História Curando seu coração (Um conto SasuNaru) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Itadei, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 640
Palavras 3.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ultimo de hoje, minna!
Boa leitura!

Capítulo 20 - Crescendo


Fanfic / Fanfiction Curando seu coração (Um conto SasuNaru) - Capítulo 20 - Crescendo

 Sasuke praticamente obrigou Naruto a voltar a passar com o pai de Utakata, não que o senhor Sora fosse ruim, mas passar com um psiquiatra fazia Naruto sentir mal. Contou para ele como se sentia e o intervalo que tinha entre elas, contou a ele sobre as vezes mais inconvenientes que se encontrava triste.

 - Eu realmente fiquei preocupado com você quando Utakata me contou sobre sua recaída. – disse Sora retirando os óculos – Eu tinha ficado muito impressionado com a sua melhora súbita, mas sabia que voltaria a se sentir mal. Crises de ansiedade são comuns.

 - Saiken-san, nunca tinha acontecido quando estou com Sasuke, ele é como meu porto seguro, simplesmente não fico tão mal perto dele e quando fico melhora rápido. – disse Naruto deitado no divã.

 - É muito bom se apoiar em pessoas, Naruto, mas Sasuke não pode ser seu único pilar, porque se um dia infelizmente se separarem pode piorar tudo. – disse Sora pegando o bloco e receitas – Vou dobrar a dose do seu remédio para dois comprimidos, hai?

 - Sim, senhor. – disse Naruto.

 Despediu-se de Sora e saiu do consultório, Sasuke esperava na antessala e se levantou quando o namorado saiu, Naruto o abraçou em silêncio por alguns minutos e depois foram para o estacionando entrando no carro de Sasuke, Sasuke deu partida e Naruto notou que precisava de seu porto seguro, encostou-se ao braço o abraçando e deitando a cabeça em seu ombro, Sasuke beijou o topo de sua cabeça.

 - Está tudo bem? – perguntou o Uchiha.

 - Eu não gosto de ir ao psiquiatra, me sinto louco. – disse o loiro.

 - Você não é louco, Usuratonkachi. – disse o moreno trocando de marcha – Só não está bem.

 - Ele aumentou a dose do meu remédio. – disse Naruto suspirando – Suke, eu vou contar pra minha mãe.

 - Acho bom, ele precisa saber. – disse Sasuke – E eu sei que vai conseguir se sair bem.

 ...

 Se formariam em três semanas, Deidara e Itachi em quatro, logo a cara viraria uma festa. Na escola a diretoria fez uma espécie de feira de profissões em parceria com a faculdade de Konoha, diversos universitários estavam divididos na quadra em seus diversos stands de cursos variados, entre os universitários estavam Deidara no stand de Arte junto a Sasori e Itachi no Stand de Direito.

 Sasuke se aproximou do irmão que atendia outro aluno, pegou um dos folhetos e começou a ler, o mais velho dispensou o outro aluno se aproximou do mais novo.

 - Direito, sério? – Itachi enfiou as mãos nos bolsos.

 - Em algumas semanas será um advogado, por que também não posso ser um? – perguntou Sasuke ríspido como sempre.

 - Porque não é o que você quer. – disse o mais velho, despreocupado – Está fazendo isso pelo papai.

 - E você não fez o mesmo, nii-san? – perguntou Sasuke olhando nos olhos do irmão.

 - Sim, mas eu consegui me encontrar no Direito, coisa que você não vai conseguir porque não é a sua praia. – disse Itachi sorrindo – Você sempre teve um bom raciocínio lógico, tem um traço bom. Se quer tanto seguir os passos dos nossos pais, lembre-se da mamãe e tende Arquitetura.

 Sasuke arqueou uma sobrancelha, virou as costas caminhando até o Stand de Arquiteruta.

...

 Naruto suspirou ao contar tudo para a mãe via Skype, Kushina ouviu tudo com uma expressão de raiva e angustia.

 - Como ousa esconder isso de mim, Naruto? – ela perguntou, irritada.

 - Não queria te preocupar, mãe. – disse o loiro – Por favor, fica tranquila, to passando com o pai do Uta.

 - Naruto, já chega, você está doente e vai voltar pra Osaka onde eu possa cuidar de você, ttebane. – disse Kushina, decidida.

 - Não vou voltar pra Osaka, mãe, tenho 18 anos e posso decidir isso. – disse o loiro suspirando.

 - Com dezoito anos ou não ainda sou sua mãe! – argumentou a ruiva.

