História Daddy Issues - Jaehyun - Capítulo 10


Escrita por: e idyshit

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Jaehyun, Johnny, Personagens Originais, Taeil, Taeyong
Tags Incesto Nct, Jaehyun, Jaehyun Nct, Nct, Nct 127, Nct U
Visualizações 116
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oooiii tô de volta, acho que o cap tá um pouco pequeno, mas é pq eu tô com um pouco de sono, espero que gostem! até a próxima.

Capítulo 10 - Mensagens


Fanfic / Fanfiction Daddy Issues - Jaehyun - Capítulo 10 - Mensagens

[P.O.V S/N]

Sentamos na sala para ouvirmos o que Doyoung tinha á dizer.

-Porque está aqui? -Appa pergunta encarando Doyoung.

-Taeyong descobriu que eu fui á Guri... --Eu não havia entendido o motivo de tanto espanto, o que tinha haver?

-Como ele descobriu? 

-Eu não sei... mas não foi uma visita muito boa... Ele disse que daria um fim em Jinseol se nós continuássemos nos vendo. -Doyoung falou colocando as mãos na cabeça. -Minha filha é tudo que tenho Jaehyun...

DOYOUNG TEM UMA FILHA?

[FLASHBACKS NA CABEÇA DE DOYOUNG]

-Appa... a campainha está tocando... -Jinseol correu para atender a porta. -Appa, tem um tio aqui atrás do senhor...

-Um tio? - Perguntei sorrindo enquanto caminhava até a porta.

-Amigo! -Taeyong apareceu na porta e sorriu, adentrando em minha casa como se fosse um convidado.

-O que faz aqui? -Perguntei puxando Jinseol para que ficasse atrás de mim.

-Eu que deveria perguntar, o que faz na casa da minha esposa? -Taeyong se aproximou de mim. -Não lembra o que eu falei? Sobre vocês se encontrarem? Doyoung você está ultrapassando seus limites.

-Ela não é algo que você possa dizer "É meu" sempre Taeyong... -Falei e senti uma pancada forte em meu rosto.

-APPA! -Jinseol tentou me ajudar a levantar.

-É o último aviso, se voltar aqui, pode dar adeus á sua querida Jinseol...

[FIM DOS FLASHBACK'S]

Doyoung parecia atordoado, perdido em pensamentos, enquanto eu tentava entender, o porque de Taeyong se meter na vida dele.

-Você pode ficar o tempo que quiser, com tanto que... -Appa me olhou nos olhos. Não encoste um dedo sequer no meu diamante. -Jaehyun apontou para mim e Doyoung assentiu.

E lá estávamos nós, limpando o quarto de hóspedes para que Doyoung pudesse ter uma boa noite de sono.

Após terminarmos todo o trabalho, Appa e Doyoung foram para o escritório conversar, e eu fui para o meu quarto. Já que estava entediada, resolvi mandar mensagens para Taeil, que com certeza deveria estar desocupado.

[♡ MENSAGENS ON♡]

-Taeil oppa? está aí? 

-Sim passarinho, o que houve?

-Estou entediada, podemos conversar?

-Mas é claro, tudo pelo meu precioso passarinho.

-O que você está fazendo agora?

-Estou no escritório, preenchendo alguns papéis, e você?

-Estou apenas vendo o tempo passar.

-Sozinha?

-Sim.

-Que desperdício... Passarinho, preciso ir, meu chefe está solicitando minha presença.

-Até logo Taeil oppa...

-Ate logo passarinho.

[MENSAGENS OFF]

O que eu faria agora? Sem Taeil, sem Doyoung, sem Appa... Ah Appa, ainda não conversamos sobre como você me deixa molhada... sobre como eu penso em você pela madrugada, sobre como é difícil me tocar sozinha sem você.

Fui correndo para o banheiro, e tomei um banho, vesti roupas curtas e fui para a sala, assistir á algum programa.

-Você veste estas roupas com dois homens em casa? -Doyoung se aproxima de mim.

-E o que os dois homens poderiam fazer. -Perguntei sentando no 'braço' do sofá.

-Talvez... Na verdade não sei. -Taeil sorriu. -Mas seu pai não gostaria que você se vestisse assim comigo aqui.

-É verdade... -Sorri e corri de volta para o meu quarto, ao chegar la, Appa estava com uma calça moletom sem camisa e enxugando os cabelos em uma toalha em meu quarto. -O que faz aqui Appa? -Perguntei me aproximado.

-Eu senti saudade do seu cheiro. - Jaehyun se aproxima e me puxa pela cintura.

