1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 19. Save Me

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


UHU VAMOS LA

SUGESTÃO MUSICAL!
Night Car Music • Gangster Rap/ Trap Bass Cruising
(LINK NAS NOTAS FINAIS)

Capítulo 20 - 19. Save Me


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 20 - 19. Save Me

- O que você fez com ela - esbravejei no telefone, todos os garotos me olhavam

Sr Meyers: Acho que ja estivemos em essa posição antes, mas você era o sequestrador - ele riu no telefone, escuto Katharinna gritar no fundo - Garoto, foi você que começou isso...

- O que você quer?!

Sr Meyers: Quero vingança... quero que venha sozinho, até minha casa, se quer ver a sua namoradinha novamente antes que eu suma com ela, quero que se sacrifique e entregue seus amigos

o telefone foi desligado, corri até o escritório do apartamento

JM: Que porra que ta acontecendo?

- O pai dela esta com ela

JH: Vamos logo então!

- Não! - digo mexendo nas gavetas pegando armas e granadas - se eu levar alguém, vamos todos acabar mortos

Jin: Pega o colete a prova d balas Jeon!

- Não Jin, isso é de outro nível, se Deus quiser, eu viverei

Eu ignorei a dor que ainda sentia em minha perna, sai do apartamento com as armas e fui até o apartamento de Lisa, bati impaciente, ela atendeu, em questão de segundos, a puxei para perto de mim a beijando

Lisa: Qual o motivo disso?

- Em caso que eu não te veja mais

Lisa: Do que você esta falando?! - ela grita enquanto eu ando no corredor

Meu sangue fervia, meu lado obscuro havia tomado conta de mim, pegaram meu tesouro, estavam brincando com fogo, peguei o carro de Jimin e joguei as armas dentro, engatilhei a pistola e fitei a pistola de Katharinna que eu tinha trazido junto

- Se acontecer algo... me perdoa Deus por meus pecados.

Dei partida no carro e pisei no acelerador com força, dirigi o mais rápido até lá, eu estava inconciente dos meus futuros atos, era uma casa braca com muitas janelas, desci e chutei a porta com força, ninguém estava lá

- SENHOR MEYERS, EU ESTOU AQUI APAREÇA!

Subi as escadas e não havia ninguém na casa, aquilo era uma cilada, corri para fora o mais rápido possível, e quando cheguei do lado de fora, o maldito estava lá com alguns seguranças e um deles segurava Katharinna, logo coloquei o dedo no gatilho

- Solta ela agora, não a machuque

Sr Meyers: acha mesmo que seria capaz de machucar minha própria filha?

- DO senhor eu não duvido nada.

o segurança puxou a arma e atirou em minha direção, esquivei enquanto KAtharinna gritava meu nome, atirei nos dois seguranças, meu ouvido zumbia, Katharinna tentou correr até mim mas seu pai a jogou ao carro e dirigiu o mais rápido possivel

- MERDA!

Entrei no carro e fui atrás dele, estavamos próximos um do outro, acelerei o carro batendo em sua traseira, ele acelerava e eu acelerava ao mesmo tempo, não podia os perder agora, ou jamais os encontraria novamente, o maldito velho  atirou em meu pneu, o carro derrapou e parou de correr, gritei o nome de Katharinna, eu não podia a perder agora, ou jamais a teria novamente. meu telefone tocou e logo atendi

Sr Meyers: Alguém se perdeu....

- EU VOU TE MATAR NÃO DUVIDE DE MIM

Sr Meyers: é o que veremos...

Katharinna povs on

Eu chorava no banco de trás, nunca imaginei que meu pai estava me vigiando a mais de meses, me procurando para obter sua vingança, ele dirigiu até bem longe dali, e quando chegamos no local meus olhos estavam espantados pelo que viam, estavamos na casa de Kim Sue. Meu pai me tirou do carro e me levou para dentro, o casal e pais da falecida estavam nos esperando

Sra Kim: Que bom que chegaram! Fico feliz que sua filha tenha se juntado em nossa vingança