 - Mãe, meus amigos estão aqui, meu namorado também, além de que eu me formo em três semanas. – disse Naruto – Eu estou bem, okaa-san, juro. Deidara e Sasuke me lembram do remédio sempre, eles me amam e estão cuidando de mim.

 Kushina suspirou e abaixou a cabeça.

 - Você cresceu, não foi? – ela o olhou – Já não precisa de mim, ttebane.

 - Mamãe, eu sempre vou ser seu menininho. – Naruto sorriu – Agora preciso desligar, tenho prova final de história, eu te amo.

 - Eu também te amo, meu amor. – Kushina sorriu – Ja ne.

 Desligou. Naruto suspirou aliviado e quando percebeu Sasuke estava na porta, aproximou-se colocando-se atrás de Naruto, o loiro encostou-se no namorado, levantou o rosto sorrindo pra ele.

 - Como foi? – Sasuke perguntou.

 - Bom. – disse o Uzumaki – Fica bonito de azul.

 - Mudando de assunto? – perguntou o Uchiha rindo – Quer conversar sobre a faculdade?

 - Quero. – Naruto se levantou da cadeira e foi para a cama puxando Sasuke.

 O Uchiha se sentou primeiro e puxou Naruto para o seu colo, atacou seus lábios massageando sua língua, desceu as mãos para as nádegas do menor.

 - Faculdade, Teme! – disse o loiro saindo do colo do Uchiha que bufou.

 - Está bem. – cedeu Sasuke – Pensei em Arquitetura.

 - Eu apoio, consigo te ver como um arquiteto famoso e sexy. – selou seus lábios e Sasuke riu – Quero Publicidade.

 - Publicidade? – Sasuke arqueou a sobrancelha – Achei que quisesse Administração.

 - Administração era para impressionar o pai da Hinata e o meu pai. – disse o Uzumaki olhando o namorado – Bom, terminei com a Hinata e tô namorando um cara, já não vou mais agradar o papai cem por cento. Há tempos quero publicidade, minha mãe é publicitária, é um mundo bem interessante.

 - Bom, eu apoio. – disse Sasuke.

 - Tem boas faculdades em Osaka ou Toquio, podemos tentar uma delas. – disse Naruto e Sasuke negou – Ah, qual é? Você odeia Konoha! Vamos sair daqui, só eu e você.

 - Não vamos deixar Konoha. – disse Sasuke – Uma cidade como Tóquio ou Osaka foderia com a sua cabeça, são agitadas demais e você ainda está doente.

 - Para. – Naruto se levantou irritado, encostou-se na parede. – Prometeu que não me trataria diferente por conta da depressão e agora quer sacrificar seu futuro por minha causa?

 - A Universidade de Konoha tem o segundo melhor programa de Arquitetura do Japão. – disse Sasuke de forma fria – Não é só por você.

 - Jura? – perguntou Naruto, incerto.

 Sasuke se levantou andando até o loiro, colocou as mãos em sua cintura deslizando o nariz pelo pescoço de Naruto que suspirou envolvendo o pescoço de Sasuke com os braços.

 - Uzumaki Naruto, eu te amo e você não atrapalha minha vida. – a mão de Sasuke desceu apalpando a bunda no loiro, Naruto gemeu puxando Sasuke para um beijo. O Uchiha puxou o Uzumaki para cima fazendo-o envolver sua cintura com as pernas entrelaçando os dedos em seus cabelos negros, mordeu seus lábios enquanto Sasuke o pressionava contra a parede, arrancou sua camisa deixando que Naruto tirasse a sua, os beijos foram ficando mais quentes, seus peitorais se esfregavam criando calor – Você me deixa louco.

 - Sasuke, preciso de você dentro de mim. – gemeu Naruto e aquilo foi o suficiente para acabar com a sanidade do Uchiha, Sasuke caminhou até a cama do loiro o lançando sobre ela de forma violenta, ficou de pé abrindo a calça e a descendo, retirou a cueca também segurando sua ereção, Naruto mordeu o lábio com a cara mais safada do mundo, tinha as bochechas coradas e os olhos vidrados.

 - Dá um jeito nisso. – ordenou, o loiro sorriu se colocando se joelhos na cama da forma mais sexy do mundo, não fez cerimônias e começou a chupar Sasuke, o Uchiha gemeu afagando os cabelos do loiro que trabalhava em seu membro. Aquele maldito Uzumaki estava ficando um expert em boquete, sua boca era a oitava maravilha do mundo, quente e macia, envolvia o membro de Sasuke deliciosamente – Ah, Naruto, que boca maravilhosa.

