1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 16. Changes

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem!!

Escutem a musica de preferencia de vocês!

Kisses

Capítulo 17 - 16. Changes


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 17 - 16. Changes

E o fitei e então tiro um cigarro de meu bolso o acendendo

- Sua filha esta por baixo da terra....

Sr Meyers: Nãqo minta para mim garoto, minha filha não esta morta, eu sei que isso é apenas um jeito de eu deixar vocês dois em paz

- Não existe motivo, entre eu e sua filha não xiste mais nada, nunca exisitu na verdade.

Sr Meyers: Ela não teria corrido atrás de você se não houvesse algo entre vocês

- Sua filha é inocente demais senhor, ela apenas foi ingênua e iludida

Ele sorriu

Sr Meyers: EU não faço ideia do que minha filha viu em você, é um completo delinquente assassino

- é isso que deixa elas loucas senhor - seu olhar se tornou furioso me fazendo rir

- O senhor aqui vai pagar a bebida - digo ao barman e me retiro rapidamente, indo para a casa de minha familia,quando eu chego minha irmã abre a porta

Eun: O que esta fazendo aqui? Não devia estar em Busan?!

- As coisas sairam do controle - sorri ladino - preciso ficar aqui até eu arranjar um novo plano

Eun: Claro! Seu quarto ainda esta intacto então pode entrar!

A abraço e entro em casa, minha vó estava trabalhando e meu irmão havia ido em uma viajem escolar, subi até meu quarto e quando abri a porta minha irmã começou a rir

Eun: Bem, eu disse que estava intacto, o que significa que não foi feita nenhuma redecoração

Olhei em volta ao quarto azul, com uma colcha de foguetes, um quarto tipico de criança para dizer a verdade.

- é, acho que posso lidar com isso

Rimos e entramos em meu quarto, me deitei na cama e minha irmã sentou na ponta

Eun>: Você vai continur com o seu trabalho? 

- Pretendo sim... As coisas estão longe de chegar no fim pequena

Ela pareceu triste

- Ei você ja esta bem grandinha e sabe que estou fazendo o maximo que posso

Eun: Você não pode sair desse mundo?

- Não posso, entrei nisso sem opção, o que me resta é continuar, se eu parar agora, serei preso.

Eun: EU não quero que seja preso

- Eu sei princesa, mas falta pouco, estamos quase conseguindo conquistar tudo isso

Eun: Vocês estão aproveitando a crise não é?

acenti

- é o nosso momento de atacar pequena...

Ela me abraçou e se deitou ao meu lado

Eun: E se eu quiser entrar na gangue com você

- Nem pense nisso Jeon Eun! Ja perdi alguém especial para mim, não posso te perder também

Eun: Quem? Katharinna?

- Não... Ecistiu outra garota antes de Katharinna

Eun: Me fale sobre ela...

- Seu nom era Kim Sue, era lind, tinha olhos verdes e pele branca, o cabelo era loiro e lindo... - sorrio ao lembrar dela - ela morreu em um dos ataques...

Eun: Você não teve culpa Kookie

- todos me falam isso, mas eu não acredito...

Eun: BEm, mas agora você pode proteger Katharinna

sorri triste

Eun: O que qaconteceu com ela?

ela me fitou

- Katharinna não esta falando comigo

Eun: Você devia falar com ela

- Não, eu não quero...

FIcamos ali deitados durante um grande tempo, eu seitnia falta da minha irmã demais, eu não estive com ela quando ela teve problemas com namorados e outras coisas

- e então, e os namorados?

Ela riu e revirou os olhos

- Ja sabe se precisar que eu bata em algum me diga

Eun: Não vou duvidar... - rimos

Escutamos a porta se abrir da casa, Eun gritou para que nossa avó soubesse

Avó: Jeon EUn, por que você esta no quarto de Jungkook de nov.... - ela me olhou espantada e sorriu

- Estou de volta

Ela sorria e gritava de felicidade, a abraçei

- Mas ninguém pode saber

Avó: Claro! Vou preparar um lanche para nós.

Sorrimos eu e Eun voltamos a nos jogar na cama, eu fazia carinho em sua cabeça enquanto ela apenas passava o dedo por cima de minha camiseta, quando nossa avó nos chamou, descemos correndo para comer

Eun: Bem eu pensei que eu e você poderiamos ir ver papai e mamãe... - ela me olhou enquanto terminava o sanduiche

- Claro... Seria legal... Sabe andar de moto?

Avó: Não senhor vocês não vão de moto

- Aish Halmeoni, não tem perigo

Avó: Cuidado vocês dois! - Ela subiu nos fitando séria nos fazendo rir

Eun Subiu e colocou sua jaqueta, saimos de casa

Eun: cadê o capacete?

