História Da aldeia para cidade grande(Fanfic de Amor Doce) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Castiel, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya
Tags Aldeia, Amor, Amor Doce, Cidade, Doce, Fanfic, Garotos, Lindos, Paqueras, Romance
Visualizações 5
Palavras 1.736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii espero que gostem,esse ep está bem monótono e chatinho pois é somente para vocês conhecerem a yumi e sua historia logo logo prometo que vão ter surpresas e coisas para deixarem as historias mas emocionantes.Bjssss espero realmente que gostem ♡♡

Capítulo 1 - Conhecendo Minha Nova Vida


Fanfic / Fanfiction Da aldeia para cidade grande(Fanfic de Amor Doce) - Capítulo 1 - Conhecendo Minha Nova Vida

♡ Conhecendo Minha Nova Vida♡

-Moça-abro somente um olho para ver do que se tratava.

-Sim?-digo ainda sonolenta.

-Já chemagos no seu ponto-ela me diz isso com um enorme sorriso no rosto.

-Ah sim,obrigada-saio do ônibus meio sem jeito.

-Acho que finalmente cheguei,paro na frente de uma enorme casa,vou morar aqui de agora em diante espero me dar bem com todos,respiro fundo me preparando para tocar a campainha.

               "Ding Dong"

-Quem é?-saiu uma voz de um aparelhinho colado na parede nunca vi algo igual.

-É.....a yumi-será que sabem que eu estava vindo?espero que sim.

-Ah sim pode entrar querida-a porta a minha frente abre.

 Eu dou um passo a frente me permitindo olhar  o jardim da casa,mas que jardim,era lindo no meio um caminho de pedras e dos lados lindos canteiros de flores. Enquanto cotemplava  a paisagem continuei andando até quase bater de cara na porta.

-Quase essa foi por pouco-bato na porta,logo depois um senhoria abre a porta para mim fazendo um gesto para eu entrar e assim faço.

-Bem vinda minha querida-ela diz com um sorriso enorme.

-É..é...-assim que entro na casa fico sem palavras,é muito grande e linda nunca nem tinha entrado numa casa assim- Prazer Yumi e obrigada-recupero as palavras mas continuo contemplando a casa.

-Prazer pode me chamar de branca ou se preferir dona branca como todos me chamam aqui-é uma senhorinha muito simpática e fofa,pelo visto já fiz uma amiga.

-Prazer dona branca e meu tio gostaria de conhece-lo-digo olhando para os lados o procurando.

-Ah sim seu tio está no escritório trabalhando,a mulher dele e sua filha estão no shopping e o Nathaniel- ela foi interrompida por um garoto loiro que descia as escadas.

-E o nathaniel está aqui-ele acaba de descer as escadas e para na minha frente-Oi yumi prazer nathaniel como todos estão ocupados fiquei encarregado de mostrar a casa mas fica tranquila no jantar você irá conhecer todos-ela acaba de dizer e abre um lindo sorriso para mim.

Fico olhando nos seus olhos,lindos olhos que por sinal,dourados e aconchegantes,balanço a cabeça me fazendo voltar para realidade.

-É prazer....-não penso mas nada pra falar apenas o encaro.

-Pode deixar dona branca eu mostro as coisas a ela,pode ir preparando um lanchinho para gente?-ele olha para dona branca.

-Claro meu querido-ela vai em direção a cozinha eu acho.

-Então vamos começar o nosso tour-ela sobe um degrau fazendo um gesto para eu o acompanhar.

-É....porque não começamos lá em baixo?-enquanto subimos as escadas resolvo falar com ele.

-Podemos começar de cima para baixo assim o nosso tour acaba na cozinha onde poderemos comer alguma coisa-ele aparenta ser muito serio e certinho e muito lindo também,espero que sejamos amigos pois viver numa casa por  3 anos sem me dar bem com as pessoas vai ser bem difícil.

-Entendi.....

Assim que acabamos de subir demos de cara com uma porta marrom.

-Esse é o quarto da minha irmã Ambre-ele aponta para a porta a nossa frente- Está trancado então não podemos entrar.

