História Daddy's Little Girl - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Baby, Daddy, Jungkook, Pequena, Traficante
Visualizações 80
Palavras 2.212
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Mais descobertas


Fanfic / Fanfiction Daddy's Little Girl - Capítulo 12 - Mais descobertas

 

   - Jungkook a senhora Kim pode nos ver.

 - Tenho certeza que ela não ira se incomodar - A beijo.


                   Semanas depois


                       Você on


     Estava passando muito mal nesses últimos dias, então a senhora Kim fez eu fazer um teste de gravidez, estava agora mesmo no banheiro, fiz três testes e todos deram dois risquinhos que significa positivo. Fico muito feliz com aquilo e preocupada por conta das coisas que podem acontecer, porém resolvo focar só no bebê agora.

      Saio do banheiro e mostro para senhora Kim que fica contente e me ajuda a preparar uma surpresa para o Jungkook, aproveitamos que ele não estava em casa, o mesmo tinha saido para resolver algumas coisas.

       Coloquei um macacão azul na cama ao lado dos sapatinhos da mesma cor, senhora Kim comprou junto com os testes de gravidez.

      Depois que deixamos tudo arrumado ela sai para comprar coisas para o bebê, ela estava bem animada e imagino que o Jungkook também ficaria.

       Depois de algum tempo escuto a porta do quarto se abrir e vejo ele entrar.


 - Oi amor - Ele olha a cama - Esta brincando né ?!

 - Não... Nosso bebê chegou - Passo a mão na barriga.

 - Ah meu Deus - Ele corre até mim e me abraça - Temos que comemorar.

 - Comemorar como ?

 - Da mesma forma que o fizemos.

 - Jungkook !! - Dou um tapa em seu abraço.


      Não adianta muita coisa, ele guarda as coisas do bebê e me pega no colo indo para cama e me deitando na mesma.


- Cuidado ai garotão - Rio com aquilo.


    Fecho os olhos ao sentir seus beijos em meu pescoço e passo as mãos em suas costas indo até a barra da sua camisa e a tiro vendo ele fazer a mesma coisa comigo logo depois, seus beijos descem para meus seios e ele abocanha um deles o chupando, fecho os olhos e seguro seus cabelos.

      Quando ele se cansa dos meus seios volta a descer, chega perto do meu short ele o tira junto com a calcinha e da beijos molhados por toda minha intimidade, abro mais as pernas e levo as mãos até seu cabelo os acariciando. Solto um gemido ao sentir ele chupar meu clitóris, rebolo de leve contra sua boca pedindo por mais e ele o morde sem me machucar porém me dando um enorme prazer, sinto algo quente dentro de mim e arqueio as costas, percebo que era sua língua e fecho os olhos soltando longos suspiros, ele faz movimentos circulares e estimula meu clitóris com seu polegar. Acabo me desfazendo em sua boca e gemo seu nome.

       Mordo os lábios com força vendo ele tirar o resto de sua roupa, ele logo fica por cima de mim e eu entrelaço as pernas em volta de sua cintura


 - Temos que aproveitar bastante enquanto podemos.

 - Então me fode Daddy - Falo manhosa vendo ele suspirar.


     Logo sinto ele me penetrar e arranho suas costas, as estocadas começam lentas e fundas, mas logo se tornam intensas e fortes me fazendo gemer alto.

      Arranhava suas costas e chupava seu pescoço com força, suas mãos agarram a cabeceira da cama e ele começa a dar estocadas brutas acertando meu pontinho e sem me machucar, tombo minha cabeça para trás gemendo alto seu nome. Me excitava mais ainda vendo algumas gotas de suor escorrer de seu rosto e suas veias bem saltadas por conta da força que ele fazia.

        Sinto minhas pernas tremerem e percebo que cheguei ao meu limite, porém ele não, apenas agarro os lençóis fechando os olhos e não demora muito para mim sentir um líquido quente invadir meu interior.

        Ele deita ofegante ao meu e eu deito sua cabeça entre meus seios fazendo carinho no seu cabelo meio úmido, nos cubro e fico ali com ele.


 - Então finalmente chegou - Ele fala acariciando minha barriga - No primeiro e segundo mês as coisas vão ser animadas então não se assuste - Rio - E quando você chegar, vai ter muito amor e carinho, vai ser bem mimado mas com um limite, você vai ter uma grande proteção, e pais que te amam viu.

