História Daddy Jeon - HOT Jungkook - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Daddy, Hot, Jeon Jungkook, Jungkook, Obsessivo, Papai
Visualizações 655
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - Será que poderia me tirar da seca?


Fanfic / Fanfiction Daddy Jeon - HOT Jungkook - Capítulo 29 - Será que poderia me tirar da seca?

[P.O.V s/n on]

Caminhei até o berçário para ver meu filho, eu nem acredito que esse momento chegou.

- mãe! Por que a senhora está chorando?

Omma- não é nada só... - ela suspirou triste - eu fiquei sabendo que o filho é do Jungkook!

Arregalei os olhos e senti meu coração acelerar mais do que o normal.

- omma, eu posso te explicar!

Omma- não precisa, Jungkook já me explicou tudo. Não quero que se preocupe com isso, e sim com sei filho. - sorriu falso e saiu do meu campo de visão

Segurei as lágrimas e fui até o berçário ver meu filho.

Estava tudo acabado.

Ela sabia da verdade!

O que minha família vai pensar?

O que os pais de Jeon vão achar?

O que vai acontecer comigo?

Com o Jungkook?

Com o nosso relacionamento?

E o nosso filho?

Eram tantas perguntas não respondidas!

Apertei meus lábios tentando conter o choro.

Jk- s/n - escutei sua voz baixa rente ao meu ouvido

Me virei com os olhos marejados.

- como você pôde? Por que contou? - Perguntei irritada liberando uma lágrima quente

Jk- não fui eu quem contou, foi o Yugyeom. - disse baixo

Mordi meu lábio inferior sentindo as lágrimas rolaram pelo meu rosto. Abracei Jungkook com muita força, afundando meu rosto em seu peito.

Sinto seus braços musculosos rodearem meu corpo em um abraço aconchegante, me deixando mais calma

Jk- eu te amo muito, e vou estar sempre ao seu lado.

- você prometeu a mesma coisa para a minha mãe, no altar da igreja.- assim que termino a frase, choro mais ainda

Jk- dessa vez é diferente, eu te amo como nunca amei ninguém antes. Juro por Deus, eu não estou mentindo.

- eu também te amo muito. - me separei dele olhando para seu rosto, ele estava com os olhos marejados.

Selei nossos lábios lentamente, em um beijinho calmo e carinhoso.

Mas assim que sinto sua língua adentrar na minha boca, me separo dele rapidamente.

Jk- o que foi? - perguntou confuso

- aigoo, estamos em um hospital! - comecei a rir da situação

Jk- e daí? Eu não me importo.

- eu me importo, senhor Jeon!

Jk- tudo bem, irei te respeitar, senhora Jeon. - sorriu me abraçando de lado

Olhamos todos os bebês, até enxergar nosso filho pertinho de nós.

Jk- queria tanto entrar lá dentro e pegá-lo no colo.

- amanhã nós podemos.

Jk- vai dormir aqui?

- eu tenho que dormir aqui- bufei

Jk- eu cuido de você - sorriu fofo

- obrigada, mas você não pode dormir aqui, neném. - ri passando meus braços pelo seu pescoço

Jk- não? - perguntou chateado

- não! Só pode vir me buscar amanhã cedo, junto com o nosso filho.

Jk- vamos ter que ficar um dia sem se ver? - fez biquinho

- apenas algumas horas, vai ser rápido. 

Jk- como vou dormir sem você do meu lado?

-ai Jungkook, para de drama - ri dando um beijo em sua bochecha

Jk- ah eu não consigo, é muito tempo sem você!

- exagerado!

Jk- como recompensa por ficar tão longe por tanto tempo, será que poderia me tirar da seca?

- o que? - comecei a rir com seu comentário - te tirar da seca? Eu acabei de ter um filho, Jungkook

Jk- podemos fazer outro. - sorriu largo

- ah, claro! Nos seus sonhos nós vamos.

Jk-se não quer engravidar nós podemos nos proteger. - deu de ombros

- olha, espera um pouco tá? Quem sabe mais pra frente.

Jk- amanhã?

- não sei, talvez daqui um ano.

Jk- a nem vem. - cruzou os braços fazendo bico - meu fetiche é te foder nesse hospital.

-ai credo, sai daqui menino.- o empurrei de leve

Jk- eu compro camisinha. - juntou as mãos e me olhou - por favor?

- já disse para esperar, eu não vou fazer isso. Não agora.

Jk- eu deixo você escolher o sabor. - sorriu

- Jungkook! - o olhei séria

Jk- tá bom, parei - bufou

Enfermeira- Jeon s/n, vamos até seu quarto?

- sim, vamos! - sorri e me virei para Jeon - até amanhã, te amo. - selei nossos lábios rapidamente e logo segui a enfermeira

Senti minhas bochechas arderem e um sorriso bobo brotou em meu rosto. Meu coração estava acelerado e meu corpo quente.

Ah, como eu amo aquele homem!

|No outro dial

Saí do pequeno banheiro que tinha no quarto do hospital e me vesti com a roupa que minha mãe deixou para mim.

