1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy >
  3. Ser normal

História Daddy - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Oie suas belezuras como estão? Ano passado eu tive a melhor ideia que o meu cerebelo poderia ter que foi criar um grupo no whatsapp.

Eu apaguei o link mas aí pensei, quer saber vou postar de novo. Caso tenha curiosidade ou queria falar comigo 24 por dia (sim eu respondo em qualquer horário) o link vai estar nas notas finais

Capítulo 8 - Ser normal


- levanta.

- mi-minhas pernas.- Mika arfou.

- você consegue ficar de pé.- Itachi falou irritado. 

- nii-chan...

- não me chame assim.- Itachi falou com seriedade.

- Daddy...

- levanta. - Madara falou sem paciência.

Mika choramingou ficando de joelhos no chão, custou cerca de dez minutos para ele conseguir levantar, ele se olhou vendo seus hematomas. Não houve nada entre eles, Madara e Itachi estavam irritados, Mika fazia com que se sentissem especiais e ao descobrirem essa pequena façanha dele. Não conseguiam mais vê-lo da mesma forma, então usaram brinquedos para satisfazer as necessidades de Mika.

- você tem que tomar banho e se vestir.- Madara avisou.

Itachi tirou as algemas dele, Mika gemeu de dor ao finalmente mover o braço.

- para de chorar e vai logo. - Itachi o empurrou.

Mika saiu do escritório indo para o banheiro, abriu o registro do chuveiro e entrou, deixou a água quente relaxar seus músculos.

- isso não é normal...- Mika falou para ninguém em particular. - eu quero ser normal... Eu quero ser...

"- você não é normal...- a voz era grossa e rouca.- uma criança não deveria gostar dessas coisas...

Mika não virou o rosto ou o corpo , deixou que fizesse o que quisesse com ele. - eu quero ser normal.

Sentiu os dedos dele adentrando sua boca, Mika os chupou e lambeu.

- você vai ser um bom menino?

Mika concordou.

- eu vou cuidar de você, eu prometo, você não precisa ser normal eu sempre vou te amar...

Mika ouvia isso desde seus 8 anos, que ele precisava ser normal, que faria ele se sentir bem e isso era tudo. Mika apenas concordava porque ele gostava de se sentir próximo aquele homem mesmo sabendo que Fugaku não era o seu pai. Mikoto contou isso para ele em segredo, seu pai biológico era um sócio de Fugaku. O pequeno sempre percebeu que era diferente de seus irmãos, ele se parecia mais com Mikoto porém seus olhos eram diferentes.

Izuna. Mika o viu poucas vezes, foi dele que herdou os olhos vermelhos é essa vontade insaciável de ser tocado.

Mika prometeu a sua mãe que nunca contaria para ninguém sobre seu verdadeiro pai, pois isso arruinaria seu casamento, também prometeu a Fugaku que faria tudo que ele pedisse assim sua mãe continuaria feliz. E Mikoto queria que ele agisse normal, queria que fosse como os outros filhos, normal.

- Fugaku...- Mika gemeu baixo sentindo os dedos dele entrando devagar. - i-isso é tão bom... eu quero mais.

- eu vou viajar amanhã mas volto logo para cuidar de você.- Fugaku beijou o seu queixo.

Mika concordou com a cabeça, ele levantou tirando a calça do pijama.

- eu quero você...- Mika sorriu.

Com a morte de Fugaku, a família inteira parecia ter se distanciado.

Sem Fugaku, Mika começou a sentir a ausência, era como uma droga e agora ele estava em abstinência. Ele não pensava direito, não pensava em nada ele estava desesperado.

- Itachi. - Mika falou olhando para o irmão mais velho.

Itachi estava dormindo quando sentiu alguém se dando em seu colo.

- Mi...- Mika o beijou de forma lenta.

Itachi o empurrou assustado.- o que você...

- por favor. Por favor eu preciso...

- do que você tá falando?

- ele... eu...- Mika começou a chorar. - eu preciso disso...

Mika tocou a virilha do irmão, Itachi o acertou com força fazendo com que ele caísse, Mika levantou a cabeça olhando para ele suplicante.

- por favor.

Mika conseguiu se aproximar novamente e o beijou. Itachi se debateu um pouco, mas parou de lutar.

- isso é errado Mika..

Mika beijou seu pescoço e sussurrou.- eu não sou seu irmão.

