História .cute boy - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaemin, Jeno, RenJun
Tags Dirty Talk, Jeno, Nct, Noren, Pwp, Renjun
Visualizações 476
Palavras 1.004
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Lemon, LGBT, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura.

Capítulo 1 - .touch me.


O pequeno Huang podia sentir todos os músculos de seu corpo tencionarem a medida que os longos dedos do Lee adentravam seu interior, o alargando e o preparando, o fazendo contorcer e suspirar. Céus, não podia acreditar no que estava fazendo, estava quase transando com seu melhor amigo no banheiro sendo que o namorado dele estava dormindo do lado de fora. Porém não conseguia se importar com isso, apenas o queria de uma vez.


Os dedos do Lee iam fundos dentro do pequeno Huang que se contorcia a cada vez que a ponta dos dedos alheios lhe tocavam a próstata de forma tão deliciosa. Os gemidos se tornavam cada vez mais alto a medida que sentia-se próximo de seu ápice, rebolando sobre os dedos alheios apenas para xingar Jeno internamente quando o mesmo parou o ritmo frenético e se retirou de dentro de si antes que pudesse gozar.


— Não quero que acabe agora, princesa. — Explicou ao mais novo enquanto se concentrava em observar o rosto corado e tímido do mais novo abaixo de si pelo reflexo do espelho, assim como Renjun o podia ver. Não conseguia desviar o olhar da figura do mais novo no espelho enquanto este segurava o membro rígido e o roçava em sua entrada, o fazendo gemer baixinho pelo contato que tanto ansiava.


Não precisou esperar tanto já que logo pode sentir a glande o invadir, o arrancando um gemido rouco em uma mistura de dor e prazer, Jeno possuía os olhos fechados tendo o falo esmagado pelo buraquinho apertado e quente. Não demorou para que o Huang rebolasse seus quadris indicando ao Lee que poderia começar a se mover.


— Porra, tão apertado. — murmurou enquanto seus quadris se moviam de forma lenta porém profunda, fazendo o corpo esguio a sua frente mover-se para frente e para trás no ritmo de suas estocadas, Renjun ergueu a cabeça podendo encarar o mais novo pelo reflexo do espelho enquanto os gemidos manhosos que soltava se tornaram incontroláveis.


— J-Jeno, mais rápido… — Suplicou entre seus gemidos e logo o Lee levou as mãos grandes até os fios de cabelo alheio, os puxando enquanto aumentava o ritmo de suas investidas que agora se tornaram profundas e rápidas. um grito preencheu o banheiro quando o mais velho tivera sua próstata acertada pela glande do mais novo e aquele ritmo frenético se tornou ainda mais gostoso, o fazendo sentir suas pernas bambearem. Se Jeno não estivesse atrás de si, o prensando contra a bancada, com certeza cairia.


Saiu lentamente de dentro do Huang recebendo um gemido de reprovação de ambos, virou o menor para si e o ergueu suavemente colocando-o sobre a bancada desta vez. As mãos do acastanhado, que estavam sobre a bancada, seguiram para o pescoço do mais alto assim que o mesmo ergueu suas pernas o deixando totalmente aberto e exposto a ele, o fazendo corar e suspirar.


— Você fica tão lindo dessa forma, Injunnie.  — Sussurrou no ouvido do mais velho e logo tornou a posicionar o membro na entrada alheia, dessa vez entrando em uma estocada profunda e bruta fazendo o corpo pequeno bater contra o vidro do espelho enquanto um gemido arrastado era ouvido. As mãos do Huang posicionaram-se sobre o espelho enquanto as estocadas profundas do outro acertavam em cheio a sua próstata a cada vez que ele saia completamente e voltava com tudo para dentro de si. — Você adora ter meu pau indo fundo dentro de você, não é princesa? Você adora a forma como eu fodo você, olhe só para você. Tão necessitado e implorando para me ter dentro de você, você não é tão inocente quanto parece não é, bebê?!


Renjun podia sentir seu corpo inteiro entrar em combustão a cada palavra que saia dos lábios do garoto mais novo que si, e droga, como ele adorava aquilo. Seus olhos reviraram e já podia sentir as pernas dormentes pela posição, tinha certeza que mal conseguiria andar no dia seguinte e não estava mesmo ligando para aquilo.


— A-ah, mais rápido… Jeno, estou quase lá, por favor… Me foda com força, eu quero senti-lo gozando dentro de mim, quero sentir sua porra escorrendo por minhas pernas. — Mal conseguia formular uma frase, tamanho era o prazer que sentia, apenas os gemidos lhe saiam de forma descontrolada, como uma vadia assim como Jeno gostava de chamá-lo toda vez que o levava para algum cantinho escondido a fim de que transassem.


A próstata do Huang era brutalmente acertada a cada estocada e o maior não hesitou antes de sair completamente de seu hyung e tornar a penetrá-lo em uma estocada profunda, chegando ao seu limite e preenchendo o menor com seu líquido, o fazendo gritar ao se sentir totalmente cheio da porra do outro. Jeno iniciou uma masturbação lenta e ritmada no membro do Huang enquanto ainda se movia dentro do mesmo, o garoto não demorou a chegar ao seu ápice sujando tanto a mão do moreno quanto seu próprio abdômen. Sentindo o corpo mole pelo orgasmo avassalador.


Jeno saiu de dentro do menor observando sua porra escorrer da entradinha rosada, o fazendo suspirar e logo descer o corpo pequeno do Huang da bancada da pia. O mais velho se agarrou a seu dongsaeng, molinho e manhoso, chamando por seu nome baixinho fazendo o mais novo rir e deixar beijinhos pelo rostinho meigo e cansado de seu hyung.


— Vamos tomar banho, princesa? — A voz saiu carinhosa e calma, porém Renjun negou com a cabeça se apertando ainda mais contra o corpo de seu dongsaeng.


— Não, apenas quero deitar na cama e ficar com você. — Não queria se soltar do maior nunca mais, tanto que Jeno tornou a o sentar na bancada e trocou as roupas do mais velho assim como ajeitou as suas em seguida limpando a bagunça que fizeram.


Logo voltaram para o quarto e Jeno se deitou junto de Renjun, aconchegando o corpo pequeno em seus braços, fazendo carinho nos cabelos sedosos do acastanhado mesmo que Jaemin estivesse ali ao lado, amanhã inventaria uma desculpa para ter dormido com Renjun.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...