taehyung voltar…

A essa altura, Jungkook já derramava lágrima atrás de lágrima e seu pai já tinha se levantado para poder afagar os cabelos do filho

Jin-Hee sempre foi assim era firme quanto a questão de Jungkook ser um bom líder para seu povo, mas nem por isso deixou de ser um pai amoroso, não queria fazer como muitos outros reis por aí. Achava desnecessário tratar seu próprio filho com desprezo e só o pressionar cada vez mais mais por conta de seus deveres como herdeiro e foi por isso que resolveu mostrá-lo o poder do amor, ame sua família e seu povo, deixe seu desprezo apenas para os inimigos, que serão poucos se tratar a todos com respeito e igualdade

Jungkook aprendeu bem com seu pai, mas parece que depois da morte do marido, ele tinha se esquecido de tudo aquilo, pelo menos até uns dias atrás…

-Apesar de tudo isso, ele apareceu…

-Ele quem meu filho? - Jin-Hee questionou enquanto ainda passava as mãos nos cabelos negros do mais novo

-Park Jimin… ele chegou há duas semanas, mas trouxe a alegria que todos precisavam nesse tempo…

-Parece que ele é especial - disse vendo a reação do filho, ele parecia pensativo

-Não vou negar isso, ele faz Jina sorrir como antigamente, brinca com ela e já conquistou o coração da pequena…

-Tem certeza que foi só o coração da princesa? - perguntou

-O que quer dizer com isso? - Jungkook perguntou, mas seu pai apenas deu de ombros, ele não iria falar sobre aquilo com seu filho, pelo menos, não agora, ele estava em um momento frágil e irritadiço, não queria ser o motivo de uma explosão no rei

{...}

-Minha pequena - Mina chamou e logo obteve a atenção da neta em si - Quero conhecer um pouco mais Jimin, se importaria se brincasse sozinha?

Jimin ficou um pouco, na verdade, muito, nervoso

O que será que a antiga rainha queria falar com ele?

-Não, vovó. Pode ir falar com o Chim, prometo que gostará dele

Mina sorriu gentilmente para Jimin, passando, assim, segurança ao ômega

Os dois deixaram Jina brincando sozinha e então saíram do quarto indo em direção ao jardim

-O que a senhora gostaria de conversar comigo, majestade?

-Oh não precisa me chamar de senhora, querido, pode me chamar apenas de Mina. - e, mais uma vez, a mulher lançou um sorriso -  E não se preocupe, apenas quero conhecer mais o novo orientador de minha neta; parece que ela gostou bastante de sua companhia

-Ah sim! Eu comecei a trabalhar faz pouco tempo mas já peguei um enorme carinho em Jina. Ela é muito especial para mim

-Posso ver isso em seu sorriso e em seus olhos, eles brilham ao falar de Jina. Seu carinho realmente é genuíno

-Com certeza…

-Mas mudando um pouquinho de assunto Jimin, me diga sobre você, quantos anos tem?

-Tenho 25…

Mina arqueou a sobrancelha naquele instante, o ômega tinha o cheiro quase idêntico ao de Taehyung e agora sua idade também é igual a do falecido…

-Quem são seus pais?

-Kim Namjoon e Kim Seokjin, eles me adotaram quando eu tinha 10 anos...

-Que surpresa! - Mina disse, pois de tudo que esperava ouvir, não imagina que Jimin fosse adotado - E seus pais biológicos? Se não se importar de falar sobre eles, claro…

-Ah não, não me importo - disse, mas isso era uma pequena mentira; falar sobre seus falecidos pais não era algo que ele gostava, por isso optava por falar o mínimo possível - Eles foram mortos durante um incêndio há 15 anos

-Meus sentimentos… - Mina disse com o coração partido após ver a expressão tristonha no rosto do ômega, ela não deveria ter perguntado sobre isso…

-Tudo bem…

-Sabe Jimin - a Jeon tentou mudar de assunto - Tenho a impressão de que você é alguém muito forte, um ômega digno de um alfa maravilhoso

-Muito obrigado, Mina…

Os dois continuaram a conversar e cada minuto trocavam de assunto, pareciam até amigos de tempos, e Mina, quanto mais ouvia o loiro, mais admirada ela ficava. Conheceu Jimin há horas, mas já tinha uma enorme consideração por aquele pequeno

Mina percebeu que passaram muito tempo naquele jardim e que ela iria descansar um pouco antes da refeição, Jimin concordou e resolveu que iria ajudar seu appa Jin na cozinha

{...}

Enquanto isso, no corredor, Ji-Ah e Ji-Hyun estavam conversando sobre o plano perfeito, este que já fora quase totalmente executado, não teria como dar errado

Eles tinham certeza que, depois daquilo, Park Jimin seria demitido e seus caminhos estariam livres para irem atrás do rei

-Agora, tudo o que precisamos é que você, Ji-Hyun, vá distrair aquele loiro oxigenado

-Pode deixar comigo, acabei de ver ele indo em direção à cozinha

-Vai ser mais fácil do que pensei… - Ji-Ah disse sorrindo de canto, o ódio que ela sentia por aquele ômega era enorme, sua inveja era enorme

Ji-Hyun saiu dali e foi em direção à cozinha, mas antes de entrar completamente, fez questão de colocar um sorriso falso no rosto

-Oh, olá Jimin! - cumprimentou como quem não esperava encontrar o ômega naquele lugar

-Olá Ji-Hyung! - devolveu o cumprimetou ao menino que tinha conhecido na semana passada

-Estou indo buscar algumas maçãs para fazer uma torta, gostaria de me acompanhar?

-Claro!

Jimin pegou uma cesta como a de Ji-Hyun e então eles saíram em direção à horta, esta que continha todos os tipos de verduras e frutas

-Eu vou colhendo as que estão nessa árvore e você as que estão naquela, pode ser?

-Pode,claro - Jimin sorriu simpático e foi em direção à árvore, as maçãs estavam espetaculares hoje, bem vermelhinhas e com aspecto de estarem suculentas

Ji-Ah via toda aquela cena de uma das janelas do palácio enquanto sorria maldosa, Jimin iria ver só. Ela estava trabalhando naquele lugar há anos, e o rei não sabia, ao menos, seu nome, já com Jimin, ele conseguiu com que o alfa brincasse e cavalgasse com ele e com Jina em dias de trabalho, e aquilo era deveras injusto na visão da beta

-Você vai pagar Park, Jeon Jungkook vai ser meu alfa e você vai sofrer as consequências…

E, com isso, ela pode finalizar seu plano infalível...

{...}

Jungkook estava na sala do trono resolvendo algumas coisas junto de seu pai antes do horário do almoço, quando vê uma beta entrando desesperada pela porta, algo que era estranho, já que ninguém ficava de tal modo por nada

-Majestade! 

Jungkook se levantou de seu trono e seu coração apertou ao ouvir o que a mulher disse em seguida

-A princesa sumiu!


Notas Finais


E então, gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...