1. Spirit Fanfics >
  2. Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) >
  3. 52. We are the kings

História Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 53


Escrita por: angelsophih

Notas do Autor


GRUPO DO WHATS !!

Para quem ainda não entrou no grupo e tem interesse, o link:
https://chat.whatsapp.com/EqmIYHhyXwSD23FJD7rYPO


Espero que gostem !

Capítulo 53 - 52. We are the kings


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Gangster - Imagine Jungkook (BTS) - Capítulo 53 - 52. We are the kings

- O que?!

JK: Eles voltaram... E estão na cidade, todos estão falando!

- Jackson esta com eles?

Ele acentiu

Mark: E o que vamos fazer?

RM: Vamos mostrar quem manda aqui

Acentimos

- E vamos fazer isso agora...

JM: Vou ligar para Jisoo

Acenti e subi as escadas, MAryah saia de seu quarto

Maryah: O que esta havendo?

- Got7 esta de volta, preciso que fique com Emma 

MAryah: Eu vou junto com vocês

- Não Maryah, você vai ficar aqui, é perigoso demais

Maryah: EU não me importo! Eu vou

Suspirei

- Então fique junto com o Suga e não saia de perto dele

Ela acentiu e correu ao quarto de Suga, entrei no meu quarto e fui até o closet, tirei a minha roupa, colocando uma calça legging da nike preta de cintura alta, um cropped de mangas curtas preto colado no corpo, coloquei o cinto com as munições e a arma, enquanto eu amarrava o cuturno Jungkook adentrou o closet, colocou uma camiseta preta colada no corpo e uma calça daquelas militares mas pretas, ele amarrou o cuturno, enquanto ele colocava o cinto lhe alcancei a arma

JK: Você esta com a sua?

- A minha preferida - tirei a arma, era a que ele tinha me dado ele riu e me deu um beijo

Saimos juntosdo quarto

Lisa: O que aconteceu? - elas dizem entrando na casa

- GOt7 esta de volta - desço as escadas amarrando o cabelo

Jennie: Eles não tinham desistido

- Parece qu voltaram para nos tirar

Rose: que merda!

- Namjoon ja fez contato com eles, vamos nos encontrar...

Jisoo: Onde exatamente?

JK: Onde tudo começou

Jisoo sorriu

Suga desceu engatilhando a arma com Maryah atrás dele

- Esperemos que não tenhamos que usar as armas hoje

Tae: Tentaremos ao máximo apenas conversar - disse o garoto de bandana.

Jennie: Eles não sabem de Mark?

- Não... Por isso as coisas podem sair um pouco do controle

Lisa: Nada vai sair do controle, estamos juntos nessa, e dificilmente perdemos o controle

Sorrimos e acentimos

- Acho que estamos prontos? - digo amarrando a bandana em frente ao meu rosto e os meninos colocando máscaras de palhaços, as meninas colocaram as máscaras simples pretas de boca (Olha o corona gente)

( Escutem RIVER - Bishop Briggs)

Saimos e fomos andando, afinal não era tão longe, Jungkook segurava minha mão e eu sentia que ele estava nervoso

Não demoramos a chegar no local, e foi ai que vi os meninos começarem a rir e lembrar da primeira vez que entraram naquela rua vazia, usando as máscaras, prontos a fazer um acordo

JM: Que essa merda começe!

As nossas risadas ecoavam na rua, paramos de andar quando as sombras apareceram na luz

JB: Ora ora.... Olha quem apareceu

Os meninos tiraram as máscaras ainda com aqueles sorrisos pretenciosos nos lábios que me traziam arrepios, Mark se manteve escondido entre nós

JH: Já tem um tempo desde que nos reunimos aqui não é? - ele deu uma risadinha sarcástica no final

JB: Na verdade faz sim, e talvez nem deviamos ter nos reunido, deveriamos ter nos matado por poder - ele sorriu ladino

Lisa: O poder que foi obtido por derrubar sangue nunca foi o melhor a se ter

JB: As palhaças se juntaram foi? O que aconteceu, não aceitaram vocês de novo nas docas?

- Eu pedi para elas se juntarem - digo indo ao centro puxando a bandana para baixo

JB: EU não posso crer que o RM abriu mão do cargo para te deixar como líder de um bando de babacas.

- Não temos líder... Mas não é algo do seu interesse não é? Veio para Seul para nos tirar do poder não é?

JB: As noticias correm rápido pelo jeito

- Estamos aqui amigavelmente, vazem daqui se quiserem continuarem vivos.

