1. Spirit Fanfics >
  2. Cuidar de mim >
  3. Capítulo 26

História Cuidar de mim - Capítulo 26


Escrita por:


Capítulo 26 - Capítulo 26


Benício 

Eu vejo a Arielle destrancar a porta do apartamento e eu apareço a assustando.  

Ela foi levar o filho da puta ao hospital e eu segui cada passo até ela voltar pra casa em segurança.  

__ O que você quer? – Arielle se afasta de mim e vejo que ela está mais magra e os seus olhos parecem cansados.  

__ Conversar. 

__ Não temos nada para conversar – ela diz tentando fechar a porta, mas eu impeço. 

__ Eu não vou sair daqui até isso acontecer.  

__ Então é melhor arrumar um lugar para ficar, porque você pode cansar de esperar! – ela tenta fechar a porta e, eu apelo para a minha força. Eu consigo entrar em seu apartamento e tranco a porta – Sai daqui Benício, o que você quer? Me machucar ainda mais? Eu não quero te ver, entenda isso e não me procure mais!  

__ Eu não consigo, não consigo ficar sem você – eu tento tocar em seu rosto para enxugar as suas lágrimas, mas ela se afasta deixando claro que não me quer por perto. Que porra de decisão que eu tomei? Puta que pariu!  

__ Você quis assim, agora sai da minha casa!  

__ Eu não te mereço, mas não posso abrir mão de você. Eu não queria te machucar ainda mais, você viu como o seu corpo ficou, caralho? 

__ Eu percebi como você estava e não me importei, eu fechei os olhos apenas por gostar e querer ficar com você. Mas você não é assim... – eu dou passos em sua direção e ela grita para eu ficar longe. Eu não a escuto e a puxo pela cintura. Eu abraço o seu corpo e escuto o seu choro intensificar.  

__ Você é minha e sabe disso. Eu errei na decisão que tomei e não quero levar adiante, eu prometo ser o melhor pra você – eu digo passando o nariz em seu pescoço e porra, como eu senti falta do cheiro da minha mulher! – Me perdoa!  

__ Eu não consigo, agora eu não consigo – eu quero que essas palavras sejam mentiras e me sinto desestabilizado.  

__ Arielle, eu não vou ficar sem você! 

__ Você já está sem mim. 

__ Não! – eu digo nervoso e agitado. 

__ Acabou Benício, eu não confio em você e acabou – eu nego freneticamente e seguro em seu rosto. Arielle suspira e sinto o seu corpo tremer. Ela gosta de mim e eu tenho poder sobre os seus sentimentos, então eu usarei isso ao meu favor. A Arielle não vai me deixar, nem mesmo a burrice que cometi vai ser o bastante pra ela me deixar – Vai embora, por favor! – ela vira o rosto quando tento beijá-la e engulo em seco.  

Eu não hesito e beijo o seu pescoço. Arielle parece desesperada para me afastar, mas eu seguro o seu corpo contra o meu.  

__ Eu quero apenas você – eu sussurro em seu ouvido e aproveito que ela está mais tranquila e encosto a minha boca na sua. Eu a beijo esfomeadamente e abraço o seu corpo evitando qualquer distância entre nós. Arielle começa a chorar e me empurra. 

__ Você não vai mais brincar comigo – ela diz passando a mão no rosto e aponta pra porta. 

__ Por que está sendo tão dura? Eu nunca te traí, apenas cometi uma burrada em terminar com você, mas eu estou sentindo o inferno pela escolha que fiz – eu não minto, foi realmente isso que aconteceu. Eu fiquei maluco em ver como machuquei o corpo dela e quis evitar, então decidi terminar tudo.

__ Não é apenas isso, você usa drogas.  

__ Eu sei, mas você disse que estava tudo bem. Você se entregou a mim mesmo eu não estando em meu estado normal – eu volto a me aproximar dela e acaricio o seu rosto – Eu prometo não... 

__ Você me fez um monte de promessas antes, não me prometa nada! – eu vejo tristeza em seu olhar e isso está fodendo comigo.  

__ Me diga o que preciso fazer pra você me perdoar, me diga! – eu já estou beirando o desespero. 

__ Eu não sei, eu apenas preciso pensar.  

__ Não se afaste de mim. 

__ Você quis assim – é como enfiasse uma faca em meu peito.

Ver que a Arielle não está com intenção de voltar pra mim, está me deixando agoniado.  

__ Eu não quis e não quero. Apenas pensei em você, pensei que você merece alguém melhor. 

__ Eu que escolho isso, eu que escolho o que é melhor pra mim.  

__ Me escolhe? – peço beijando a sua bochecha e acaricio a sua cintura. 

__ Depois conversamos – ela se afasta e eu me sinto devastado.  

__ Quando? Eu não vou embora enquanto não resolvermos isso.  

__ Eu estou em semana de prova e talvez no feriado, se eu não for sair com os meus amigos nós podemos conversar. 

__ Você prefere estar com eles? – eu não gosto de saber que ela não me escolheu.  

__ Eu te mando mensagem, Benício – eu resolvo não insistir e caminho até a porta. Antes de fechá-la eu escuto Arielle chorar e mando tudo pra puta que pariu!  

Tranco a porta e puxo a minha mulher para os meus braços.  

__ Eu não vou sair, eu não quero ver você chorar e muito menos por mim. Se você quer um tempo pra pensar, eu te dou esse tempo, mas não se afaste. Eu quero você por perto, eu preciso disso! – Arielle me aperta no abraço e eu a levo até o quarto.  

