1. Spirit Fanfics >
  2. Cuidando do Tomioka-san >
  3. Capítulo Único

História Cuidando do Tomioka-san - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Yo, como vcs tão?

Isso veio na minha cabeça do nada

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Cuidando do Tomioka-san - Capítulo 1 - Capítulo Único


Tanjiro estava preocupado com seu sensei, faziam dois dias que retornaram de uma missão e o pilar da água nunca saía de sua área, mesmo já tendo sido chamado diversas vezes por Tanjiro,Zenitsu e Inosuke.

O que mais preocupava o garoto era que antes do oni ser decapitado, Giyuu havia entrado em contato com seu sangue..ativando assim o kekkejutsu do dêmonio que eles não haviam descobrido o que ele poderia causar.

E ao retornarem, Tomioka recusou-se a ir até a mansão borboleta para fazer um pequeno check-up para curar suas feridas ou qualquer outro possível problema.

Isso acabou criando a atual situação, Shinobu Kochou na frente da residência do hashira da água a pedido de Kamado Tanjiro.


— Tomioka-san, vai ficar escondido até quando? — Disse batendo na porta com certa força, claramente ela não queria estar fazendo isso.


Nenhuma resposta.


— Eu vou aceitar seu silêncio como um convite — Cautelosamente, Shinobu abriu a porta com certo receio e entrou na casa — Moshi, Moshi.


Mesmo ao entrar na casa, a pilar do inseto achou estranho o fato de Tomioka não estar atrás da porta, mas algo que chamou sua atenção foi um barulho de pano sendo rasgado que vinha do quarto do pilar da água.

Imediatamente Shinobu colocou a mão na empunhadura de sua espada e seguiu andando em direção ao som, alerta a qualquer tipo de movimentação suspeita.

Foi se aproximando lentamente ao local de onde o barulho foi ouvido e aparou de frente soltando sua espada e olhando assustada para sua frente.

A cena que ela viu era um tanto..cômica, Giyuu Tomioka com orelhas e um rabo de gato tentando rasgar uma cortina.

Ao notar a presença de Kochou, Tomioka soltou as cortinas e rapidamente se sentou no chão como um gato comportado.

Apesar de surpresa ela foi se aproximando calmamente até Giyuu que a olhou assustado, como um animal de estimação que tinha feito algo errado.


— ..Tomioka-san? — Perguntou se agachando perto do "animal" com certo receio, o mesmo que apenas virou levemente a cabeça para o lado confuso olhando para a garota.


[...]


— ELE VIROU UM GATO? — Sanemi exclamou arregalando os olhos olhando para Tomioka que estava brincando com uma meia que estava no chão.


— KYAAA, Tomioka-san virou um gatinho fofo! — Mitsuri se aproximou do hashira da água que ficou assustado com a aproximação mas logo relaxou quando ela começou a acariciar suas orelhas.


— Como isso aconteceu? — Iguro perguntou olhando para Kanroji e Giyuu enciumado.


— De acordo com Tanjiro, durante uma missão Tomioka-san acabou sendo pego pelo kekkejutsu do Oni — Kochou respondeu seria olhando para Obanai. — E ele não virou um gato apenas ficou com os instintos de um e ganhou essas orelhas juntamente com o rabo.


— Ele vai ficar assim para sempre Shinobu-san? — O Kamado perguntou preocupado.


— Cerca de 3 dias.


[...]


Após uma longo e cansativa conversa foi decidido que Giyuu ficaria na mansão borboleta aos cuidados de Shinobu durante esse periodo.

O que para ela era algo terrível, a hashira não era fãn de animais de estimação e muito menos estava com vontade de cuidar de Giyuu.

Estava em seu quarto sentada em uma pequena escrivaninha fazendo anotações sobre seus venenos de glicínias, enquanto Tomioka dormia tranquilamente em sua cama.


— Ei o que está fazendo Tomioka-san? — Perguntou assim que se virou e olhou para o não tão pequeno "gato" em sua cama.


Giyuu olhou para ela sonolento e ronronou se enfiando em baixo das cobertas.


— Não faça isso! — Shinobu se levantou indo em direção a cama e tentou puxar a coberta. — Aí — Exclamou afastando sua mão quando o pilar da água mordeu a mesma.


Ela olhou para ele que ficou com uma cara emburrada e se virou de costas como forma de protesto.

A garota borboleta suspirou cansada se sentando na cama e colocando a mão na testa.


— Você é um gato muito arisco, por isso ninguém gosta de você.


O pilar da água se virou ao sentir o cheiro da hashira perto de sí, logo ele se aproximou cada vez mais dela e deitou em seu colo.

Shinobu ficou assustada pela ação e começou a tentar empurrar o neko mas parou assim que ele se virou e a encarou nos olhos a fazendo corar.

Aqueles olhos azuis, brilhantes como uma sáfira porém profundos como o mar hipnotizaram a pilar do inseto por alguns momentos, antes Tomioka puxar a mão da mesma e a colocar em sua cabeça, dando a entender que ele queria ser acariciado.

Isso fez o coração da mulher falhar uma batida por conta da fofura que o "gato" tinha.


— Ara, Ara..— Disse enquanto acariciava os cabelos do "gatinho" que fechou os olhos aproveitando aquele carinho.


Mas como tudo que é bom dura pouco, Shinobu começa a sentir um mau odor e rapidamente entendeu de onde ele vinha.


[...]


Já faziam 2 dias que Giyuu estava sobre os cuidados da pilar do inseto, durante esse tempo suas orelhas e sua cauda já haviam sumido, mas ele continuava com seus instintos.


Dar banho em Giyuu não era uma tarefa fácil, tanto pelo constrangimento de ter um homem semi-nu em uma banheira quanto por ele não gostar de água.


— Fiquei parado, Tomioka-san! — Falou a pilar tentando segurar o homem que tentava fugir de seu banho.


Definitivamente ela preferia caçar dêmonios ou invés de dar banho em Giyuu.


Esse comportamento não era apenas na hora do banho, mas também na hora de tomar seu remédio.


O neko detestava o gosto daquilo e todas as vezes que tinha que dar o remédio para o pilar ela chamava Tanjiro,Zenitsu e Inosuke para ajuda-la.


— Vamos Giyuu-san é apenas um remédio — Tanjiro dizia enquanto segurava o pilar que estava tentando fugir.


— EU ODEIO ESSE BIXO — Disse Inosuke irritado após Tomioka cospir o remédio em sua cara.


[...]


Já era hora de dormir e como todas as vezes Giyuu se deitou na cama de Shinobu e apoiou sua cabeça no seio da garota, que já nem se importava com isso.


E assim foi encerrado mais um dia.


Tomioka abriu lentamente os olhos naquela manhã e logo se assustou e corou fortemente ao notar onde seu rosto estava.

Kochou despertou no mesmo momento em que sentiu Tomioka se afastando da mesma.

Giyuu olhou para ela com um olhar preocupado, o que fez a pilar cair da gargalhada.


— Bem vindo de volta, Giyuu — Disse abraçando o hashira que não entendeu direito mas retribuiu o abraço de imediato.


— O que aconteceu?




Notas Finais


Yo, vlw por ler essa merda

Não sei oq eu estava pensando quando decidi escrever isso..então se ficou ruim desculpa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...