História Cuando pasó? - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bia
Tags Isulio, Shortfic
Visualizações 32
Palavras 1.291
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Capítulo X


Estava a admirar apaixonadamente as flores na minha frente, as quais agora estavam dentro de uma jarra com água. Julio que havia me entregue o ramalhete assim que eu cheguei ao estúdio, fazendo com que meu dia começasse da melhor maneira. Tirei uma foto e postei no story, sem mencioná-lo.

O dia estava nublado, nos impossibilitando de gravar as cenas que ocorriam a céu aberto; estávamos restritos apenas aquelas no interior dos ambientes fechados. Enquanto era filmada uma cena no Laix, eu e os demais estávamos nos arrumando para uma entrevista que seria dada por algum youtuber famoso.

Uma vez prontos, ficamos no set do Fundom, onde iríamos conhecer a pessoa que nos entrevistaria. No entanto, durante a espera, eu e Julio fomos chamados para conversar com Jorge. Eu olhei para o espanhol, mas esse apenas deu de ombros, segurando em minha mão enquanto íamos de encontro ao nosso diretor que estava mais afastado, dando algumas instruções para a equipe técnica. Assim que ele nos viu, dispensou os produtores e acenou para que aproximássemos.

- Pois não, chefe? - perguntei, soltando a mão de Julio.

- Queria falar com vocês sobre algo importante. - Jorge disse, todavia sem demonstrar seriedade. Ainda assim, eu estava receosa.

- O que seria? - Julio perguntou.

- Bom, sobre vocês dois. - ele respondeu, mas continuou quando percebeu a troca de olhar entre eu e Julio - Não precisam se preocupar.

- Não entendo. - falei. Até então eu não havia pensado na possibilidade de sermos impedidos de namorar devido o nosso trabalho, mas agora, diante do nosso diretor, o medo se apoderou de mim. Eu sabia de muitos casais que se formaram durante o tempo que conviveram juntos ou antes mesmo disso. Porém, há sempre exceções e alguns podem ser severos quanto à isso, prezando o profissionalismo de seus atores, sem que eles criem laços afetivos com o parceiro.

- Eu soube que vocês dois estão juntos. -Jorge explicou - Mas está tudo bem. Eu apoio.

- Sério? - Julio questionou novamente. Eu me fazia a mesma pergunta.

- Claro que sim. Não posso privá-los de ficarem juntos. Por que deveria? Não são os únicos do elenco. E mesmo assim seria insano. Eu sei que vocês são excepcionais no que fazem e não vão me desapontar.

- Jamais faríamos isso. Obrigada! - falei animada, enquanto o abraçava e Julio lhe dava tapinhas nas costas ao também dizer:

- Fico feliz, pois agora somos namorados.

 

• • •

 

A entrevista foi descontraída. Fizemos algumas brincadeiras e respondemos perguntas feitas pelos fãs através do Instagram. 

- Bom, antes que o vídeo termine, o que vocês têm a dizer para a galera sobre os próximos episódios?

- Só posso dizer que serão momentos decisivos para Bia e seus amigos. - eu disse olhando para a câmera.

- Cenas muitas importantes que vocês não podem perder. - Gabi completou, sorrindo.

- Teremos muita música, romance e descobertas. - Guido também falou.

- Nada muito diferente do começo, mas com certeza mais intenso. - finalizei.

- Alguém me segura, já estou ansiosa. - ela falou, fazendo a gente rir - Mais uma pergunta e acabamos por aqui, prometo.

- Não tem problema, estamos gostando. - Andrea falou e concordamos.

- Ah, vocês são fofos demais. Mas essa é para duas pessoinhas. - ao falar isso eu já soube quem eram e os meus colegas também porque começaram a rir - Isa e Julio, o que vocês são um para o outro?

Julio estava sentado ao meu lado e ao olhar em seus olhos, ainda que brevemente, deixei que ele respondesse à essa pergunta como preferisse.

- Hoje somos o que vocês, fãs, sempre quiseram da gente.

 

No final das gravações, todos falavam alto e ao mesmo tempo, comentando sobre o que tinham achado e como queriam ver logo o resultado final. Eu encontrei Julio no meio e o abracei, ele prendeu os braços embaixo de minhas axilas e me girou no ar. Quando paramos, ele me beijou enquanto eu ria.