Jackson estava encolhido no fundo, como se não quisesse estar ali

JB: Mataria seus aliados? Que horror! - disse cínico

- Mato aqueles que me trairam... Eu coloquei uma bala no meio da testa de Jay Park, não tenho medo de fazer isso com você

JB: Como o seu povo reagiria sabendo que a líder deles é uma gangster?

- Eu realmente não me importo...  Eu me importo é com a ida de vocês daqui.... Não tem nada aqui que lhes enteresse

JB: Na verdade sim... Aqui esta o poder da Coréia, e nós queremos isso

- Podiam ter tido isso se tivessem ficado conosco.... Vocês desistiram dessa vida e não ousem voltar agora

RM: O tempo de vocês já passou... Aceitem que nós ganhamos essa

JB riu

JK: Afinal, por que estão aqui? Não tinham desistido?

JB: Tinhamos... Bem dito! Estamos de volta, com Mark ou sem Mark, seria o que ele gostaria que fizessemos

( Escutem No time to Die - Billie Eilish)

Mark: O que eu quero de verdade é que vocês vão embora

Sua fala saiu como um rosnado, me arrepiei, ele passou ao meu lado e os meninos em nossa frente pareciam assustados

Jack: MARK?!

BamBam: Mark que porra é essa?!

Mark: Estou vivo, e por esse motivo de merda de guerras eu não disse onde eu estava...

Os garotos correram a abraçar Mark, que tinha um sorriso triste nos lábios

JB: Mas isso não significa que desistimos - e então seu olhar se voltou ao de Mark - E você nos traiu? Com eles!?

- É nosso ultimo aviso, vá embora e não volte JB... Se não quiser o sangue dos seus esparramados na avenida, então faça o que eu disse

Me vire de costas, acentindo para que saissemos, mas logo escutei uma arma ser engatilhada, e em segundos , me virei apontando a arma a JB que apontava arma para mim

JB: você tem muito a perder se eu pressionar o gatilho....

E aos poucos todos os meninos se aproximaram, apontando suas armas à JB

- Na verdade JB, eu tenho sim muito a perder...

JK: Mas você não vai querer 8 caras atrás de você

Lisa: Muito menos 4 garotas

JB abaixou a arma e deu um sorrisinho

Deu as costas a nós chamando seus garotos para irem embora, vagarosamente guardamos as armas e os fitamos ir

Lisa: O que acontece agora

- Esperamos... Got7 não desiste tão facilmente - sorri

Maryah: Isso foi louco!

Rimos

SG: Bem vinda a nossa vida

Ela sorriu para Suga e nós continuamos andando, Mark ficou para trás olhand o vazio, fui até ele

- Eu sei Mark...

Mark: Eles me odeiam?

- Não Mark... Estão surpresos de te verem vivo

Sai abraçada com Mark, andavamos na rua rindo, mas logo minhas risadas foram tiradas de mim, quando eu vi aquela pinta vermelha brilhante nas costas de Jungkook, Alguem mirava uma sniper nele

- JUNGKOOK CORRE! - gritei e ele apenas me olhou e todos começaram a correr, olhei ao alto do prédio e vi sombras

Mark: Porra!

Tae: Kat vamos! - ele corria em direção ao prédio enquanto Lisa gritava seu nome, eu e Taehyung subimos juntos, e ao chegarmos no terraço estava ali a sombra

Tae: Pode parando...

o Garoto se virou e veio a luz

- Yugyeoum?! 

Os barulhos de gatilhos se fizeram presentes e nos viramos, Got7

Tae: Esse era o plano? Conversar, quase matar Jungkook para então nos matar aqui em cima

JB: O plano era que todos estivessem aqui, mas dois já é o suficiente

- E é assim que vai acontecer? Realmente achei que fossemos amigos

JB: E somos, mas fomos prometidos algo antes de você entrar no mundo das gangues, e agora queremos isso.

JK: Chega de brincadeira, soltem as merdas das armas se não quiserem morrer

Jackson foi o unico a abaixar a arma

JK: VOCÊS ESCUTARAM, ABAIXEM A PORRA DAS ARMAS

JB: Que fofo, salvando o amor da vida dele, pelo menos uma delas tu consegue Jungkook

Jungkook ignorou o comentário

a atenção estava nos garotos que estavam parados em vlta de Got7 e então Mark levantou a arma e atirou para cima, todos se abaixaram, não demorou a todos serem desarmados, mas o mais inesperado aconteceu

Jackson apontando uma arma para JB, com lágrimas nos olhos

- Jackson querido, solta a arma...

