História Cupid Project - Interativa - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~sandeulicia

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), DAY6, EXO, Got7, Monsta X, Seventeen
Personagens Baekhyun, BamBam, Boo Seungkwan, Chanyeol, Chen, D.O, Dowoon, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Hyung Won, I'M, Jackson, Jae, Jang Doyoon, JB, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Joo Heon, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Junhyeok, Kai, Ki Hyun, Kim Mingyu, Kris Wu, Lay, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Lu Han, Mark, Min Hyuk, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Seungcheol "S.Coups", Shin Dongjin, Show Nu, Soonyoung "Hoshi", Suga, Suho, Sungjin, Tao, V, Wen Junhui "JUN", Won Ho, Wonpil, Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing, Young K, Youngjae, Yugyeom
Tags Interativa
Visualizações 86
Palavras 3.954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi, não joguem pedras em mim ²
eu sei que eu vacilei feio com vocês, mas cá estou rs
eu me diverti escrevendo então espero que se divirtam lendo :)

Você: ChungHa
♡Sasah♡: Sarai
Famosinha♥: HwaYoung
❀TheBolinho: Toey
Baebaღ: Daehyun
Tofu♡: DongYul
Satan Fofínea❣: Yura
❥Pequenito: YoungJae
❣Pai das minhas crianças❣: Leo
Mochiಌ: Naomi
❥Jong-Chan: Jong Seok
Princesinha♔: Dae Hea

Capítulo 4 - 03; Somos um time!


Aquela manhã estava realmente bem quente, a brisa fria não era intensa, sequer chegava a refrescar alguém, o sol parecia estar bem mais brilhante aquele dia, parecia que gostava de ver as pessoas suando, sorria em ver tanta reclamação por sua causa. Ao menos é o que parece. O jeito para se refrescar, pelo menos um pouco, é prender os cabelos e usar roupas bem leves, e foi isso que a animadinha daquele dia fez.

A garota de longos cabelos escuros já estava de pé, quase pulando de alegria por ter chegado o tão esperado dia de se reunir com as pessoas do seu tão querido grupo e projeto.

Queria ter certeza de que estavam tão animados quanto ela, queria realmente ser amiga de todos e ter o total apoio e união daqueles, sendo assim, criou o grupo oficial pela manhã, já os perturbando.

 

Você criou o grupo Cupid Project

Você adicionou ♡Sasah♡

Você adicionou Famosinha♥

Você adicionou ❀TheBolinho

Você adicionou Baebaღ

Você adicionou Tofu♡

Você adicionou Satan Fofínea❣

Você adicionou ❥Pequenito

Você adicionou ❣Pai das minhas crianças❣

Você adicionou Mochiಌ

Você adicionou ❥Jong-Chan

Você adicionou Princesinha♔

 

Você: oi oi, crianças, espero que estejam bem u.u

Você: assim que chegarem na escola, vão até a quadra interna

Você: me respondam pelo amor de Noah Schnapp

Você: a, vocês todos visualizaram

Você: tudo bem, acontece sempre, eu supero

Você: vejo vocês na escola, coisas lindas

 

Sorriu ao ler as mensagens que enviara e ao ver que finalmente sua equipe estava formada. A garota, devagar como sempre, levou um susto ao ser surpreendida pelos gritos de sua babá logo de manhã.

— Menina, seus amigos estavam plantados lá na calçada por causa dessa sua demora, então eu falei pra eles subirem!

— Mas eu já estou saindo, eles vão ter subido em vão! — Revirou os olhos cruzando o corredor e indo até a sala de estar. — Mas tudo bem, eu ´tô feliz demais pra me preocupar com isso!

— ‘Ué, posso saber? — Riu a mulher se jogando no sofá.

— Eu te explico quando eu chegar em casa! — Sorriu indo até a porta e a abrindo, pois a campainha fora tocada. — Olá, coisas lindas! — Riu abraçando Sarai, Leo e DaeHyun, que estavam na sua frente.

— Olá, Chungie, olá, Jaewoo! — Disseram todos juntos. A mais velha apenas acenou para os mais novos.

