1. Spirit Fanfics >
  2. Culpada >
  3. Capítulo 4

História Culpada - Capítulo 4


Escrita por: JuliaCervantes

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Culpada - Capítulo 4 - Capítulo 4

Sábado

-Você deve ser a nova amiga da Laurel ?-Diz uma mulher super linda e automaticamente presumo que seja a mãe da minha "nova amiga".

-Sim,muito prazer...-deixo no ar,sem saber seu nome.

-Ah,pode me chamar de Diana e pode entrar querida-diz me dando passagem. 

Observo a casa espaçosa e modesta,uma lareira,porta retratos da família, televisão...

Tipica casa de uma boa família Londrina feliz.

-Laurel,fala muito bem de você e fico muito feliz de ver que está voltando à ser sociável de novo-.

As últimas palavras me intrigam mas antes que eu possa perguntar sobre. 

-Stacyy- Laurel chega toda animada- bem na hora,vamos para o meu quarto-.

Ela me puxa e eu só consigo escutar sua mãe gritar.

-Se precisarem de algo,estarei aqui embaixo !-.

💭

Estávamos agora assistindo à um filme chamado "O melhor de mim",o clássico mela-mela de sempre. 

E ao invés de prestar atenção no filme,observo o quarto.

Uma cama de solteiro bem afastada da porta,uma parede azul pintada atrás da cama,puffs pelo quarto,o notebook aberto no colo de Laurel,uma cômoda arrumada perto da janela,cortinas roxas.

É bem arrumado e parece o tipo de quarto que deve receber muitos amigos,mas as palavras de sua mãe rodeavam meus pensamentos..

"voltando a ser sociável de novo..."

Seria laurel tão solitária como eu ? Não é possível,ela parece ser o tipo de garota que qualquer pessoa iria querer ser amiga(apesar de ser muito falante) porém os últimos dias que estive perto dela,percebi que quase ninguém à comprimentava e ela sempre era educada mas meio desinteressada.

Volto à realidade com ela falando. 

-Então...-percebo que o final já tinha acabado- como é a sua casa e seu quarto ? Já que adorou tanto o meu- risonha,ela me expõe.

-Desculpe,não quis parecer curiosa, é um quarto lindo e bem melhor que o meu-.

-Sei...-.

Ficamos em silêncio e antes que eu possa perguntar se ela tinha outras amigos,ela reinicia outro assunto.

-Soube que veio do Canadá-.

O pior assunto de todos. 

Decido não dizer nada. 

-Tinha amigos lá ?- ela me pergunta 

-sim mas antes de vir para cá,nos distanciamos-.

-Você fez o primeiro mês do ano lá, obviamente...mas por que se distanciaram ?-.

-Crescemos e mudamos-.respondo friamente.

-Sei como é...-.

Não sei por que mas ao ver a cara dela pensativa e desanimada,soltei uma informação que nunca soltava à ninguém.

-Viemos para cá,em busca de recomeço...confesso que não gostei muito da idéia,apesar de não ter muitos amigos,foi um choque ter que vir para cá-.

-Sei que não é fácil recomeçar e pode parecer que tudo é muito novo e estranho e você vai se sentir um peixe fora d'água mas...se precisar de alguma coisa,seja um ombro amigo ou não sei...pode me pedir-.

-Obrigada-paro um instante-digo o mesmo para você-.

Ela sorri e me abraça. 

Faz muito tempo que não ganho um abraço como esse,desde minha irmã...nunca abracei ninguém,por que sempre que alguém fazia isso,eu sentia os braços dela e logo entrava em pânico e me soltava.

Mas me senti bem com Laurel...eu senti laurel e não minha irmã e então abracei ela de volta. 

💭

Depois desse pequeno momento de "best friends",ela começou à falar sobre Connor.

-E então ? Já falou com ele...ele falou com você ?-Disse com calma,como se soubesse que iria me irritar com a pergunta.

-Não,bom,convermos uma vez mas nada demais.

-Hummm sei-.Ela me provocou 

-Mas e você ? Em ? Nenhum namoradinho ?-Decido provocar ela também.

Mas ela só me olha por um segundo e por um momento,vi dor...completa e pura dor,naquele olhar.

-Não- Ela responde.

E não prossigo com o assunto pois ela já estava falando sobre outra coisas.

Mas não me esqueço desse olhar...durante a noite toda. 

💭

Não encho a cara essa noite.

Pois obviamente,não posso,já que não estou na minha casa.

Laurel dorme feito um anjo ao meu lado(decidimos dormir no chão,em sacos para dormir). 

Me esforço para tentar descansar mas não consigo.

Além de querer muito saber sobre o segredo de minha nova amiga...estou assustada com toda intimidade que ganhamos até agora. 

Não posso dizer que já viramos melhores amigas para sempre mas...eu tive vontade de compartilhar minha dor com ela,só para tirar aquela face meio sombria.

Uma face que não deve aparecer em rostos alegres como a de Laurel.

Desvio meus pensamentos para outra coisa.

Connor.

"Gostei de você..."

Palavras que me afetaram,por mais idiotas que sejam.

Ele não pode gostar de mim,pois sou um caso perdido,não mereço nenhum tipo de afeto por mínimo que seja,tanto dele,quanto dos meus pais...de Laurel...

Addie merecia... Ela merecia o mundo inteiro mas por culpa minha,ela nunca saberá como é o ensino médio,como é beijar alguém,ter o primeiro coração partido,se casar...

Finalmente adormeço mas não é com Addie que sonho e muito menos durmo com ela nos pensamentos.

💭

Garota que merece o amor 

Garota que merece o mundo 

Garota que não merece a dor 

Garota linda e radiante 


Cheia de ardor 

Com raiva dentro de si 

Não se culpe mais 

Estou fora de mim 


Sei que não quer meu coração 

Mas ele foi destinado à você 

Por meio dessa canção 

Clamo por somente ti.


Ouço isso e sinto uma mão no meu rosto e braços pequeno abaixo de minha cintura,a criaturinha me dizia.

-Se cure e se entregue. 

💭















Notas Finais


Me perdoe por qualquer erro de escrita.
Espero que goste,bjs ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...