1. Spirit Fanfics >
  2. Cuidado Com O Anjo - Gastina e Lutteo. >
  3. "Você Me Abandonou!"

História Cuidado Com O Anjo - Gastina e Lutteo. - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura❤️

Capítulo 15 - "Você Me Abandonou!"


Tenta não se acostumar,eu volto já

Me espera...

Tiago Iorc Feat.Sandy - Me espera


Juliana Ribeiro

Eu sou uma gênia, devíamos ter pensado nisso a muito tempo colocar a culpa no empregado não é nada pessoal com o Gastón,pobre garoto mas antes dele do que eu não é mesmo?!

Estou aqui agora em minha doce casa,ou na casa de Miguel que logo logo passará a ser minha quando nos casarmos,tudo está certo como deve estar.

Estou no escritório de Miguel quando vejo a empregada me chamar dizendo que tenho visitas,quando o vejo parado na porta do meu escritório não posso deixar de parabeniza - ló

Juliana - Olha,meus parabéns conseguiu fazer tudo direitinho,no começo não confiei muito a você mas tudo deu certo - O encaro e vejo seu olhar curioso e logo entendo - E não se preocupe,o dinheiro que desviamos foi colocado em uma conta onde nunca irão descobrir nossos rastros,e sua parte já está sendo providenciada.

Simon - Bem espero,não foi fácil te ajudar Luna é totalmente cabeça dura,mas eu só não entendi uma coisa,porque quis que eu os seguisse naquela lanchonete?

Juliana - É simples Álvares,dia de sábado Gastón não trabalha,e se eu fizesse isso da empresa óbvio que iam descobrir aquilo é cercado de câmeras,por isso quando mandei vc e meu amigo atrás deles ele entrou na lanchonete no minuto em que vc saiu com Luna para fora,ele se sentou perto da mesa onde estava Nina,Gastón e Matteo e lá ele pôde invadir o sistema do celular de Gaston e fazer a transferência de dados pelo celular dele,quando a polícia investigar o celular de Gaston saberá que ele estava na sorveteria e então a polícia puxará nas câmeras onde Gastón estava,e ele estará lá na lanchonete

Simon - Ótimo,e quando recebo minha parte?

Juliana - Você saberá - Ele se vira para sair mas eu o chamo de novo e ele olha para mim - Espero que não esteja arrependido

Simon - Não estou.

Juliana - Espero.Porque se eu cair você vem junto.


Matteo Balsano

Sim!eu acabei de ligar para a mulher que me abandonou me deixou sozinho com meu pai.

Estava em ligação com ela explicando tudo o que havia acontecido com Gastón e os problemas que aconteceram,mas eu só pensava no dia em que ela me abandonou e abandonou meu pai.Mas Luna estava certa,por mais difícil que fosse,meu irmão precisava de mim.

Livia - Tudo bem filho,eu estou pegando o primeiro vôo de volta pra Buenos Aires,me passe o número de telefone desse delegado que eu irei perguntar mais sobre o caso.

Matteo - Tudo bem...er... Obrigado - Desligo o telefone depressa e me sento na cama com as mãos segurando minha cabeça,Luna se aproxima e abraça minha cintura pelas minhas costas,me viro para encara-la...Aqueles olhos,ela é meu anjo está sempre aqui para me reconfortar.

Luna - Mauricinho você ficou tenso,me conta o que aconteceu com sua mãe...Você nunca me contou... - Eu não gosto de tocar nesse assunto com ninguém porque me machuca e nunca ninguém além de Gaston fosse alguém importante para mim contar aquilo,mas ela não era qualquer pessoa,era Luna.

Matteo - Bom,até meus sete anos de idade minha mãe e meu pai viviam felizes sabe,era tudo perfeito o me pai com sua empresa e minha mãe com o trabalho de advogada,até eu completar nove anos...Bem - Minha voz embarga e Luna segura minhas mãos o que me acalma e me faz continuar a história - Meus pais não estavam bem a alguns meses e viviam brigando por isso eu sempre ficava mais na casa do tio Henrique e na de Gaston,com minha mãe havia recebido uma proposta de emprego em Nova Iorque,era uma boa proposta mas meu pai não poderia ir,a empresa estava melhor do que nunca e estava crescendo cada dia mais ele não podia simplesmente abandona a Argentina,me lembro como se fosse hoje o dia em que minha mãe arrumou as suas coisas e foi embora sem nem olhar pra trás - Quando sinto Luna limpa minhas lágrimas as quais nem percebi que estavam sendo derramadas - Ela me ligava todos os dias e sempre me dizia para espera - lá em meus aniversários,natal,ano novo,e nada...Ela nunca aparecia quando completei 13 anos,resolvi não atender mais ela,nem responder seus e-mails minha mãe foi quem mais me magoou e isso dói na minha alma até hoje - Olho para Luna e a vejo chorar,ela me abraça do jeito mais doce e compreensivo do mundo,eu nem sei se mereço todo aquele afeto

Luna - Sinto muito por chorar - Ela diz e solta um riso - Eu só... - Eu a Interrompo com um beijo e quando paramos ela me olha e eu não consigo para de admirar,o brilho de seus olhos e como ela é perfeita.