Itachi agarrou o seu rosto com força. - o que você disse?


- Itachi...

- então você traiu o meu pai? Como pôde fazer algo assim?

- na época nós estávamos separado, você não lembra...

- eu lembro que ele saiu de casa.

- Izuna, o pai do Mika, ele...

- eu não quero saber. - Itachi falou.- só saiba que tudo que acontecer a partir de agora é culpa sua.

Itachi voltou para o seu quarto, Mika continuava amarrado na cama. O mais velho tirou sua mordaça.

- eu não sei quem caralhos fazia isso com você, mas eu não caio nessa.

- eu vou fazer você cair...- Mika o olhou e sorriu e lambeu os lábios. 


Itachi o olhou. Mika estava doente, tinha fica horas na chuva porwue Itachi se recusou a ir buscá-lo e Mika de pirraça ficou lá parado o espera do.

- a febre dele não diminuiu nenhum pouco. - Mikoto falou.- vou ligar para o escritório.

- eu cuido dele.- Itachi falou.- não se preocupe.

- tem certeza?

- tenho, não precisa se preocupar. Qualquer coisa eu chamo um táxi e levo ele ao hospital.

- e me ligue.

- pode deixar.

Mikoto beijou a testa de Mika e saiu junto com Sasuke, Itachi o olhou. Mika estava de olhos fechados e respirava com dificuldade.

- ela já saiu. Não precisa fingir.

Mika abriu os olhos. - I-Itachi...

- por que voxe não veio para casas imbecil?

Mika piscou algumas vezes.- por que eu voltaria se você não quer nem me ver?

- por que eu?

Mika sorriu fraco. - por que eu te amo nii-san...

Finalmente Itachi caiu nas graças de Mika, ao ponto de ceder até aos caprichos mais absurdos do irmãos.



A relação durou até Itachi ir para a universidade, como morava sozinho Mika sempre achava uma forma de ir até o irmãos mais velho.

- eu preciso te ver...- Mika falou.

- precisamos parar com isso.- Itachi avisou.- você já teve o que queria de mim.

- essa é a sua resposta final?

Itachi o deixou na esquina de casa, Mika foi andando até a casa e pensando no que Itachi tinha dito. Ele entrou olhando para Sasuke e Sarada.

- otouto, vamos mais tarde tomar sorvete?- Mika falou sorridente enquanto cutucava a bochecha do irmãozinho.

- Sasuke tem aulas mais tarde.- Madara avisou olhando para Mika.

- aff que inferno é só um sorvete. Ele pode tomar antes de ir.

- onde você estava?- Madara mudou o rumo da conversa.

- esgrima.- Mika falou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

- engraçado. Seu professor ligou dizendo que você não vai a aula há três semanas.- Madara o olhou. - espero que tenha uma boa Desculpa.

Mika o ignorou indo até a cozinha pegando um pouco de suco.

- eu estou falando com você.- Madara o seguiu.

- e daí?

- Mika.- Madara falou com seriedade. - Não foi o combinado, eu pago o curso que você escolheu. Por que você não está indo?

- porque eu não quero. - Mika falou, ele aceitou fazer essas aulas para poder ir ver Itachi.

- Mika...

- Jesus, você não precisa tentar me agradar, você já come a vagabunda da minha mãe e até teve uma filha, você não precisa ser...

Mika deixou o copo cair no chão e acabou quebrando. Sasuke correu até a cozinha vendo Mika com a mão na bochecha encarando Madara.

- você me bateu!- Mika gritou desesperado.

- e bato novamente se você falar aquilo de novo.

- seu filho da puta!

Madara o acertou novamente. Mika caiu no chão e o olhou assustado.

- eu vou contar pra minha mãe!

Madara sorriu. - eu não dou a mínima. Você acha que ela vai acreditar em você seu fedelho?

- papai?- Sasuke falou assustado.

Madara me olhou.- vamos Sasuke? Vou te levar para o judô. Amanhã eu vou procurar por um internato. Bem longe daqui. - Madara falou para o adolescente. - eu e sua mãe estamos farto de você.

- você não pode me mandar para longe. E-eu vou me comportar.

- eu não caio nessa.

- eu prometo. - Mika falou com a voz chorosa.- eu vou me comportar, por favor...

- você não vai, sabemos que você não gosta de mim...

- isso é tão mentira. - Mika o puxou colando seus lábios aos dele.

