História Cupcakes - Meanie - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Jihancheol, Junhao, Junshua, Meanie, Soonhoon, Verkwan
Visualizações 179
Palavras 1.819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse é o tal especial de 150 visualizações, eu sei que demorou, mas eu prometi e cumpri. E como dito, é de um shipp diferente :)

(voltando pra avisar que a história se passa durante o cap 4)

Capítulo 13 - Duas cajadadas em um coelho só


Acordei com o sol batendo diretamente em minha cara. Olhei para o corpo ao meu lado e logo para o relógio na estante ao lado da cama. 12:00. Estava atrasado.

Me levantei da cama de Junhui e peguei minhas roupas jogadas no chão, as vestindo.

-Onde vai Jisoo..? - o mais novo disse esfregando os olhos, o deixando com uma aparência adorável.

-Vou trabalhar, acordamos atrasados. - Dei um selinho nele - Descanse mais um pouco, ok?

Saí de seu quarto, logo chegando a sala e saindo do apartamento.

Fui em direção a pequena confeitaria perto do colégio, onde eu e Mingyu trabalhamos. Abri a porta, fazendo um sininho tocar e o mais alto desviar a atenção de seu joguinho para mim.

-Atrasado de novo, Joshua?

-Desculpa, acordei atrasado por causa do trabalho de ontem a noite. - depositei um pequeno beijo no canto de seus lábios, o deixando corado.

-Eu já te disse para não fazer isso, Hong Jisoo.

-Ah, sim. Esqueci que você é apaixonado pelo Wonwoo - fui me aproximando cada vez mais dele e o prendi contra o balcão.

-E-eu não sou... - ele cora mais ainda, se é que é possível. Coloquei uma de minhas pernas entre as dele, mas fomos interrompidos pelo sininho.

-Falando em Wonwoo...

-Deixa que eu atendo - o mesmo sai de perto de mim e ajeita suas roupas para falar com o menor, que apenas o ignorou, me fazendo soltar uma gargalhada.

--/--

Esperei meu turno acabar para poder ir para meu segundo trabalho. Vesti minha saia, a meia sete oitavos e um moletom rosa.

Saí da confeitaria e fui para o quarteirão de sempre, parando na esquina de costume.

Percebi que Jeonghan já me esperava para nosso encontro semanal e corri para os braços dele, sendo recebido por seus lábios também.

-Vamos para casa hoje, ok?

-Mas e seu namorado? Ele não está lá?

-Está, mas eu tenho quase certeza que ele não se importa.

-Se você diz...

Entramos em seu carro que estava estacionado a nossa  frente e fomos em direção a sua já conhecida casa.

Ao chegarmos, Jeonghan abriu a porta para mim e me pegou no colo, me fazendo entrelaçar minhas pernas em sua cintura. Ele me levou para dentro de sua casa, que estava estranhamente escura. Hannie me deixou em cima de um volume em cima do sofá, que só percebi ser um corpo quando vi dois olhinhos me encarando.

-Que bom que acordou, Cheollie. - Jeonghan disse ao meu lado.

-Seungcheol? O líder do time de basquete? Desculpa dizer isso, mas você é maior gostosão. - disse e os dois riram.

-Isso mesmo, Jisoo. Choi Seungcheol. Eu esperei por isso por tanto tempo...

-Isso o que? -  fui surpreendido pelo mesmo me beijando. Me desesperei para me soltar dele e ele me encarou confuso - eu sei que você é um gostoso da porra, mas eu ainda assim tenho consideração pelo Hannie. Vocês dois são namorados e-

-Você ainda não entendeu? - desta vez foi a hora do de cabelos compridos se pronunciar - nós dois te queremos, bebê. - olhei incrédulo para os dois, me desconcentrando ao olhar para Seungcheol, que estava por baixo de mim. Observava bem a face perfeita e os lábios rosados do mais velho, ah, esses lábios me levariam a provável loucura. Literalmente.

 - Por que me encara tanto, putinha? - O mais velho riu com deboche, apalpando minhas nádegas cobertas apenas pelo fino tecido da saia rosa bebê que usava.