— O ônibus já vai chegar, vamos logo! — Se aproximou dos outros e deixou a porta entreaberta.

— Leo, você sabe que é responsável pelos atos dessa maluca a partir de agora, não é? — Disse a mulher ainda dentro do apartamento.

— Sim, noona! — Riu. — Vou cuidar dela!

As risadas foram rapidamente tomando conta daquele lugar por causa daquela simples frase e do modo em que Jaewoo vivia.

Não demorou para que chegassem até a portaria, indo logo em seguida para a calçada esperar o ônibus escolar.

— ChungHa, pare com isso, por Deus, parece que vai arrancar suas unhas fora! — Riu a Bae com uma das mãos na cintura.

— Está com fome, unnie? — Riu a japonesa. — Unhas não são comestíveis, eu tenho comida aqui se você quiser!

— Não consigo evitar, minha ansiedade é enorme! — Respondeu ainda com as unhas na boca. — Não precisa, Sasah, eu só estou com ansiedade!

— Eu não sei cozinhar isso.— Disse Sarai confusa, fazendo todos a olharem, também confusos.

— Ela disse “ansiedade”!— Disse Leo bagunçando um pouco os cabelos da menor, que riu de sua confusão.

— Eu entendi que ela queria bossam! — Disse meio corada com a sua situação.

— Tudo bem, acontece! — Sorriu Daehyun confortando a mais nova.

— Já passei por isso, é realmente uma droga! — Revirou os olhos ainda com os dedos na boca, roendo as unhas.

Aquele grupo de amigos tiveram sua conversa interrompida pelo barulho do ônibus que se aproximava, então arrumaram melhor as mochilas em suas costas e entraram no veículo assim que este permitiu a entrada dos alunos.

Acomodaram-se nos assentos que acharam vagos, já que o ônibus estava quase lotado. Não era apenas uma pessoa que estava ansiosa em se encontrar com todos os integrantes do grupo, mas todos eles estavam ansiosos para ver cara a cara quem seriam seus novos amigos, a diferença era que alguns sabiam disfarçar se controlar bem melhor, ocultando a sua imensa ansiedade.

Não trocaram uma palavra durante todo o trajeto até a escola, aproveitaram para relaxar e se perder em seus pensamentos ou, até mesmo, controlar os sorrisos bobos enquanto pensavam naquela pessoa especial ou no encontro que estava por vir.

Ao contrário do sol, o tempo foi gentil com eles, fazendo com que não demorasse para chegarem na escola. Assim que a porta foi aberta, a chinesa não tardou em segurar a melhor amiga pelo pulso e a arrastar para dentro da escola, rumo à quadra interna, onde seria o encontro do grupo. Ambas sorriam, esperando que os outros chegassem.

— Podiam ter esperado! — Disse Daehyun entrando na quadra, sendo seguida por HwaYoung e Leo.

— Desculpa, eu não consegui me segurar! — Se aproximou deles e segurou as mãos da Bae, com a intenção de se desculpar pelo ocorrido.

— Relaxa, nós entendemos! — Riu Dae Hea, piscando para a mais baixa, que retribuiu o gesto.

— Venham aqui! — Sarai os chamou já do outro lado da quadra, sentada em uma das arquibancadas.

Eles, rapidamente, fizeram o que a garota pediu, se sentando próximos dela, ora na arquibancada, ora no chão, afinal qualquer coisa naquele momento servia, eles não se importavam com nada, só queriam que estivessem, finalmente, reunidos.

Se passaram poucos minutos até que sons de passos foram ouvidos na entrada na quadra, fazendo todos os ali presentes arregalarem os olhos e sentir seus corações acelerarem.

— Chegaram! — Alegrou-se HwaYoung sorrindo e encarando o grupinho que estava parado no outro lado da quadra.

— Venham aqui também! — Um sorriso enorme se formara nos lábios da japonesa, que os chamou acompanhada de um gesto de sua mão.

Mais uma vez, seu pedido foi atendido, logo estando todos reunidos, enfim.

