História Da infância a adolescência de konoha - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Visualizações 25
Palavras 3.814
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então eu tô muito insegura com esse capítulo
Espero que vocês gostem, me dêem dicas aceito de coração
Boa leitura

Capítulo 37 - Finalmente...estamos em paz


Kawaki e Boruto ja estavam frente a frente cheios de machucados completamente encharcados de sangue, os olhos do moreno estavam inchados, enquanto no rosto de Boruto o que mais estava inchado era o maxilar, sempre que Kawaki tentava acertar seu olho ele desviava, a parte que ele tinha de Kurama estava sem chakra, enquanto Boruto ja havia usado o modo sábio de Mitsuki que Kawaki soube lidar muito bem, pois por conta de Urashiki o mesmo também podia executar o ato, Boruto também descobriu a habilidade de Kawaki que podia transformar o corpo em arma, o loiro chegou a conseguir deixar o moreno desarmado, mas o mesmo transformou seu corpo em uma afiada espada ou um afiado machado, não facilitando para Boruto, agora se encaravam, cansados, sem chakra e com uma distância nada segura,no máximo 3 passos de distância.

- Ainda da tempo de desistir. - começo Boruto. -E se arrepender!

- Nunca!

- Ainda não entendo porque os revoltados querem matar todo mundo por causa de UMA pessoa ruim.

- Você nunca me entenderia seu...

- Puto! Já saquei a palavra que você mais gosta de usar.

- Esta querendo me provocar Boruto? Ainda tenho muito chakra.

- Não você não tem,eu te analiso o tempo todo Kawaki.

Realmente, não deixou de analisar Kawaki momento algum, seu olho chegava a doer um pouco, não conseguia ativar nem mais o Jogan ou o Karma, pelo estado do moreno ele estava tão cansado quanto o loiro.
Os dois haviam sugado vários ataques, mas nenhum deles havia jogado de volta, fechou o punho sentindo o poder que ainda tinha guardado no Karma, sabia que Kawaki se estressava com facilidade, tiraria proveito daquilo.

Soltou o primeiro ataque fazendo Kawaki se esquivar por pouco de seus últimos truques sábios de Mitsuki, Boruto continuou atacando, e notou que Kawaki estava evitando usar o Karma, estava apenas desviando, como Boruto, ele estava com forças apenas para usar o Karma, pode observar pelo seu olho, mas ele ainda estava evitando usar, Boruto desconfiava que como ele, Kawaki também teria desgaste físico depois de usar o Karma, mas com ele deveria ser depois de atacar, e não quando absorve como o loiro.

- Revide! - gritou Boruto ainda atacando, não gostava de usar o Karma o fazia lembrar da ferramenta ninja, mas fazia parte de seu plano.

Como imaginou, Kawaki não conseguia desviar de todos os ataques dele, e acabava sendo obrigado a absorver, quanto mais Boruto jogava, menos o moreno conseguia desviar, ambos estavam terminando de se esgotar, Boruto de atacar e Kawaki de absorver.

Parou de atacar respirando pesado, Kawaki no mesmo estado que o dele, e de repente ouviu a voz do seu pai o chamando, mas sabia que ele não estava ali, de alguma forma sentiu que ele estava bem e sorriu.

- Mesmo sorrindo com esse olho não vai me assustar. - ouviu Kawaki dizer e o olhou notando que havia ativado o Jogan por acidente, se lembrou de quando estava na dimensão de Nue com Mitsuki e Sumire e só conseguiram sair por ouvir seus amigos os chamarem.

- É claro...as pessoas que se importam comigo. - sussurrou pra si mesmo. -Elas me dão força mesmo não estando aqui.

- O que está falando seu puto?!

- E claro...tenho o Nue. - falou tirando sangue do seu rosto e colocando na mão direita, apareceu a marca do Nue, colocou a mão no chão . - Jutso de invocação!

Boruto pulou, e logo em seguida o gigantesco Nue apareceu, o loiro pousou em cima da cabeça do mesmo, Kawaki com os olhos arregalados ficou sem reação, Nue estranhou Boruto de início mas ao tocar a cabeça dele Nue se acalmou reconhecendo o loiro.

