História Daddy and BabyGirl - Park Jimin (Hiatus) - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Baby Girl, Daddy, Jimin
Visualizações 824
Palavras 1.249
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Eu quero mais


Fanfic / Fanfiction Daddy and BabyGirl - Park Jimin (Hiatus) - Capítulo 38 - Eu quero mais





Em certo momento fui parar no colo do Jimin, eu rebolava no colo do moreno, já ele apertava firme minha bunda enquanto atacava meu pescoço com beijos, mordidas e chupões


Seu membro duro entre minha pernas me faziam arfar, agora a água estava gelada em comparação aos nossos corpos que ferviam, calor e tesão


Sem pudor algum Jimin tocava meu corpo de forma firme, sua boca desce até meus seios onde ele tratou de chupar e morder cada um, cravo minhas unhas em seu ombro tentando descontar o tesão todo que sentia


Park me pega segurando firme minhas coxas e se levanta comigo em seu colo levando até a nossa cama, sou jogada ali, molhada mesmo


- espera um pouco amor - diz sorrindo de lado, o moreno vai até o closet e volta com uma algema, chicote e mordaça - vamos brincar baby - diz rouco, me ajoelho na cama pronta para ser presa - vira amor - manda, me viro colocando minhas mãos para trás sendo algemada, logo Jimin coloca a mordaça em mim e me deita delicadamente - empina - manda e eu faço


Totalmente exposta para si sinto o homem me tocar, sua mão passeava pela lateral do meu corpo levemente, logo seus dedos são trocados pelo couro gelado do chicote


- não quero ouvir nada tá? - confirmo, Park da a primeira chicotada, me assusto dando um pulinho - machucou? - nego - você quer que eu continue? - confirmo freneticamente - ótimo 


Jimin chicoteia minhas nádegas e pernas, a cada estralo eu pulava, minha vontade era de gemer, gemer alto


Park deixa o objeto de couro de lado e sobe na cama, sua mão acariciava delicadamente por todo lugar onde apanhei


- você está bem amor? - pergunta preocupado, confirmo, sinto seu corpo sobre o meu, seu pênis duro tocava minha bunda, me empino mais - tenha calma amor - ele tira a mordaça da minha boca e coloca seus dedos - chupa pra mim - manda e assim faço totalmente obediente


Molho seus dedos o máximo possível, Jimin os tira da minha boca e leva até minha vagina entrando em mim lentamente, arfo


O membro duro do moreno sarrava entre minha bunda, eu me empinava e rebolava, seus dedos me estocavam devagar, apenas para me provocar


Park sai de dentro de mim e me faz ficar de quatro, me apoio pelos ombros observando os movimentos do maior


Sua língua quente entra em contato com minha vagina encharcada, gemi baixinho e recebo um tapa forte


- fica calada baby - manda, os movimentos com seu músculos quente alternavam entre meus lábios maiores e menores, mas evitava meu clitóris, Jimin desce seus beijos até minha coxa, suspiro frustada - por que está com pressa amor?


- Jiminnie, eu preciso de você tanto - digo manhosa - me chupa amor - peço


- amor, eu vou cuidar de você, mas com calma - sorri debochado, Jimin volta com as provocações beijando cada parte do meu corpo, mas logo volta a minha vagina indo direto ao ponto, meu clitóris


Seus movimentos eram lentos, e eu não queria isso, eu precisava de mais, rebolo contra seu rosto, sinto ele sorrir, Park aumenta a velocidade me fazendo arfar, logo seus dedos voltam para dentro de mim me estocando firme


Mordia meu lábio inferior na tentativa de não gemer, era quase impossível, estava delirando com o trabalho na minha vagina 


Reviro os olhos, eu estava quase lá e Jimin percebe já que trata de ir bem mais fundo, ele chupava e lambia meu clitóris e isso estava me fazendo pirar, os sons molhados ecoavam por todo quarto


