1. Spirit Fanfics >
  2. Da adolescência à vida adulta >
  3. Dia mais feliz

História Da adolescência à vida adulta - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


Obrigado a todos que acompanharam e favoritaram, esse é o penultimo capítulo da fic. Espero que possam me perdoar pelos erros de ortografia e por engulir algumas palavras aqui e ali kkkkk enfim essa é minha primeira fic, fiquei muito muito feliz quando vi que tinha gente comentando e gostando, graças a vocês continuei escrevendo e tentando melhorar minha escrita e até to escrevendo outras, muito obrigado e boa leitura ❤

Capítulo 33 - Dia mais feliz


Fanfic / Fanfiction Da adolescência à vida adulta - Capítulo 33 - Dia mais feliz

- Quantos meses tem a criança?

- Diz ela que nasceu de 7 meses, mas tenho minhas duvidas.

- Acontece.

...

- Eu namorei com esse Takemaru lá em Kyoto, foi um inferno pra terminar com ele, não imaginava que ele chegaria a esse ponto de sequestrar duas garotas, mas fico muito feliz que ele esteja preso e vocês estejam se recuperando do trauma.

- Obrigado. E você e o Naraku juntos, quem diria?

- Né, mais eu to muito feliz, parece até que nascemos um pra outro.

Sorrimos uma pra outra, os rapazes já estavam se despedindo, vamos pra nossa casa.

...

Chegando em casa

- Rin.

- O que foi amor?

Ele se aproxima de mim e acaricia meu rosto.

- Eu te amo...estou muito feliz com você.

- Eu também te amo, quero viver o resto da minha vida com você.

Nos beijamos com intensidade, ele se senta na cama e me puxa pra cima dele, posso sentir seu membro enrijecido, o olho nos olhos, aqueles olhos que tanto amo, o beijo novamente agora com as mãos tocando os cabelos dele, ele segura minhas coxas com violência, arranhando e apertando forte, desde quando voltei do cativeiro não tinha feito amor com ele ainda, estava com um pouco de medo e vergonha, mas nessa noite quero o sentir dentro de mim de novo. Num movimento rápido, ele me deita na cama e fica por cima de mim, beija meu pescoço e se levanta pra tirar a camisa, vejo-o sem blusa com aquele abdômen definido dando aquele sorriso de lado, me sinto mais excitada ainda, ele retorna para mim abrindo minha blusa com pressa e começa a lamber meus seios, com agilidade passa a língua em movimentos circulares, os coloca por completo na boca sempre revezando, da tapinhas de leve, coloca um dedo na minha boca e continua me olhando com aquele olhar penetrante e safado. Ele vai fazendo uma trilha de beijos no meu abdômen levemente definido, até chegar na minha intimidade, que primeiro ele cheira e depois passa o língua lentamente no meu clitóris enquanto introduzia um dedo dentro de mim, entrando e saindo, me deixando cada vez mas excitada e molhada.

- Sesshy... me fode...

Eu gemia o seu nome enquanto me contorcia de prazer na cama, eu adorava a forma como ele me lambia... amo o sentir dentro de mim.

- Agora não, quero castiga-la um pouco.

Ele me coloca de quatro na cama, e enterra a cara nas minhas partes, agora lambia com mais rapidez e violência, passando a língua nas minhas duas entradas, dava tapas com força na minha bunda, eu já gritava o seu nome enquanto ele introduzia dois dedos dentro de mim puxando os meus cabelos. Ele me puxa pelos cabelos e me coloca de joelhos no chão, coloca o membro pra fora e começa a passar na minha cara, eu não sabia quando tinha me tornado tão safada, não sabia que ele era tão safado, mas eu sabia que adorava fazer essas safadezas com ela, adorava ser sua vadia.

- Quer chupar meu pau?

- Quero.