Fitei meu pai confusa mas ele apertou meu braço

pai: Claro que sim, ela estava cansada desses garotos delinquentes

Sr Kim: Apenas queremos vingança Senhor Meyers

Acentiram

Sra Kim: Bem, podem ir para o quarto de Kim Sue... Assim que possivel discutiremos nosso plano

Meu pai me arrastou até o quarto e trancou a porta

- O que você esta fazendo com eles?

pai: Eles querem vingança pela morte de sua filha, vamos matar cada um deles

Minhas lágrimas já não saiam, eu apenas conseguia sentir raiva do homem que eu devia sentir orgulho

- Você sabe que sou uma deles

Pai: Não não é! VOCÊ ESTA LOUCA KATHARINNA! ELES TE SEDUZIRAM E TE HIPNOTIZARAM!

- Isso me faz uma deles pai - levantei a camiseta mostrando a tatuagem

Ele veio até mim apertando meu rosto

Pai: O que você fez em sua pele!?? - ele estava furioso - SE A POLICIA VER ISSO ESTARÁ MORTA!

- Se você os matar, eu prefiro morrer junto, eles são minha familia

Pai: EU SOU SUA FAMILIA

Neguei rindo

Pai: Você esta ficando louca!

- TANTO QUANTO KIM SUE

Pai: fale baixo

- Olha ali na cabeceira pai, quem é o garoto da foto com ela? Não  é Jeon? ELES QUEREM APENAS O BEM PAI

Ele me bateu no rosto, me encolho no canto mas então o encaro

- Me bata o quanto quiser, estou acostumada com isso

Jeon Jungkook povs on

- AAAAAAAAAAAAAAH! - grito ao entrar em casa, todos estavam lá inclusive Jay Park

RM: ONde ela esta?

- Com o pai ainda. Ele fugiu com ela eunão faço ideia de onde ela esta.

SG: Nós vamos a encontrar

- Só me deixem sozinho por favor

Eu estava delirando, entrei no quarto e me joguei na cama, Lisa entrou no quarto e trancou a porta

Lisa: Nós vamos a encontrar Jeon

- E se não encontrarmos ela Lisa?

Me sentei na cama e ela subiu em meu colo

Lisa: Não existe essa opção

Levei minhas mãos a sua cintura e ela as dela a minha nuca, a beijo e ela vai ao meu pescoço

- Não estou no clima Lisa...

Ela acentiu e cselou nossos lábios novamente, nosso beijo foi interrompido por meu telefone tocando, atendi e coloquei no viva voz

Sr Meyers: Você tem mais uma chance, depois acabou

- Onde eu os encontro

Sr Meyers: Na rua Chong Mue, casa 130 hoje as 23.00

O telefone foi desligado

Lisa: Vamos todos juntos 

- Não, eu não vou arriscar vocês...

Lisa: Você não tem opção, ele sabe suas fraquezas e fara de tudo para te matar, quer ter KAtharinna de novo, então todos nós vamos lutar por isso

Respirei fundo e acenti.

Lisa: Jeon eu sei que ainda ama ela...

- Eu não pude a esquecer em uma semana, eu amo ela, se eu a perder não sei do que serei capaz, eu sinto muito Lisa

Lisa: Ta tudo bem, vocÇe sabe que nós somos algo apenas de momento, sempre seremos assim, sempre melhores como amigos

sorri e a abraçei

- Obrigada por entender

Lisa; Claro, agora farei algumas ligações...

Sai do quarto

- Ok, quem vai comigo, é nossa ultima chance de ter Katharinna

RM: Nós todos iremos

Jennie: Conte com as garotas, Katharinna é nossa irmã

Sorri, que chegassem as 23;00....

 

23:00 PM - Hora do crime

Engatilho a arma e a observo a minha volta, todos armados se preparando, aquele arrepio sobe minha espinha, era o momento, alguém bate na porta com certa força, abri e entrei em choque, Jackson, JB e BamBam

- O que estão fazendo aqui?