Madara ficou surpreso pela atitude de Mika, o adolescente se afastou primeiro e saiu da cozinha subindo em direção ao quarto.

- Vamos Sasuke.- Madara falou indo até a sala pegando Sarada. 

Mika sentia as pernas temerem, ele realmente tinha feito aquilo?

Bom, se Itachi não o queria...

Mika se olhou no espelho. - normal..."


Madara entrou no quarto, nada dele. Mika estava dentro da banheira com o braço para fora. O Uchiha o ajudou a sair e a se vestir, penteava o cabelo de Mika enquanto ele parecia pensativo. 

- eu é que deveria estar lá no lugar...

Madara segurou o seu rosto.- estaríamos sofrendo da mesma forma.

- eu não queria que nada disso tivesse acontecido. - Mika falou com a voz chorosa. - eu não queria que nada disso tivesse acontecido...

- Mika.

- eu só quero ser normal.- Mika mordeu o lábio inferior deixando algumas lágrimas escaparem.-

- você é normal, só tem um vício em seduzir homens.- Madara continuou a ajudar ele.

- você me ama mesmo assim?

- não. Não mais...- Madara terminou de ajudá-lo, colocou o braço dele em uma tipoia.

- eu quero que você me ame. - Mika falou.- o que eu posso fazer por você?

- nada.- Madara falou saindo do quarto.

- tome isso - Itachi entregou 4 comprimidos e um copo com água.



- são realmente eles?

- são mais bonitos pessoalmente.

- é uma pena o que aconteceu com o caçula da família.

A sala estava incrivelmente gelada, Madara, Mika e Itachi estavam sentados separados esperando por Tsunade. Os cochichos pelos corredores eram ouvidos por cada um deles, Madara levantou pronto para sair da sala.

- isso é perda de tempo. 

- por favor...- Mika o segurou. - por favor...

Madara o olhou irritado, ergueu a mão acertando o seu rosto com força, Mika continuou segurando ele com firmeza.

- porque você não fala logo que quer O Sasuke dessa vez, é isso não é? Você quer dormir com ele..

- não. Por favor eu não quero que o Sasuke se machuque. Eu não quero que ele seja igual a mim!

Madara se irritou e o acertou novamente.

- isso não funciona com ele.- Itachi falou entediado.

- nii-chan me ajuda...

Itachi suspirou agarrando com força o cabelo de Mika e o puxou.- não seja assim, se ele quer ir você não pode obrigar ele a ficar.

- mas ele me prometeu.- Mika falou com a voz chorosa. - eu vou ser bom eu prometo. Mas salve o Sasuke...

- não deveríamos ter dado tantos relaxantes musculares para ele.

- Mika?

Mika virou olhando para o irmão e sorriu. - oi...

Bateram na porta e os três se afastaram. - desculpa a demora.

Tsunade entrou, logo atrás Sakura e Sasuke. O caçula olhou para eles e não demonstrou emoção, vestindo sua máscara de indiferença. Pouco depois o promotor e um detetive.

- o que aconteceu naquela dia?- o promotor perguntou.

- meu irmão Mikaku, ele estava muito agitado.

"Sasuke o olhou indo de um lado para o outro entregando suas coisas para Tobirama, os dois faziam as malas o mais rápido possível.

- e depois diz que não está fugindo.

Mika o olhou. - cuida da sua vida Sasuke...

Sasuke sorriu se aproximou tocando o rosto de Mika. - não vá sem se despedir...

Mika empalideceu.

- o que aconteceu com você, parece tão assustado?- Tobirama perguntou.

- vamos terminar logo.

- não precisamos correr...

Durante o jantar Mika estava tenso, de tempos em tempos olhava para Sasuke e o caçula sorria largamente.

- essa casa vai ficar tão vazia, Itachi tem sua própria casa, Mika vai embora e daqui um tempo Sasuke estará indo para a universidade.

- ainda vamos ter a Sarada.- Madara segurou a mão dela.

- você promete que vem me visitar?- Mikoto olhou para Mika.

- prometo. - Mika falou sem pestanejar, era mentira. Ele não iria voltar. Ele não queria voltar ele iria embora e ficaria ao lado de Tobirama.

Mikoto sorriu.- obrigada.

Mika engoliu em seco. - eu não estou me sentindo muito bem, eu vou deitar agora.

- eu vou...- Tobirama levantou.