- Primeiro preciso que me dê um pouco de chakra. - pediu Boruto, que Nue obedeceu levantando a cauda passando chakra para o corpo dele, sentiu a energia renovada e olhou para Kawaki, o mesmo tremendo. - Assuste-o, vou proteger você.

Nue deu um grito ensurdecedor,fazendo Kawaki colocar as mãos na frente do rosto, ele pulou na direção de Kawaki que girou quase sendo esmagado, ativou o Karma jogando o primeiro ataque que foi defendido por um clone de Boruto evitando acertar o Nue, Nue continuou indo pra cima de Kawaki, o moreno pareceu nunca ter batido de frente com uma criatura daquelas, o medo e desespero estava estampado em seu rosto, e ele por dizer que odiava ninjas, não devia ter nenhum contrato com alguma criatura para o ajudar, não demorou para Nue encurralar Kawaki o prendendo no chão com uma pata, o moreno gritou desesperado e levantou a mão com o Karma, Boruto sabia que aquele seria o ataque com maior força, analisou com seu olho e Kawaki estava emanando toda a energia, segundos antes dele soltar mandou Nue sair e pulou na direção de Kawaki com o Karma, assim Kawaki atacou com toda sua força e Boruto começou a absorver todo o ataque.

-Aaaaahhhh!!! - os dois gritavam pelo esforço, apesar do ataque ser forte, conseguiu absorver grande parte.

Quando Kawaki parou o ataque, mesmo tentando, o Karma de Boruto não quis parar.

- O que tá acontecendo? - o brilho não parava sua mão tremia, sua mão implorava para segurar na de Kawaki, já havia pensado naquilo mas não sabia se era possível.

Pegou na mão de Kawaki que gritou de dor na hora, pouco a pouco a marca de Kawaki estava sumindo.

- Não!!!! - gritou o moreno de dor.

- Os ninjas vão permanecer Kawaki!

O Karma sumiu do braço do moreno aparecendo no outro braço do loiro, assim quando toda a marca de Kawaki sumiu, Boruto soltou a mão dele caindo pra trás, exausto, estava sentindo o corpo perder a consciência,mas seu olho saiu um raio o despertando novamente, olhou para seu braço e a marca vermelha havia ficado transparente, ouviu Kawaki se mexer e olhou para ele.

- Eu ainda posso... - começou Kawaki tentando se levantar.

- Nue. - chamou Boruto num sussurro.

Nue apareceu atrás de Boruto fazendo Kawaki tremer novamente, ele andava devagar mostrando os dentes raivoso.

- Não o mate, apenas tire o chakra perigoso.

Nue foi pra cima de Kawaki que só teve tempo de dar um grito desesperado. O avistou no chão magro, como as primeiras vítimas de Nue, Boruto mandou a criatura descansar e pegou uma corda que tinha guardada amarrando as mãos de Kawaki inconsciente.

Cansado, se deitou pensando em como não teria chance se não fosse a ajuda de seus amigos, olhou seus machucados e usou o chakra da Kurama para cura-los, seus pensamentos estavam longe até se lembrar de seu pai, sabia que ele estava bem mas precisava o ver, quando levantou foi surpreendido com o poder do rinnegan de Sasuke, saindo primeiro ele, depois Sarada, Mitsuki, Sumire e por último Naruto parecendo meio acabado trazendo um homem que tinha cabelos brancos e usava uma máscara também branca nos olhos, amarrado como Kawaki.

Boruto abriu um enorme sorriso ao ver todos bem, todos o olharam com felicidade, quem veio primeiro ao seu encontro foi sua amada.

- Boruto! - gritou ela correndo na direção dele.

Boruto abriu os braços esperando que mesmo Sasuke estando ali ela lhe daria um abraço, mas o que menos esperava era o soco que Sarada deu em sua barriga quase o fazendo cair, sabia que se ela tivesse usado toda sua força o teria machucado feio, colocou as mãos na barriga tentando amenizar a dor.

- Sarada o que é isso?