Era incrível o jeito que ele podia mudar de humor tão de repente. Uma hora doce e na outra um puro ator pornô.

 - E-Eu não estava te encarando! - Afirmei tentando mostrar firmeza, e falhando miseravelmente.

 - Você não estava agindo assim comigo semana passada...o que aconteceu, Shua?

Seungcheol se sentou, me tirando de seu colo, e logo em seguida, fui surpreendido pelo seu par de braços que rodeou meu pescoço e prendeu-me contra o sofá cinza.

Neste momento, Hannie afirmou algo com a cabeça, e instantaneamente  levantou minha saia, revelando meu pau duro com a ponta vermelhinha  pelo tesão que estava sentindo.

 - E-Ei! Não me toque desse jeito! Me solta Hannie!

Me debatia fortemente, parando ao sentir a boquinha molhada de Cheollie que incrivelmente se movia contra meu membro, usando de vez em quando, sua língua para me proporcionar mais prazer.

Ousei olhar para baixo, e por Deus! Poderia ter um orgasmo só de olhar para aquela cena: Seungcheol chupando meu pau com a cabeça em meio às minhas pernas, que se encontravam trêmulas e fracas.

Estava tão próximo de gozar que fechei os olhos e joguei minha cabeça para trás, e nesse momento, Jeonghan se aproveitou, fazendo carícias inocentes em meu pescoço.

 - A-Ah...

Faltava apenas um milésimo de segundo para gozar, quando o porra do Cheol tirou sua boca de meu membro, suspirei pesado, o maldito iria mesmo parar quando eu estava prestes a gozar?

 - Ainda não princesa...goza só quando eu mandar.

Sem me dar oportunidade de responder, o mais velho puxou a parte inferior do sofá, deixando o mesmo maior.

Jeonghan por sua vez, me soltou, se sentando no sofá.

 - Senta aqui, Shua...

Me sentei receoso, por incrível que pareça, eu era o único cuja as roupas não se mostravam presentes no corpo.

O de cabelos compridos se deitou com a cabeça no braço do sofá e segurou em minha cintura, me levando junto do mesmo. Sem perceber a presença de Seungcheol, senti algo gelado tocar meu ânus. Era um vibrador.

 - Sem sons. Uma putinha deve ser obediente.
- Jeong disse autoritário, fazendo meus pelos se eriçarem.

Mordi com força meu lábio inferior, relaxando um pouco meu corpo, o que resultou em meu pau encontrando ao igual de Han, que parecia estar na mesma situação que eu.

 - Hann--

Sem nem poder começar a falar, senti o tapa estalado em minha nádega direita e o vibrador parecia ter sido colocado em uma intensidade maior.

 - O quê foi que eu te falei?

Abaixei minha cabeça, queria chorar pela ardência que estava sendo causada pelo forte tapa.

Para a minha surpresa, Seungcheol selou nossos lábios enquanto acariciava meu rosto um pouco suado pelo calor.

 - Gostou da surpresa, princesa? - O maior riu com sua voz rouca e aveludada - desculpa essa recepção. Mas eu não estou aqui para brincar.

Seungcheol tocou a pele farta de minha bunda sem hesitar ou pedir ao menos permissão para tal ato.

- H-Hannie...pede para ele parar... - disse com a voz manhosa, não pense que eu não queria ser tocado por Cheol, mas ele estava indo rápido demais.

- E o que eu ganharia com isso? - perguntou observando a própria unha, como se demonstrasse um completo tédio e desinteresse. O ataquei com meus lábios enquanto ele passava a mão suavemente pelo meu corpo, me causando arrepios.

-Faz mais...por favor... - implorei, rebolando meu quadril na medida em que sua mão descesse mais por meu pau duro e melado pelo pré-gozo.

- Fique parado. - deferiu um tapa em minha coxa - O que eu falamos sobre obedecer, putinha?

Dessa vez, a mão esquerda dele se direcionou para meus cabelos, puxando sem piedade. Já eu, gemia baixinho, os pelos eriçados e a entrada piscante.

- Vocês vão mesmo me excluir dessa transa? - perguntou o mais velho, se aproximando e me levantando pela cintura, que sem esforço algum, me levantou, colocando sobre seu colo.