- mais Daddy - digo gemendo alto, Jimin ao menos se importou, apenas continuou - ah, Jimin, Jimin - digo desesperada, e finalmente gozei, Park limpa meu líquido com sua língua, desde o que estava em minha vagina até o que escorreu pela minha coxa, cai na cama exausta, respirava fundo tentando tomar o ar, Jimin solta a algema do meu braço e me vira delicadamente me encarando


- você é tão gostosa amor - junta nossos lábios em um beijo quente, rápido porém gostoso - me ajuda amor - faz um bico - eu preciso da sua boquinha no meu pau - diz rouco, ele se levanta e senta do outro lado da cama, engatinhando vou até o mesmo, deixo um simples selar nos seus lábios e vou descendo, deixo mordidas e chupões por todo seu corpo


Encaro o pênis rosado do maior cara a cara, fiquei ao máximo empinada ao me abaixar, seguro na sua base e passo a língua pela sua glande sentindo o gosto do seu pre-gozo que saia


Lambia toda sua extensão até chegar em seus testículos que fiz questão de chupar cada um logo voltando até seu pênis


Coloco seu membro em minha boca ouvindo um arfar do moreno, desço e subo com a cabeça lentamente


- amor, não brinque - sorrio, aumento um pouco a velocidade, o que não cabia em minha boca eu masturbava com minha mão, ouvir Jimin gemendo era gostoso, só de ouvir sua voz rouca me deixava molhada


Park enrosca seus dedos em meu cabelo os puxando


Eu ia cada vez mais rápido em meus movimentos, encarava Park que estava suado, as gotas de água se misturavam com as de suor, ele estava vermelho devido ao tesão


Vejo que Park aperta seus olhos, seu pau em minha boca pulsava, eu sabia que ele iria gozar, então trato de ir melhor ainda em meus movimentos


- oh, s/n - diz arrastado, logo o moreno goza em minha boca, engoli tudo, continuei a masturbar seu membro para prolongar o prazer, subo no colo de Park e o beijo


Robolava no colo do moreno enquanto nós beijávamos, era meio difícil devido as respirações falhas, volto a masturbar Jimin que já estava duro novamente


Me levanto um pouco meu corpo o encaixando entre minhas pernas, lentamente sento sobre o pau de Park sentindo todo meu interior preenchido 


Eu apenas rebolava em seu colo, Jimin gemia baixinho, começo a quicar lentamente, seguro em seus ombros os apertando firme e cravando minhas unhas em sua pele


Park leva sua mão até minha bunda me ajudando com os movimentos, os tornando mais rápido e mais gostoso


Eu rebolava em busca de mais, Park me deita na cama me virando e me colocando de quatro e voltando a me estocar


Seguro firme o lençol da cama apertando entre os dedos tentando descontar todo o tesão preso


- ah, Jiminnie - gemi abafado, Park puxava o ar entre os dentes enquanto estapeava minha bunda


- oh, baby - diz rouco, Jimin segura em meu cabelo puxando para trás, seu corpo estava sobre o meu, eu sentia seu abdômen descendo e subindo rapidamente


O som de nossos corpos se chocando ecoava por todo o quarto, nossos gemidos e respirações ofegantes também estavam presentes


- awn, Jimin - digo toda manhosa, o moreno tinha acertado meu ponto de prazer, e assim ele continua, surrando cada vez mais meu íntimo


- eu vou gozar - diz baixo, eu estava quase lá, as estocadas firmes de Park  me faziam revirar os olhos e gemer alto, transar com Jimin era maravilhoso.






A água quente do chuveiro toca meu ombro me relaxando, o cômodo quieto estava agradável, sinto Park me abraçar enquanto beijava meu ombro e pescoço


Ficamos um bom tempo apenas sentindo a água cair sobre nossos corpos, os carinhos leves de Jimin em minha barriga era constante, eu acariciava seu braço enquanto sentia seus beijinhos


Uma das mãos de Park desce devagar indo até meu íntimo acariciando lentamente meu clitóris


- eu preciso de mais amor - diz baixinho


- eu quero mais - gemi manhosa.






Notas Finais


oi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...