1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 14. Death and Life

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 15


Escrita por: angelsophih

Notas do Autor


AVISO!
Qualquer fato apresentado não passa de mera ficção e não tem nenhum tipo de relação com a realidade
A FOTO DE CAPA É NÃO É REAL, APENAS EDIÇÃO

Este capitulo pode srr um possivel gatilho, se você tem qualquer pensamento de morte ou vontade de matar, ou qualquer comportamento instável, não recomendo que leia

Capítulo 15 - 14. Death and Life


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 15 - 14. Death and Life

JM: Garoto, o que você esta falando

- As unicas pessoas que podem saber disso é minha familia, Katharinna e você

JM: VOCÊ FICOU LOUCO?!

Lhe dei um leve tapa para que falasse mais baixo

- Jimin, isso é a unica maneira... 

JM: Ok, explique o que vai acontecer

- Vou forjar minha morte e de Katharinna em um incêndio, porque se eu apenas morrer e deixa-la, todos vão ir atrás dela, com isso acontecendo, vou conseguir ajudar os garotos sem acabar morto... Irei a Busan com Katharinna, daremos um jeito de recrutar pessoas para acabar com isso tudo de uma vez.

JM: Mas Jay Park esta nos ajudando

- Ele esta escondendo alguma coisa, eu tenho certeza, somos apenas os capangas, vamos acabar mortos se continuarmos seguindo ele... Olha o que aconteceu hoje!

Jimin apenas manteve o silêncio e então voltou a me encarar para que eu continuasse

- Ai é onde você entra... Preciso que vá conosco

JM: Jungkook, como isso vai dar certo?

- So pode ser você ou os meninos vão desconfiar... - bufei - você é o mais próximo a mim, apenas finja que esta abalado demais para continuar e quer tomar uma pausa, dirá que voltara a Busan por um tempo, para esfriar a cabeça e esquecer que eu morri, eles vão entender, mas eu preciso da sua ajuda...

Ele me encarou se proibindo de aceitar

- Jimin, você me prometeu que me ajudaria

JM: Ta bom ta bom, eu vou... Mas como é que vamos fazer isso funcionar?

- Vamos atear fogo na casa antiga, mas precisaremos de 2 corpos

JM: e como planeja fazer isso?

Sorri para ele

JM: não... NECROTÉRIO NÃO!

- QUer matar alguem inocente então?

-JM: Como se isso mudasse muito 

rimos

JM: Só farei isso porque realmente gosto de você - sorri para o mais velho - e agora?

- Vamos para a casa de Katharinna e vamos falar com ela

Ele acentiu e corremos até a casa de Katharinna, subimos pela janela, fui até ela que dormia e beijei o topo de suacbeça, ela sorriu e então abriu os olhos, ficando confusa quando viu Jimin no quarto

Kat: O que esta acontecendo?

- Temos um plano, se veste, te explico no caminho

Ela se levantou e trocou de roupa rapidamente, descemos as escadas e voltamos ao parque onde o carro de Jimin estava, entramos e Jimin eu partida, expliquei para Katharinna o plano, e ela apenas acentiu ainda sonolenta, Jimin demorou a chegar no necrotério, quando chegamos o necrotério estqava fechado, Jimin olhou para o prédio com cara de nojo

- é a nossa chance...

Descemos do carro e fomos até a porta de entrada, Jimin chutou a porta comcerta força fazendo que abrisse, entramos e fomos até o final onde ficavam os corpos

JM: O negocio agora é encontrar corpos parecidos com os de vocês

- Não tem como identificar depois de queimados

Kat: e se não queimar tudo?

- Vai queimar...

Kat: Não acredito que vamos fazer isso

JM: Bem vinda ao clube

rimos

JM: Eles não vão dar falta do corpo?

- Eu espero que não.... Katharinna, eu ainda não vi o corpo do seu pai

ela sorriu nervosa, estranhei mas não liguei

- Ok pode ser esses dois - apontei, - vamos

JM: Calma lá jovem, me recuso a pegar em um corpo sem luvas, não se sabe as doenças que se pode ter

- Você se lambusa de sangue todos os dias e ainda tem nojo de pegar em um corpo?