 

      Sorrio olhando ele falar com a minha barriga, aquilo era tão lindo, Jungkook sempre foi muito carinhoso e cuidadoso e eu imagino agora que estou grávida e depois que o bebê nascer, ele vai virar outra pessoa, mas de uma forma boa.

      Sinto ele afundar o rosto entre meus seios e dar beijos ali.


 - Vai ter que dividir eles quando o bebê chegar.

 - Só com ele eu devido, com mais ninguém.


     Ele me vira de lado e abraça meu corpo começando a chupar um seio meu, suspiro e passo mão em seu rosto.


 - Meu bebezinho.

 - Por isso mesmo estou aqui - Fala meio abafado e volta ao que estava fazendo.


     Deixo ele ali e fecho os olhos aproveitando, acabo cochilando tempo depois.

      Quando acordo não o vejo na cama, me levanto de vagar e vou tomar um banho, fico um bom tempo de baixo do chuveiro e depois saio me secando e me troco colocando uma roupa confortável.

      Jungkook entra no quarto e vem até mim me abraçando, retribuo e sinto um cheiro de pomada em seu pescoço.


 - Passou pomada ?

 - Foi a senhora Kim, ela viu os chupões, eu brinquei falando que era alergia e ela realmente levou a sério e passou pomada.

 - Ai meu Deus - Rio.


     Ele se senta na cama e me puxa me fazendo se sentar em seu colo, ficamos nos olhando por um tempo e ele parecia meio tenso, o mesmo deitado a cabeça em meu pescoço e ficamos um tempo em total silêncio até ele resolver fala.


 - Então, agora que você está grávida, devo te contar para você ficar esperta.

 - Contar o que ? - O olho.

 -  Descobri quem está atrás de nós, quem é o tal lobo de seu sonho.

 - Quem ?

 -Meu irmão - Me ajeito em seu colo o olhando.

 - A algum tempo atrás, recebi uma encomenda e era uma caixa com a cabeça do Choi dentro, conseguimos pegar a pessoa que deixou a encomenda lá e essa pessoa nos contou que foi o JungHyun que me mandou a caixa. No começo não te contei, porque não queria te deixar preocupada e assustada, e agora que está grávida decidi contar para caso ele tente algo, você já sabem quem é ele.

 - Mas... Ele é seu irmão, por que está atrás de você ?

 - JungHyun tem problemas psicológico por isso meus pais sempre deram mais atenção a ele, e ele via que tinha tudo que queria e jogava na minha cara, nunca nos demos bem, até que eu consegui tudo isso e ele ficou com inveja, e agora que eu cresci mais ele quer tomar o que eu tenho para ele - Ele pega o celular e me mostra uma foto de seu irmão - Porém, acho que ele tem a ajuda de alguém, só não descobri quem é.

 - Agora eu sei quem é ele, e vou tomar mais cuidado, vamos evitar sai de casa e agora que estou grávida, vamos fazer quem nem a senhora Kim disse, vamos tentar manter em segredo até onde conseguimos, sabemos que quem vai cuidar da minha gravidez é a Kim, então uma preocupação a menos.

 - Você está certa meu amor, agora temos que tomar cuidado com ela, porque se saberem que ela está com nós, e verem ela indo atrás de coisas para beber, vão saber.

 -  Podemos colocar seguranças com ela quando ela for sair, ou então pedir para ela se disfarçar.

 - Boa ideia, vou conversa com ela sobre isso.

 - Sabe mais alguma coisa do seu irmão ?

 - Bom até agora só sei onde ele está morando, mas graças a Deus ele não sabe onde eu moro. Colocamos vigiá atrás dele de uma forma que ele não perceba, porém até agora não descobrimos nada.... Espera ! - Ele levanta comigo no colo e saio correndo do quarto.

 - JUNGKOOK !


     Me agarro mais nele e vejo que estávamos indo para seu escritório, ele me coloca sentada na mesa e pega seu notebook, estava sério mexendo no mesmo e não me falava nada me deixando mais nervosa


 - Sabia ! - Ele soca a mesa me fazendo se assustar.

 - O que foi ?

 - A Hyuna está com ele, ela esta o ajudando, a pessoa que trouxe a caixa mentiu, ele disse que sabia onde eu morava porque já veio uma vez aqui fazer entrega de mercadoria, porém todo mundo que trabalha para mim nunca viu ele, o JungHyun nunca comseguria bolar um plano assim sozinho, e a Hyuna e ele se conhecem, e com certeza ela não perderia a oportunidade de fazer algo contra mim, não conseguiu com o Choi e acha que pode conseguir com meu irmão, eu sabia !

