História Daddy Issues - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Kakashi Hatake
Tags Daddy, Hinata, Kakahina, Kakakure, Kakashi, Naruto, Nbhd
Visualizações 135
Palavras 748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Queria prestar minha indignação, minha antiga conta foi banida pelo site sem mais nem menos. Fiquei extremamente chateada e resolvi usar apenas o nyah, mas resolvi voltar pois não me adequei ao nyah, achei complicado e não tem a mesma facilidade como a desse site apesar de que algumas coisas estão extremamentes escrotas.

Enfim, minha terceira Kakahina por aqui ou primeira já que as duas antigas foi pelo ralo.

Conhecem o termo erótico/amoroso daddy que os gringos utilizam? Em filmes, séries ou histórias às vezes são mostrados a mulher chamando o marido/namorado/amante etc de daddy traduzido papai. Algo como um mestre ou dominador. Garotas que curtem homem mais velhos. Algo assim .-.
Se bem que nós Brs utilizamos algo parecido, "meu nego" "nega" mesmo a pessoa não sendo negra entendem XD

Resolvi fazer uma fanfic inspirada nisso :p sei lá se vocês acharem bem blé e estranho podem dizer a vontade aceito todo tipo de comentário. E também espero não ser banida sem motivo aparente de novo.

Boa leitura guys!!

Capítulo 1 - 0.1


                             0.1


O assoalho rangeu quando ele desceu as escadas, fazendo um som que ele tinha certeza que acordaria um urso em hibernação. A casa estava escura, mas ele não queria ligar nenhuma luz com medo de que ela pudesse acordar. Ele sabia que era uma desculpa estúpida, ela estava dormindo no andar de cima e não teria acordado mesmo que a casa começasse a pegar fogo. A verdade era que ele gostava da escuridão. Quando ele era mais jovem, ele odiava isso. Isso o fez se sentir impotente e cego, mas agora ele encontrou conforto nisso. Ele não sabia quando isso mudou, mas agora ele se viu preferindo a escuridão, era um santuário. Um santuário onde você poderia fazer coisas ruins que ninguém iria te julgar por fazer.

Ele levantou a mão e esfregou os olhos sonolentos, o relógio na parede indicava 02:00M.

– Meus Deus — ele sussurrou para si mesmo – Por que diabos eu estou acordado agora?

Assim que ele disse isso, ele parou em seu caminho. Teria acabado de ouvir um som vindo da cozinha? Não podia ser Kurenai, ela estava dormindo quando ele desceu as escadas, ele viu seu peito subir e descer enquanto ela respirava pesadamente, dormindo. Então, quem diabos estava na cozinha?

Ele pegou o vaso na mesa de café e foi na ponta dos pés em direção ao som. Lá estava outra vez, aquele som apegado, como se alguém estivesse esculpindo metal contra vidro. Ele respirou fundo, se preparou e entrou na cozinha com o vaso acima da cabeça.

O que ele viu quase lhe deu um ataque cardíaco.

Porque lá, na frente da geladeira, estava uma garota. Ela tinha longos cabelos azuis com uma tiara preta. Ela estava de costas para ele, então ele não podia ver seu rosto, mas quando ele acidentalmente fez barulho ao colocar o vaso de volta, ela se virou. Seu rosto é pálido mas as maçãs são naturalmente coradas, e teria sido bonito se não fosse pelo fato de que ela tinha uma enorme colher de prata em sua boca. Assim que ela o viu, puxou-o da boca. Ele viu que ele estava absolutamente certo; ela era bonita. Seus lábios eram tão perfeitos, rosados, e seus olhos eram extremamentes claros. Ele sabia quem ela era no momento em que a viu. Kurenai tinha prometido a ele que ela não estaria aqui, mas lá estava ela, parada bem na frente dele e rindo pra caramba.

De repente, ele se deu conta do fato de que ele estava apenas vestido em sua boxer, e seu cabelo branco se erguia no ar como se tivesse acabado de fazer sexo. Bem, ele tinha, então não foi tão estranho. Ele só esperava que ela não pudesse dizer.

– Então este é o novo homem que ela estava falando o mês todo. — A garota disse e colocou algo na geladeira. Era um pote de manteiga de amendoim. Era para isso que a colher era. Uma viagem a meia-noite até a geladeira? Estava surpreso.

– Homem novo? — Ele perguntou, bastante irritado com o termo que ela usava. Novo. Como se ele fosse apenas um em uma fila de muitos.

– Sim, novo. Você sabe que teve alguns caras aqui antes de você, e que provavelmente haverá alguns depois de você. — Seus grandes olhos estavam fixos nos olhos negros dele, como se ela estivesse olhando através dele. É claro que ele sabia que Kurenai não era do tipo que ficava com um homem por um longo tempo. Ele simplesmente não gostava de ser lembrado disso.

– Mas pelas histórias que ela contou de você, ela não vai deixar você ir tão cedo. — Quando ela disse isso, ela caminhou em direção a ele, lambendo a colher com manteiga de amendoim. Ela parou bem na frente dele, e ele podia ver um ouro brilhando de seu nariz, um septo coroando a obra de arte que era seu rosto.

Uma lufada de álcool atingiu suas narinas. Ela estava bebendo.

– Você deveria ir para a cama. — disse ele, tentando olhar diretamente em seus olhos lavanda, mas ele não podia. Havia algo neles que tornava impossível olhá-los por muito tempo sem desviar. Ele odiava o efeito que ela tinha sobre ele. Era como se ela estivesse atraindo-o para algo pior que a morte.

– Oh, eu vou. — Ela disse, um sorriso brincando no canto do lábio. Ela deu um passo para longe do albino, seus olhos deslizando sobre o corpo do homen, fixando em sua boxer preta. – Boa noite, Kakashi, ou eu deveria chamá-lo de, papai?


Notas Finais


Oh, daddy!

Não sei se alguns perceberam mas o título da fanfic é o nome de uma música do ícone de banda The neighbourhood. Sim, fanfic total inspirada na música porque ela que me deu idéias :3

Aqui pra quem não conhece: https://youtu.be/8E9RTprK_Hk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...