 O Uzumaki riu orgulhoso de si, e acelerou seus lábios, subia e descia a boca pelo pau de Sasuke que trancou os dentes abafando gemidos de prazer, trabalhava na cabeça deslizando a língua pela extremidade. Sasuke segurou a cabeça de Naruto com as duas mãos parando-a no lugar, começou a mover a pelves metendo na boca do loiro e não demorou muito para que se derramasse.

 Naruto sorriu continuando a chupar até que o membro de Sasuke estivesse limpo, Sasuke continuava duro feito pedra.

 - Eu amo o seu gosto, Teme. – lambeu os lábios, Sasuke sorriu de forma sacana empurrando o loiro na cama, praticamente arrancou a bermuda preta e a cueca vermelha revelando-o nu e excitado.

 - De quatro, dobe. – disse mordendo o lábio.

 Naruto soltou um gemido excitado e se colocou sobre quatro apoios, Sasuke ajoelhou-se atrás do Uzumaki, adorava quando Naruto estava excitado a ponto de esquecer todo o pudor e se entregar obscenamente para Sasuke.

 O Uchiha se inclinou deslizando a língua pela entrada do loiro, Naruto gemeu deliciosamente, Sasuke começou a chupar a entrada rosada fazendo o namorado de contorcer e gemer loucamente, tratou de deixar o lugar bem lubrificado pronto para recebê-lo. Aprumou o corpo direcionando o membro até a entrada de Naruto forçando-se para dentro.

 - A-Ah. – soltou Naruto agarrando os lençóis, seu corpo tremeu de dor e Sasuke afagou suas nádegas esperando que se acostumasse, começou a se movimentar lentamente esperando que os gemidos do loiro se transformassem em prazer e quando isso aconteceu acelerou um pouco, mas mantendo a cadencia – Isso, Sasuke... É tão gostoso!

 Sasuke já colocava tudo com facilidade, suas bolas batiam na bunda de Naruto que gemia alto, era delicioso ouvi-lo tão entregue, aqueles gemidos tão safados enlouqueciam Sasuke.

 - De quem é essa bunda, Naruto? – gemeu o Uchiha entre os dentes.

 - S-Sua aah sua, teme. – disse o Uzumaki ao ter a próstata atingida continuamente. Sasuke saiu de dentro de Naruto se sentando na cama, Naruto entendeu e se sentou se frente para Sasuke deixando que o moreno o penetrasse mais uma vez.

 O Uzumaki usava os joelhos pra subir e descer no pau rijo de Sasuke que gemia segurando suas ancas, beijavam-se com luxuria reprimindo os gritos que queriam soltar.

 - Você é meu, Naruto, ninguém mais pode te tocar. – gemeu Sasuke mordendo forte o lábio do namorado.

 - Sou seu, Teme! – respondeu o Uzumaki acelerando as reboladas. Algumas investidas depois Sasuke começou a masturbar o loiro que aumentou o ritmo e gozou amplamente na barriga do moreno que preencheu seu interior com sêmen. Naruto caiu deitado na cama exausto e suado, Sasuke olhou a barriga suja, mas não tinha ânimo para limpar. – Você ainda vai acabar comigo, Suke.

 - Você aguenta. – riu o Uchiha.

...

 As provas finais foram complicadas, mas Naruto conseguiu se sair bem, tudo certo para a formatura. Kushina e Minato já estavam em Konoha, mas ligaram avisando que passariam no hotel primeiro, os jovens estavam jogados no sofá da sala onde ligaram o videogame, foi quando ouviram uma buzina.

 Sairam juntos encontrando Kushina e Minato descendo de uma Range Rover branca moderna, os quatro olharam encantados.

 - Mas essa minha família é muito chique! – disse Naruto se aproximando, Kushina veio abraçar o filho mais novo com força.

 - É um belo carro, Minato-san. – disse Itachi.

 - Belo sou eu, amor, esse carro é muito foda, hm! – disse Deidara.

 - Olha a boca, ttebane! – Kushina deu um cascudo no filho mais velho antes de abraça-lo.

 - Naruto! – Minato jogou algo na direção de Naruto que agarrou no ar, viu que era a chave do carro – Feliz aniversário muito atrasado filho.

 - Tá brincando! É meu, ttebayo? – Naruto arregalou os olhos.

