História Da magia a sedução - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nino, Nooroo, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Magia, Marichat, Plakki, Sedução
Visualizações 14
Palavras 1.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Literatura Feminina, Luta, Magia, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 5 - A ruína de Annelize


Anton : __ Sim, está mesmo arruinada ,minha querida , agora , você vai fazer direitinho o que eu te pedi para fazer, estamos de acordo , ou quer ter o mesmo destino que eu dei aos seus pais ? ! - disse para a garota chorosa , sentindo o prazer de ver ela daquele jeito , olhando maldosamente para ela.

 

 

 

Annelize : __ Sim , eles me pediram para continuar com a nossa família , eu vou fazer de tudo para completar o último desejo em vida dos meus pais ! - aceitando o pedido do criado, limpando as suas lágrimas , querendo realizar o pedido final dos seus pais.,

 

 

 

 

Anton : __ Você é uma boa menina ,minha cara , agora , eu vou dar as minhas ordens , eu quero que as ouça com muita atenção , ou senão … ! - disse com satisfação para a garota, ficando feliz em ter que dar ordens para a filha dos chefes mortos , voltando a ameaçar a jovem com o mesmo destino que os pais dela.

 

 

 

 

Annelize : __ Sim, eu vou aceitar tudo, eu faço de tudo em memória dos meus pais ! - disse para o assassino, aceitando as ordens dele , olhando para ele.

 

 

 

 

Anton : __ Primeira ordem , eu quero que de agora em diante , pare de usar os seus vestidos , suas joias , entre outras coisas , , vai se vestir que nem uma garota humilde da região , porque a senhorita é uma delas agora ! - dando a primeira ordem para a jovem, sentindo um intenso prazer em fazer aquilo com a filha dos chefes , sorrindo com maior vitória para a garota.

 

 

 

 

Annelize : __ Mas eu sou rica, Anton, eu não posso andar que nem uma pobre garota , que nem aquela inútil da Marcie Eldorado ! - disse para o criado , começando a protestar contra a primeira ordem dele , olhando com raiva para ele.

 

 

 

 

Anton : __ Parece que se esqueceu de sua promessa que tinha feito aos seus pais , no leito de morte deles , também havia ameaçando em tirar a sua vida , exatamente do mesmo modo que eu tirei a vida dos seus pais ! - disse para a garota , olhando sério para ele , lembrando sobre a conversa de antes a garota.

 

 

 

 

Annelize : __ Me desculpe , senhor, eu prometo nunca mais protestar contra as suas ordens ! - pedindo desculpas para o criado , prometendo que não ia mais protestar contra ele , ficando com medo dele.

 

 

 

 

Anton : __ Muito bem, minha cara , bem , a minha segunda ordem , se alguém perguntar sobre a morte dos seus pais , apenas diga que foi um assalto mal planejado , quero que aguarde o meu segredo ! - disse com triunfo para a jovem, dando a segunda ordem para ela , olhando sério para a jovem.

 

 

 

Annelize : __ Sim, senhor , eu faço isso, algo mais ? - aceitando a nova do criado , assentindo com a sua cabeça , ficando com maior medo do assassino dos seus pais.

 

 

 

 

Anton : _ Eu quero que limpe todo o sangue que os seus pais vomitaram no tapete , assim você vai entender como é a nossa vida em servir vocês ! - dando a terceira ordem para a garota, querendo dar uma lição nela.

 

 

 

 

Annelize : __ Mas é muito sangue , eu odeio isso ! - disse para o criado , vendo assustada para o sangue espalhando pelo tapete da sala , confessando que odiava o trabalho de limpeza .

 

 

 

 

Anton : __ Esqueceu que a senhorita não é mais rica , agora , vai limpar tudo agora , eu quero ver essa sala brilhando que nem um espelho, vai demorar o tempo que é necessário , nem para isso , leve a noite inteira ! - disse com raiva da garota, exigindo novamente pela limpeza , olhando sério para ela mais uma vez.

 

 

 

 

Annelize : __ Está bem, pode me dar os produtos de limpeza ? - cedendo ao criado por causa do seu olhar sério, pedindo pelos produtos de limpeza para começar o serviço dela.

 

 

 

 

Anton : __ Ah sim, eu vou ordenar para uma outra criada , também eu vou pedir mais dois criados , retirem os corpos dos seus pais da sala , assim você não fica chorando ainda mais , a perda dos seus queridos pais ! - aceitando o pedido da garota, começando a dar as ordens para os colegas , olhando sério para a jovem.