Jeong apenas sorriu, como se pensasse em um plano maligno.

Meus pensamentos foram interrompidos pela boca de Seungcheol, que rodeava meu botão rosado, pelo prazer, acabei contraindo os dedos dos pés, deitando a cabeça no ombro de Han, que estava atrás de mim.

- E-eu...Eu quero gozar...

- A minha putinha quer gozar? - ele perguntou com certa afeição, lambendo minha coluna logo em seguida - pode gozar, goza pra nós...

Em mais alguns movimentos, gozei sobre o peitoral de Seungcheol, deixando minha respiração entrecortada e o corpo sensível, sensível até demais.

- C-Chega Cheollie... - tentei afastar sua cabeça, falhando miseravelmente - A-Ahng...

O maior parou apenas quando viu que quase todo o meu peitoral estava rodeado por marcas roxas e vermelhas, sorriu vitorioso e satisfeito. Pensei que já haviam acabado, mas  pra que pensar nisso, né?

Seungcheol e Jeonghan retiraram seus membros de dentro da calça, primeiro foi Jeong, que penetrou brutalmente meu interior.

- Ah, Jisoo, o seu corpo sempre foi o melhor...

Achei que, não, eu não achava nada, não pensava em nada, apenas conseguia sentir prazer e adrenalina correndo por meu corpo, como se fosse acabar tendo um ataque.

- A-Awn Hannie... - Apoiei minhas mãos no ombro pouco bronzeado de Seung, gemendo loucamente o nome do outro - Mais rápido...

Pedi, sentindo agora, o pau de Cheol rasgar minha entradinha que eu mesmo considerava pequena e apertada, obviamente não fora criada para aguentar o pau de dois caras ao mesmo tempo.

Gritei de dor, mas ambos os garotos não pareciam se importar, uma vez que ambos não paravam de se movimentar.

- P-Parem...isso d-dói...

Lágrimas gordinhas passaram por meus olhos, descendo até o queixo, Seungcheol percebendo isso, colou nossas bocas, abafando os sons eróticos e obcenos que minha boquinha insistia em fazer.

Os dois homens passaram a se movimentar mais rápido quando perceberam que meu corpo já estava mais alargado e confortável para eles. Peguei a canhota de Han e a coloquei sobre meu botão, e a destra de Cheol em meu falo, como um pedido silencioso para que ambos me proporcionassem mais prazer.

Agora eu quicava sobre o membro de Seungcheol enquanto Jeon se movia em meu interior, eu parecia uma cadela no cio.

- E-Eu vou gozar...

- Mas já? - o de cabelos compridos perguntou com a voz em um tom de piada, ele queria mais.

- Por favor...não vou aguentar... - acabei deixando que minha porra se espalhasse sobre a mão de Cheol, suspirando pesado.

Não tive muito tempo para falar ou fazer algo, pois assim que cheguei ao meu ápice, ambos os garotos fizeram o mesmo, preenchendo meu interior com seus líquidos.

- Eu não acredito que fiz isso... - A voz saía falha e rouca, provavelmente de tanto gritar. - da próxima vez eu fico no meio, ok?

-Vai ter próxima vez? - Jeonghan disse, sorrindo. - Eu fico por cima! Então você fica por baixo, Cheollie.

Ficamos em um silêncio confortável. Percebi que os dois mal aguentavam ficar de olhos abertos, mas eu sentia meu corpo grudando e eu precisava tomar um banho.

-Eu posso tomar um banho? Me sinto sujo. - digo me levantando do sofá, sentindo minha pernas falharem.

-Posso ir com você? - Hannie diz manhoso e eu apenas assinto - Segunda rodada?

Rio e Jeonghan pega o braço de Seungcheol, o puxando para o banheiro.

-Vai com calma, ok? Eu nunca fui comido - Ele choraminga e nós caímos na gargalhada.


Notas Finais


Eu prometo que não vai ter só hot nessa fic, ok///??
Se vocês entenderam o título, parabéns. Se não entenderam, meus pêsames gksnskaoakjf


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...