 - Tirou sua carta há semanas e nada mais justo que eu lhe dê um carro, afinal dei um pro Deidara. – disse Minato.

 - Eu te amo, pai! – Naruto abraçou o pai com força, Minato riu.

 - Oe, eu não ganhei uma Ranger, hm! – disse Deidara.

 - Deixe de ser ciumento, filho. – Minato também o abraçou.

 Sasuke se aproximou do namorado encantado com o carro novo.

 - Vamos, vou deixar que me leve pra comer alguma coisa. – disse Sasuke entrando no carro, Naruto bateu palmas animados.

...

 Estavam jogando videogame, Minato era um deus nesse assunto, já tinha eliminado Naruto, Sasuke, Kakashi e Deidara, agora jogava contra Itachi e parecia que iria ganhar mesmo. Kushina e Obito estavam na cozinha, voltaram um tempo depois com bolinhos e refrescos.

 - É impossível, nii-san! – disse Kakashi, irritado – Como conhece os códigos das melhores armas!

 - Pai, você nem joga, como pode conhecer tudo? – perguntou Naruto, incrédulo.

 - Talento nato. – disse Minato, rindo.

 - Chega disso, Naruto e Deidara, venham com a mamãe, ttebane. – disse Kushina pegando sua bolsa – Vamos para o Shopping.

 - Fazer o que? – Naruto gemeu de má vontade.

 - Preciso de um vestido novo pra formatura do Deidara. – disse a ruiva estendendo a mão para o marido – Cartão, querido.

 - Kushina, você trouxe dezenas de vestidos pra formatura do Naruto e do Deidara. – disse Minato, Kushina apenas sorriu.

 - Cartão, querido. – repediu, Minato bufou e abriu a carteira entregando o cartão pra mulher – Vamos, crianças.

 - Leva o Naruto, sou o próximo, hm. – disse Deidara.

 - Ah não, okaa-san, você sempre demora horas pra escolher! – disse Naruto.

 Então ela fez, virou-se lentamente para os homens, juntou as sobrancelhas vermelhas franzindo o nariz e colocando as mãos na cintura, o verde de seus olhos faiscaram e Naruto sentiu o medo lhe invadir, Kushina sabia ser assustadora.

 - Are! – Naruto pulou do sofá – Mas eu dirijo.

 - Dedara. – disse Kushina.

 - Sou bonito demais pra morrer. – levantou-se e seguiu a mãe.

...

 Uma semana depois o terno preto vestia Naruto com perfeição, era justo e bem cortado, usava um colete preto com camisa vinho e gravata preta, se olhou no espelho fechando o paletó.

 - É com certeza o formando mais gostoso da Konoha High School. – Sasuke estava na porta, lindo como um deus, com um terno preto cintilante, mas sua camisa era azul marinho acentuando sua palidez, o cabelo negro estava escovado para trás deixando seu lindo rosto mais aparente.

 - Teme, como consegue ser tão gato? – perguntou se aproximando e beijando o namorado – Somos adultos agora.

 - Se a faculdade nos aceitar começamos no fim do verão. – disse Sasuke afarando o rosto de Naruto – Juntos.

 - Juntos. – Naruto repetiu sorrindo – Amanhã é o baile, notei que não me convidou.

 - Usuratonkachi, é óbvio que vai comigo! – disse o Uchiha irritado.

 - Bastardo convencido. – disse o Uzumaki o puxando para um beijo.

 Foram em carros separados, mas se juntaram ao chegar no auditório da escola. Estava lotados de pais em seus lugares, logo Naruto e Sasuke foram para junto dos colegas, colocaram as becas douradas e os capelos na mesma cor.

 Despediram-se com um beijo modesto pois Sasuke foi para o final da fila de formandos. Naruto era popular, por isso quando foi chamado muito dos formando começaram a gritar além de seus amigos e família, ficou um pouco constrangido ao subir no palco quando a cerimônia acabou e a entrega dos diplomas.

 Voltou para o seu lugar e gritou para o namorado quando ele foi chamado , a cerimônia acabou em muito beijos e abraços, Minato e Kushina apertavam Naruto mais que tudo e sobre o ombro do pai Naruto viu Sasuke se entristecer enfiando as mãos nos bolsos, Itachi suspirou tocando seu ombro como quem o consolava.

 Depois de tudo foram jantar e Sasuke continuou sombrio, os pais de Naruto foram para o hotel e os demais para casa, Naruto tomou um banho, trocou de roupa e foi ao quarto do namorado, mas ele estava na piscina.