- Eun, eu mato pessoas, roubo, trafico, e você ainda acha que eu ando de cpacete

Eun: é realmente não pensei nisso

Rimos, eu subi na moto e ela segurou em volta ao meu tronco

- Se segura forte

Ela apenas acentiu e eu dei partida indo bem rápido, escutei ela rindo me fazendo sorrir, chegamos no cimitério e fomos até o fundodele, onde estavam nossos pais

EUn: Oi Appa, Omma...

Fazia anos desde que havia ido nos túmulos

Eun: Jeon esta aqui...

- Sinto sua falta Omma, Appa...

Ela se abraçou em mim

- EU sei que me tornei uma decepção, sei que queriam que eu me formasse em Medicina, mas eu segui outro caminho e me desculpem, eu estou tentando dar uma vida para os garotos....

Eun: E somos gratos por isso

A Abraçei, e nos choramos ali pela primeira vez. Ficamos por ali uma hora, depois voltamos para casa e ficamos vendo filmes até tarde. Era bome star em casa novamente, mas eu tinha saudades dos meninos por o menor tempo que tivesse passado

 

3 meses depois

 3 longos meses se passaram, eu ja tinha esquecido Katharinna, voltei a academia e fiquei mais forte com um corpo mais definido, tinha feito mais algumas tatuagens no peito e nas mãos, meu cabeloe staa um pouco mais comprido, e como diria minha irmã, eu estava um extremo pitel. Estava morando com minha familia, tinha feito alguns trabalhos de matança, sozinho... Mas as coisas iriam mudar hojem, eu estaria voltando para a casa dos garotos hoje, arcando com as consequencias.

Eun: Tem certeza que vai?

- Claro que sim - digo abraçando meu irmão

Eun: Se precisar voltar...

- Se eu prrecisar estarei aqui, mas agora tenho que lidar com meus problemas

Ela acentiu, a abraçei e fui embora, dirigi a moto até em casa, bati na porta e RM atendeu, sua expressão abriu um sorriso

RM:EU SABIA! Eu sabia que estava vivo

Ele me braçou me faszendo sorrir

todos os membros correram até mim me qabraçando e comemorando

SG: Alguem ta grandão! Andou na academia?

- Claro

Sorri

JB: Caramba cara! O que aconteceu? - disse me abraçando

- tive que fingir minha morte, ou eu seria procurado pela policia e vocês estavam bravos comigo então

RM: Bem, gostaria de conversar com você depois

- Queria saber se me aceitam de volta

JIN: Isso é pergunta que se faça?

JH: VOlte logo meu filho!

Lisa: JEON DO CEU!

Ela correu e pulou em meus bracos rimos e ela chorava

- A durona chora é?

Ela riu me dando um tapinha

Kat: Bem vindo de volta Jeon

Tirei os olhos de Lisa e quase não pude reconhecer Katharinna

A garota parada de braços cruzados tinha poucas tatuagens espalhadas pelo corpo, seu cabeloe scuro agora esta cinzento, estava mais magra com um corpo mais escultural, parecia mais confiante que nunca. Meu coração bateu mais forte, eu ainda amava não adiantava mentir para mim mesma

- Obrigada - respondo seco

Merda os sentimentos estavam voltando

JM: Bem... Sua cama esta livre, Katharinna ficou pouco tempo ali mas depois voltou ao quarto das meninas.

Acenti, TAehyung pegou minha mochila e levou para lá, todos voltaram aos seus afazeres, deixaqndo apenas eu e Katharinna na sala

- Você mudou

Kat: Você também

Ri fraco

- Bem é bom estar de volta

Kat: Depois de nos abandonar

- Espera ai, precio te lembrar que voc^fugiu comigo?

MArk: O que ta acontecendo aqui?

- nada não precisamos da sua ajuda

KAt: Eu que decido Jeon Jungkook

MArk abraçou Katharinna fazendo meu sangue ferver

- Não acho que você seja a pessoa certa para cuidar dela

Mark:Eu cuidei dela enquanto você decidiu a deixar para trás - sorriu debochado

Cerrei meu punho fortemente

Mark saiu da sala me deixando novamente sozinho com ela

- é isso agora? virou a cadelinha do Mark?

KAt: Não fala comigo assim Jeon, eu estou diferente...

- Uuuh, esta diferente - debocho

KAt: você me usou Jungkook, tirou de mim minha pureza, não reclame agora se eu estou diferente.

- Para de ser tão pirralha

Kat : A pirralha que você adoraria ter em sua mãos novamente

 

continua...?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...