1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 36. Goodbye

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 37


Escrita por: angelsophih

Notas do Autor


Espero que gostem!

SUGESTÃO MUSICAL!
Sad Love Songs for Broken Hearts with Lyrics Mix ( link nas notas finais)

Capítulo 37 - 36. Goodbye


Não tinham se passado muito tempo e já estavamos no hospital, eramos apenas eu, Jungkook e Jimin correndo pelos corredores a procura do quarto 569, o quarto da avó de Jungkook

Quando nos demos de cara com a porta, Jungkook respirou fundo e prendeu o ar em seus pulmões, pousei minha mão em seu ombro e foi como se toda a tensão dele se desmanchasse, ele levou a mão tremula a maçaneta e vagarosamente a virou, abrindo a porta. Quando viu sua avó na cama, foi como se o brilho de seus olhos evaporasse.

Halmeoni: Jungkook! - disse sem forças mas ainda com aquele sorriso perfeito dela

Jungkook foi até ela e segurou sua mão, se sentando na cadeira, tentando sorrir. Me aproximei da irmã de Jungkook, a abraçando

JM: O que aconteceu?

Eun: Ela já estava doente a algum tempo, mas estava tudo controlado, com remédios... Mas ela se sentiu mal ao se deitar, a trouxemos ao hospital, os médicos disseram que já não tem o que fazer...

- Eu sinto muito... E o que vai acontecer com vocês?

Eun: Bem... Eu e Chung daremos um jeito

- Vocês sabem que tem o nosso apoio, estaremos sempre que precisarem

Ela acentiu com um sorriso triste

Halmeoni: Onde esta a garota bonita?

Me aproximei dela e de Jungkook, ela sorriu para mim como sempre sorria

Halmeoni: Sabe... Eu sempre soube que ficariam juntos, Jungkook é um garoto teimoso e chato, sempre foi, você mudou ele... O jeito que meu neto te olhava! Ele nunca olhou para alguém dessa maneira

Jungkook estava com um sorriso envergonhado

Halmeoni: é melhor você cuidar dela Jeon Jungkook! Se você perder essa garota, você perde tudo

JK: Pode deixar avó 

Halmeoni: E você por favor cuide do meu garotinho... Eu cuidei ele enquanto eu pude... Agora é sua vez

- EU vou cuidar muito bem dele - meus olhos já estavam cheios de lágrimas, deixando meus olhos embassados.

Jungkook não conseguiu segurar suas lágrimas e então desabou, seus soluços ecoavam o quarto enquanto sua avó acariciava seu cabelo

Halmeoni: Você sabe que eu nunca te julguei por seu trabalho... Sempre vi o lado bom - ele acentiu com um meio sorriso - E tive a sorte de continuar aqui para te ver chegar no topo... Agora deixe seus pais orgulhosos, leve para frente as ideias deles.

JK: Eu levarei...

Halmeoni: Por favor... Me conte algo bom agora! Não podemos ficar só nessa tristeza

A maneira como ela era inocente, machucava meu coração.

JK: Vamos nos casar Halomeoni...

Ela então abriu seu maior sorriso e acentiu, pegando nossas mãos

Halmeoni: Vocês tem minha benção... - ela tossiu fortemente quase perdendo seu ar - Meu pequeno... Acho que já devo ir

Escuto a máquina apitar mias devagar, estava chegando a hora...

JK: Você vai ficar bem lá em cima? Vai cuidar de mim?

Halmeoni: Estarei com seu avô - ela sorriu - e é claro que vou cuidar de você meu garotinho!

Os netos se aproximaram dela todos chorosos, fui até Jimin que me envolveu em sues braços de maneira apertada

Halmeoni: Estarei cuidando de cada um de vocês lá de cima...

Chung: Nós te amamos vovó...

Eun: E vamo sentir sua falta... Da um abraço no papai e na mamãe para nós?

JK: Nós te deixamos ir...

E então em menos de 5 minutos, o único barulho que se ecoava no quarto era o bip continuo. ela tinha se ido.

Corri a Jungkook, o garoto estava completamente desolado, o puxei para perto de mim, o  o abraçando e mantendo comigo,m repetindo mil vezes que tudo ficaria bem, enquanto meu coração se desmanchava em mil pedacinhos, os médicos entraram no quarto e levaram Halmeoni.

JM: Eu cuido dos detalhes - ele disse reconfortando a irmã de Jungkook e saiu do quarto

- shhhh... Vai dar tudo certo Jungkook...

E em momento algum ele me disse algo, ele estava em choque. Logo depois de Jimin fazer algumas ligações ele dirigiu para casa, Jungkook apenas olhava para o vazio sem falar alguma coisa. Quando chegamos em casa, tentei ajudar Jungkook mas ele apenas me empurrou bruscamente e entrou em casa

JM: O enterro será amanha no fim da tarde.... Só terminarei alguns detalhes e então estara tudo pronto

- Obrigada Jimin - sorri triste e subi ao meu quarto. Jungkook estava sentado no sofá

- Jungkook... vamos nos deitar, você tem que estar bem para amanha - ele não me respondeu - Kook - o toquei e ele me empurrou de novo, mas dessa vez eu cai, ele não se preocupou e apenas se levantou saindo do quarto, a porta da frente bateu com força. Me sentei na cama chorando, e não era por causa do meu braço sangrando por causa da queda, mas era por causa que Jungkook não estava bem. E então alguem bateu na porta aberta, levantei meu olhar e vi Namjoon

RM: Ta tudo bem? - disse opreocupado se sentando ao meu lado

- A Halmeoni faleceu - ele me abraçou

RM: eu sinto muito... Foi Jungkook que saiu?

