História Cupido do meu inimigo?! - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel, Nathaniel, Personagens Originais
Visualizações 20
Palavras 1.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Deus eu só de escrever o titulo me faz rir.

Queria colocar a Priya também na fic dêem idéias para o que ela pode ser kkkk (humana, anjo, cupido?)

Já agora quem daria um bom Lúcifer? Diabrah? O pai do Nath? Diretora? Outro(comentem)?

Capítulo 15 - Em busca da Água benta


Pov Castiel

Estava de volta no céu com a Natália para buscar aquela água benta. [email protected]#€-%€!! [email protected]#% da minha sorte! 

- Então onde está essa bosta da água? Aquele drogado do [email protected]#€&#€ só nos dá trabalho! - resmunguei enquanto olhava por todos os lados. Mas só via grama e os anjos jogando golfe. 

[email protected]#€-se!! Eu na terra a aturar drogados e estes bostas aqui a jogarem golfe! Também antes aturar o Nathaniel que jogar este jogo de velhos.

- Natália esta gente aqui não trabalha? 

- Estão de férias...

- Espera... Existem férias? Porque é que eu não sei disso?! [email protected]#€%@!! Eu aqui a matar-me de trabalhar!

- Que matar? Nem o teu trabalho fazes direito... - Natália me respondeu. Filha da....

- Nenhum dos dois faz pelos vistos... - Eu e a Natália saltamos de susto enquanto nos abraçavamos atrás de nós estava Deus.

- Chefão!! - Natália me deixou e o foi abraçar - Como vai a vida?

- Ia melhor de eu encontrasse o meu bloco de notas... - Lys falou suspirando - Bom mudando de assunto que fazem aqui? A Lili e o Nath não se vão juntar sozinhos...

E agora? Será que ele sabe da merda que se passa lá em baixo? Duvido muito... Ele passa o tempo todo distraido...

- Senhor Castiel eu posso ler a sua mente e sim eu sei dos problemas da terra... Ou melhor apenas sei da perda de memoria da Lili porque desde ontem não paro de procurar aquele bloco... - Então não sabe do nosso plano - Que plano?

Merda... 

De repente sinto alguém me dar um beliscão e tudo fica escuro.

(...)

Quando acordei vi o rosto de Natália em cima do meu. Não pude evitar corar. Nem sabia que era possível corar quando se está quase morto.

- Aleluia! - Ela me respondeu - Tive que te desmaiar para não fazeres merda e contares tudo ao chefão! 

- Nem sabia que era possível desmaiar aqui! - falei enquanto me levantava - Então onde fica essa água benta?

A rosada indicou para uma escadaria bem alta. Eu abri os olhos surpreso. Eu tenho que subir aquilo? Não! Com certeza à um elevador, umas escadas rolantes ou algo do tipo! Afinal Deus pode fazer tudo não?

(...)

Cheguei ao cimo depois de não sei quanto tempo. Me detei completamente exausto. Nem sabia que anjos ou cupidos se podiam cansar. 

Natália passou por cima de mim sem piedade. 

- Eu te odeio... - murmurei. 

- Tá tá vamos trabalhar que eu quero ir comer e escutar uns K-Pop! - ela me pegou por o casaco e me arrastou por o caminho todo até a caminho de um lago.

Chegamos uns 5 minutos mais tarde ao tal lago. 

- Inútil trouxeste alguma garrafa? - Espera eu é que tinha que trazer essa merda? 

- Pensei que tu ias trazer! - falei algo surpreso.

- Vai já buscar essa bosta agora!! - ela gritou zangada. 

Suspirei. Se ela não fosse anjo dizia que estava de TPM... Merda vou ter que descer a merda da escadaria. 

Voltei meia hora mais tarde. Tive que ir a casa do Zé Droguinha para buscar uma garrafa. 

Ao chegar ao lago me deparei com a Natália falando com uma garotinha dos seus 14/15 anos. Seria outro anjo? 

- Quem é esta pirralha? - perguntei. 