__ Você esteve com outras mulheres? – ela sussurra e eu nego – Está mentindo pra mim? 

__ Não há ninguém além de você – eu limpo as suas lágrimas e beijo sua testa. Eu estou há fodidas semanas sem transar e é como o inferno, mas eu não quero ninguém além da Arielle, eu não desejo ninguém além dela.  

Ela se mexe tentando se soltar e caminha até o banheiro. Ela leva alguns minutos e vejo o seu rosto pálido.  

__ Você está bem?  

__ Estou – responde sem me olhar e eu a puxo pra mim. 

__ A verdade! – sinto cheiro de creme dental e a olho sério – Você vomitou? – ela demora pra me responder, mas assente – Onde estão os testes? 

__ Benício... 

__ Você não me mostrou eles e eu tenho direito de ver!  

__ Eu não estou grávida! – ela diz com os olhos lacrimejados e começa a chorar – Que droga, Benício!  

__ Onde estão? – pergunto novamente e ela se levanta pegando uma caixa. Eu a pego de sua mão e a abro – Você mentiu pra mim? – eu digo completamente irado em ver os testes, todos marcados como positivo. 

__ O que? Eu não menti, por que está dizendo... – as palavras morrem de sua boca quando ela olha para os testes na cama – Não, isso não é possível. Quando eu os fiz, apenas dois deu positivo.  

__ Por que escondeu de mim?  

__ Eu apenas quis esperar pra ver se eu sentia mais algum sintoma e então eu faria o exame de sangue pra ver no que dava e te contaria se desse positivo.

__ Aqui estão positivos e não negativos. 

__ Eu sei e não estou entendendo, eu os olhei e três testes deram negativos – Arielle suspira escondendo o rosto entre as mãos e eu me aproximo – O que eu vou fazer? – eu sinto o seu desespero e tiro suas mãos do rosto. 

__ Amanhã vamos ao hospital e você fará os exames – ela assente e eu aproximo os nossos rostos, Arielle tenta se afastar, mas eu não permito – Mesmo você querendo me deixar, isso não será possível. Consegue ver? – eu sussurro beijando o seu pescoço e espalmo minha mão em sua barriga. Se a Arielle realmente estiver grávida, o meu filho veio no momento exato. Eu já não sabia o que fazer para não me afastar da minha mulher, mas tendo um filho nosso, é a garantia que a Arielle está presa a mim para sempre.  

__ Eu estou exausta – eu a escuto sussurrar e seguro em seu rosto. 

__ Eu não quero que se preocupe com nada, eu não vou sair daqui. Nós estamos juntos e é como permaneceremos! 

__ Nós não estamos juntos.  

__ Você gosta de mim e eu gosto pra caralho de você, nós vamos ter um filho e nada vai estragar o que temos.  

__ Você sabe que não é certeza de que eu estou grávida. 

__ Grávida ou não, você continua sendo minha mulher! – eu acaricio o seu corpo e a olho nos olhos – Eu vou te dar tempo pra pensar, mas não irei me afastar. Eu só aceito dessa maneira!  

__ O Benício mandão voltou – ela diz e vejo o divertimento em sua expressão – Eu só não quero passar por aquilo de novo. 

__ Você não vai! Mas eu preciso que fique do meu lado independente de tudo.  

__ Por que não me disse que usa drogas?  

__ Isso só piorou quando você se mudou pra cá. 

__ Está dizendo que a culpa é minha? 

__ Não, você não tem um por cento de culpa. Eu sou o errado, eu, não você! Eu apenas fiquei puto por você ter me visto daquela forma e quando eu vi as marcas em seu corpo eu enlouqueci e não quero te tratar dessa maneira. Você merece mais! – ela me olha com os olhos lacrimejados e me abraça – Mas eu não posso abrir mão de você.  

__ Por que demorou pra vir me ver?  

__ Eu queria te dar um tempo pra se acalmar e não piorar tudo. No segundo seguinte que falei aquele caralho, eu me arrependi pela primeira vez na vida. Eu nunca quis ficar longe de você e sempre deixei isso claro.  

__ Por gostar tanto de você eu não consigo pensar no que é certo ou errado. Mas eu sinto que em seus braços é onde eu devo ficar. Eu fiquei com muito ciúme em pensar que você poderia estar ficando com outras pessoas.  

__ Enquanto eu tiver esse sentimento por você, não haverá mais ninguém em minha vida. 

__ E quando o sentimento acabar? – Arielle pergunta trêmula e vejo a insegurança e o medo em seu olhar. 

__ Não vai acabar!  

__ Como pode saber disso? 

__ Eu simplesmente sei. Eu sei que o que sinto por você não é somente desejo ou atração. Eu sou maluco por você!  

__ Eu também sou por você – ela acaricia a minha barba e eu beijo sua mão. Arielle se ajeita em meus braços e fecha os olhos. Eu a observo descansar e finalmente eu posso respirar aliviado. Eu estou com a minha mulher em meus braços e agora estamos perto de construir uma família.  

Eu não poderia escolher ninguém melhor que ela. A minha mulher é perfeita e eu serei um homem melhor. Sei que talvez eu nunca pare com as drogas, mas elas não serão nunca mais o motivo de eu não ter a minha mulher comigo.  

Nada e, ninguém ficará no meu caminho. Mas no momento, eu estou torcendo para que a Arielle esteja grávida. Além de ser uma garantia de que ela não pode se afastar de mim, o sentimento que sinto é inexplicável. E eu não quero ser decepcionado, eu realmente estou acreditando que terei um filho com a mulher da minha vida! 

 


Notas Finais


O motivo foi o qual vocês esperavam ou não?! HAHAHAH

Até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...