Ele acentiu me fazendo rolar os olhos, Eu e Jimin pegamos o corpo masculino enquanto Katharinna abria o porta mala do carro, logo depois trouxemos o corpo feminino, assim que terminamos fechamos tudo e entramos no carro e dirigimos até a casa, tiramos os corpos e colocamos na sala, sentados no sofa, tirei uma de minhas correntes e coloquei no corpo

- Katharinna, sua pulseira...

ELa tirou e eu coloquei no pulso da garota morta

- Isso é o que nos faz mortos

Jimin foi buscar a gasolina no porão, abraçei Katharinna

- Aqui as coisas vão mudar bastante

Kat: Desde que eu te tenha ao meu lado, ta tudo certo

Sorrimos e eu a beijei

JM: Ok esta aqui, vamos começar esse incêndio....

Ligamos o gás na cozinha e jogamos gasolina por todo o primeiro andar da casa, no momento que Jimin jogou o fósforo, o fogo seguiu a trilha de gasolina, corremos para fora da casa o mais rápido possivel entramos no carro e esperamos, assim que a explosão tomou conta do local, quebrando janelas e queimando qualquer coisa dentro, quando se pode sentir o calor do fogo nos dirigimos rapidamente para a casa de Katharinna. Jimin nos largou

JM: Ok, como acontece agor?

- Estaremos indo a Busan assim que a noticia sair, você vai logo depois do enterro]

ele acentiu

JM: Boa sorte...

- pra você tambem

Ele deu partida no carro

Kat: Vamos falar com sues irmãos

Acenti, andamos até a casa de minha avó, bati na porta e demoraram para atender, provavelmente estavam dormindo, mas assim que minhã avó abriu a porta ela sorria...

Avó: Que bom que veio meu netinho... vi as noticias... Entrem!

Entramos na casa

- Eu preciso dizer algo... Onde estão os meninos?

Avó: em seus quartos

acenti

- Avó, sei que é confuso mas você vai ter que entender... Estarei voltando a Busan durante um tempo

Ela acentiu

- As noticias vão afirmar que eu morri em um incendio, mas eu estarei vivo, apenas preciso que finjam que isso aconteceu, que eu morri em um incendio junto a Katharinna, ok?

Avó: O que esta acontecendo Jeon?

- Eles sabem que eu estou vivo avó, e para que eu não seja preso, eles tem que saber que eu estou morto

Avó: voê vai ficar bem não é?

- Claro que sim vó.... eu vou me cuidar e vou voltar assim que puder...

Ela sorriu e me abraçou...

- Diga a eles que eu vou voltar, e que eu amo muito eles...

Ela acentiu, me despedi dela e saimos até a casa da Katharinna novamente, entramos e sua mãe estava acordada na sala

Kat: Mãe? o que esta fazendo aqui?

Mary: EU não consegui dormir, onde estavam?

- Precisamos conversar

Kat: Mãe... Nos vamos fugir...

Ela olhou para a filha confusa

Kat: Não tem mais volta, acabamos de forjar nossas mortes, e daqui a pouco estaremos indoa para Busan... Voltaremos, prometemos, mas temos coisas para resolver...

A mãe abraçou a filha

Mary: você é corajosa de se enfiar nesse mundo

KAt: é quem eu sou agora mãe, e não tem mais volta 

Mary: Eu sei pequena... Minha garotinha esta crescendo...

Elas riram e se abraçaram chorando

Aproveitei para deixá-las sozinhas, subi e enfiei tudo dentro de uma grande mochila, fi o mesmo com alumas roupas de Katharinna, desci as escadas e deixei no canto da sala, Katharinna abraçava sua irmã, Mary veio até mim e me abraçou

Mary: Cuida da minha garota Jeon... Sabe que eu confio em você

- Pode deixar, ela esta a salvo comigo

Mary: Assim espero...

Katharinna veio até mim e sua irmã correu até mim pulando em meus braços

- oi pequena... 

Ela me deu um beijo na bochecha me fazendo sorrir, ela era exatamente igual a sua irmã mas era loura.

- Temos que esperar a noticia para irmos... Temos que ter certeza que isso vai dar certo...

Ela acentiu, a mãe de KAtharinna e sua irmã subiram para seus quartos, Me sentei no sofá e Katharinna ao meu lado, ela adormeceu enquanto eu assistia televisão, logo adormeci

 

Era meio dia quando acordamos, fui até a cozinha onde MAry estava

Mary: Bom dia... Até agora não passou nada

- Ok obrigada...