- Eu te amo. - ele sussurrou para mim e foi como se tudo à nossa volta se congelasse enquanto eu apenas acompanhava o movimento de seus lábios pronunciando cada sílaba.

- Eu te amo. - também decretei, um sorriso escapando de minha boca ao mesmo tempo em que eu era novamente circundada por seus braços.

Fomos interrompidos quando André apareceu no estúdio e, ao vê-lo por cima do ombro de Julio, eu fui correndo cumprimentá-lo. Três dias longe eram suficientes para eu sentir saudades do otário.

- Você tinha razão. - falei após as preliminares - Agora você vai ter que ir ali falar com uma certa garota.

- Você é insuportável. - o loiro falou, bagunçando meu cabelo.

- Cara, eu não gosto de segundas chuvosas, mas hoje está sendo uma das melhores que eu já tive. - Alan falou e eu também o abracei.

Realmente estava sendo um dia muito especial. Uma energia muito boa emanava de cada um e juntos formava-se uma miríade de emoções. Só desejava poder desacelerar o tempo. Assim que a série cessasse, bem como todos os projetos que a envolviam, eu ia sentir muita falta. Porém, serei para sempre agradecida. Havíamos formado uma família ali e isso jamais ia se romper.

 

Estava na casa da Agus junto de Giulia, Guido, Julio e André. Contávamos à esse último sobre como havia sido nosso fim de semana e ele fazia o mesmo. Quando o assunto saturou e o silêncio começou a dominar, André falou, fazendo os meninos zombarem:

- Agus, podemos conversar?

- Sim. - minha amiga respondeu e pude notar ela arquejar. 

Quando eles se afastaram e foram para outro cômodo, eu e Giulia fomos atrás.

- Eu não posso perder isso. - falei quando Julio me repreendeu com o olhar.

- Até parece que ela não vai contar para vocês depois. - Guido falou.

- Mas ver ao vivo é mais emocionante. - Giulia disse, respondendo ao namorado.

Como a porta estava encostada, eu a empurrei sem fazer barulho e colocamos nossas cabeças para dentro, sem que eles nos vissem. Palma e André estavam sentados na cama e eu quis gritar quando ele pegou na mão dela e olhou em seus olhos.

- Agus, já faz um tempo que a gente se aproximou, né?

- Sim, somos muito próximos. - ela concordou, abaixando o olhar para suas mãos unidas, mas voltando a olhar para o André quando ele continuou.

- Então, e com isso eu comecei a ver você com outros olhos. Mas queria saber se você sente o mesmo.

- Sinto. - Agus falou tímida, mas um sorriso de igual característica surgiu em seu rosto.

- Você aceita então ir ao teatro comigo? Eu tenho os ingressos.

- Aceito. Você sabe como eu adoro. - ela falou o abraçando. - Agora é melhor voltarmos. - ela disse, se colocando de pé.

- Antes, - André falou, ficando na mesma posição, mas a segurando pela cintura - precisamos disso.

- Agora não. Estamos sendo observados. - Agus falou sem se deixar ser beijada quando nos  viu espiando.

- Ah, não! - falei adentrando no quarto - Não queríamos atrapalhar.

- Claro que não. Só saber de tudo. - Agus falou, passando por nós e saindo do quarto. Ela estava tentando soar brava, mas um sorriso traiçoeiro brincava em seus lábios.

- Eu estou tão feliz. - Giulia falou quando voltamos para a sala. Julio e Guido mexiam nos celulares, mas pararam quando viram que todos haviam retornado.

- Por quê? - Guido interrogou - Que eu saiba não foi você que foi pedida em namoro.

- Seu bobo. - a italiana disse - Enfim vamos poder ter nossa saída de casal.


Notas Finais


THE END

Eu comecei a escrever essa estória sem nenhum planejamento, mas já sabendo que ela seria curta e leve como foi mesmo (até porque não terei tempo para algo mais extenso). Então quero agradecer à todos que acompanharam até aqui, vocês são demais. Em especial, à @work_woms. Você foi um presente e o que BIA uniu, ninguém separa. ♥

Agora eu vou surtar com a parte 3 da série e ler as fanfics de vocês que também escrevem. Fiquem bem! xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...