1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 3. Why?

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


nenhum ds fatos apresentados são reais

Capítulo 4 - 3. Why?


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 4 - 3. Why?

Ela tentou avançar em Suga que tinha um sorriso sarcastico nos lábios, e menina gritava e chorava, e peguei e a coloquei em meu ombro, abri a porta do porão, e a coloquei para dentro , ela veio para cima de mim e bateu em meu rosto, ela tentou de novo mas segurei seu pulso e a empurrei no chão

Kat: Vocês são os maiores monstros do mundo

Sorri ladino

- EU já lhe disse, nós somos os bonzinhos, vocês são os maus - ela me encarava raivosa - a proxima vez que me avançar, uma bala vai atravessar sua cabeça, ta me escutando garota?

Sai de lá, os meninso estavam subindo as escadas

JM: Termina de resolver essa menina e se arruma, temos uma gala mascarada

- E a garota

eles se olharam e riram

- Não... Eu não vou levar ela!

RM: Você não tem opção, ela pode fugir, e é a máscara, ninguém vai a reconhecer

- VOCÊS ESTÃO LOUCOS

Tae: Jungkook, nós somos Gangsters, isso é o que fazemos, loucuras.

- O que ela vai usar...

Eu ja sabia a resposta

JH: Você tem os vestidos da sua garota, empreste um. Só dessa vez Jungkook, ela não pode ficar sozinha, e se você não for vão levantar suspeitas...

Rolei os olhos, eu não deixava ninguém encostar nos vestidos de Kim Sue, aquilo era adminissivel, subi as escadas, tomei um banho rápido, coloquei uma camisa branca e deixei os primeiros botões abertos, coloquei uma calça social e um blazer preto, coloquei um sapato gucci preto, penteei meu cabelo deixando minha testa aparecendo, Fui até meu closet e observei as roupas de Kim Sue que ainda estam penduradas, eu tinha um vestido vermelho de festa dela bordado, tinha uma saia estilo sereia e um decote leve. Eu comprei aquele vestido para ela para o baile da escola,m que ela nunca foi.

PEguei ele e desci as escadas correndo com o vestido, a garota estava deitada no chão

- Levanta

Ela apenas me olhou e encarou o vestido vermelho

- Você vai junto conosco, para uma gala mascarada, você não pode ficar sozinha

Kat: EU não quero ir

- Você não tem opção, você vai.

Larguei ov estido ali e me virei de costas para a garota dando tempo para se vestir, depois de certo tempo ela murmura estar pronta, pego em cima da comoda velha q tem ali os saltos que ela usava no dia do sequestro, quando me virei e vi ela com o vestido eu paralisei, Kim Sue veio a minha mente, seu corpo estava perfeito no vestido a deixando mais sensual, ela colocou o salto e eu a puxei pelo pulso  para fora, os meninos estavam jogados no sofa, Tae me joga duas mascaras pretas, eu as pego e dou a volta para trás de Katharinna e amarro a mascara com força, para que ela não a retire, arrumo seu cabelo de maneira involuntária, todos os garotos me olhavam, eu nunca encostava nas meninas

- Aproveite a máscara e chore bastante, seus irmãos não serão os ultimos

Os garotos riram, Segurei o braço de Katharinna com força

Kat: Ta machucando

- Ah, desculpa Katzinha, eu não queria machucar a princesa - apertei mais forte e ela gemeu de dor

Entramos nos carros, para não irmos de van, fui junto a KAtharinna, Jimin e Taehyung na lambourguinne preta, quando descemos na gala um tapete vermelho estava na entrada

JK: Eu só vou dizer uma vez, se você fugir, eu atiro em você, não se esqueça que sou ágil, e sei fugir muito rápido.

Ela acentiu, descemos do carro e entramos, RM chegou logo atrás, entregamos a chave do carro para o guarda da frente, RM passou em nossa frente na entrada, Katharinna se destacava entre as mulheres, todas a olhavam, seu corpo era perfeito.

Pegamos copos de Champagne e nos separamos, era uma noite para se divertir enão fazer nosso trabalho

Lisa: Olha só quem veio - sorri no momento que escutei aquela voz

Observei Lisa que usava um vestido solto e prateado com decote cavado

- Esta lindissima... - ela me abraçou

Lisa: E trouxe seu mascote - disse se referindo a Katharinna

- Tinha que a trazer , nada de deixar ela sozinha

Ela riu, um senhor se aproxima e eu entro em pânico

Senhor Meyers

KAtharinna se tornou ofegante, pela primeira vez segurei sua mão com força para que ela não saisse

- Boa noite Senhor Meyers - sorri nervoso

Sr Meyers; Olá garoto

- Eu sinto muito pela sua filha e seus filhos

Sr Meyers: Não se preocupe, vamos a achar..., aqueles malditos garotos vão morrer, e sobre meus filhos, foi um por acaso, se encontraram com as pessoas errada sna hora errada

- Bem, eles são dificieis de ser encontrados

Ele sorriu e observou eu segurando a mão de Katharinna 

Sr Meyers: Sua namorada?

- N-não.... é uma amiga...

Sr Meyers: Bem eu nunca vi alguém segurar a mão de uma amiga dessa maneira

Ele saiu sorridente, KAtharinna abaixou a cabeça

Kat: Ele nem ao minimo demonstrou um pingo de tristeza por meus irmãos

- Eu estou dizendo....

