1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 2. She is gonna be my girl

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora queridos, mas eu voltei

Capítulo 3 - 2. She is gonna be my girl


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 3 - 2. She is gonna be my girl

Ela deslizava pela barra de pole

Mark: Ela fez 4 anos de varios tipos de dança

eus olhos vidraram no corpo da garota, era sensual, porra! Não posso continuar assim

Em segundos, a policia adentrou o bar

Policia: MÃOS AO ALTO AGORA!

Apenas olhei para os garotos, Mark fugiu, os meninos foram para cima do palco e eu arranquei Katharinna da barra a puxando para os fundos, Jay Park estava la

JAy: Vocês terão que sair, eu tomo conta disso, saiam todos ou serão presos

RM: Nos voltamos para casa

Jennie: Nós também

Lisa: E a garota?4

Jay: Jungkook é responsvel por ela, entao ela vai com vocês

rolei os olhos

Puxei a garota correndo para fora do bar e entramos na van, Suga deu partida rapidamente

Tae: VOCÊ NOS ENTREGOU GAROTA?!

- Ela nem tinha como, eu estva com ela em todos os momentos

SG: Onde vamos a colocar?

RM: No porão

acentimos, chegamos na casa e descemos rapidamente em caso que alguém tivesse nos seguido, novamente apontei minha arma na cintura da garota e a levei para baixo, a empurrei e então cruzei os braços

Kat: EU disse que eles viriam por mim

- Eles vão acabar mortos

Kat: Meu pai vai matar vocês

- Mais um motivo para ele ir para o inferno - puxei uma cadeira me sentando

Kat: Do que esta falando?

- A garotinha não sabe? - ela me olhou curiosa - seu pai matou muita gente

KAt: Ele jamais faria algo assim

Ri debochado

- Seu pai matou um bairro inteiro garota, ele queria erradicar a pobreza então os matou, a policia tem ocultado tudo. Nós somos os bonzinhos da historia, vocês são os ruins - me levantei - te trago comida amanha, precisamos de voce viva ate o final da semana

me virei de costas para ela

Kat: Você não é bonzinho, você matou alguém

- ja matei muita gente - digo ainda de costas

Kat: Você matou Kim Sue, e não se arrepende?

Cerrei meu punho, uma lágrima caiu do meu olho

- Não disse nada aos pais dela, a deixou lá morrendo sozinha, mas todos sabiam que tinha sido você, os pais dela te odiavam

Me virei bruscamente indo em sua direção a encurralando contra a parede mas ainda com certa distância

- Jamais fale dela - rosnei - eu não deixei ela morrer sozinha, eu estive com ela ate seu ultimo suspiro, fui embora ou seria preso.

Kat: VOCÊ A MATOU! MATOU MINHA AMIGA!

- Eu não matei Kim Sue, eu a amava.

Kat: AO ponto de fazer o que fez?

Bati em seu rosto, ela apenas olhou para o chão

- eu não sei quem você pensa que é, mas nunca mais , fale assim comigo.

Sai do porão e tranquei a porta, subi as escadas até o andar principal

JIN: Jay Park contatou

- e?

JIN: A garota tem que ficar aqui durante pelo menos 2 semanas até voltar para lá, o plano aumenta, a morte dela vai ser adiada

rolei os olhos e subi as escadas para meu quarto, tirei minha roupa e joguei no sesto, tomei um banho quente e coloquei uma cueca box e uma calça moletom cinza, onservei a foto de meus irmãos na cabeceira

- eu prometo que um dia eu vou os visitar, prometo meus pequenos, so esperem tudo der certo, eu prometo que darei uma vida otima para vocês.

por um momento me peguei pensando no olhar de Katharinna, seus olhos verdes eram hipnotizantes demais. Dormi assim que me deitei na cama, sem culpa nenhuma na consciencia

_________ \   \ _________

Acordo ainda meio sonolento, coloco uma camiseta branca e desço as escadas, os meninos estavam todos de preto na saida da casa

- Onde vão?

JM: Trabalhar

- E eu?

RM: Você ouviu o Jay, você é responsavel pela garota, tem que ficar em casa

- Ta zoando? tenho cara de babá? Não vou cuidar de uma pirralha de 17 anos

RM: Jungkook... - aquele olhar repreendeu minhas proximas palavras

eles sairam da casa e trancaram a porta, eles sabiam que eu ia atras deles, rolei s olhos e fui até a cozinha, peguei um pacote de salgadinho e fui até o porão, a menina dormia encostada na parede, joguei o pacote nela que acordou espantada, sentei na mesma cadeira de ontem

ELa abriu o pacote e comeu sem dizer uma palavra

- Me impressiona que uma garota rica como você coma isso?

Kat: EU não ligo para o dinheiro

- Até parece!

Kat: So quero ver minha familia bem.