- Me chamo Lysandra! E namoro com Deus! - ela nos fez uma careta.

Quê?! Impossível! 

- Ela é só a guardiã da lagoa e se chama Nina! Agora... Deixa-nos encher a garrafa! Precisamos de eliminar a Dalak!

- Nem pensar! - ela fez de novo uma careta - Deus não quer matar ninguém! Vão embora! 

Eu ignorei completamente aquela pirralha e fui em direção ao lago. De repente senti uma aura negra atrás de mim. Me virei e vi a pirralha com um olhar pior que o demônio.

- Ninguém toca NESTE LAGO!! - ok se ela não é uma demônia é demasiado irônico.

- Preciso de ajudar o meu protegido Nathaniel Jaccot!! - falei assustado - Ele nem sequer consegue conquistar a crush dele sozinho!

Falando nele... Me preocupa deixar ele sozinho muito tempo. Conhecendo como o conheço deve estar fazendo merda... É o que ele sabe fazer mais. Se não é ele são os idiotas dos gêmeos!

- Não quero saber! Não vou decepcionar o meu Lysandrezinho!! - eu e a Natália reviramos os olhos.

- A Dalak é uma demônia! Já está morta então... Tecnicamente não seria matar né? - Natália tentava convencer a garotinha estranha. 

- Ahm... Bem... Isso é verdade... Mas Deus não concor...

- É só uma vez! Pegamos um pouco e vamos embora prometemos! E nunca mais voltamos! - falei suspirando - Anda lá! Não sabes o que é ter que ajudar aquele loiro idiota! Ele só faz merda atrás de merda!

- Olha quem fala...- eu olhei para a Natália furioso. Se o olhar mata-se... Oh...não lhe fazia nada porque ela já é um espirito.

- Está bem levem lá, mas só uma vez, se deixarem cair não me importa nada que não vos deixo encher mais.

Eu concordei e enchi a garrafa! Agora era só buscar a Dalak!! 

- Vamos Nat... - antes que pudesse fechar a garrafa tropecei em algo e cai de costas.

- A ÁGUA!!! - com horror vi a água cair da garrafa - FILHA DA @#%&!!! @&%@%@&!! ESTAMOS [email protected]€%%#@!!! E AGORA SEU BOSTA?! 

(...)

Cheguei a casa do Nath todo magoado. Aquela Natália não perdoa mesmo. Quando chegamos estava lá o Nath todos feliz da vida. 

 - Nunca te vi tão feliz, o que aconteceu Zé Droguinha? - lhe perguntei algo interessado.

- Eu e a Lili ficamos amigos!! - ele tinha um grande sorriso nos lábios - Ela até me protegeu do coreano! 

Eu e a Natália nos olhamos algo surpresos. Olhamos para o Alexy e o Armin que pareciam concordar com o que ele dizia.

- E como aconteceu esse milagre?- Natália perguntou.

- Apenas fui sincero e lhe contei a minha história! - este bosta não pode estar a falar a sério! Isso não era proibido?!

- Sério?! Deus disse que era proibido lhe dizeres a nossa missão!! - Natália lhe gritou enquanto o agarrava por a camisa.

- Não lhe disse que a tinha que conquistar a ela! Agora só tenho que lhe mandar umas indiretas e assim ela percebe que é ela!  E isso não é pecado pois não Deus? 

- Achas mesmo que ...

- Não é proibido! Já agora és inteligente rapaz! Mais inteligente que 2 certos anjos que tentaram enganar  um Deus e buscar água benta às escondidas. Ainda por cima em vez de subir voando com as ASAS de anjo/cupido subiram a pé....

Eu e a Natália nos olhamos e nos deixamos cair no sofá. 

- Bem não importa! O que importa é que eles encontraram a água benta! - o drogado se sentou e nos abraçou por os ombros.

Estou com pena de acabar com o sorriso dele... Ok  ... Eu acabei de ter pena deste Zé Droguinha?! 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...