— Precisamos nos apresentar? — Perguntou timidamente uma garota de cabelos curtos e escuros.

— Não precisa, eu quis saber quem é quem por mim mesma… Naomi!? — A japonesa sorriu e fez um joinha com as mãos ao ver que ChungHa havia acertado o nome dela. — Eu já vi vocês aqui, por isso não foi difícil, nos vimos poucas vezes, mas mesmo assim eu consegui me lembrar! — Sorriu animada.

— Qual é o meu nome? — Se pronunciou um garoto de cabelos loiros com um sorriso leve, fazendo a menina sorrir.

— Sério!? — Riu soprado. — DongYul! — O Park concordou com a cabeça com o acerto da garota.

— Nós vamos nos conhecendo melhor com o tempo! — HwaYoung deu de ombros olhando para as pessoas ali.

— Certo, então vamos falar sobr… me corrija se eu estiver errada, mas você é meu vizinho de porta? — Seus olhos brilhavam encarando o menino em sua frente.

— Sou! — Riu tímido concordando com a cabeça. — YoungJae!

— Sabia! — Comemorou. — Mas, voltando ao assunto, vamos falar sobre o projeto… Primeiramente eu gostaria de agradecer todo mundo que está aqui, que fique claro que isso jamais seria possível sem vocês, obrigada por terem apoiado a idéia da garota louca da escola e não ter desistido quando ela mandou mensagens logo de manhã para perturbar o grupo! — Riu baixo. — Eu espero muita coisa daqui e tenho certeza que terei muito orgulho de cada um e eu vou dizer que já tenho orgulho por ter uma equipe maravilhosa! Vocês são o melhor time que eu poderia ter! Fighting, cupidos! — Um rubor tomou conta de suas bochechas ao terminar de falar.

— Que discurso lindo! — Brincou Jong Seok batendo pequenas palmas, sendo acompanhado pelos demais.

— Tenho orgulho de você também, ‘maninha! — Riu Leo passando um dos braços pelos ombros da chinesa.

— Parem, eu vou chorar! — Riu escondendo o rosto com as mãos. — Temos aula agora, então no intervalo vocês podem ficar com os amigos de vocês, mas no final das aulas eu quero todos aqui novamente, estamos entendidos?

— Sim, senhorita! — Brincou Hea se aproximando da saída, juntamente com os outros.

A risada fora novamente ouvida, mas, dessa vez, eram as risadas do time inteiro.

Se dirigiram para as suas respectivas salas, para encarar mais um dia de aula, enquanto olhavam o relógio a cada dois minutos, torcendo para que o tempo passasse rápido.

[...]

 

Depois de vários “blá blá blá” da sala de aula misturados com as vozes dos professores, o sinal do intervalo finalmente ecoou pela escola, fazendo os alunos se levantarem rapidamente de suas carteiras para se encontrarem com seus colegas de outra sala ou para passar o intervalo sozinhos em algum lugar que gostassem ou até mesmo lendo um livro na biblioteca. Sarai, porém, se levantou para se juntar à melhor amiga, mas sentiu uma mão em seu ombro, se virando e vendo que era JunHee, querendo passar o intervalo com a garota, já que fazia um certo tempo que não ficavam juntos, por esse motivo, a garota acabou se deixando ser levada pelo menino animado.

— … sei que não está me trocando, pode ir, nos encontramos no final da aula! — Riu a chinesa.

— Obrigada, unnie! — Fora puxada pelo amigo ao dizer a última frase, sendo levada para fora da sala e se perdendo no monte de alunos ali naquele corredor.

A chinesa, então, se juntou à Daehyun, Hea e HwaYoung para que pudessem passar o intervalo juntas.

— Hey! — Se viraram para ver quem estava chamando-as. — Estão fugindo de mim, é isso?

— Claro que não, Kyungie, não seja boba! — Disse HwaYoung passando as mãos pelos longos cabelos da amiga.

— Vem com a gente! — Chamou Hea segurando a mão da ruiva, que aceitou e se juntou a elas para ficarem juntas no intervalo.