Ele não escutou

Jack: VOCÊ NÃO VÊ O QUE FEZ?! EU NEM SEI PORQUE TE ESCUTEI! JAEBUM EU TE ODEIO TANTO! - Ele soluçou - Você não percebe que essa merda acabou? ACABOU PARA NÓS JAEBUM, ACABOU! Mark não voltou para nós porque ele não queria ter que viver com essa sua sede insessante de vingança! Porra Jaebum, é melhor não termos o poder! Quer dizer, vocês terem o poder, porque não sou um membro do Got7 a anos já... Você viu o que fez com os garotos? No que os transformou VOCÊS QUEREM ISSO MESMO OU ESTÃO LUTANDO PELO O QUE O JAEBUM QUER?!

Todos manteram o silêncio, Mark se aproximou

- Mark Não!

Mark: Ta tudo bem...

Ele se aproximou de Jackson e pousou a mão em seu ombro, calmamente desarmou o amigo que o envolveu em um abraço

BamBam: Realmente estamos lutando pelo o que você quer  - ele olhou para Jaebum

- Chega!

Não fazia sentido eu os tratas bem, mas afinal, todos nós queriamos a mesma coisa!

- Me escutem, jamais se arrependam de ter se tornado parte de uma gangue, ou se arrependam de ter voltado a ela... São a familia de vocês... Jaebum fez as decisões erradas sim, usou vocês para ganhar o que ele queria - me aproximei de Jaebum enquanto Taehyung tentava me puxar de volta - Mas deixem de lado dessa ideia de poder, ninguém tem o poder aqui... Se quisessem teriamos liderado a Coréia juntos! Não foi isso pelo o que lutaram no começo? Eu não estive aqui quando isso foi decidido, mas estou aqui agora, para dizer que temos que parar de lutar por poder, ele não vale a pena tanto assim

JB: Claro que vale a pena, você tem segurança!

Ri debochada e meus olhos se enchiam de lágrimas, eu estava prestes a falar tudo, algo que guardei comigo por esse tempo, Jungkook me olhou com um sorriso preocupado e acentiu

Katharinna diga

- Ter poder não te garante segurança, sua segurança apenas diminui - olhei para todos - A um ano atrás, eu fui sequestrada pela minha propria mãe, o poder não adiantou de nada naquele momento... O meu titulo de poder não me salvou de estupros e muito menos da violência - limpei as lágrimas - Então no final das contas, o poder não é nada, é só algo que te deixa com uma ferida de merda no corpo... Quase 1 mês depois os garotos vieram a me encontrar e me salvar... No final, o que importa é esses ai que vocês estão dando as costas, a gangue. Não quero dar lição de moral em ninguém, mas entendam, o poder de 6 ou mais cidades não te torna mais feliz, o que te torna mais feliz são esses - apontei para todos - esses tornam os seus dias melhores, não importa quantos tenha matado no passado ou quantos tenha perdido... Eu perdi minha familia toda, mas ganhei uma nova por causa desses garotos... Então deixem de serem idiotas e se abraçem como uma familia, vivam como adolescentes sem rumo, mas pensem como adultos racionais que te noção que a vida não é feita de ganhos. E sim de perdidas.

Jaebum se levantou e me fitou, esticando a mão para mim

JB: Não sei quem é a lider de vocês, e não me importo, mas peço que aceitem esse aperto de mão como um pedido de desculpas...

Sorri e apertei sua mão, os garotos batiam palmas

- Chega de guerras, se juntem a nós nessas conquistas

Ele sorriu e o abraçei, corri ao abraço de Jackson

Jack: Desculpa te desapontar

- Nunca desapontou Jackson...

Ele riu

Descemos do terraço, e juntos fomos rindo pelas ruas

Afinal das contas, não vali a a pena as discussões, todos nós lutavamos por igualdade de nosso povo, e nunca um contra o outro, e tinha chegado o nosso momento de nos juntarmos e pararmos com essas guerras malditas que se estenderam por décadas entre as guangues, afinal, a partir de nós viriam as futuras gangues, e elas devem seguir os principios que nos criamos, e não os que seguimos em um passado. Chegou a hora de criarmos nossas regras e ignorar as antigas... Chegou a nossa hora de fazer história.

JK: Parabens meu amor... Você nos juntos de novo... - ele sorriu me abraçando e me dando um beijo na testa - estou orgulhoso que finalmente você pode falar a verdade

- Sinto como se tivesse desfeito um peso de mim

Ele sorriu

Mark: Kat olha! - Ele apontava para um prédio

- Eu já volto - digo dando um selinho em Jungkook - O que foi Mark?