Ele senta na cama e puxa pelos cabelos, começa a chupa-lo com agilidade enquanto ele bate no meu rosto, seios e bunda, eu realmente gosto de uns tapas nessas horas, passo a língua na cabeça do seu membro e o coloco todo dentro da cabeça, sugando com vontade. Ele me coloca na cama de quatro mais uma vez e entra em mim, dou um grito de leve, e ele começa a dar estocadas fortes e precisas enquanto segura meu pescoço, me enforcando, eu sinto muito prazer quando ele faz isso, continuamos nessa posição por um bom tempo até eu gozar de tanto prazer, o jogo em cima da cama, e subo nele, introduzo o seu pau em mim e começo a cavalgar, arranho o seu peitoral, pescoço, o beijo, bato em sua cara, o enforco, ele bate em meu rosto, bunda, me arranha, já estávamos pingando de suor mais ainda não saciados, ele fica por cima de mim e continua as estocadas, me beija com paixão, beija meu pescoço, da leves mordidas e retorna para meus lábios, arranhava as costas dele e gemia alto até que o escuto gemer no meu ouvido e sinto que gozou dentro de mim, nos encaramos suados, respiração acelerada, o puxo para mais um beijo, precisava sentir seus lábios, precisava sentir seu toque, fiquei com tanto medo de nunca mais estar com ele, se deita ao meu lado e puxa para seus braços. Dormimos abraçados.

....

Os três dias se passam, chegou o dia do meu casamento.

Estava tudo organizado na praia, nossas mães estavam tomando conta de tudo. Apesar do meu pai ser um escroto e ter tentado ferrar com a família do meu amado, fiz uma ligação pra ele e contei tudo que havia acontecido nesses meses que não nos víamos, disse que não poderia vim pro meu casamento mais que desejava toda a felicidade do mundo pra mim e que em breve viria visitar a todos, ele havia se casado com outra mulher, que por zero por cento de choque de todos já era amante dele. Minha mãe trouxe o namorado dela Ryukotsusei, Satori havia assumido o namoro com um medico chamado Zaraki, com o qual já tinha um caso a anos. Inuyasha e Kagome estavam vivendo juntos e pretendiam se casar em breve, todos nossos amigos estavam lá, o filho do Seshoumaru, Hakudoshi iria levar as alianças, Inunotaisho e quem iria me levar até o altar. Chegou a hora.

Vejo o meu amado parado ao lado do juiz, ele estava tão lindo, com uma calça jeans preta, sapato preto, e uma camisa de mangas compridas preta, o cabelo solto, e um sorriso de leve no rosto, seus olhos brilhavam quando se encontraram com os meus. Mas eu também não fico atrás no quesito beleza, to usando meu vestido branco colado, queria deixar minhas curvas em destaque, ele possui em decote V e tem as costas nuas, sem alças, uso um salto alto preto com detalhes brancos, meu cabelo esta com um penteado que da destaque as minhas mechas loiras, não gosto de véu então não usei, colar e brincos de prata, brincos grandes pra da um charme a mais, uma maquiagem perfeita, meu olhar estava mais ousado e sedutor com esse delineado, um batom vinho mate pra deixar meus lábios e sorriso mais destacado, antes de sair de casa passei um bom tempo na frente do espelho, admirando o quanto eu estava bela, eu realmente me sentia perfeita no dia do meu casamento.

- Você esta deslumbrante Rin, meu filho é muito sortudo - Inunotaisho fala galanteador com um sorriso no rosto.

- Nos dois somos sortudos por termos um ao outro – o respondo sorrindo.

- Verdade, os desejo muitas felicidades – ele retribui o sorriso.

Enquanto vamos de braços dados até o final, vejo todos os meus amigos no trajeto, Kikyou e Naraku juntos abraçados, Sango e Miroku, ela já esta com a barriga bem saliente ela me olhava cheia de orgulho, Kagome e Inuyasha sorriam pra mim cheios de alegria. Ele me entrega a Sesshoumaru.

- Você esta perfeita Rin, parece uma rainha, minha rainha – ele fala em meu ouvido.

- Você também esta lindo Sesshoumaru – o beijo no rosto e começamos a cerimonia.

O juiz fala varias coisas que fazem parte da cerimonia enquanto nos olhávamos com o coração acelerado, após terminar tudo que tem que falar, ele fala a frase final.

- Eu os declaro marido e mulher, podem se beijar.

Sesshoumaru coloca a mão em meu rosto e puxa para um beijo, um beijo tão puro e tão apaixonado. Todos aplaudem e tiram fotos. Nos dirigimos ao local da festa.

Entramos no carro juntos, o carro de recém casados que estávamos sozinhos, meus pensamentos estavam a mil, em pensar que ele casou com outra, que eu achei que nunca teríamos nada, que nunca ficaríamos juntos, que ele nunca olharia pra alguém como eu, e cá estamos juntos, casados, estou gravida dele, e quando o vejo olhar pra mim sinto que ele me ama, quando estou nos braços dele me sinto completa, que reviravolta que minha vida deu, mas estou completamente feliz, o vejo sorrir e me puxar para um beijo. Continuamos a viajem até o local.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...