Se conheciam, pois eram da mesma sala e se encaixavam no mesmo “grupo social” da escola, juntamente com outras pessoas, incluindo Leo e DongYul.

Assim, não foram necessários muitos esforços para encontrarem com os dois e com mais algumas pessoas que costumavam conversar. Todos se juntaram para poder jogar conversa fora. Vez ou outra, HwaYoung e Dae Hea percebiam alguns olhares do Park sobre elas, mas ignorando, pois julgavam ser apenas o garoto correndo os olhos pelas pessoas da roda e parando o olhar sobre elas de vez em quando. Era isso, claro que era. Segundo elas.

Enquanto isso, na biblioteca, Yura fingia ler um livro enquanto observava o garoto pálido e de olhos bem puxadinhos que estava sentado na mesa a sua frente. Se perguntava como podia ser tão bonito e ás vezes o xingava mentalmente por ter se apaixonado por alguém que raramente a olha. Eram xingamentos do amor, de acordo com a Min. Ela amava ir na biblioteca, pois era aquele lugar que juntava suas coisas favoritas: Min Yoongi e livros do Harry Potter. Era triste que infelizmente ela não pudesse simplesmente colocar uma dose de Amortentia na garrafa de água do garoto, mas aquilo, além de impossível, seria totalmente errado e injusto, afinal não seria verdadeiro amor, não seríamos realmente amados apenas usando poções, e Yura sabia disso. Ela conquistaria Yoongi naturalmente, sem forçar nada e, acima de tudo, sendo ela mesma.

YoungJae, por sua vez, se encontrava sozinho na sala de música. Gostava daquele lugar, tinha um clima calmo e era um ambiente que transmitia paz e colocava um sorriso no delicado rosto do Choi, mesmo sem acontecer nada de interessante lá dentro. Colocou-se na frente do grande piano de cor escura, lembrando o ébano, e pôs-se a tocar uma música qualquer que conhecia. Tocava sem partituras, sem cifras, sem motivo, sem compromisso. Tocava à toa, por prazer próprio. Seu coração acalmava a cada melodia tocada, entrava em profunda calma por cada acorde, por menor que fosse. Aquela, com certeza, era uma de suas paixões.

Ao terminar de tocar a música, tirou as mãos de cima das teclas e as apoiou sobre seu colo, admirando a genuína beleza daquele instrumento simples, mas que mesmo assim esbanjava uma beleza inexplicável aos olhos de qualquer pianista.

— Pelo amor de Chaerin Lee, que coisa linda! — A garota sorriu admirada, se apoiando no batente da porta de música.

— Quanto tempo ficou aí? — Suas bochechas assumiram um tom avermelhado enquanto ele se virava para olhar melhor a garota.

— O suficiente para ouvir essa música maravilhosa! — Sorriu se sentando ao lado dele no banco almofadado do piano, que por sua vez podia ser usado por duas pessoas.

— Naomi, você gosta de piano? — Perguntou o garoto abrindo espaço para a garota se sentar.

— O som me agrada! — A curvatura de seus lábios formaram um sorriso tímido ao dizer a frase.

— Você sabe tocar?

— Quem me dera. — Suspirou tocando uma nota aleatória no instrumento.

YoungJae abriu a boca para poder dizer algo, mas fora interrompido pelo barulho do sinal, indicando que as aulas seriam retomadas.

Ambos reviraram os olhos se levantando para voltar para suas salas e encarar mais três aulas para voltarem a se encontrar com todos juntos novamente.

 

[...]

 

— Finalmente! — Murmurou o tailandês para si mesmo enquanto guardava o material por ter ouvido o último sinal daquela manhã.

Já com a mochila nas costas, seguiu caminho para o ponto de encontro oficial do grupo, sendo acompanhado por outros integrantes do time.

Após lutar contra o mar de alunos apressados, ele conseguiu chegar na quadra a tempo, onde todos já estavam o esperando.

— Chegou! — Comemorou a chinesa ao ver o garoto se aproximando deles, o abraçando de lado quando Toey ficou perto da mesma. Ele estranhou o ato repentino da garota, mas resolveu não fazer nada contra, já que não tinha o porquê de afastá-la. — Não preciso fazer lista de chamada, ‘né?

