História Daddy - Imagine Jungkook - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Romance, Suga, Taehyung
Visualizações 673
Palavras 1.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Saiu galeris. Capitulo bem sentimental pra acabar com o coraçãozinho de vocês sz
Musica recomendada para esta capitulo: https://www.youtube.com/watch?v=Io1Qf2s4NLA

Capítulo 18 - Não me abandone


Fanfic / Fanfiction Daddy - Imagine Jungkook - Capítulo 18 - Não me abandone

“Bebendo muito e mandando várias mensagens, estou muito louco para saber que horas são, meu olhos desfocados e são forçados a abrir por causa de uma ligação. Oh, é a porra (merda) a porra da minha ex. 

Não, sério, acalme-se, mas aliás posso estar exagerando mas eu nem lembro de você mas a ligação, a sua voz parecia tão descaradamente afetada, então como tem estado? está tudo bem? E esse bastardo? Como ele é? Como ele é? Como ele é? Vocês estão satisfeitos? Sim, como ele é? Está indo bem? Eu tive muita curiosidade, mas não digo nada.” -And You? - DEAN  

 

 

 

 

-Onde você está, Taehyung? -Perguntou Jungkook. 

-Eu estou transando. Não enche! -Fala Tae e em seguida desliga o telefone.  

Olha para Taehyung com uma cara assustada e ele ri. 

-Tae! -Grito. 

Logo fecho os olhos e bato na minha testa. Isso vai sobrar para mim. 

 JUNGKOOK –POV  

Um dos benefícios de ser um mafioso e ter técnicas de trapaças. Com o programa que tenho no meu telefone, pude localizar Taehyung a partir do momento que ele atendeu, tenho certeza que ele esta com ela. 

“-Hotel Hilton” -Falo olhando para o visor de meu celular.  

 Vou até minha garagem e dirijo até o hotel, decidi não entrar e fiquei esperando Taehyung sair daquele hotel. Após 2 horas, ele sai por aquela porta e entra no seu carro. Logo ele chega ao apartamento, eu saio do carro andando rápido atrás dele. Eu não sei o que estava sentido nessa hora mas posso dizer que era uma mistura de sentimentos: raiva, angustia, ciúmes e ódio. 

-Taehyung – Falo seu nome e em seguida ele olha para trás.  

Sem pensar duas vezes, dou um soco em seu rosto o fazendo cair no chão.  

-Não mexa com a minha garota. -Falo com ódio. 

Taehyung se levanta e soca a minha cara, fazendo com que entrancemos numa briga, ate nos separarmos por conta própria. 

-Você só faz ela se afastar de você, Jungkook –Fala recuperando o folego. -Em breve ela será minha. -Complementou. 

-Vamos ver... Eu juro que dá próxima vez eu te mato. -Lanço um olhar desafiador para Taehyung que seguiu para dentro de seu apartamento. 

Decidi embora daquele lugar e esfriar minha cabeça, cheguei em casa e fui tomar um banho gelado. Após o banho, deitei em minha cama e fui dormir. 

 

[...] 

 

SANDARA – POV  

*Para o capitulo ter mais emoções, é recomendado ouvir a musica: i Will Be da Avril Lavigne (Link na descrição a cima ^ ) 


            Acordo com dor de cabeça, vou até o frigobar e pego uma água. 

-”Preciso de um banho” -Penso. 

Entro no chuveiro e penso em Jungkook. Meu coração chega a doer, eu realmente não o entendo. Eu não vou ficar no meio disso. Após o banho, pego um ropão que estava pendurado e saio do quarto. 

-Jung .... Jungkook? -Falo espantada. -Como você entrou aqui? Como você sabia que eu estava aqui ?! 

-Sandara... por favor... deixa eu me explicar. -Falou colocando suas mãos em meus braços. 

-O que você quer aqui?!  

-Eu vim te dizer que estou arrependido, você está certa... eu não sei amar –Falou fraco. -Eu queria poder te mostrar que o eu sinto por você é muito forte, tão forte que fico perdido.  

-Jungkook eu realmente não conheço você, tem horas que você é super romântico e tem horas que você é medonho. Cadê aquele Kook que você demonstrou a ser naquele Chalé? Huh?  

-Ele esta aqui, Sandara. -Falou colocando minha mão em seu peito. 

-Não! Não está! Você diz me amar mas adora me magoar, você é egoísta, ciumento e possessivo. Eu não vou ficar no meio disso... não mesmo. 

-Sandara, me desculpe! -Falou chorando e me agarrando em seus braços. -Por favor, não vai embora de novo...Eu sei que tem sentimentos por mim. -Complementou. 

-Eu não vou cair no seu joguinho de novo, Jungkook. -Disse separando nossos corpos.  

-Não me deixe sozinho, já não basta a pessoa que eu mais amava no mundo. Agora você?! -Falou com lagrimas nos olhos.  

-Não piora as coisas, por favor... -Falo chorando. 

-Eu prometo mudar, eu vou ser aquilo que você deseja. Não me abandone. -Falou Jungkook olhando em meu olhos. 

Neste momento eu não tinha mais forças para continuar essa conversa, eu apenas chorava. Apesar de estar muito magoada pelas as atitudes imaturas de Jungkook, meu coração implora por ele. 

 

JUNGKOOK – POV. 

Ali estava eu, em prantos na frente da pessoa que eu mais amava naquele momento, por que eu tinha que estragar tudo? Eu não sei me controlar quando estou com ciúmes, ainda mais da minha garota, da minha Dara. Neste momento estou vendo a Sandara desabar na minha frente naquele quarto de hotel. Isso não vai acabar aqui, não mesmo. Me aproximo lentamente de seu corpo e dou um abraço bem apertado. 

-Esse tempo todo, eu estive sozinho. Com medo do mundo e o que ele podia me oferecer, depois que o meu pai me deixou meu coração se transformou em puro ódio e não pude mais amar, tudo aconteceu ao mesmo tempo. Vi minha ex namorada na cama com um dos meus inimigos e isso foi o cúmulo para mim. Decidi fazer vingança e principalmente, prometi a mim mesmo que eu nunca mais iria amar novamente, mas você chegou na minha vida transformando tudo aquilo que já estava planejado. Eu estava com tanta ausência de amor que vi em você uma oportunidade de ser feliz, me encantei pela sua beleza, seu carisma, sua sinceridade em poucos dias, mas eu não queria acreditar. Estou aqui com o meu coração aberto pedindo seu perdão, mas eu sei que não mereço. Vou dar o seu tempo Sandara, o tempo que for, eu estarei te esperando. -Falei triste. 

Separei nossos corpos, dou um beijo em sua testa e saio daquele quarto. Eu estava muito emocionado então corri para o meu carro que me serviu de refúgio, desabafei tudo o que eu tinha que desabafar e então, dei partido. Ao chegar na minha casa, peguei todas as garrafas de cerveja que havia em minha geladeira e bebi todas, era um sentimento de perda que eu sentia enquanto bebia, chorei tanto que acabei adormecendo.  

 


Notas Finais


Tem leitora nova? comenta pra mim plsss
O que acharam desse capítulo chuchu?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...