História Cuore gelido - Capítulo 20


Postado
Categorias Katekyo Hitman Reborn!
Personagens Gokudera Hayato, Haru Miura, Kyoko Sasagawa, Tsunayoshi "Tsuna" Sawada
Tags Bianchi, Byakuran, Goharu, Gokudera, Hayato, Hibarixchrome, Italia, Japao, Khr, Kyoko, Máfia, Millefiore, Mukuro, Nagisa Nura, Reborn, Squalo, Tsuna, Universo Alternativo, Veneza, Vongola, Xanxus, Yamamoto
Visualizações 16
Palavras 743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sim! Eu e a Rin estamos escrevendo o climax da história.

Depois de tanto tempo Cuore gelido será finalizada.

Capítulo 20 - Capítulo 19


Capítulo 19





Todos os guardiões que serviam a Vongola estavam reunidos na sala de reuniões, Tsuna sentado na cabeceira esperava junto aos seus homens o pronunciamento importante que Chrome daria a eles. Nem mesmo Hibari ou Mukuro sabiam o que estavam acontecendo, apenas que um comunicado importante estava por vir.


— A palavra é sua Chrome — disse Tsuna.


— Obrigada, chefe. Eu não sei por onde começo — Chrome levantou-se para que a voz pudesse sair mais alta e clara. — Eu estou grávida! 


A notícia surpreendeu a todos e principalmente a Hibari, o guardião da nuvem sentiu os dedos tremeram por debaixo da mesa. Ele não estava preparado para algo tão impactante como anúncio de uma gravidez, não assim na frente de todos àqueles herbívoros.


— Então era por isso que você estava bordando na sala vermelha — Mukuro explodiu em uma risada alegre. A ideia de ser tio parecia ser apoiada por ele. — Teremos mais um Dokuro no mundo.


— Chrome, meus parabéns. É uma notícia maravilhosa, a Vongola está feliz com a chegada do seu primeiro herdeiro — A doçura na voz de Tsuna atraiu a atenção dos mafiosos.


Um a um do círculo interno da família foram dar os parabéns a Chrome, todos exceto Hibari. Kyoya parecia ter paralisado na cadeira, os seus olhos escuros encaravam a noiva de modo estranho. Não dava para distinguir se era alegria, surpresa, raiva ou simplesmente apatia. E aquilo assustou Chrome.


— Vamos nos retirar para deixar os futuros papais falarem a sós — Tsunayoshi segurou as mãos macias de sua guardiã deixando um beijo cálido ali. 


— Ei, Kyoya! Finalmente o Rei terá um amiguinho para brincar — Ryohei riu alto com os olhos brilhando em ansiedade. 


— Calado, cabeça de grama.


A porta de madeira maciça fechou em baque surdo, ambos se encararam em silêncio sem saber o que diria um ao outro. Chrome abaixou a cabeça temendo que o noivo brigasse por ter escondido algo tão importante dele, mas ela estava assustada. Não era o plano deles ter um filho naquele momento, pois tinham planos complicados e agora o bebê atrapalharia por um tempo. 


O som das pernas da cadeira arrastando no piso de madeira assustaram a guardiã da névoa fazendo-a encolher.


— Eu estou feliz, Chrome. Esse é a melhor coisa que você poderia me dar, eu amarei e protegerei essa criança com a minha vida. É uma promessa — o beijo suave dado por Hibari na testa de sua companheira, arrancará lágrimas de imediato de Chrome.



× 



— Eu não acredito que você está grávida! — Naomi praticamente pulou para abraçar Chrome. — Ouviu isso Ricard, a sua tia Chrome está grávida também. Quem sabe você não ganha uma namorada? — a piadinha feita pela médica fora proposital para provocar Hibari que estava no jardim com os demais guardiões.


— Menos, Naomi — Xanxus puxara a noiva para cadeira rindo da cara de ódio de Hibari. — Não sei daonde você tirou essa energia toda.


Chrome notou que Lúcia que normalmente estava grudada com Naomi não estava ali presente — Desculpe perguntar, mas onde está Lúcia?


Naomi pegou a xícara de chá em deu uma golada, os olhos escuros da médica olharam diretamente para a guardiã.


— Ela está com a irmã mais nova, a menina chegou a pouco dias — disse Naomi.


— Ela me incumbiu de realizar a escolta da Naomi hoje, como se eu não tivesse nada para fazer — resmungou Xanxus.


Tsuna escondeu o sorriso de divertimento atrás do copo de chá gelado que tomava, ele adorava ver o primo sendo capacho de Naomi. A Yamamoto era a única que conseguia dobrá-lo quantas vezes desejasse, até mesmo fazer ele lamber os seus pés por puro capricho.


— Quando acontecerá o casamento de vocês dois? — Xanxus perguntou olhando para a Kyoko.


— Tsuna-kun e eu ainda não decidimos, estamos escolhendo o melhor momento para Isso — Kyoko sorriu.


— Está fugindo do casamento, Tsunayoshi? — Xanxus zombou.


Tsuna não se deu o trabalho de responder, estava feliz demais para deixar levar pelas provocações do primo. Era um pouco estranho para o Sawada ficar sem sua capa pesada da Vongola, apenas usar vestimentas mais leve no jardim e rir das bobagens de seus amigos/guardiões.  


Os dias de paz da Vongola estavam ameaçados, pois o inimigo estava na espreita esperando o momento certo para atacar. O inferno para o Décimo Vongola teria início em poucos dias.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...