História Curtas de One Piece. - Capítulo 51


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Personagens Originais
Tags Onepiecexleitora
Visualizações 151
Palavras 1.480
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegou uma nova fanfic! (Lutando na Velocidade da Dor.) Uma nova velocista chega no universo de Flash!


~~Eu ainda farei uma história original, só que tá complicado!~~

Capítulo 51 - Uma Luta Entre Pai e Filha! - MihawkxLeitora.


Fanfic / Fanfiction Curtas de One Piece. - Capítulo 51 - Uma Luta Entre Pai e Filha! - MihawkxLeitora.

A cada ano novo você e seu pai comemoraram o evento com uma luta de espadas à meia-noite. Isso era uma tradição desde os seis anos de idade. Ter seu pai como o maior espadachim do mundo deixou um peso enorme em seus ombros, você era o seu legado. Você acumulará uma boa reputação por si mesma e uma recompensa substancial que deixou Mihawk orgulhoso. No entanto, para o mundo, você não era conhecida como Dracule (Nome), filha de Dracule "Olhos De Falção" Mihawk. Em vez disso, você era conhecida como (Nome) o "Anjo Carmesim", um apelido dado a você devido ao fato de que a lâmina de sua única katana e jaqueta eram de fato a cor carmesim.

              Você compartilhou muitos dos recursos do seu pai. Cabelos negros emoldurados emolduram seu rosto pálido e caem sobre seus ombros, você tem os impressionantes olhos de safira da sua mãe. Seu quadro era estreito, que era personificado com o seu amplo casaco vermelho e preto. Diferente de sua aparência, seu estilo de luta, seus movimentos, gritavam o nome do homem que o treinou desde que você podia andar.

              Você viajou muito para voltar para casa a tempo do Ano Novo. Mihawk cumprimentou-o tão calorosamente como sempre quando chegou às portas da frente do castelo. No entanto, ele apresentou-lhe um homem com cabeça de musgo que estava treinando debaixo de seu tetp, seu nome era Roronoa Zoro. Um olhar para o espadachim de cabelos verdes e você viu seu objetivo, e estava ansiosa para desafiá-lo.

 

              "Bem vinda, (Nome)", Mihawk envolve seus braços em volta de você e puxa-o para o peito dele.

              Passando os braços pela cintura estreita do seu pai, você move a cabeça para falar

              "É bom estar em casa, pai."

              Segurando você na altura dos braços, Mihawk te dá a mesma inspeção da cabeça aos pés que ele te dá toda vez que você vem pra casa o visitar.

              "Linda como sempre." ele murmura.

              Ele coloca um braço em volta do seu ombro e vira você para enfrentar o espadachim de cabelos verdes.

              "Este é Roronoa Zoro."

              Zoro assente e você sorri: "Posso testar o quanto ele aprendeu até agora?"

              Mihawk ri: "Tudo no devido tempo, minha querida."

              Mihawk leva você e Zoro para o refeitório para um jantar de boas vindas. A comida estava boa como sempre. Zoro foi burro o suficiente para desafiá-lo para uma competição de beber e bem ... você preferiu voltar ao seu quarto.

 

              Você chegou alguns dias antes do Ano Novo, o que lhe deu tempo de sobra para conversar com Zoro. Mihawk havia passado o treinamento do cabeça de musgo para você por enquanto, sabendo que Zoro poderia ganhar com o treinamento de alguém que já havia recebido toda a extensão do treinamento do Maior Espadachim do Mundo.

              A primeira vez que você e Zoro cruzaram as lâminas, você o colocou de joelhos em questão de minutos. No dia de Ano Novo, Zoro havia progredido. Além de brigar com você, Zoro também assistiu você e Mihawk treinando juntos. Zoro na verdade não sabia que Mihawk tinha uma filha, não tendo ouvido nada sobre você desde que ele chegou ao castelo.

