História Daddy Jeon - HOT Jungkook - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Daddy, Hot, Jeon Jungkook, Jungkook, Obsessivo, Papai
Visualizações 342
Palavras 1.497
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aiai
E lá vamos nós :D

Capítulo 30 - Amor da minha vida


Fanfic / Fanfiction Daddy Jeon - HOT Jungkook - Capítulo 30 - Amor da minha vida

Acordei no meio da madrugada com um choro manhoso.

Levantei da cama com os olhos pesados, fui até o berço e vi meu filho chorando alto.

- o que foi meu amor? Você está com fome?

Peguei o menor no colo e dei de mamar para ele, fazendo o mesmo parar de chorar.

Jk- está tudo bem? - perguntou sonolento, ficando do meu lado.

- sim, ele só está com fome.

Jk- fiquei preocupado, achei que fosse alguma coisa importante.

- pode voltar a dormir, não se preocupe.

Jk- eu vou te esperar!

- amor não precisa, vai descansar.

Jk- eu já falei, vou te esperar.

- aish, teimoso. - ri negando com a cabeça

Young-sun ficou mamando um bom tempo até eu perceber que ele já havia dormido.

Coloquei ele no berço com cuidado, cobrindo seu corpo com uma manta quentinha.

Deitei na cama cansada e Jeon deitou do meu lado, abraçando meu corpo.

Jk- você é uma super mãe - sorriu

- obrigada, meu amor. - selei nossos lábios e deitei em seu peito - boa noite

Jk- boa noite. - me abraçou mais forte, e logo dormimos

[...]

Acordei com beijos pelo meu rosto

Jk- vamos acordar, já está tarde.

- só mais cinco minutos. - reclamei com voz de sono, deitando de barriga para baixo.

Jk- levanta logo, sua preguiçosa. - disse desferindo um tapa forte na minha bunda.

- ei! Para de fazer essas coisas na frente do meu filho.

Ele riu e começou a me puxar pelo pé

- para Jungkook, eu vou cair - disse alto, levantando da cama

Jk- vou aderir essa tática. - Piscou saindo do quarto

Fui até o berço e vi meu filho ainda dormindo. Resolvi descer para comer alguma coisa.

Minha mãe estava cozinhando e Jungkook estava sentando na mesa conversando com ela.

Parece que está tudo bem... Eu acho

- bom dia, omma.

Omma- oi. - disse seca

Jk- então, onde está o papel?- perguntou para minha mãe.

Ela desligou o fogo e foi até a sala, logo voltando com alguns papéis na mão.

- o que é isso?

Omma- os papéis do divórcio.

Divórcio?

Puta que pariu, olha a merda que eu criei na família.

- isso é sério?

Omma- você acha mesmo que eu iria viver com um cara que me traiu com minha própria filha?- perguntou irritada

Ela suspirou desviando o olhar.

Jungkook leu o que estava escrito e logo assinou, entregando as folhas para ela.

Jk- pronto, estamos divorciados. - disse com a voz calma

Ele tirou a aliança de casamento e colocou sobre a mesa, e minha mãe fez a mesma coisa.

Omma- eu vou no cartório entregar os papéis. - disse com a voz embargada saindo de casa

- eu não acredito nisso. - disse baixo

Jk- agora nós dois devemos casar - sorriu largo me fazendo rir

- mais pra frente, Jeon.

Ele abriu a boca e me olhou surpreso

- o que foi?

Jk- então você aceita casar comigo?

- Jungkook você sabe que sim, mas ainda é muito cedo. Tenho apenas dezoito anos.

Jk- mas um dia nós vamos casar e ter vários filhos lindos. - sorriu bobo

- vários? Tá louco?

Jk- três então?

- só dois, e olha lá. - disse pegando uma torrada e sentando na mesa

Jk- bom, que tal hoje a gente sair com Young-sun?- perguntou mudando de assunto

- melhor não, ele ainda é muito novo.

Jk- mas se ele ficar no carrinho, eu acho que não tem problema.

- Young-sun ainda é muito pequeno, pode pegar doenças facilmente.

Jk- então o que nós vamos fazer hoje?

- que tal a gente passear de carro? Aí compramos um lanche no drive thru.

Jk- tá, e você vai pagar? Eu tô quebrado meu bem.

- quem vai pagar é você, seja cavaleiro. - disse terminando de comer minha torrada

Jk- na próxima é você quem vai pagar, ouviu?

- posso te recompensar de outro jeito, que tal? - disse sorrindo ladino

Jk-aceito! - sorriu

Dei um beijinho na sua bochecha e me afastei

- pronto, foi recompensado.

Jk- aigoo! Não assim, pensei que você ia fazer outra coisa. - reclamou manhoso

- pensou errado - sorri indo pegar mais torradas

o dia inteiro foi resumido em vários nadas, celular, televisão, dar mama para o Young-sun e trocar a fralda dele. Quando estava perto das oito horas da noite, resolvemos nos trocar para sair.

Minha mãe passou o dia inteiro no quarto de porta fechada, até tentei conversar com ela mas a mesma pedia para eu ir embora.