Fui até o berço perto da maca e vi meu filho ainda dormindo.

- oi meu amor, bem-vindo ao mundo. - sorri boba olhando para a criança. - prometo te amar muito, mais que tudo!

Ele tinha uns traços que lembrava aos de Jungkook. Ai coisa mais fofa.

Despertei do transe com algumas batidas na porta, logo sendo aberta revelando o doutor.

Médico- Olá s/n, como está?

- muito cansada, mas muito feliz. - sorri

Médico- ótimo! Vá para casa e descanse, cuide do seu filho e do seu namoro. - terminou a frase e riu

- pode deixar, doutor. - ri. - sabe se o Jungkook já está aí?

Médico- está sim, te esperando lá fora. Acho melhor você ir, ele parece bem ansioso.

- então eu vou indo, obrigada por tudo. - sorri 

Médico- imagina, esse é meu trabalho. - sorriu mínimo e saiu do quarto.

Peguei Young-sun no colo e saí do hospital, vendo Jungkook esperando na porta.

- sua encomenda chegou, senhor. - disse brincando.

Jeon se assustou e me olhou surpreso, mas logo sorriu largo

Jk- ah, que susto. - negou rindo. - posso pegá-lo?

- claro, ele é todo seu. - entreguei o pequeno para Jungkook, que segurou com maior cuidado.

Jk- oi filho, como você é lindo! - sorriu largo, todo encantado

Fomos até o carro e Jeon colocou o menino na cadeirinha lá atrás.

Jk- como você está, meu amor? - perguntou selando nossos lábios e logo dando a partida no carro

- muito cansada, meio desconfortável mas nada grave.

Jk- se quiser alguma coisa, me fala.

- pode deixar, mas não se preocupe.

O caminho foi rápido e silencioso. Assim que chegamos em casa, peguei meu filho no colo e entrei no cômodo.

Jk- ontem enquanto você estava no hospital, eu preparei o berço dele.

- sério? Muito obrigada meu amor - sorri

Jk- vamos para o quarto, quero que goste.

Subiu as escadas todo animado e eu o segui, rindo de sua felicidade.

-ah, o berço é muito fofo!

Era um berço branco com lençol, fronha e edredom azul bebê. O coelhinho que Jungkook havia comprado estava lá do lado.

Jk- ele pode ficar com a gente na cama?

- pode sim, Jungkook. - assenti rindo

Jeon pegou o menino no colo e sentou com ele na cama. Deitou o pequeno no seu braço esquerdo e com o direito usou para tirar fotos.

Ri me sentando do seu lado.

Jk-vou postar no instagram. - sorriu largo me olhando

- você é um pai muito babão, Jungkook. - neguei rindo

Ele abriu a câmera e começou a gravar

Jk-olha só quem chegou, é o Young-sun! Meu filho está aqui conosco agora. - disse virando o celular e me filmando

Tampei meu rosto na hora

- aigoo! - ri tirando as mãos do rosto

Ele escreveu alguma coisa na tela e logo postou em seu story.

O maior encostou a ponta do seu nariz na ponta do pequeno nariz de Young-sun.

Abri a câmera do celular e tirei uma foto daquela cena, colocando como meu papel de parede.

- pronto, agora essa foto é meu papel de parede - sorri

Jk- que foto? - perguntou me olhando confuso

Virei meu celular mostrando o wallpaper.

Ele sorriu envergando.

- você vai ser um ótimo pai!

Jk- espero, vou dar o meu melhor

- não se preocupe com isso, você é ótimo e é super cuidadoso.

Ele assentiu e continuou a olhar o menino. Depois de um tempo em silêncio, Jungkook resolve falar.

Jk- olha, eu não queria te preocupar mas preciso te contar uma coisa.

- pode falar.

Jk-vamos ficar aqui até Young-sun ter seus primeiros meses de vida, e então vamos morar na casa dos meus pais. 

- por quê? - Perguntei sem entender

Jk- Sook não nos quer aqui, então vamos morar lá até conseguirmos uma casa ou um apartamento.

- tudo bem, não vejo problema.

Jk- mas também tem outra coisa que você provavelmente não goste.

O olhei preocupado, esperando ele falar

Jk-semana que vem eu começo a trabalhar na empresa do meu pai.

- mas já? Pensei que fosse demorar.

Jk- quanto a isso, não se preocupe. Eu juro ser um marido e um pai presente.

Ele sorriu e selou nossos lábios lentamente. O mais velho se levantou e colocou nosso filho com cuidado no berço, já que o menor havia dormido.

Jk- agora o seu outro bebê quer atenção - disse manhoso esticando os braços

Ri da atitude do maior, e bati na cama

- vem cá.

Ele se deitou em cima de mim se aninhando ao meu corpo. Comecei a fazer carinho nos seus cabelos macios e cheirosos.

Jk- eu te amo

Sorri ao perceber que aquela frase tinha saído naturalmente, sem ser forçada

- eu também te amo, Jeon!

E eu realmente, o amava muito.



Notas Finais


Tô com dor de garganta, afe ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...