              Mihawk realmente amava você, como ele amava sua falecida mãe, e sempre o empurrou mais do que qualquer outra pessoa para você ter coragem de enfrentar o mar.

~~~~~ Dia de Ano Novo ~~~~~

              22:30

              "Então você e Mihawk lutam todos os anos à meia-noite?" Pergunta Zoro.

              Você e Zoro acabaram de treinar e você estava afiando sua espada.

              "Tecnicamente, começamos às 11h. Chegamos até às 4 da manhã."

              "Há quanto tempo você vem fazendo isso?"

              "Desde que eu tinha seis anos."

              "Você já ganhou?"

              Você balança a cabeça "Ainda não, meu pai nunca pega leve... Ainda bem."

 

              23:00

              Zoro estava desfrutando de bebidas no refeitório enquanto você e Mihawk saíram. Seu pai observa você de perto enquanto você desembainha sua katana e olha com admiração para a lâmina.

              "Você e Demônio parecem mais fortes." comenta.

              Sua espada recebeu o nome de Demônio, e você gostou muito para ser honesta. Arrastando o plano da lâmina pela palma da sua mão. "Vamos ver se é só na aparência."

              Aproximando-se do seu pai, Mihawk tira o chapéu e o coloca fora da sua cabeça. Segurando sua mão você levanta suas mãos entre os dois e fecha os olhos com seu pai. Seus olhos se suavizam por um momento.

              "Sua mãe ficaria tão orgulhosa de você."

              Você sorri. "Ela ficaria orgulhosa de nós dois."

              Soltando as mãos, você e seu pai dão dez passos, desembainham suas espadas e se viram. Ampliando sua posição, você dobra sua mão livre atrás de suas costas, Mihawk faz o mesmo.

              “As mesmas regras de sempre? O primeiro a perder é aquele que cair de joelhos?” Você pergunta.

              "Claro." responde Mihawk.

              Sem falar, você fecha a distância entre você e Mihawk em uma velocidade assustadora. Ele atende sua carga e suas lâminas colidem com um poderoso estrondo. A velocidade em que você e seu pai estão se movimentando é inigualável para qualquer outro espadachim. Se Zoro estivesse lá assistindo a luta, ele teria ficado tonto.

 

    00:00

    O toque do relógio principal não podia ser ouvido pelos sons das espadas colidindo. Tinha sido uma hora sólida e nem você e nem Mihawk aparentavam estar cansados. O poder por trás de cada ataque estava ficando cada vez mais forte a ponto de você deixar uma rachadura no chão quando Mihawk bloqueou um golpe em seu peito. Além do confronto de espadas, no entanto, não havia um som a ser ouvido. Outra coisa que você puxou de seu pai é a habilidade de amar o silêncio.

    Zoro chegou até o campo, vocês estavam tão concentrados que nem se viraram.

     

    3:00 DA MANHÃ

    Suor estava finalmente começando a se formar em sua testa, sua respiração finalmente começando a ficar um pouco difícil. Mihawk estava mostrando os mesmos sintomas também, e vocês dois sabiam que a primeira luta do ano estava chegando ao fim. Mas você estava determinada a vencer este ano, forçando sua respiração para manter o controle, você se impulsionou.

    Você conseguiu um corte na camisa do Mihawk, ambos tendo abandonado seus casacos à meia-noite. Zoro provavelmente tinha ido dormir agora, ele iria descobrir a vitória desta luta sagrada em breve.

     

    04:00

    Pegando a espada de Mihawk com sua mão livre você força a lâmina sobre sua cabeça, segurando-a de volta com Demônio na outra. Com uma velocidade assustadora, seu cotovelo dispara e se conecta com a mandíbula dele. Tropeçando para trás você segue seus movimentos e habilmente desliza a espada negra de sua mão. A mão de Mihawk agarra o punho de Demônio e o força da sua mão. Afastando-se um do outro você e o Mihawk estão agora segurando as espadas um do outro. Olhando nos olhos um do outro, o mesmo pensamento passa pela sua mente.

    Essa é a hora do golpe final.

    Com força total Olhos de Falção e o Anjo Carmesim avançam uma última vez. Tudo fica em silêncio. Sem respirar, sem espadas colidindo, tudo fica quieto. Naquela sala, naquele fatídico dia de Ano Novo, havia algo assustador e surpreendente na mansão dos Dracules.

    A lâmina do Demônio está forçando sua garganta, fazendo com que uma linha carmesim escorra. A ponta da espada negra fez o mesmo com Mihawk. Pai e filha estavam unidos, nada separando-os, a não ser as próprias espadas que seguravam. Um flash passa pelos seus olhos de safira quando os olhos do seu pai brilham em conjunto.

    "Nosso primeiro empate."

    As espadas caem simultaneamente e seus braços estão em volta do pescoço de Mihawk em um instante. Lágrimas escorrem dos seus olhos enquanto seu pai te abraça mais forte ainda.

    "É assustador o fato de sua mãe ter previsto isso."

    Você acena: "Estou feliz que ela estava certa."

    Você vai derrotar seu pai um dia, mas primeiro você vai ter que empatar. Em quinze anos você vai ter um lindo empate com seu pai e no ano seguinte você finalmente vai superá-lo.

    Essa é a última coisa que sua mãe disse a você quando morreu, quinze anos atrás, no dia de Ano Novo. Afastando-se você enxuga as lágrimas do seu rosto.

    "Você sabe o que isso significa?"

    Mihawk sorri: "Eu não vou tornar isso fácil para você."

    "Eu sei, papai."

     

    Espadas foram guardadas, sangue limpo e um boa noite sussurrado. Mihawk foi até o seu quarto e apertou um beijo em sua testa antes de atravessar o corredor até seu quarto.

     

    No seu quarto você joga o seu casaco sobre uma cadeira, rapidamente tira suas calças e sua camisa agora rasgada e cai na cama. Um grunhido seguiu quando você pousou em algo duro.

    "Quem ganhou?" A voz murmura.

    "Nós empatamos." você responde com sono.

    "Isso significa que Mihawk vai me matar de manhã?"

    Você sorri e se vira para Zoro. "É bem provável."


Notas Finais


Agora eu te pergunto, se Zoro estava dormindo na cama de (nome) será que eles dormiram juntos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...