Saí do banheiro com uma toalha enrolada no corpo e vi Jungkook com nosso filho deitado na cama

Jk- quem é a coisa mais gostosa do appa? É o Young-sun! - disse com voz de bebê, erguendo os bracinhos do menino.

Sorri vendo a cena. Jeon era um pai muito babão

- a cara dele de desprezo. - ri alto apontando para o menor

Jk- nada a ver, ele só está com sono. - Jeon mostrou a língua fazendo o pequeno rir. - VIU SÓ? Ele riu! - disse todo empolgando, sorrindo bobo

- vai tomar seu banho, temos que sair.

Jk- você já deu banho no Young-sun? -perguntou balançando os pezinhos do pequeno, fazendo ele sorrir

- já, depois do almoço. - respondi pegando uma roupa no closet

Jk- então olha ele para mim, vou ficar cheirosinho para você. - disse me fazendo rir

O maior selou nossos lábios e foi para o banheiro. Coloquei uma calça jeans clara, uma blusa cinza do Jungkook e calcei meus tênis.

Se tinha uma coisa que eu amava nessa vida, era usar as roupas do meu namorado. Seu cheiro gostoso ficava nelas, e as blusas eram super bonitas, além de ficaram grandes em mim, o que eu amava!

Virou tipo de uma mania. Para dormir eu usava suas blusas como vestido, para sair usava suas blusas como se fossem minhas, e no frio usava os moletons. Eu amo sentir o cheiro dele nas coisas.

Droga, eu realmente estou apaixonada pelo Jungkook!

Depois de alguns minutos Jungkook saiu do banheiro apenas com uma toalha na cintura.

Jk- ei, essa blusa é minha. - disse sorrindo

- sério? Nem percebi. - fingi a egípcia

Jk- ladra de blusas. E agora? O que eu vou usar?


- você tem um monte de roupa, dramático.

Fui no closet e peguei um macacão de coelho e vesti no Young-sun. Assim que terminei de vesti-lo, Jungkook apareceu com uma calça preta de couro que marcava muito bem suas coxas, uma bota da Timberland e um blusão branco.

Fiquei admirando seu físico de boca aberta.

Jk- para de babar, neném. - disse cínico

- não estou babando. - falei passando a mão na boca, vendo que estava seca

Ele sorriu ladino e logo olhou para nosso filho, arregalando os olhos

Jk- ah, que coisa mais fofa. É o coelhinho do papai. - disse pegando o menino no colo

- podemos ir? Eu tô com fome. - reclamei.

Jk- podemos sim. - riu - só pega o cadeirão dele e põe no carro.

Fiz o que ele mandou e descemos as escadas indo para a garagem. Arrumei o cadeirão e coloquei o menino nele.

Entramos no carro e Jungkook deu partida, indo para o bk.

Ele parou o carro no drive thru e começamos a decidir o que iríamos pedir.

- eu estou com muita fome, quero algo bem gorduroso.

Jk- eu também tô. Que tal a gente pedir dois mega stacker 2.0? Um para mim, e outro para você.

- ah, não pode ser o mega stacker 4.0?

Jk- claro que não, para de ser gulosa s/n.

- aish, tá bom vai.

A nossa vez de pedir chegou e Jungkook pediu por um microfone.

Atendente- olá boa noite, o que vão querer?

Jk- dois mega stacker 2.0, pode acompanhar com duas Pepsi e frita

Atendente- a batata vai ser pequena, média ou grande?

Jk- pequena.

- pequena?

Jk- sim

- ah não, Jungkook.

Jk- vai ser pequena e ponto.

Atendente- algum problema, senhor?

Jk- nenhum, vai ser isso mesmo.

Atendente- ok, pagar na próxima cabine.

Jungkook deu partida no carro e seguiu até a segunda cabine

Atendente- aqui estão os lanches.

Jeon pegou e logo passou o cartão de crédito, pagando tudo.

Atendente- tenham um bom apetite

Jk- obrigado. - sorriu saindo com o carro.

Jungkook parou o carro no estacionamento e o desligou.

- vamos comer aqui?

Jk- sim, está até vazio.

Olhei para trás e vi que Young-sun havia dormido de novo.

Começando a comer nossos lanches e fazer várias brincadeiras.

Na verdade, a gente conversou mais do que comeu.

Assim que terminamos, amassamos todos os papéis para jogar em algum lixo.

Jk- ei - disse me fazendo olhar para ele - eu te amo. - corou

- eu sei, Jungkook.

Jk- aigoo! Convencida.

- eu também te amo, meu amor. - sorri encostando minha cabeça no seu ombro

Jk- obrigado por me fazer feliz todos os dias. - sorriu me abraçando

- obrigada por me dar um filho.

Jk-acidentalmente..

- mesmo assim, sem você ele não teria nascido.

Jk- faz sentido.. - me olhou e sorriu - eu sou foda.

Ri alto de sua fala e neguei com a cabeça.

Nunca pensei que meu padrasto, viraria o amor da minha vida.



Notas Finais


Jungkook o melhor pai, sem dúvidas!
É agr q a fanfic "começa de vdd" pq foi exatamente nesse capítulo q o Spirit baniu a Fanfic, é isto.
Acho q vcs vão gostar do capítulo 32 :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...