JB: Viemos por KAtharinna, Lisa nos ligou, estamos auqi por Mark

Os abraçei sorrindo

- Bem, todos sabem o plano... Iremos lá para ganhar, em caso de emergências, ligaremos para Jay PArk, que estara aqui e mandará mais pessoas

Todos acentiram

- Estamos indo por KAtharinna, e voltaremos com ela ou não voltaremos

Saimos do apartamento, a van do BTS que a tanto tempo não era usada, voltou a ativa, entramos e Suga dirigiu até o endereço algumas casas antes para não sermos vistos, assim que chegamos na casa encarei o local estático, Blackpink chegou junto a nós e os 3 do GOT7

Lisa: A casa da Kim Sue - ela me encarou

RM: Isso é jogo psicológico

Flashback on

Eu batia na janela, Kim Sue me encarava assustada, veio até a janela e a abriu me puxando para dentro

Kim Sue: O que esta fazendo aqui Jungkookie?

- Hmm... Seus pais não gostam de mim e eu não posso vir aqui, então vim escondido 

Kim Sue: Você vai estar morto se te verem aqui

- Esse risco eu passo por você

Ela me empurra em sua cama e sobe em mim me beijando, logo abrindo um sorriso

Kim Sue: Eu te amo Bad Boy...

FLashback off

Uma lágrima caiu em minhas bochechas

Jennie: Ta tudo bem Jungkook?

- Vamos logo, vamos nos espalhar, assim ficará mais fácil

Todos acentiram, eu fui para a porta da frente com Jimin

JM: Nós vamos recuperar ela ok?

Acenti, nós dois chutamos a porta juntos rindo, entramos na casa, o senhor Meyers tinha trazido muitos seguranças com ele, Atirei em um que vinha em inha direção enquanto Jimin lutava com outro, observo que Jennie esta encurralada com 3 , corro até lá e ati em um enquanto, seguro o pescoço do outro, fazendo uma manobra com sua cabeça, apenas escutando o barulho de seu pescoço quebrando e ele caindo no chão

Jennie: Valeu! 

Pisquei para ela e sorri continuando lutando, a casa havia virado uma armadilha

- JIMIN VAMOS!

O chamei e corremos para todos os quartos sem encontrar ninguém, até entrarmos em um escritório, o casal Kim estava lá, um arrepio passa por meu pescoço

Sr Kim: até que enfim podemos te conhecer Jeon

A Mãe de Sue chorava

Sr Kim: Pensavamos que te conheceriamos antes de perder nossa filha, mas sabiamos que você não era um garoto que se devia confiar, afinal...

Sra KIM VOCÊ MATOU NOSSA FILHA! - ela apontou uma arma para mim

- Eu não quero atirar em vocês, por favor parem.

Sra Kim: Você sabe o quanto doi perder uma filha

- Eu perdi minha amada

Sra Kim: Você não teve nem um pouco de arrependimento?

- Eu não a matei, eu a amava muito, mais que tudo

Sr Kim: Você corrompeu nossa garotinha, tirou a pureza dela, como fez com Katharinna

- Sua filha era um verdadeiro anjo puro, e eu sinto muito pela sua perda

Eu ja estava chorando, Jimin estava atrás de mim

- Eu sinto muito por isso...

Cerrei os olhos com força e atirei no casal, senti como se meu corpo tivesse sido rasgado em dois, eu havia acabado com a familia Kim inteira. Fui até o escritório onde havia uma foto de Sue, a peguei e então meu corpo tremeu, os soluços saiam

JM: Jungkook...

- Me desculpa amor... Me desculpa por isso, eu sou o pior garoto do mundo... EU matei todos vocês

JM: Você esta fazendo isso para salvar a garota que ama.... Jungkook nós não temos tempo vamos...

Tirei a foto do porta retrato e guardei em meu bolso, saimos do quarto e  todos estavam parados na sala ofegantes. Subi com Jimin e Jennie, os outros se esconderam em caso de mais alguém vir, Jennie se escondeu no crredor e Jimin perto de mim

- KATHARINNA!

Kat: Jeon! Aqui! - escuto seu grito vindo do fim do corredor, corro até la e chuto a porta até ela se desmontar toda, Katharinna estava amarrada por seus pulsos, seus pés mal encostavam no chão, sua boca sangrava

- Katharinna! Vamos sair daqui! - corto as cordas e ela cai no chão sem forças, caio no chão de joelhos e ela me abraça chorando, a a mantenho perto de meu corpo a sentindo respirar, Ela me fita e sem pensar duas vezes a beijo, um beijo necessitado, peço passagem e ela cede segurando meu rosto entre suas mãos, senti falta de seu beijo

Sr Meyers: Olha só que fofos!