Acenti triste, ele me analisou e então segurou meu braço

RM: O que aconteceu?! - disse preocupado

- Jungkookme empurrou mas eu estou bem

RM: Não não esta, esta sangrando!

Ele se levantou e foi ao banheiro, escutei ele vasculhando as gavetas a procura de um curativo, logo voltou com um band-aid, ele o colocou em cima do machucado

- Obrigada...

RM: Se precisar de ajuda com Jungkook, me avise, ele costuma ficar violento nesses momentos, então por favor peça ajuda se precisar

Acenti, ele beijou o topo da minha cabeça e saiu do quarto, troquei minha roupa colocando um pijama, me deitei e esperei Jungkook voltar, mas não havia qualquer sinal dele, adormeci preocupada.

 

The funeral

Eram 17:00, eu vestia Emma para sairmos logo, eu vestia um vestido colado preto com um decote simples redondo, coloquei um casaquinho preto de renda. Jungkook não tinha falado comigo desde que chegou em casa, era meio dia quando ele voltou para casa com as mãos ensanguentadas, não perguntei, apenas ignorei. Estavamos todos prontos para ir ao funeral, fui no mesmo carro que Suga, Maryah e Taehyung, saimos do carro e andamos alguns metros para dentro do cemitério, nãodemorou a todos os convidados chegarem, Jungkook e seus irmãos cumprimentaram cada um deles e então a cerimonia foi iniciada. eu não conseguia prestar atenção, apenas fitava as outras cepulturas que estavam ao lado da dela, eram os pais de Jungkook e seu avô, e naquele momento eu me perdi em meus pensamentos, tentando imaginar como teria sido para Jungkook se seus pais tivessem vivos.

Então eu me dei de conta de que nada deveria ser diferente, se os pais dele estivessem vivos, Jungkook não estaria com os garotos  e os meninos poderiam te-lo matado em qualquer momento. Nada era por acaso... então em um ato involuntário, agarrei o colar que Jungkook tinha me dado, com sua foto e de Mark. E novamente me perdi em minha mente.

Padre: Bem... Agora daremos um tempo para os netos dizerem algo...

Jungkook segurou a mão de Eun apertado

EUN: Bem... Foram poucas as lembranças que tenho de meus pais, mas são milhares com minha avó, fui criada por ela entre os milhões de momentos que ocorriam. Ela foi minha mãe, minha melhor amiga... Ela foi meu tudo... - ela segurou as lágrimas - Você sempre estará comigo em meu coração halmeoni...

Ela fitou Jungkook e acentu, Jungkook respirou fundo e fechou seus olhos.

JK: Perdi quase todos os momentos que eu poderia ter com minha avó, mas lembro como nunca dos meus anos de infância, lembro dos docinhos que ela fazia quando eu chegara da escola, e as suas perguntas especuladoras para saber se eu tinha uma namorada - todos riram e ele soltou um sorrisinho - eu lembro que ela dizia para minha mãe que ela ainda estaria viva para me ver casar - ele me fitou e sorriu logo limpando as lágrimas - e bem... Ela não vai estar presente nesse dia, mas me deu sua benção para casar com a mulher que eu mais amo nesse mundo... Nunca fui um neto presente, mas sempre pensei nela... e os ultimos meses foram os melhores... Ela não pode me ver casar, mas pode ver o nascimento de sua bisneta! - todos sorriram - Avózinha, eu te deixo partir, desde que você cuide de mim ai de cima... Eu te amo...

todos bateram palmas, o irmão de Jungkook se escondia atrás dele envergonhado. 

E então vimos o caixão entrar, sendo coberto com a terra, me aproximei de Jungkook receosa, e asim que ele me viu me abraçou cuidadosamente para não machucar Emma

JK: Me desculpa... Eu não devi ter feito aquilo com você...

- ta tud bem Kookie...

Ele pegou Emma nos braços e seu semblante triste se tornou iluminado pelo sorriso. E então ele beijou o tpo de minha cabeça, os meninos se aproximaram

Tae: Melhor?

Jungkook acentiu sorrindo

JK: Não acho que eu deva ficar triste, afinal ela esta em um lugar melhor...

SG: Pode acreditar que esta...

JK: e eu tomei uma decisão

o olhamos confusos

JK: Quero me casar logo! Nos esperamos meses, e eu pedi a sua mão novamente

- Para mim tudo bem! É o que devemos fazer!

JM: Eu ajudo a organizar!

E então os garotos sairam animados conversando sobre o casamento, olhei parsa Jungkook sorrindo

- Então vamos casar!

JK: Vamos - ele fitou meu sorriso - eu preciso do seu sorriso para viver sorrindo... Sem você eu não sou nada minha pequena

O beijei.

E então é aqui que eu digo, que tudo é como deve ser, um pequeno deslize de fatos muda a história toda... 

Depois de tanta tristeza, pela primeira vez consigo ver s felicidade chegando para nós.

Enquanto saiamos do cemitério, passamos pela cepultura de meu pai, de meus irmãos e de Mark, e pela primeira vez, as encarei sorrindo, sabendo que eu não estava presa a nada, nem a eles,q ue os deixei ir, sabendo que eles estavam lá em cima me protegendo, brindando minha felicidade... Bem na verdade meu pai pode estar se revirando agora por meu casamento com Jungkook, mas o que importa é que eu serei feliz

Serei feliz com Jungkook, sem qualquer coisa que nos separe...

 

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...