Ela me olhou séria

- Vamos voltar.

Puxei ela para fora e entrei no carro, ela fez o mesmo,m assim que chegamos na casa eu entrei frustrado, vê-la com aquele vestido estava me destruindo, eu queria minha garota de volta

Kat: Quais são minhas opçoes?

- Sobre?

Kat: Eu quero saber quais são minhas opções

- Você não tem, você tem que ficar aqui e depois te matamos

A levei de volta para o porão, a entreguei um outro pacote de salgados

KA: Eu não entendo...

- Bem vinda ao mundo da desilusão

Kat: Por que vocês matam pessoas da mesma classe que você?

- NÃO SOMOS DA MESMA CLASSE! - eu esbravejei - COnquistamos cada centavo trabalhando, não como vocês que apenas ganharam tudo de mãos beijadas. Estamos batalhando para acabar com vocês, todos vocês, queremos ser o poder...

Kat: Não é assim....

- Ah não? Que engraçado porque eu acho que é! Você sai todo sabado para o shopping com suas amigas com seu black card, faz tudo que quer quando quer, se quiser comprar uma casa você compra, e sabe de onde vem todo esse dinheiro? DE NÓS! VOCÊS ROUBAM DAS CLASSES MAIS BAIXAS! ESSE DINHEIRO TODO É NOSSO!

Ela chorava

- Vpcê jamais entenderia.

Kat: E Ela te entendia?

Bagunçei o cabelo

- ELa me entendia, ela estava comigo nisso, mas por causa dessas malditas classes, eu perdi ela num sopro...

Kat: Eu sinto falta dela

- Não é momento para chorar pelos os outros, e sim por si...

2 semanas depois

Estavamos na sala de RM, ele contava o dinheiro, exatos 2 milhões pagos por Katharinna, sorrimos cumplices um ao outro.

Ja que eu tinha que cuidar dela, passava boa parte do tempo com ela no porão, eu tentava me manter frio, mas ela mudava  o meu ser.

Tae: é o dia de matá-la

Os garotos riram

RM estendeu a arma na mesa, peguei ela com a mão tremendo, estava pronto para o trabalho

Saimos da sala conversando

JH: Acabaram seus dias de babá...

- é... acabaram

descemos as escadas e então chegamos na sala, respirei fundo e fomos ao porão, quando entrei Katharinna sorriu fraco mas logo se desfez ao ver os outros

Kat: O que esta acontecendo?!

Suga e Jin pegaram ela e a sentaram na cadeira, Jin a amarrou

JIN: Não vai doer...

Kat: Não por favor não...

SG: Você ja não serve mais, conseguimos nosso dinheiro já...

Apontei a arma para sua cabeça, ela implorava, e pela primeira vez eu não sentia prazer em escutar ela gritando

Eu ia apertar o gatilho mas ela me chamou por algo que não devia

Kat: Jungkookie

Minha vida toda, a unica pessoa que me chamou assim foi minha irmã. baixei a arma e ela suspirou em rsposta

- Eu não consigo

Tae: Ah para né, me da essa arma - ele arrancou a arma da minha mão e voltou a apontar , corri até o garoto que estava prestes a atirar e soquei seu rosto, ele disparou e escuto a Katharinna gritar, subo em Taehyung e soco seu rosto, me levanto ofegante

- NÃO VAMOS MATAR ELA.

todos se rodearam em volta de Taehyung

Tae; QUAL O PROBLEMA?!

- Nós não podemos a matar, ela vai nos render mais dinheiro.

Os garotos sairam, desamarrei ela, a garota estava ofegante, a bala acertou seu coxa

- ta zoando?!

Peguei ela nos braços e corri até o meu quarto, os garotos ficaram me olhando, Suga subiu junto a mim

SG: Aqui não

- Hyung

SG: Leva ela para o quartinho, eu resolvo isso

A carreguei para o quarto onde Suga fazia seus tráfico de órgãos ou nos ajudava quando tomavamos um tiro

A deitei na maca, Suga pediu para que eu saisse e assim fiz, desci as escadas, os meninos estavam com saco de gelo a vlta do rosto de Taehyung

RM: O que foi que aocnteceu aqui?!

- Desculpa Hyung, eu só

RM: Jungkook você sabe que não podemos a manter... Vamos a tratar e amanha de manha eu a matarei

Ele voltou para seu quarto

- Desculpa Taehyung...

Tae: Ta tudo bem...

Fui ao meu quarto, observei as estrelas na janela e então olhei o porta retrado de KIm Sue

- Desculpa, eu não sei o que estou fazendo... Estou com medo de te esquecer....

 

Passam-se 2 horas e eu escuto Suga saindo do Quartinho, espero mais um pouco ate escutar todos entrarem em seus quartos, desç silenciosamente até o porão, Katharinna estava sentada

Entrei e olhei a garota

Kat: Por que fe isso? 

- Você não vai morrer

ela me olhou

- Eles querem te matar amanha de manhã, desamarrei ela

Kat: O que esta fazendo

A puxei para fora a apoiando em mim, fui até a porta de entrada e ela me olhou

- Vai... E não volta, volta pra casa, mas me promete, que não vai contar nosso paradouro

ela me olhou chorando, ela me abraçou, entrei em choque mas não retribui, ela correu desajeitada para fora

Ela tinha ido.... Mas não por muito tempo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...