 O loiro parou na borda cruzando os braços.

 - Sasuke. – chamou o loiro – O que houve?

 - Nada, só quis nadar. – disse o moreno saindo da piscina e pegando uma toalha e começando a se secar, tinha os olhos vermelhos, Naruto afagou seu rosto.

 - Amor, não está bem, andou chorando. – disse o loiro, Sasuke tentou virar o rosto, mas Naruto o segurou – Sasuke, fala comigo, me deixa ajudar.

 - É só que hoje, quando vi a alegria dos seus pais ao te ver com um diploma... – o moreno fixou os olhos nos de Naruto – Dobe... Eu nunca senti tanta falta dos meus pais.

 Naruto o abraçou. Sasuke era tão forte sempre que precisava desmoronar um pouco, retribuiu o abraço do namorado derrubando algumas lágrimas. O Uzumaki o entendia, não conseguiria imaginar como seria crescer sem os pais.

 - Eu estou aqui, amor, sempre vou estar. – disse afagando os cabelos de Sasuke – Sei que seus pais estão orgulhosos de onde estiverem.

 - Eu te amo. – sussurrou Sasuke.

 - Eu também te amo, meu bem. – Naruto foi carinhoso – Vem, vamos entrar.

...

 No dia seguinte, escolheram smokings convencionais com flores na lapela, o baile seria na quadra da escola e todos deviam estar bem trajados, Kushina tirou fotos dos dois juntos como se fosse a primeira vez que saíam.

 Foram no carro de Naruto e logo encontraram os amigos, o baile de formatura estava animado, a musica era boa e os jovens se divertiam. Se aproximaram se uma enorme mesa com urnas escrito “rei” e “rainha” além de cédulas. No enorme banner estavam tres nomes de alunas: Hinata, Ino e Sakura; e de alunos: Naruto, Neji e Sasuke.

- Que porra é essa? – Sasuke quis saber,

 - Votação pra rei e rainha do baile. – disse Shikamaru que estava sentado na mesa fiscalizando.

 - Eu preciso ganhar isso! – Ino se aproximou usando um lindo vestido roxo – Estou em primeiro lugar, mas a Hyuuga tá colada em mim.

 - Ela é linda, Ino, pode ganhar de você. – disse Shikamaru e Ino lhe mostrou a língua.

 - Não se os fofinhos votarem em mim. – disse Ino para Naruto e Sasuke.

 - Bom, eu voto, Naruto não vai ficar com ciúme se você for a minha rainha. – disse Sasuke pegando a cédula para rainha e marcando o nome de Ino, a colocou na urna.

 - Está tão certo assim de que vai ganhar? – Naruto fez o mesmo.

 - Desculpa, Usuratonkachi, mas eu sou mais popular. Essa escola me venera há anos. – disse o Uchiha com as mãos nos bolsos,

 - Olha Sasuke-kun, eu não teria tanta certeza, Neji não ta sendo muito cotado, mas o Narulindo ta na sua cola, se já não te passou. – disse Ino.

 - O que? – Sasuke pareceu incrédulo.

 - Bom, eu vou votar em você Ino, já que a Sakura já desistiu mesmo, mas eu serei o seu rei. – disse Naruto votando em si próprio na cédula do rei, Sasuke riu sacana.

 - Que a guerra comece, Dobe. – Sasuke fez o mesmo.

 A noite continuou com direito a dança, bebida e amassos no banheiro. Finalmente a diretora Tsunade subiu ao palco com a contagem dos votos nas mãos, todos se reuniram ansiosos para isso.

 - A sua derrota será vergonhosa. – disse Sasuke, Naruto revirou os olhos.

 - E o rei do baile dos formandos deste ano é... – Tsunade abriu o envelope – Uzumaki Naruto!

 Naruto olhou para Sasuke que parecia incrédulo, todos começaram a gritar e Naruto riu o beijando e subindo no palco, a bebida o deixou desinibido, sorriu para a diretora que colocou a coroa falsa em sua cabeça enquanto as pessoas o aplaudiam, deu um braço para o lado.

 - A rainha do baile dos formandos deste ano é... – Tsunade leu e levantou o olhar – Hyuuga Hinata.

 Até o queixo de Naruto caiu, a novata tinha levado a coroa de Ino e não qualquer novata, Hinata. Naruto olhou Sasuke que parecia possesso e o entendia, se soubesse que seria assim teria votado no Uchiha.