 

 

 

 

Annelize : ___ Mas eu estou de luto, porque o senhor matou os meus pais , eu te … ! - disse revoltada para o criado , olhando nervosa para ele , levando um tapa dele , antes que ela termine a sua frase.

 

 

 

 

Anton : __ Cala essa maldita boca , sua inútil , ou senão, eu te mato mesmo ! - dando um tapa no rosto da jovem , xingando ela , ameaçando a jovem de morte , olhando com ódio para a garota.

 

 

 

 

Annelize : …, Me desculpe, senhor, eu prometo que eu não faço mais , eu estou de luto , porque o senhor matou os meus pais por motivos … ! - sentindo o tapa do criado, começando a chorar para ele , alegando que estava de luto pela morte dos seus pais , levando um novo tapa em seu rosto , vindo do criado.

 

 

 

Anton : __ Eu já te disse , para que você cale essa boca , ou senão , eu te mato sem piedade ! - dando um novo tapa no rosto da jovem, ficando cada vez mais nervoso com ela , ameaçando ela de morte.

 

 

 

 

 

Annnelize : …, Sim, senhor, me desculpe , por favor , não me mate , eu quero viver ainda ! - aceitando mais uma vez as ordens do criado, voltando a chorar de medo dele , implorando por sua vida.

 

 

 

Anton : __ Ótimo, ou vai ter o mesmo destino que os seus pais , porque de agora em diante , eu quem mando em tudo aqui ! - disse para a jovem , alegando que era ele quem dava as ordens , olhando sério para a jovem .

 

 

 

 

Annelize : __ Sim, eu aceito , vai me poupar a minha vida ?! - aceitando a sua nova condição , olhando com lágrimas em seu rosto , querendo saber se o assassino ia poupar a sua vida , torcendo para que ele aceite o seu pedido.

 

 

 

 

Anton : __ Sim , eu vou deixar você com vida, se fizer tudo o que eu te ordenar de agora em diante , eu espero que seja uma boa menina , assim você fica a salvo do destino mortal dos seus pais ! - aceitando o pedido com algumas condições, para a jovem , sorrindo com triunfo ,ordenando para que a garota seja boazinha , dando um bom motivo para ordenar por aquilo.

 

 

 

 

Annelize : __ Sim, está bem, eu aceito isso ! - disse para o assassino, aceitando novamente a sua condição de vida , voltando a chorar pela perda dos pais .

 

 

 

 

Anton : __ Eu vou deixar você chorar mais um pouco , a morte dos seus pais, enquanto isso, eu vou começar a pedir para que as minhas colegas encontrem vários vestidos simples para que você use de agora em diante , depois eu falo com o dono do orfanato que você vai ficar ! - disse para a jovem, olhando ela chorando pelo luto dos seus pais , pretendendo começar o restante do seu plano.

 

 

 

 

( … )

 

 

 

E então , o criado saiu da sala de estar, deixando a jovem sozinha , chorando pela perda dos pais que foram brutalmente mortos pelo criado , enquanto chorava pela morte dos seus pais na sua frente , Annelize olhava para os corpos sem vida dos seus pais , sentados nas poltronas favoritas deles , com as taças de vinho na mão de cada pai , derrubando o resto do líquido venenoso na roupa deles.

 

 

 

 

Sentindo-se sozinha, triste , Annelize prometeu para si mesma , que ia se casar com o homem mais rico da região , também jurou que ia se vingar do criado que tinha matado os seus pais com frieza , assim ela seria a justiceira da família.

 

 

 

Alguns minutos mais tarde, Anton tinha voltado com uma das criadas que estava levando uma muda de roupas simples para a garota usar , então, ao chegar perto o bastante da garota , exigiu para que ela se levante do seu lugar com um olhar sério para a garota .

 

 

 

Annelize aceitou o pedido do criado sem protestar contra a nova ordem do criado que tinha matado os seus pais , levantou-se do tapete da sala , olhando calma para o criado que ainda a mirava com uma forte raiva .

 

 

 

 

A criada deu a muda para a jovem rica , olhando calma para ela , rezando para não tomar uma boa bronca da jovem que tinha servido por muito tempo , percebendo que a jovem tinha pegado  a muda de roupas sem reclamar , ou brigar com ela .

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...