— Tenho certeza que estamos todos aqui! —  Riu Jong Seok ainda meio tímido, fazendo os outros rirem.

— Então ‘tá, nós não vamos começar elaborando planos para seduzir os ‘crushs de uma vez, vamos com calma! — Riu com a fala. — Mas antes eu queria saber quem é a futura pessoa com quem vocês vão casar, não precisa ter vergonha e nem medo, aqui vai todo mundo se ajudar e guardar segredo se não quiser levar um chute! — Risadas baixas foram ouvidas após aquela frase. — Bem, eu vou começar… Jeon Wonwoo é o nomezinho da pessoa que eu gosto! — Sorriu boba por falar aquele nome em voz alta. — Agora vocês, Yura? Fala pra gente!

A garota hesitou um pouco com os olhares voltados para ela, mas respirou fundo e criou coragem.

— Min Yoongi. — Falou baixo, mas suficientemente alto para poder ser ouvido por todos.

— Eu conheço ele! — Se pronunciou YoungJae, tomando a atenção para si.

— Já temos alguém para falar com o Yoongi então! — Sorriu Sarai olhando para o garoto ao lado. — Mas, voltando ao assunto, quem é a pessoa de quem gosta, YoungJae?

— Im Jae Bum. — Respondeu com as bochechas coradas novamente.

Os olhares se voltaram para a garota de cabelos curtos, que entendeu que era sua vez de falar.

— Ah, é o… Kim SeYoon… — Disse com uma certa vergonha.

A atenção de todos se mudou de lugar, parando sobre o garoto de cabelos loiros, que rapidamente entendeu o recado.

— Kim Minkyung… — Respondeu baixo, mas em um tom para que todos compreendessem.

— Espera, a Minkyung da nossa sala? A Kyungie? — Disse HwaYoung olhando para o loiro, que afirmou positivamente com a cabeça.

— Faz sentido, você não estava olhando pra mim, estava olhando pra Kyungie! — Hea disse passando a mão nos cabelos. — Eu sou iludida, meu irmão! — Novamente a roda pôs-se a rir, voltando os olhares para a menina logo em seguida.

As confissões foram sendo feitas, até que todos do grupo já tinham falado.

— Tudo o que foi e vai ser falado aqui ficará entre nós, certo? — Perguntou Jong Seok.

— Com certeza, ‘né, galera? — A Boo falou aquilo, logo recebendo um “sim” de todos que estavam ali.

— Agora eu preciso saber se... —  Fora interrompida pela garota de cabelos escuros e compridos.

— Eu preciso ir para a biblioteca, estou quarenta minutos atrasada, perdi a noção do tempo! —  Disse Dae Hea ficando em pé.

— Precisa ir agora? — Jung fez que sim com a cabeça, fazendo ChungHa suspirar. — Tudo bem, se não me engano o Leo tem treino hoje e eu e a Daehyun precisamos ensaiar as coreografias de torcida já que os jogos de primavera estão chegando… Então acho que estão liberados, amanhã continuamos, ou eu chamo vocês no grupo mais tarde!

Os suspiros foram ouvidos, juntamente dos passos apressados da Jung, que corria rumo à biblioteca, deixando o restante rindo da situação.

Leo também saiu, indo em direção à quadra externa, onde seriam os treinos. Daehyun e ChungHa também foram até a sala de dança para se reunir com as demais líderes de torcida. Assim, todos se levantaram para poderem ir embora ou ficar mais um pouco na escola.

Toey caminhou por um corredor deserto, somente os ecos de seus passos eram ouvidos, isto é, até aquele momento.

— Olha só quem está aqui! Nosso amigo, o Toy! — Riu um garoto se aproximando do tailandês, ficando bem próximo do mesmo. — Como vai, amiguinho?

Toey se manteve em silêncio. Suas mãos suavam ele já podia sentir suas pernas fraquejarem.

— Ele fez uma pergunta! — Disse uma segunda voz, claramente já irritada. — Acho melhor você dizer algo! — Também se aproximou do menino, que, a esta altura, já estava morrendo de medo.