- Como assim o que é isso?! Não sabe o quanto me deixou preocupada?! - gritou ela, mas o loiro percebeu pelo tom dela que estava chorando. - E minha mãe não me deixou vir te ajudar...eu tive que fugir dela, e quando tava quase alcançando a Sumire e o Mitsuki meu pai me manda pra outra dimensão!

- Só queriam te proteger!

- Eu posso me proteger! - gritou ela de volta cruzando os braços e virando o rosto para esconder as lágrimas.

- Tem razão você pode! - falou Boruto fazendo Sarada voltar a atenção pra ele, ele chegou perto secando o rosto dela. - Me desculpe preocupar você.

- Idiota! - falou Sarada abraçando Boruto, ele correspondeu na hora. - Eu tava com um medo de te perder.

- Eu to aqui. - respondeu ele agora também chorando, Sarada o soltou olhando em seus olhos, limpou suas lágrimas. - Eu também fiquei com muito medo de te perder.

Sarada colocou as mãos no pescoço de Boruto, os dois admiravam os olhos de cada um, e de repente Sarada sela seus lábios, Boruto fica sem jeito no início mas logo a corresponde colocando uma mão em sua cintura e outra em seu cabelo, um experimentava a língua do outro, mas aí sentem uma mão dar um golpe no meio dos dois os separando, quando olharam não era ninguém menos que o Sasuke, ele olhou para Boruto com raiva e depois para Sarada.

- Mantenha sua lingua na boca quando estiver beijando esse idiota!

- Pai! - exclamou Sarada vermelha.

- Sasuke deixe os dois, eles merecem isso depois de todo esse alarde! - falou Naruto com um sorriso no rosto, se aproximando, abraçando Boruto e esfregando o cabelo dele.

- Vou dizer isso quando ver Himawari beijar alguém!

- Não coloque minha filha nisso Sasuke!

Sarada riu dos dois, e Boruto sorriu para o pai, e viu que o homem de cabelos brancos foi largado do lado de Kawaki ainda amarrado, ele agia como se Kawaki tivesse alguma doença e tentava manter distância.

- Pai quem é aquele cara? - perguntou Boruto apontando.

- É uma longa história. - respondeu Naruto pensativo olhando para o homem. - Mas aposto que você também tem muita coisa pra contar.

Naruto apontou para Kawaki que estava desmaiado, Sumire e Mitsuki o observavam, a arroxeada tinha os olhos marejados, Boruto imaginou que ao olhar para ele ela ainda se sentia culpada pelo que fez alguns anos antes, mas antes de ir consola-la Mitsuki a abraçou, Boruto abriu um sorriso e foi em direção aos amigos, os dois abriram um sorriso ao vê-lo se aproximar, Sumire secou as lágrimas.

-Obrigada aos dois. - agradeceu Boruto. - Se não fossem vocês, eu não teria conseguido.

- Nós que te agradecemos Boruto! - falou Mitsuki com um sorriso.

- Espero que Nue o tenha obedecido! - disse Sumire sorrindo também.

- Sim ele foi ótimo! - olhou para sua mão e mordeu o dedo colocando o sangue nela,já mostrando a marca de Nue. - Preciso te devolver.

Boruto estendeu a mão e logo em seguida Sumire, ele liberou o poder de Nue que por Sumire ser a portadora dele, ele fincou em sua mão, ela olhou a marca de volta em sua mão sorrindo.

-Obrigada de novo! - agradeceu Boruto.

- Não foi nada Boruto-kun.

- Uchiha Sarada! - gritou uma voz que Boruto logo reconheceu sendo de sua tia rosada chegando furiosa.

Sarada arregalou os olhos e só cruzou os braços olhando para o lado, enquanto ela brigava com Sarada por ter fugido dela, todos apenas observavam, enquanto a morena parecia sempre indiferente, Boruto achou engraçado se fosse sua mãe ali ele estaria morrendo de medo.

- Boruto, Naruto-kun! - ao ouvir a voz não teve dúvidas de que era ela, de seu lado estava Himawari.