Observei a garota, ela ainda usava a lingerie de ontem, por extinto peguei uma blusa dobrada minha que estava em cima da maquina de lavar e a joguei para ela

- Vista isso

Kat: Desde quqando se importa

- Você vai ficar aqui dentro 2 semanas

ela não reagiu, apenas lágrimas desciam por seus olhos

Aquilo era satisfatório

- Guarde isso para quando matarmos sua familia, ah não espera, você não vai estar aqui para ver

Kat: Eu te odeio

- Somos dois então, eu me odeio também

Kat: devia

ri debochado

Kat: Você não tem familia? Eles não tem vergonha?

- Eu tenho familia, eles não sabem dessa vida, mas vou dar tudo que eles precisam

Kat: Ela me falou tanto de você...

- Para...

Kat: Disse que você era incrivel, que você era o amor da vida dela

- PARA!

Kat: Eu não vou parar, não importa o quanto me bata, eu não me importo, eu não me importo se matar! Vai ser um alivio para mim! VOCÊ ACHA QUE EU NÃO SEI DE TUDO QUE MEU PAI FEZ?! EU FINJO QUE NÃO SEI PORQUE DOI MUITO! EU ACHAVA QUE MEU PAI ERA PERFEITO, E ELE NÃO É. DO MESMO JEITO QUE ELA ACHAVA QUE VOCÊ ERA PERFEITO!

- quer que eu tenha pena de você? Você esta nos rendendo dinheiro, seu pai ja depositou um pouco, falta o resto e ainda pediremos mais, isso esta longe de acabar mocinha.

Me levantei e sai do porão

Katharinna povs on

Eu chorava, so queria que isso acabasse para voltar para casa, me levantei assim que Jungkook saiu, andei pelo porão que era grande, um colchão velho estava jogado no escuro, o arrastei ate onde tinha luz e o larguei, percebi manchas de sangue pelo chão e um arrepio subiu minha espinha, peguei um cobertor empeirado e coloquei em cima do colchão, guardei o salgadinho para um momento em que sentisse fome, me joguei no colchão e fitei o teto.  Por mais que JUngkook estivesse sendo um merda comigo, ele era atraente mas eu não poderia. 

A porta se abre novamente e ele aparece de braços cruzados

- O que foi? veio me bater?

JK: Não. EU so não tenho nada para fazer

- e então?

JK: Vim te vigiar

- não se preocupe, eu não vou fugir, se eu sair eu morro

JK: Você se parece com ela

me impressionei com o comentario

- hm?

JK: Os olhos verdes, são iguais...

o fitei, ele se sentou na cadeira novamente

JUngkook povs on

Ela era linda, mas eu não podia.

- Você tem medo da morte?

Kat: Não

- Garota corajosa...

Ele puxou uma faca da calça e veio até mim

- sabe o que eu fiz com essa faca recentemente?

ela negou

- EU cortei os pulsos de uma garota e forjei um suicidio, nesse momento, os pais estão achando que a filha estava depressiva, e sabe o que eu vou fazer com essa faca agora

Kat; Por favor... Não...

- Eu vou fazer você aprender a nunca mais levantar a voz para mim

Levantei suas mãos com uma mao, ela ainda nao tinha vestido a camiseta, cortei seu corpete com a faca, e então fiz um corte em sua barriga a fazendo gritar e então ri soltando seus braços, o sangue começou a sair em abundancia, sai do quarto, escutando seus gritos, e me sentei na sala, onde eu ainda escutava sua voz, liguei a televisão.

Depois de certo tempo deixei de escutar seus gritos, ri 

- Alguem se acalmou - fui até la e abri a porta, a garota estava branca e ofegante, acamiseta que eua dei estava encharcada de sangue, parecia que o corte foi maior do que o nescessario

Kat: Me ajuda por favor...

Rolei os olhos e a peguei nos braços porque a garota não tinha forças para se levantar, fui ate a cozinha e sentei no balcão da cozinha

- O Suga hyung não esta qui para te ajudar, e ele sabe fazer essas coisas

Peguei o alcool e passei em um pano, eu ia colocar em sua barriga mas a garota segurou em meu ombro e negou

Kat: Voce precisa de Iodo, e gaze - disse com dificuldade

agi normalmente e sem pressa, me abaixei para ver o corte, não é fundo, mas é grande, por isso vocÇe ta perdendo sangue

Enchi a gaze de iodo e pressionei em sua barriga, ela gemia de dor, peguei uma atadura e enrolei, e entao me esconstei no balcão

- É a primeira vitima que faço um curativo

KAt: Não acho que devia me sentir honrada por isso

rimos anasalado e então percebi o acontecido, a puxei pelo braço ia a levar para o porão de novo e os meninos chegaram na hora

Tae: O que aconteceu? - disse se referindo ao sangue em minha camiseta e o curativo em Katharinna

- Nada demais, voltaram rápido

JM: Foi rapido, hoje foram dois garotos

Eu empurrava Katharinna para o porão

SG: Gêmeos, umtal de Archie, o outro eu não lembro

Katharinna parou e olhou Suga que limpava as mãos em um pano

KAt: Você matou meus irmãos



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...