-Que pena- Faço uma cara de desapontada estava curiosa para saber como é o quarto de uma garota da cidade,imagino ser tipo os das princesas.
Ele se vira e aponta para uma escada que era quase em frente ao quarto da ambre.

-Lá em cima tem o quarto e uma suíte dos meus pais,eles odeiam que subam lá em cima então tente evitar-assim que acaba de falar ele se vira de costa para mim.

-Entendido-faço uma reverencia de soldado o fazendo rir um pouco.

Logo ao lado da escada tinha outra porta ele fica em frente e a abre.

-E esse é o meu quarto,eu passo a maior parte do meu tempo aqui então qualquer coisa é só chamar- ele entra me fazendo um sinal para entrar.

-Assim faço,o quarto dele é bem a cara dele arrumadinho e bonitinho mas bem vazio tem uma cama no meio,uma estante de livros do lado e perto da beira da cama uma mesa de computador.

-Que quarto bonito nathaniel-falo ainda analisando o quarto.

-Pode me chamar de Nath prefiro assim- fica um silencio por um momento mas ele logo o interrompe- Posso te fazer um pergunta?

-Claro-respondo gentilmente

-Como era a sua casa antes de você vir para cá- ele me pergunta enquanto sentava me sua cama.

-Hhm...deixa eu ver- penso por um momento nas palavras certas- a casa era de madeira e sem tinta por fora tambem era bem menor que a sua mas aconchegante,meu quarto era muito fofo e o único que tinha computador da casa,a sala bem pequena com um sofá de dois lugares e uma televisão bem pequena um pouco maior que o computador,o banheiro acho que normal e a cozinha muito colorida mas dava no máximo três pessoas-estava falando sem parar e quando percebi parei imediatamente.

-Pode continuar se quiser-ficou um silencio por um tempo mas logo ele quebrou com outra pergunta -E a sua família?

-Hhm....meus pais sempre foram muito compreensivos e protetores e meu irmão mas velho abandonou a gente para se virar na cidade grande-abaixo a cabeça pensativa,na verdade sinto muito falta dele,espero o encontrar em algum lugar um dia.

-Desculpa por tocar no assunto- ele fica meio sem jeito,mas logo se recompõe- vamos  agora quero te apresentar ao seu quarto.

Ele me direciona para uma porta no meio bem perto ao do quarto dele.

-Aqui está seu quarto preparada?-ele coloca a mão na maçaneta da porta.

-Acho que sim- ai como estou curiosa para ver meu novo quarto.

-Foi a dona branca que preparou tudo então espero que goste- ele diz abrindo a porta.

Era uma quarto fofo e simples bem a minha cara,a cama eram uma cama dupla com lençóis rosinha bem claro e cheio de ursinhos em cima,tinha um puff  verde do lado da cama,uma tapete e uma mesa de centro em cima do tapete e também uma mine estante de livros.

-Não vai falar nada?-tinha percebido que eu estava olhando para o quarto imóvel na frente da porta.

-Assim desculpa,é que eu nem sei o que falar simplesmente amei é tão simples e  lindo ao mesmo tempo-enquanto falava sentei na cama e fiquei acariciando o lençol.

-Que bom que gostou,aqui está a chave- ele joga  uma chave na minha mão- Tem duas chaves dessa um está com você agora e a outra fica com meu pai em caso de emergência.

-Entendi,lá na minha casa meu quarto só tinha uma porta que estava quebrada-dou uma pequena risada.

-Você vai ter tempo para aproveitar seu quarto depois agora vamos com o tour lá em baixo-ele pega minha mão gentilmente me puxando para fora.

-Descemos as escadas rapidamente,depois ele solta a minha mão e se vira para fala comigo.

-Aqui como você pode ver é a entrada não tem nada de mais,e aquele lado ali- ele aponta para uma porta debaixo da escada-Ali é um banheiro,temos 3 banheiros aqui 2 aqui em baixo e um lá em cima no quarto dos meus pais.

Não falo nada apenas o deixo ir explicando.

-Não temos sala de estar aqui em casa pois meus pais acreditam que a TV não possam ensinar nada além de besteiras- ele para por um momento mas logo continua- logo ali- ele aponta para uma mesa que estava um pouco distante da gente-É a sala de jantar e um pouco mas a frente é a cozinha que não dá pra ver daqui- ele fica em silencio esperando eu falar alguma coisa.