 - Por que, ela quer tanto assim fazer algo contra você e você diz a odiar de todas as maneiras ?

 - É uma história onde tanto eu quanto ela estamos errados. Quando eu comecei a trabalhar com isso, ela estava do meu lado, ai quando comecei a ganhar dinheiro dava do bom o do melhor para ela, porque eu achava que a amava e achava que devia fazer isso por ela, então ela foi pedindo mais e mais e sempre desprezava tudo que eu dava a ela, quando estávamos com nossos amigos ela me fazia de gato e sapato, até que um dia eu me cansei e percebi que podia ter a mulher que quisesse, e foi isso que eu fiz, todas que davam em cima de mim ou caiam mo meu papo, eu levava para cama e nunca escondi isso da Hyuna, até que nessas saídas com nossos amigos eu peguei uma na frente de todos e ela perdeu a cabeça, desde então fica falando que ainda vai fazer da minha vida um inferno.

 - Nossa... - Suspiro e olho meus pés - Tem razão os dois estão errados, ainda mais você que além de fazer isso com ela fazia isso com outras, as levava para cama e depois sumia - Desço da mesa.


      Ele vem ate mim e me abraça apertado, eu deito o rosto em seu pescoço e me aconchego em seus braços.


 - Eu era a pior pessoa do mundo por fazer isso, os meninos brigaram comigo me fizeram amadurecer e foi ai que eu parei. Eu lembrei do que o seu pai me pediu, e fiquei pensando em como achar a casa da Yumi, porque depois que sua mãe morreu ela mudou da onde trabalhava, e pensava como ia saber quem era você. Até que fui pegar uma encomenda perto da onde você estudava, te vi saindo, me encantei e resolvi que seguir.

 - Muito feio seguindo as pessoas viu - Dou um leve tapa em seu braço.

 - Segui por uma boa causa viu, ai vi o lugar que você entrou e sabia o que era aquilo, então em uma noite chamei a Yumi para conversar a sos, expliquei como você era e ela me contou de você, ai eu já sabia que era a filha do Jack que eu tinha que cuidar, então fui atrás. Fui mais uma vez onde você estudava, e chamei uma menina que estava com você e ela me passou seu número.

 - E foi ai que começou a me mandar mensagem ne danadinho, eu no começo fiquei assustada estava até pensando em te bloquear.

 - Sério ? Que feio.

 - Você mandou mensagens do nada para mim, ai você começou a mandar aquelas coisas, eu resolvi deixar e quando falava que ia ir me buscar eu não acreditava nem um pouco.

 - Mas eu fui, você me deixou todo bobo por você, seu pai me mataria se estivesse vivo.

 - Se ele soubesse as coisas que você faz comigo.

 - Olha só, mas você ama, até pede por mais.

- Verdade, eu amo, mas você fez o que ele pediu está cuidando muito bem de mim - O beijo.


     Ficamos mais um tempo ali conversando sobre isso e depois ele decide procurar o paradeiro da Hyuna, ele começa a rastrear ela pelo notebook.

    

 - Se achar ela, o que vai fazer ?

 - Já achei eu vou chamar ela aqui, precisamos ter uma boa conversa com ela. 

 - Acha uma boa ideia ?

 -Ela já sabe de mais, vamos ser bem cuidadosas e o mais importante é não deixar ela saber da gravidez.

 - Então ela é a inveja que caíra sobre o bebê - Passo a mão na barriga.

 - Com certeza, falando nisso agora as coisas se em caixam, meu passado ia voltar no caso ela e o JungHyun, e eu lembrei que a Hyuna tem o ventre seco, por isso nunca engravidou de mim, sentia inveja quando amiga sua contava que estava grávida.

 - Então temos que tomar bastante cuidado.

 - Nada vai fazer mal ao nosso filho, nada mesmo.


     Ele vem até mim e me abraça por trás fazendo carinho na minha barriga, me deito em seu peito e fico o observando, ele com certeza estava ainda mais protetor.


Notas Finais


Já, já tem mais.
Se tiver algum erro me desculpa, meu social spirit tinha bugado e por isso demorei para postar, mas bom, esta ai e fico feliz vendo que estão gostando.
Beijos 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...