Primeiro abraçou Boruto, depois Naruto, e Himawari fez o mesmo.

- Estou tão feliz que vocês dois estão bem! - falou caindo as lágrimas.

- Calma amor, está tudo bem! - falou Naruto a abraçando de novo e secando suas lágrimas.

Enquanto o momento dos Uzumaki estava todo carinhoso, os Uchihas ainda discutiam, ou melhor dizendo Sakura ainda discutia.

- E você Sasuke? Porque não deixou ela comigo? Sei que você a protege mas eu me preocupo muito e... - Sakura foi cortada por Sasuke pegando a mulher pela cintura e a beijando na frente de todo mundo, até Sarada se surpreendeu, até mesmo ela nunca tinha visto seus pais se beijando.

- HINATA PRECISO DE UMA CÂMERA! - gritou Naruto assustando Hinata.

- Eles ja vão parar o beijo Naruto-kun!

- POR ISSO PRECISO DE UMA CÂMERA AGORA, ISSO NUNCA MAIS VAI...

Naruto ficou quieto quando viu o olhar bravo da esposa, todos os que observavam riam, enquanto isso Sasuke e Sakura haviam parado o beijo naquele instante por falta de ar.

- O Boruto beijou a Sarada! - gritou Naruto fazendo Hinata, Hima e Sakura arregalarem os olhos, era óbvio para Boruto que ele havia dito isso para a Hinata não brigar com ele.

- O que na frente do Sasuke?! - perguntou Sakura. - Você é muito corajoso Boruto!

Boruto coçou o cabelo sentia seu rosto quente, foi quando viu Sasuke andando em sua direção com o semblante bem sério.

- Por falar nisso Boruto, acho que está na hora de você fazer aquilo que conversamos!

Boruto pensou por um instante tentando lembrar,mas aí se tocou.

- Ah sim! - respondeu tirando sua bandana tirando de la um pequeno pergaminho, iguais os que usava na ferramenta ninja, se aproximando de Sarada.

- Boruto o que você... - Sarada perdeu a voz quando viu Boruto se ajoelhar a sua frente.

- Sarada...sei que já estamos nesse rolo praticamente desde o dia em que nos conhecemos, a gente brigava e brincava o tempo todo, um reclamava do outro, mas não vivíamos sem...nossas brincadeiras de criança, a gente já se paquerava antes de virar adolescente...bom pelo menos eu né. - o loiro piscou para ela,e Sasuke reclamou, mas Sakura o fez ficar quieto. -Você aguentava todas as minhas idiotices...eu aguentava suas crises de ciúme. - Sarada riu. - Mas sempre fazíamos o possível para ajudar o outro...se não fosse na conversa seria na porrada. - nessa todos eles riram, Sarada ja tinha lágrimas nos olhos. - Lembra...do eu te amo que eu te disse na nossa despedida?...Saiba que todos os dias daquela viagem eu queria estar aqui pra poder te dizer as mesmas palavras todo dia...afinal ja estávamos namorando em segredo desde nosso encontro no cinema...

-O que?! - exclamou Sasuke, mas Sakura o fez ficar quieto.

O casal riu antes de Boruto continuar, os olhos de ambos não tiravam o foco do outro.

- Mas agora, quero tornar isso oficial, se Sakura me permitir como seu pai. - olharam para Sakura que apenas sorriu e balançou a cabeça, ela também tinha lágrimas nos olhos, logo em seguida abraçou o marido provavelmente surpresa por ele ter abençoado Boruto, vendo aprovação, voltou para a sua morena e liberou o pergaminho fazendo aparecer uma caixinha de anel, que abriu mostrando duas alianças de prata decorados com algumas pedras brilhantes. - Uchiha Sarada, você aceita ser minha namorada OFICIAL?

O sorriso de Sarada mal cabia em seu rosto, as lágrimas ainda caiam.

- Sim Bolt! - gritou ela, Boruto pegou a mão direita dela beijou e colocou a aliança se levantando, em seguida Sarada fez o mesmo com o loiro.

Os dois se abraçaram, e depois Boruto selou seus lábios, todos aplaudiram pelo pedido do loiro.