Os dois garotos se entreolharam e sorriram de lado. Um deles surpreendeu o menor ao pegar firmemente em seu pulso. Toey, sem pensar, puxou seu braço, fazendo com que o garoto se desequilibrasse com a falha tentativa de escapada do menor.

— Não devia ter feito isso! — Disse erguendo uma de suas mãos, se preparando para dar um soco no rosto do tailandês, que já estava com os olhos fechados, esperando o impacto em si.

Com a mão prestes a se deslocar, as três pessoas ali se surpreenderam ao perceber que o pulso pertencente ao agressor fora segurado por uma quarta pessoa no local. Todos rapidamente se viraram para encarar quem havia feito tamanha audácia.

— É feio bater nos coleguinhas, Jiyoung! — Seu tom de voz era calmo, acompanhado de um pequeno sorriso.

— Não me trate como uma criança, DongYul! — Bufou puxando bruscamente seu pulso.

— Não aja como uma criança. — Deu uma piscadinha para o garoto em sua frente, que abriu a boca para falar algo, mas decidiu virar as costas e sair, juntamente com o amigo que lhe acompanhava.

— Tudo bem aí? — Perguntou virando-se para Toey, que fez que sim com a cabeça, timidamente. — Não deixe que te tratem assim, okay? — O tailandês repetiu seu último gesto. — Eu preciso ir… Fique bem. — Disse se afastando.

— Você também… — Disse baixo com um curto sorriso no rosto.

Ambos se afastaram, seguindo caminhos diferentes, mas com sorrisos, por mais curtos que fossem, pois carregavam a certeza de que aquele projeto não só juntaria casais, mas também juntaria amizades.

No segundo andar da escola, a garota criava coragem para entrar na biblioteca e encarar a senhorinha irritada, a qual era responsável por cuidar do lugar.

Finalmente girou a maçaneta a abriu a porta, entrando a passos pequenos e silenciosos.

— Onde estava, Jung? — A vozinha rouca se fez presente atrás da menina, que se virou rapidamente para encarar a dona da voz.

— Na quadra… Desculpe o atraso, não vai acontecer de novo! — Disse apertando os dedos em sinal de nervosismo.

— Eu poderia te mandar embora agora mesmo…

— Eu trouxe bolo de morango! — Interrompeu a idosa, lhe estendendo um pote contendo o prato falado por si.

— Se você acha que pode me comprar com doces… você acertou, vai trabalhar! — Disse pegando o bolo das mãos da mais nova e jogando-lhe uns livros para que a mesma organizasse.

— Sim, muito obrigada, vovó! — Sorriu labialmente para a idosa, que arqueou uma sobrancelha.

— Não force a barra, sua peste, vai logo! — Era notável que a senhora Baek segurava a risada com todas as suas forças, mas conseguiu manter sua postura séria.

A menina sorridente pôs-se a arrumar os livros. Ora ou outra lançava olhares para a menina baixinha que segurava o quarto livro do Harry Potter pela vigésima vez, sorrindo sabendo que ela não se concentrava naquelas páginas totalmente, pois sua atenção se voltava para o você-sabe-quem. E não era o Voldemort.

 

[...]

 

Finalmente já eram 16:00, as líderes de torcida e o time da escola já podiam, finalmente, ir embora. Dae Hea também, pois seu turno já havia acabado.

Ao invés de ir até a porta, ela foi até a menina de cabelos compridos, ficando atrás da mesma, que ainda estava concentrada em seu livro.

— Eu gostaria de poder participar do Torneio Tribruxo, parece ser legal! — A menina a sua frente deu um pequeno pulo ao ser surpreendida pela voz de Hea.

— Apesar de ser alguma coisa que quase mata os alunos, eu também gostaria! — Riu fechando o livro e se levantando. — Veio me avisar que a biblioteca vai fechar?

— A biblioteca só fecha às 18:00, você tem mais duas horas para admirar aquele-que-não-deve-ser-nomeado! — Riu baixo com sua própria fala.