-E o outro banheiro?

-Ah sim fica ali- ele aponta para uma porta oposta a porta debaixo da escada.

-Hhm

-E acho que acabou o nosso tour,quer ir lanchar agora?

-Pode ser.

-Então vamos- ele anda até a cozinha e eu apenas o sigo.

O sigo até a cozinha,ao chegar ele para e senta em uma cadeira em frente a um balcão e eu faço o mesmo,no balcão tinha 2 sanduiches com sucos de laranja e alguns biscoitos,ele começa a comer e eu faço o mesmo,está um tudo quieto até ele resolver falar.

-Tem quantos anos mesmo?

-15,faço 16 em novembro.

-Entendi,você vai morar uns 3 anos com a gente.

-E você tem quantos anos?

-16 fiz em janeiro

-Vamos ficar na mesma sala?

-Provavelmente sim

-E a sua irmã?

-Ela repetiu um ano mas ela tem a mesma idade que a minha somos gêmeos.

-Entendi

-E oque você mas gosta de fazer?

-Hhm....acho que passear conhecer gente nova,me diverti,conversa....

-Acho que somos bem diferentes,eu prefiro ficar em casa estudando sozinho no quarto.

-Eu acho muito chato é mas legal brincar e se diverti com seus amigos do que ficar trancado num quadrado o dia todo.

-rsrsrs você pensa bem diferente de mim.

-Também acho,mas isso é legal cada um tem sua opinião e nesses 3 anos que vou morar aqui podemos um apresentar seu ponto de vista do mundo.

-É digamos que é uma forma de conhecimento,e oque você fazia na sua antiga casa?

-De manhã ia para minha pequena escola e ao chegar da escola meus amigos e eu jogávamos de tudo passava a tarde toda perto do rio "brincando" até nadavamos as vezes no rio  Tapajós era super legal e quando estava quase anoitecendo eu ia para casa jantar e depois assistimos TV em família depois apenas ia para o quarto dormi  ou quando não estava com sono mexia um pouco no computador.

-Entendi,parece bem divertida sua vida.

-E você oque faz de bom aqui?

-Vou para escola,na escola eu sou o presidente do gremio- eu o interrompo.

-Oque é o presidente do grêmio?

-Outro dia eu te explico,mas continuando vou a escola volto para casa almoço depois fico no meu quarto até o jantar,depois de jantar volto pro quarto e vou dormi.

-Que vida monótona,quando começar as aulas eu vou querer que você me apresente a cidade assim você sai um pouco para respirar um ar e fazer uma caminhada.

-Então combinado,e as aula começam amanhã.

-Serio amanhã já é segunda feira?

-Sim,temos que está pronto antes das 7hrs.

-A escola é muito longe?

-Não muito mas sempre vamos de carro com o motorista.

-Que pena faz bem...-fui interrompida pelo barulho da chave na porta o resto da família pareciam ter chegado.

-Deve ser a minha mãe,vamos eu vou apresenta-las.

Ele me faz levantar e eu o sigo até a entrada,ao chegar vejo 2 mulheres loiras e lindas,uma o cabelo era mas claro e tinha olhos verdes usava um vestido bem chique com um marrom um pouco puxado para o vinho e alguma coisa rosa em cima do ombro e a outra tinha um pouco cara de metida mas era quase idêntica ao nath ela usava uma blusa preta e uma calça jeans mas seus olhos eram verdes e tinham um olhar ameaçador bem diferente do nath.Elas estavam entrando de boa enquanto conversavam ao por os olhos em mim ela me olharam com uma cara feia de deboche e a mulher com cabelos loiro claro perguntou:

-Quem é essa nathaniel??
               
                                ♡ FIM♡
                          ♡E Continua ♡






 




Notas Finais


Então ai o que achou?espero muito que tenha gostado mas mudando de assunto sobre o paquera ainda não decidir pois nessa fanfic vai ter tipo um triangulo amoroso então conto com a ajuda de vocês para decidir,irei postar caps nosvos todos os sabados,Bjss e até o próximo ep♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...