- Eu não via a hora de fazer isso. - sussurrou Boruto no ouvido de Sarada a arrepiando. - Eu te amo Sarada.

- Também te amo Bolt! - sussurrou Sarada de volta, ainda abraçados.

- Eu sempre soube que seriam um casal, você é tão romântico meu filho! - falou Hinata chegando perto deles também os abraçando.

- Enquanto a mim Hinata não sou romântico? - perguntou Naruto chegando perto.

- Um pouco Naruto-kun.

Naruto fez um bico, e abraçou o grupo também, Sakura também se aproximou.

- Soube que o Boruto era maravilhoso desde o dia que eu e Naruto ouvimos ele te paquerando no quarto. - disse ela se juntando ao abraço.

- O que? Que idade ele tinha? - perguntou Sasuke.

- Não devia nem ter 4 Sasuke, venha! - falou ela o puxando para o abraço.

- Tá, mas se magoar minha filha, você morre Boruto!

Boruto riu sem graça com medo do sensei.

-Sempre soube que você seria minha cunhada! - disse Himawari se juntando ao abraço.

Sarada e Boruto ja estavam bem apertados, mas não se importavam com aquilo, pois estavam aproveitando a aproximação de todos o que era raro, Mitsuki e Sumire observavam sorridentes, o casal não conseguiu resistir e se beijaram novamente antes de serem soltos.

...

2 meses depois.

Konoha estava quase toda construída, graças às ferramentas ninjas tudo foi consertado e refeito mais rápido, graças ao alerta geral de Hinata e Sakura todos conseguiram sair antes da enorme explosão, não ocorreram mortes.

Kawaki foi preso junto do homem de cabelos brancos que Sasuke e Naruto disseram que se chamava Koji, Naruto explicou que aquele homem era filho de Jiraiya, foi treinado por um tempo por ele, mas que foi sequestrado por um homem da Kara quando era criança, que persuadiu a mente dele, e nunca mais viu o pai, Sasuke chegou a zoar Naruto dizendo que foi o aclamado discurço no jutsu como Boruto havia nomeado, que fez Koji mudar de ideia sobre ficar do lado da Kara, Naruto na hora que o viu se lembrou do antigo sensei o que já chamou a atenção de Koji, que desistiu de ajudar a Kara depois de Naruto dizer tudo que sabia sobre o sennin, a mulher Delta tentou matar Sasuke por ter matado seu marido, mas no fim Sarada, Sumire e Mitsuki o ajudando conseguiram mata-la, Naruto reclamou para o Sasuke de tê-la matado, mas ele apenas dizia que Naruto continuava molenga. O Koji seria solto logo para conversar com Naruto, mas Kawaki ficaria preso para sempre.

A casa dos Uzumaki estava com todos os móveis novos, Hinata por ser mãe havia posto todas as coisas importante em um pergaminho antes de sair da vila, então todas as fotos ainda estavam nas paredes da casa, até mesmo a antiga roupa de Naruto ela havia guardado.

Boruto e Sarada finalmente puderam falar para os amigos sobre o namoro dos dois, ele sabia que Sarada não deixava ele contar por conta dos pais da morena, por isso Boruto conversou bastante com Sasuke nos dois anos fora, até conseguiu que ele o ajudasse a comprar as alianças, Sasuke gostava de Boruto como um filho mas nunca iria admitir.

Finalmente o loiro podia andar de mãos dadas com Sarada na rua sem ela se afastar quando avistava alguém, a vila nunca demonstrou tanto respeito por Boruto como naqueles 2 meses, ele foi considerado o herói que salvou a vila, Naruto e Hinata não escondiam o orgulho do filho momento algum.

Naquela noite, Boruto olhava seu novo quarto deitado na cama, havia acabado de jantar e dado boa noite para Sarada, revia suas marcas nos braços, a vermelha de Kawaki só aparecia quando o loiro queria.
De repente ouviu uma batida na porta falando entre, entrou no seu quarto Naruto, Hinata e Himawari.

- Viemos te dar boa noite. - falou Hinata.