- não, pode terminar de comer, eu vou estar esperando.- Mika falou e Tobirama o puxou colando seus lábios aos dele de forma carinhosa.

- vocês são tão fofos.- Konan falou.

Mika sorriu e se afastou, Tobirama voltou a se sentar. Mikoto o olhou.

- Tobirama eu te imploro. Cuide bem do meu filho, não deixe que mais nada de ruim aconteça com ele.

- eu jamais vou sair do lado dele.z Tobirama avisou.

No meio da noite Sasuke acordou ele passou pelo quarto de Mika vendo Tobirama deitado sozinho. Passou pelo quarto de Madara vendo sua mãe deitada. O caçula desceu feito um foguete para a cozinha pegando uma faca, ele não conseguia acreditar na audácia de Mika. Mesmo depois de todos os avisos. Sasuke marchou para o escritório.

Mika abriu a porta da frente. Foi ate a cozinha pegando um copo d'água, Tobirama desceu encontrando com ele.

- onde estava?

- fumando fora. Desculpa sair sem avisar.

- sem avisar.

Tobirama o beijou com ternura e o abraçou.

Sasuke olhou ao redor, o lugar estava escuro mas ele conseguia ver as duas silhuetas se movendo. A maior era a de Madara e ele estava por baixo.

- eu avisei!- Sasuke gritou e o  esfaqueou a primeira vez, logo continuou repetidas vezes.

- não! NÃO SASUKE.- Madara gritou empurrando o garoto.

Sasuke olhou para o chão percebendo que não era Mika ali. E sim Mikoto...

- O QUE VOCÊ FEZ?!-Madara gritou.

Mika e Tobirama entraram no escritório por conta da gritaria.  Itachi e Konan vinham logo atrás, mas Mika os impediu.

- não entrem.- Mika avisou.

Itachi entrou acendendo a luz e a cena não era nada bonita de se ver, Mikoto estava com os okhos arregalados e nua assim como Madara.

- mãe?- Sasuke falou, olhou ao redor vendo Mika.- você... é culpa sua!"


Mika olhou para o irmãozinho começando a chorar.

Madara e Itachi engoliram em seco, ouvir Sasuke contar a sua versão era pior do que ter visto. O garoto parecia um louco falando e quando terminou olhou para Mika.

- era para você estar no lugar dela! Você!!

- levem ele. - Tsunade falou para um enfermeiro.

- um acordo. Pegar ou largar. Sasuke vai passar 10 anos em um intuição para mentalmente incapacitados e depois disso, é com vocês.- o promotor disse.

- s julgamento?- Madara perguntou.

- sem julgamento. Sasuke vai permanecer aqui, recebendo o tratamento que merece.







- onde você vai?- Madara perguntou.

- embora.- Mika falou sem o olhara.- Tobirama me espera e não posso adiar mais minha estada aqui. 

- eu acabei de enterrar a sua mãe e você pretende ir embora? Você vai me deixar?- Madara o beijou com ternura, Mika não correspondeu.'- entendi...

- eu fiz o que eu tinha que fazer para não ser exposto.

- você fez o que que fez para não ser exposto?

- eu quero ser reconhecido pelos meus esforços não pela porra do meu corpo!

- você é a porra de uma puta. Uma hora ou outra vice vai usar seu corpo para conseguir o que quer, assim como fez comigo, e com o Itachi.

- não se preocupe, você nunca mais vai me ver.- Mika sorriu pegando as malas e saindo.

Mika correu para o carro colocando as malas no banco de trás, Madara o puxou.

- você não pode me deixar!

- não tem mais nada entre nós. - Mika falou.


Mika olhou para Tobirama. O Senju levantou olhando para o noivo.

- por que veio?- Tobirama o abraçou com força.

- eu disse que viria assim que resolvesse...

- e resolveu? Agora com a sua mãe morta você poderia ter o Madara.

- você ainda me ama?- Mika o olhou e sorriu deixando as lágrimas começaram a escapar. 

- deveria?

- não. - Mika sorriu. - eu quero ser normal, eu quero ser seu...

Tobirama suspirou e o abraçou. - você nunca vai ser normal...

O Senju se afastou deixando Mika para trás, o Uchiha começou a chorar desesperado puxando seu cabelo. Sentiu seu corpo ser apertado e olhou oara cima vendo Madara.

- vamos para casa.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...