Me levanto em um pulo e Katharinna se mantem em pé agarrada em minha camiseta, a coloco para trás de mim, aponto a arma para o velho em minha frente

Sr Meyers: é assim que você saluda o seu sogro?

- Você não tem noção do quanto eu esperei por esse dia.

Sr Meyrs: então o aproveite bem.

- Você destruiu minha vida seu merda, eu poderia estar em outro lugar sendo alguém na vida, mas você é o culpado pela morte dos meus pais

Sr Meyers: Lembro muito bem dos Jeons, eles me deviam tanto dinheiro, que bom que morreram

- Não fale assim dos meus pais!

Sr Meyers: Estamos quites então, eu mato seus pais e você tira a minha familia de mim

- Sua familia estava caindo, apenas terminamos de os deixar cair, nem a sua própria mulher te aguenta 

Sr Meyers: Olha no que você transformou minha filha, o que mais você quer?

- Quero vingança contra vocês, vocês que ganham dinheiro nas nossas costas, e nada melhor que matando o homem mais rico da Coréia não é?

Sr Meyers: Eu continuo vivo - ele sorriu sacana

Kat: Pai... Por favor chega, eu não posso perder nenhum de vocês...

Ela sai de trás de mim

- Katharinna volta aqui - digo tentando manter a calma

Ela chorava e ia em direção ao pai

Sr Meyers: Saia de perto de mim, aberração

Kat: pai...

E Então aquele maldito barulho que me trazi a memórias de Mark, novamente tudo se tornou lento , vi KAtharinna cair no chão, gritei o mais alto que eu conseguia, Jimin e os outros entraram no quarto, soquei o rosto daquele maldito , Jimin segurou seus braços e eu apontei a arma em seu rosto0

- QUEIME. NO . INFERNO!

Atirei e vi ele cair enchendo o chão de sangue...

Era o fim

Corri até Katharinna

- Pequena... me responde

Ela me olhou sorrindo

Kat: Jeon eu te amo muito

a beijei e a peguei em meus braços

Seu sangue estava cobrindo minha blusa, um buraco na lateral de seu colo, acima do osso.

RM: Vamos logo! - ele gritou assim que escutamos a policia

Corremos para dentro da van, Eu segurava Katharinna e não tirava meus olhos dela, apertei seu ferimento para estancar o sangue e escutei seu grito, Suga apenas olhou para trás e viu todo o sangue

SG: Se não chegarmos logo em casa, ela morre

Ele pisou no acelerador, meu corpo estava frio, eu estava em choque, não podia perder KAtharinna, assim que chegamos no apartamento, coloquei Katharinna em meu colo, segurando sua cabeça contra meu ombro, subi as escadas até o 7 andar.

- Me escuta Kat... Não é sua hora ainda, eu preciso que fique comigo entendeu?

Não obtive resposta, a cada segundo seu corpo ficava mais pesado, entramos no apartamento

SG: Deita ela aqui... Eu preciso que todos saiam de perto

Eu a coloquei no sofá, Rm correu trazendo gase e uma garrafa de tekila

SG: Cansei de ter que tirar balas de dentro de vocês

Ele abriu a garrafa de tekila e deu um gole

SG: Segura a mão dela, ela precisa de algo para apertar

Todos começaram a se afastar, Lisa ficou segurando minha outra mão, Suga molhou as gazes com a tekila e colocou em cima do ferimento, ela gritava e apertava minha mão

SG: A bala atravessou?

- Não

SG: Me perdoa Katharinna...

Com os mão, ele inseriu os dedos no buraco, para tirar a bala, Katharinna gritava de uma dor insuportável

sG: PORRA!

ele não conseguia tirar, o sofá de couro se enchia de sangue tanto quanto as mãos de Suga.

- O QUE TA ACONTECENDO?

SG: Eu não consigo tirar a bala

 

 

continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...