- Precisava da família inteira? - perguntou Boruto brincando.

- É claro, assim ja vai dormir todo mundo depois. - falou Naruto.

- É, e além do mais aposto que você sabe que a gente te ama muito! - disse Himawari sorrindo.

- É claro que eu sei!

A família conversou um pouco antes de dar boa noite, depois foram todos dormir, Boruto estava quase dormindo quando ouviu uma batida leve na sua janela, pela silhueta soube na hora de quem se tratava, foi em direção a janela e a abriu.

- Sarada! - sussurrou puxando a morena para dentro do quarto a abraçando. - O que faz aqui?

- Meus pais estão ocupados pelo barulho no quarto deles...então reparei que eles não iriam notar se eu saísse. - respondeu a morena com um sorriso travesso, o que deixou o loiro feliz.

- Eu adoraria dizer que convenci meus pais a me darem uma cama de casal por causa disso. - disse Boruto mostrando a cama antes despercebida por Sarada. - Afinal, a casa que ganhei de presente do meu pai já era.

A morena riu baixo, ainda estava com medo de ser pega.

- Relaxa meu pai dorme como uma pedra, e minha mãe vai na dele quando ele dorme em casa, e Himawari não entra no meu quarto sem bater.

Sarada sorriu, mas do nada seus olhos ficaram marejados, Boruto a abraçou sem entender.

-O que foi? - perguntou quando a soltou.

Na hora foi bombardeado pela boca de Sarada, ele não excitou em retribuir o beijo que estava cada vez mais intenso, as mãos de Sarada invadiam o peito de Boruto, enquanto as dele apertavam a cintura dela com submissão, se separaram por falta de ar.

- O que aconteceu pra você...

- Eu quero saber o que é o amor de verdade Boruto. - falou ela chorando. - Eu quase perdi você sem provar do seu amor Bolt...você nunca mais me deixe preocupada assim!

Ela empurrou Boruto na cama que caiu e se apoiou em cima dele,voltando a beija-la, o loiro estava adorando, mas tinha medo da namorada se arrepender.

- Sarada... - tentou dizer, mas a morena agarrou seu pescoço dando mordidas. - Você está sendo...precipitada.

-Porque? - olhou nos olhos do loiro. - Eu te amo tanto, talvez não tenhamos outro momento.

Sarada atacou os lábios do loiro de novo, dessa vez chupando seus lábios, Boruto sentia seu pau implorando por atenção, mas tinha que tentar se controlar, apesar de dessa vez Sarada estar consciente.

- Sarada temos todo o tempo do mundo meu amor. - falou ele agarrando os braços da amada a encarando. - Essa aliança que te dei é o símbolo do nosso amor.

Pegou a mão de Sarada e beijou a aliança.

- Não quero que se arrependa de nada!

Sarada ainda tinha lágrimas nos olhos.

- Então tudo bem esperar mais um pouco depois do que eu fiz agora? - perguntou Sarada rindo.

- Bem eu vou ter que ir no banheiro com uma foto sua, mas você pode me esperar aqui no quarto.

Sarada riu de novo, e se deitou do lado do namorado.

-Acho que está certo, finalmente foi sensato Boruto!

- Prometo que vou fazer de tudo pra ser mais que especial. - disse o loiro fazendo carinho na bochecha de Sarada. - Agora é sério eu vou precisar mesmo ir no banheiro!

Sarada olhou o volume na calça do namorado e corou, tinha mais poder sobre ele do que imaginava. 
Depois que Boruto se aliviou os dois se deitaram e ficaram conversando sobre tudo que eles haviam passado, sua relação estava mais que ótima, eles ainda discutiam muito mais que casal não brigava? O plano era depois de um tempo conversando Boruto levar Sarada embora, mas acabaram caindo num sono juntos, no dia seguinte teriam que explicar bem aos pais se fossem descobertos.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpa os erros vou revisar amanhã preciso dormir

Depois do próximo capítulo a história vai ir pra um rumo totalmente diferente, espero que não fiquem bravos.

Até o próximo capítulo 😗😗😗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...