Peguei uma xicara de café para mim e outra para Kat

Nos sentamos na mesa de jantar e tomamos um café reforçado, e então a televisão ecoou o comodo

Urgente! Jeon Jungkook morre em incêndio nessa ultima madrugada! o Garoto que havia desaparecido, que até a noite passada era procurado pela policia por alguns crimes cometidos pelo mesmo, morreu em um incendio em sua suposta antiga casa, dentro da casa estavam ele e sua até onde conhecida namorada Katharinna Meyers. A garota havia sido sequestrada pela gangue de Jeon mas depois de liberta voltou a gangue. O incendio parece ter sido um acidente por o gás da cozinha estar aberto. Que deus abeçoe a familia das vítimas.

Nos levantamos e encaramos a televisão, as imagens passavam, Katharinna me encarou e acentiu segurando minha mão, abraçamos sua mãe e pegamos nossas mochilas, pegamos o segundo carro de sua mãe, jogamos as coisas dentro do carro e eu dei partida enquanto ela acenava para sua irmã.

Jimin povs on

hora da noticia

Estavamos almoçando, a noticia paralisou todos, eu engoli em seco me mantendo sério apenas encarando a televisão, Jin estava em completo choque, Taehyung e Suga correram ao seus quartos assim que a primeira frase foi dita, Mark gritava na sala o nome de Katharinna, Rm posicionou a mão em meu ombro

RM: Perdemos nosso garoto

- Isso é tudo culpa nossa...

Ele me abraçou

Jeon Jungkook, olha bem o que você me faz fazer

Jeon Eun-hye

Estava voltando da escola com meus amigos.

Jane: Eun... VOcê viu isso? É sobre seu irmão

Logo peguei o telefone de sua mão

Jeon Jungkook e Katharinna Meyers morrem em incêndio

- Desculpem, eu tenho que ir...

Corri o mais rápido para casa, segurando minhas lágrimas, entrei em casa e minha avó cozinhava sorridente, a noticia estava na televisão

- Avó?

Ela me olhou e sorriu reconfortante

Avó: Esta tudo bem pequena, seu irmão esta bem, esta em Busan com a garota, eles estão a salvo

corri e a abraçei aliviada

Avó: Mas todos tem que pensar que essa é a verdade... Ele quer nos proteger pequena

acenti sorridente, ele tinha voltado para Busan... nossa terra

Jeon Jungkook povs on

Meu telefone vibrou, logo o atendi

- Alô?

Eun: Então você foi embora...

- Me desculpa pequena mas eu voltar

Eun: Eu sei que vai Kook, só tenha cuidado

- Eu terei minha princesa, se cuide por favor

Ela riu e então nos despedimos

Kat: Sua irmã é uma fofa

- Sempre fui o herói dela, foi a pior coisa ter que a deixar para trás quando nossos pais morreram, ela passou 2 anos seguidos chorando todas as noites, dormindo na minha cama.

Kat: Ela deve ter ficado muito magoada

- Sim... Ela ficou...

 

Uma viajem demorada, é isso que eu posso resumir nosso trajeto, chegamos em Busan a noite, fomos para um hotel 4 estrelas e fizemos uma reserva, pegamos nossas coisas e fomos para o nosso quarto

KAt: Ok, qual o plano?

- Vamos dar um tempo, arranjaremos dinheiro para voltar, vou conversar com alguns amigos antigos para nos ajudar

Ela acentiu sorridente,

Kat: Vou tomar um banho rápido e eu ja volto

Acenti, guardei no armário nossas roupas, demorei um pouco para fazer isso, me deitei na cama e liguei a televisão, todas as noticias eram sobre minha "morte", mas então, no terceiro canal algo me chamou atenção

é uma pena que minha filha tenha se ido dessa maneira, jamais esperei que uma tragédia como essa acontecesse... Ela era uma garota tão amigavel e linda, adorava ajudar os outros e tinha uma mente tão pura e inocente... Mas isso apenas aconteceu pois ela se envolveu com aquele delinquente, e eu farei seus amigos pagarem pela morte de minha princesa!

Katharinna saiu do banho e encarou a televisão assustada

Senhor Meyers estava dando um discurso

Kat: Jeon... tenho que te contar algo... Eu não matei meu pai

 

continua...

 

 


Notas Finais


uw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...