— ‘Tá tão na cara? — Um bico se formou em seus lábios.

— Não muito, você disfarça razoavelmente bem!

— Vou aceitar isso como um elogio! — Riu se levantando.

— Você mora aqui perto? — Perguntou Hea segurando a alça de sua mochila, logo recebendo um gesto positivo da menor. — Podemos ir juntas!

— Não quero te atrapalhar… — Disse Min timidamente.

— Não vai, sério! — Seu tom de voz era confortante, fazendo com que a garota concordasse em ser acompanhada pela Jung.

ChungHa, Daehyun e Sarai também já estavam se preparando para ir embora, já que a japonesa gostava de assistir os treinos das líderes, era legal ser a platéia principal das meninas.

— Sasah vai dormir lá em casa hoje, não quer vir, Baeba? — Perguntou a chinesa andando até a saída, sendo acompanhada pelas duas.

— Hoje não vai dar, mas talvez amanhã, ou no fim de semana! — Suspirou a ruiva. — Vocês se visitam constantemente!

— Todo mundo fala isso! — Riu Sarai.

— Não deixa de ser verdade! — A chinesa deu de ombros com uma leve risada. — Tem uma parte no guarda-roupa que só tem roupa sua! — As três riram com aquilo, afinal, segundo Sarai, “não deixa de ser verdade”.

Assim, os alunos retornavam às suas casas, cansados e se preparando para mais um dia de aula na manhã seguinte. Pelo menos alguns não voltaram sozinhos e outros já tinham alguém para acompanhá-los nos demais dias, porém nada seria igual dali para frente, pois as amizades viriam à tona, ressaltando a ideia de “casar” bons amigos.

Os minutos passaram rápido, pois quanto mais nos distraímos, mais perdemos a noção do tempo. Os minutos pareceram transformar-se em segundos, pois em pouquíssimo tempo, já estavam todos em suas casas.

— Jaewoo, cheguei! — Gritou a Boo deixando a mochila no chão, juntamente de seus sapatos.

— Não grita, sua doida, a velha chata do andar de baixo vai vir reclamar! — Disse chegando na sala de estar. — Olá novamente, Sasah!

— Oi, unnie! — Sorriu fofa, fazendos as duas sorrirem com aquilo.

— Vem logo! — Riu a chinesa puxando a amiga pelo braço e correndo até seu quarto, fechando a porta logo em seguida.

 

Mensagens Cupid Project

Você: olá, minhas crias

Você: não deu para terminar de falar o que eu queria, mas tudo bem, eu supero

❣Pai das minhas crianças❣: assim como você superou o Wonwoo?

Famosinha♥: fui rir, mas lembrei que ‘tô na mesma situação

Princesinha♔: estamos todas, amiga

Você: fui rir, chorei

Você: aaaa eu ‘tô feliz, vocês são muito tops

❣Pai das minhas crianças❣: concordo

♡Sasah♡: o Leo concordou com a ChungHa, hoje neva

❥Jong-Chan: mas é normal nevar na Coreia

♡Sasah♡: hoje neva no Brasil*

❥Jong-Chan: agora sim

Você: o assunto não é a neve no Brasil

Tofu♡: a falta de neve no Brasil*

Você: ¬.¬

Você: que seja, o assunto é sobre as pessoas que tem proximidade com os nossos/nossas crushs

Mochiಌ: a gente resolve isso amanhã

❥Pequenito: eu conheço o Yugyeom

Mochiಌ: oi, que

❥Pequenito: a gente resolve isso amanhã

Baebaღ: eita

Você ficou offline


Notas Finais


QUASE 4000 PALAVRAS EUTOBERRANDO
eu demorei, eu sei, tentarei fazer com que isso não se repita!
meu celular quebrou e eu acabei perdendo o cap que eu estava escrevendo pelo celular rs, mas cá estou, antes tarde do que nunca :)
os contatos tem corações sim porque a Chungie é muito carinhosa mesmo
desculpa a demora mais uma vez :')
o próximo é da @sandeulicia rs
vocês são tops, até o próximo gogo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...