E então vi que era o nosso prédio, do nosso terraço, ele pegou em minha mão e corremos para lá, e todos vieram atrás de nós, Mark já não vinha aqui a anos, mas eu ainda vinha de vez em quando, e assim que subimos vi seus olhos se encherem de lágrimas

- Bem vindo ao lar - sorri

( Escutem Give Me love)

Todos se espalharam pelo terraço que era bem grande, acendi as luzes que ficavam penduradas logo acima do sofá velho, eu e Mark nos sentamos lá, como antigamente faziamos

- A vista continua sendo a mesma

Ele sorria, apertei o colar em meu pescoço com sua foto e de Jungkook, mas dessa vez, sorrindo...

Mark: Eu não sabia o que tinha acontecido com você

- EU nunca contei para você Mark...

Mark: EU sinto muito

- Ta tudo bem, vocÇe não teve culpa

Ele olhou para trás fitando Jungkook rindo com Taehyung e Lisa

Mark: Ele tem sorte de ter você

- E eu de o ter... Ele cuida de mim e eu amo ele mais que tudo...

Mark:  Quem diria que isso ia acontecer? Você apaixonada por um gangster e então se tornar uma

- A vida nos guarda as coisas mais inesperadas possíveis... E na verdade eu ainda nçao te perdoei de não me contar a verdade!

Mark: Sobvre o que -ele me olhou confuso

- Você nunca me contou que era Gangster, eu tive que descobrir sozinha

Mark: Você odiava gangsters! Como queria que eu contasse?

- Falasse!

Mark: Desculpa amiga, eu tenho amor a vida!

Rimos e ele me abraçou

Suga povs on

Eu estava sentado com os olhos fechados encostado na parede quando alguém me deu um empurrãozinho, abri os olhos e vi Maryah me olhando rindo com aqueles olhos inocentes de uma garotinha pequena

- O que você quer? Ta me atrapalhando

Maryah: Atrapalhando?

- Se não percebeu, eu estou pensando

Ela riu

Maryah: E no que?

- Quando eu vou poder dormir

Rimos

Maryah: Daqui a pouco voltamos para casa

- E ai, como se sente vivendo uma noite de gangster?

Maryah: Eu achei legal, quero participar da gangue

- Não! - digo autoritário - é muito perigoso! Você pode se machucar e eu nunca me perdoaria por isso.

Maryah: Aish Suga estou brincando! - ela disse emburrada - Se importa tanto assim comigo?

Meu coração bateu mais rápido

- Não, eu so passei 4 anos da minha minha vida cuidando de você porque eu não tinhanada de interessante para fazer - digo sarcástico - Isso lá é pergunta que se faça Maryah?

Ela riu

- Gastei minhas noites podendo sair para festejar para cuidar de você e ver filmes da barbie com você, sabe quantos foras eu dei ?

Maryah:  Mas você tem que admitir que se divertiu mais comigo do que se fosse em um encontro

- é tenho que admitir - rimos, ela deitou a cabeça em meu ombro - e eu peguei seu dedinho com o band-aid - Sarou?

Ela acentiu.

Naquele momento eramos apenas um irmão mais velho e a irmãzinha, não dois jovens que gostam um do outro, e não faziamos isso porque os garotos estavam ali, mas sim porque essa era a nossa natureza... E sempre foi assim...

 

 

Estavamos finalmente em casa, Maryah foi ao seu quarto junto comigo, me sentei no sofá de seu quarto mexendo no celular e ela se jogou para trás cansada na cama me fazendo rir

- Você nem fez nada e esta cansada

Maryah: Mas ver vocês corrend e atirando e ameaçando é cansativo - ri de sua fala e me levantei

Maryah: Onde vai?

- Para meu quarto

Maryah: Não vai ficar para ver um filme, poxa é nosso ritual!

A olhei se levantar e parar em minha frente, suspirei

- Maryah eu não acho que podemos fazer isso mais... As coisas vão se tornar estranhas...

Ela fez cara de choro e abaixou a cabeça, fui até ela e puxei seu queixo a fitando com um sorriso

- Qual é princesinha, você sabe que eu não resisto a sua cara de trsite

Maryah: Então fica aqqui comigo só hoje Principe!

Normalmente eu apenas acharia fofo ela me chamar assim, afinal esse apelido vem desde quando nos vimos pela primeira vez, mas algo me chama atenção, de onde as palavras tinham saído, sua boca

COntinuei segurando seu queixo, me aproximei dela e ela apoiou suas mãos em meus ombros sorrindo

- E lá vamos nós de novo...

A beijei, e o sabor de sua boca era de morango, o que tornava o beijo tão mais viciante, pedi passagem com a lingua e ela cedeu, a puxei para mais perto de mim, tendo nossos corpos colados e ela puxando minha nuca para aprofundar o beijo

A porta do quarto se abriu

Kat: Mah... Você viu o Suga, estamos o procu...  MAS QUE PO...

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...