Matteo - Obrigado Luna,por ter me escutado 

Luna - Não precisa me agradecer,eu... - Ela abaixa a cabeça mas depois a levanta novamente - Eu te amo Matteo Balsano - Assim que ela diz isso eu a beijo novamente e dessa vez só paro quando o ar nos falta 

Matteo - Eu te amo Luna Valente - Ela me olha e sorri

Luna e eu ficamos em meu quarto conversando,o que me ajudou a me distrair em relação a Gastón já havia anoitecido e eu estava me arrumando para levar Luna para casa quando descemos as escadas vi meu pai abrir a porta e então lá estava ela,depois de nove anos ela estava aqui,minha mãe havia voltado.

Assim que ela olha para a escada ela me olha e vejo seus olhos marejados

Livia - Meu Deus filho, você...Você está enorme 

Matteo - É,tenho 18 anos não ia continuar com corpo de 10 para sempre - Quando digo isso,meu pai apenas olha para minha mãe com uma feição desconfiada e eu apenas a encaro então Luna vai e quebra o silêncio.

Luna - Bem...Oi - Ela estende a mão para minha mãe que a olha com um sorriso enorme - Meu nome é Luna

Livia - Prazer Luna,sou Livia e uau...Você é linda 

Luna - Muito Obrigada

Matteo - Bom,preciso levar Luna para casa está ficando tarde 

Livia - Ah,mas você já vai sair filho?

Matteo - Sim mas não se preocupe,eu volto não sou igual você

Gabriel - Matteo Por favor - Ele me olha - Pode deixar que eu levo Luna,você e sua mãe estão precisando recuperar nove anos juntos 

Matteo - Mas pai...

Luna - Não se preocupa está tudo bem,Gabriel tem razão - ela o olha e meu pai sorri para Luna - Bem... Foi um prazer conhece - lá Livia 

Elas se despedem e Luna vem até mim e me dá um selinho rápido e vai embora com meu pai.

Livia - Sua namorada é linda - Ela diz se sentando no sofá 

Matteo - Sim,ela é...Agora vamos,não tenho tempo pra isso agora 

Livia - Filho olha eu sei que foi difícil pra você a minha partida mas fiz isso porque era melhor para todos nós e...

Matteo - Não - Eu a Interrompo - Você fez o que era melhor para você,você tem noção do que eu passei sentindo sua falta?Você abandonou eu e o meu pai sozinhos viemos morar com o tio Henrique e Gaston eles são a única família que temos e não deveria ser assim,pois você deveria ser minha mãe 

Livia - Mas Matteo,eu ainda sou sua mãe filho,eu estou aqui 

Matteo - Não,você não é minha mãe,você está aqui agora mas você se lembra? Nos meus aniversários,quando dizia para mim espera- lá para cantar parabéns ou assomprar as velas,no natal você dizia que que sempre chegaria antes da meia noite e eu ia dormir todos os dias pensando no dia em que eu a veria comigo de novo - Quando a vejo,seus olhos estão cheios de água e suas mãos trêmulas - Você nunca veio,e eu te esperei,você me abandonou

Livia - Filho,eu... - Ela Diz com a voz embaraçada - Eu quero te recompensar por isso

Matteo - Quer mesmo? - Ela assenti olhando para mim - Então faça o que faz de melhor e seja uma advogada,vá e tire meu irmão da cadeia,tira a minha família de lá e talvez eu acredite que vc se arrepende

Subo para o meu quarto e não me aguento,caio em lágrimas e me lembro que Gaston não está aqui para me ajudar agora,e isso só piora tudo.


Nina Simonetti 

Eu estou cansada e agoniada,eu não paro de pensar em Gastón e no que ele deve estar passando,será que está com fome?ou com frio? aí meu Deus,por favor,me ajuda.

Nada disso teria acontecido se não tivessem armado para ele,a questão é quem e meu pai...se ele não tivesse feito a queixa,assim que penso nisso tenho uma ideia e vou até a casa do meu pai.

Amanda - Senhorita Nina,aonde vai essas horas?!está muito tarde!

Nina - Amanda por favor,você me viu crescer é só Nina,e bom...Estou indo até meu pai,pela primeira vez preciso admitir que preciso dele 

O motorista me leva até a casa do meu pai e como todos me conhecem entro e espero uma de suas funcionárias ir chama- lo.

Ricardo - Filha,a que devo essa surpresa agradável? 

Nina - Corta essa Ricardo,preciso de um favor

Ricardo - Diga-me

Nina - Tire a queixa do Gaston,ele é inocente.

Ricardo - Nina por favor...

Nina - Não,você sabe que ele é também,ele é um dos seus melhores funcionários. - Ele me encara pensativo e cuidadosamente quando finalmente diz

Ricardo - Tudo bem,eu retiro a queixa

Nina - Aí meu Deus, obrigada - Digo com um sorriso

Ricardo - Mas com uma condição

Nina - Qual?

Ricardo - Você terminará seu namoro ou qualquer laço afetivo com Gaston Perida

Nina - O QUÊ?...


Notas Finais


🔥🔥🔥🔥🔥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...