 Hinata estava usando um belo vestido lilás que a deixava bonita, mas Naruto não conseguia pensar nela desse jeito, ela foi coroada e logo a musica lenta começou, todos se afastaram dando espaços para eles.

 Naruto a tomou em posição de dança e começaram a dançar, o Uzumaki não queria dançar com Hinata, ser cordial com ela tudo bem, mas aquilo era intimidade demais e tambem tinha Sasuke. Estava pensando em seu namorado ciumento que devia estar tendo um colapso.

 - Eu sinto muito por isso. – sussurrou Hinata olhando para baixo.

 - Tudo bem. – disse o loiro retraído.

 - Se lembra que imaginávamos como seria esse dia? – ela levantou o olhar para Naruto – Eu sempre sonhei em ser rainha e só queria se você fosse o rei. Eu te amava, Naruto-kun, e ainda amo.

 - Sonhou com isso antes ou depois de foder com o Toneri? – perguntou o Uzumaki de forma ríspida – Acabou Hinata, naquele dia em que me contou acabou e eu simplesmente te esqueci. Estou com Sasuke e estou feliz. Essa dança já acabou.

 Naruto a deixou sozinha e constrangida pois todos notaram e a ficaram encarando, pegou Sasuke pela mão e o puxou para fora da quadra em direção ao estacionamento.

 - Desculpa. – disse ao abrir o carro para Sasuke entrar – Eu achei que Ino fosse ganhar.

 - Tudo bem. – disse Sasuke frio – Embora que quisesse morrer quando a tocou, sei que não quis.

 Naruto bateu a porta do carro ao entrar e se virou pro Namorado, selou seus lábios, mas Sasuke aprofundou o beijo até que ambos ficassem sem ar.

 - Eu sou seu, Sasuke, só seu. – disse Naruto.

 - Dirigi pra casa, quero transar com você a noite toda. – disse o Uchiha colocando o cinto.

 Naruto sorriu e ligou o carro.

...

 Todos riram quando contaram a historia, Kushina defendeu que Sasuke devia ter subido no palco e  pegado a coroa de rainha, o moreno riu da sogra. Uma semana depois aconteceu a formatura de Deidara e Itachi, todos estavam felizes, Deidara conseguira estágio em uma galeria que estava bastante interessada em suas esculturas também e Itachi trabalharia na grande firma Uchiha.

 Depois de toda a cerimonia foram para um restaurante muito caro, Itachi parecia nervoso e não descontraído como sempre. Naruto percebeu, mas ficou quieto, estava comemorando com o irmão, de repente Minato tomou a palavra.

 - Itachi, não tem algo a dizer? – perguntou e ninguém entendeu nada.

 - Obrigada, Minato-san. – disse Itachi sorrindo – Essa em duvida seria a época mais feliz da vida dos meus pais, Sasuke se formando na escola e eu na faculdade que meu pai sempre sonhou pra mim. Mas a minha mãe não ligava muito pra carreira que eu iria seguir ou pra quando dinheiro eu ganharia por mês, minha mãe estava preocupada com a minha felicidade e eu sei que ela queria que eu encontrasse a pessoa certa pra mim, eu encontrei.

 Itachi sorriu para Deidara que o encarava, o Uchiha se levantou da cadeira colocando o guardanapo sobre a mesa, colocou o joelho esquerdo no chão pegando uma caixa com alianças douradas no bolso, Kushina levou a mão ao peito, Deidara prendeu a respiração arregalando os olhos, Naruto e Sasuke ficaram boquiabertos e Minato, Kakahi e Obito sorriram.

 - Eu tenho sorte por ter te encontrado cedo, tenho sorte só por ter você, Deidara. Se minha mãe estivesse viva ela te adoraria como eu te adoro e exultaria de alegria porque no mesmo dia em que eu me formei, pedi o homem que eu amo para que se case comigo. – Itachi suspirou olhando Deidara – Namikaze Uzumaki Deidara, você quer se casar comigo?

 - Só se eu estivesse louvo para não aceitar, hm! – disse o loiro emocionado – É claro que sim, hm!

 Todos no restaurante bateram palmas, Naruto se emocionou pelo irmão, Sasuke sorriu e Kushina se desmanchou em lágrimas enquanto trocaram as alianças de noivado. Sasuke segurou a mão de Naruto.

 - Mais um casamento para sermos padrinhos. – disse ele.

 - Desde que seja ao seu lado. – Naruto beijou o namorado e foi abraçar o irmão.


Notas Finais


COMENTEM!
Meu OTP vai casar <3
XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...