-Como assim Appa? -Sussurrei trêmula.

-Podemos? -Jaehyun se afasta, e fecha a porta do quarto, em seguida voltando e me jogando em minha cama sem carinho algum.

-"Podemos?" -Perguntei.

-Começar de onde sempre paramos?

Appa com seus mais ligeiros movimentos, tirou meu short e a peça de seda que envolvia minha intimidade.

Sua língua passeava lentamente em minha intimidade molhada. Eu implorava por mais a cada segundo, e Jaehyun parecia gostar das minhas diversas reações ao seu oral.

Era como estar no céu, mas queimar nas chamas do inferno, Ele tinha esse poder, de ser anjo e demônio, como Lucifer.

-Vai ser tudo muito devagar, se você quiser parar tudo bem. -Appa sorriu abrindo mais minhas pernas, e colocando seu membro ereto para fora.

Jaehyun começou á roçar nossas intimidades uma na outra, me fazendo ter pequenos espasmos, quando enfim me senti ser preenchida por seu membro em uma tacada só, foi como tomar uma dose de LSD. 

Jaehyun ia para trás e para frente, fazendo seu membro entrar e sair, me causando diversos efeitos.

Enquanto o maior fazia seus movimentos de vai e vem dentro de mim, suas mãos acariciavam meu rosto, enquanto eu gemia feito uma condenada.

COMO ERA POSSÍVEL ALGUÉM SER TÃO GRANDE E GROSSO?

Sem tirar seu membro de dentro de mim, Jaehyun sentou em minha cama e me fez sentar em seu colo, para que eu pudesse "cavalgar" em seu pau duro que entrava e saía de dentro de mim.

Jaehyun passava a língua em meus seios enquanto eu subia e descia em seu colo, eu parecia estar sob efeito de drogas, mas não, era apenas Jaehyun e seu pau dentro de mim.

Após alguns segundos, Jaehyun chega ao ápice, me tirando de seu colo, e impedindo que o meu ápice chegasse.

-Você fará isso na minha boca. -O maior sorriu e novamente começou um oral impecável.

Jaehyun me chupava com força, enquanto apertava minha cintura, era incrível como ele sabia fazer isso...

Após soltar tudo em sua boca, Jaehyun sorriu e me deu um beijo.

-Agora, você é minha. -Appa falou ofegante.

-Eu sempre fui sua Appa... -Sussurrei.

-Não me chame mais assim... -Jaehyun se aproximou se meu ouvido. -Me chame de Daddy enquanto eu te fodo com força.

Sorri e beijei o maior. Tomamos um banho em meu quarto e vestimos roupas frouxas, já era noite, era hora de dormir, mas Appa se recusava á sair de meu quarto.

-Você precisa ir appa... -Falei sorrindo tentando fazer com que Jaehyun saísse de meu quarto.

-Quem disse que eu preciso. -Appa fala e sorri. -Mas eu vou, não porque você mandou, é porquê eu quero. -Sorri e beijei o maior.

Quem diria que isso aconteceria, eu e Appa estamos nos relacionando sexualmente? Mesmo?

Senti meu celular vibrar, e peguei o mesmo vendo que havia uma mensagem.

[MENSAGEM]

desconhecido: Cuide bem de Doyoung por favor! irão atrás dele! e irão matar ele!

Meus olhos não acreditavam no que estavam vendo, porque alguém  mataria alguém como Doyoung?... TAEYONG?

Eu jamais deixarei que alguém faça algum mal á Doyoung...

Sai de meu quarto e fui até o quarto de appa.

-O que aconteceu? -O maior se aproxima segurando minha cintura. -Quer mais?...

-Appa... não! veja isto. -Mostrei a mensagem para Appa que teve a mesma reação que eu.

Após lermos a mensagem juntos, ouvimos um estrondo.

-Doyoung! -Falei e corri para fora de meu quarto. -Dodo?

-Aqui... -Doyoung fala sentado no chão com um ferimento de bala em sua barriga.

AH MEU DEUS DO CÉU!

Corri para pressionar o sangue, e Jaehyun tira o celular do bolso.

-Alô? Yuta? Venha á minha casa agora! há um problema que só você pode dar jeito. -Após encerrar a ligação, Appa levantou Doyoung do chão e o levou para o sofá.

-Chame uma ambulância... -Falei.

- Não podemos, já que Doyoung está infringindo as leis... com Jinseol...


Do que diabos Jung Jaehyun está falando?




Notas Finais


OBRIGADO POR LEREM ATÉ AQUI! AGRADEÇO MUITO A TODOOOOS! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...