História Daisuki - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, Kaito, Kasane Teto, Len Kagamine, Luka Megurine, Meiko, Miku Hatsune, Personagens Originais, Rin Kagamine
Tags Amizade, Colegial, Drama, Escola, Fujoshi, Gakupo Kamui, Gumi, Hatsune Miku, Kagamine Len, Kagamine Rin, Kaito, Kamui Gakupo, Len Kagamine, Luka Megurine, Megurine Luka, Meiko, Miku Hatsune, Mistério, Paródia, Rin Kagamine, Romance, Shounen Ai, Slash, Suspense, Vocaloid, Yaoi
Visualizações 14
Palavras 858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hora de começar a pôr as aulas da Rin em prática!

Capítulo 6 - Uma Segunda Chance


O fato de aquela semana ter sido normal, não impediu que, na quinta, eu visse Shion-kun esperando alguém no portão da escola. Rin e Miku estavam comigo, por sorte, conversavam tão animadamente que nem perceberam a vermelhidão em meu rosto assim que pus os olhos nele.

Assim que Shon-kun nos viu, ele acenou e correu em nossa direção.

– Shion-kun! – disse Hatsune, assim que ele nos alcançou.

– Oi, Hatsune-san, Kagamine-san, Kagamine-kun. – ele sorria enquanto falava... Tão bonito e gentil...

– Oi, Shion-kun! – dissemos nós três.

– Mas – falou Hatsune-san – onde você esteve durante o resto da semana? – depois Rin me disse que ele buscava ela todos os dias.

– É que eu tive alguns contratempos...

– Ele tá vermelho... – disse eu, baixinho.

– A hora é agora – sussurrou Rin, me assustando.

– Hora do que?

– De por as aulas em prática...

– O que vocês estão cochichando aí? – Hatsune-san colocou-se entre mim e minha irmã. Torcia para ela não ter ouvido nada.

– A gente só tá se perguntando se você e o Shion-kun tão namorando... – a casualidade com que Rin mentia era de se espantar.

– Eu e o Shion-kun?! – perguntou Miku, com um tom curioso – Sério?! Parece?!

Shion-kun olhou para mim, tentando dizer que aquilo não era verdade. Eu sorri e assenti com a cabeça, ele pareceu suspirar de alívio com isso.

– Mas não temos nada a ver... – ela fez uma pequena pausa. – Além do mais, ele tá saindo com alguém.

Até mesmo ele se espantou com a fala da Hatsune.

– Jura?! – exclamou Rin. – Quem é a sortuda?

– Não sei. Pelo que Megurine-san disse, ele quer manter segredo.

Era engraçado o fato de elas fofocarem sobre ele sem nem se importar com a presença do mesmo.

– Por que será? – perguntou Rin, já sabendo muito bem a resposta.

Hatsune-san virou-se para ele.

– E então, Shion-kun... Por quê?

Nesse momento, ele ficou sem-graça e começou a gaguejar:

– É... é... que... é... é...

Olhei para minha irmã, esperando o consentimento dela para fazer o que eu estava pensando. Ela balançou a cabeça positivamente.

– Não é nada demais, Hatsune-san!

Fui eu que comecei a falar. Torcia para conseguir se tão convincente quanto Rin.

– Ele me contou que ela é tímida para falar que está saindo com um universitário – continuei.

– Quer dizer que você sabe quem é?

Para fazer uma pergunta dessas, Hatsune-san havia acreditado em minha estória.

– O Shion-kun me disse do encontro outro dia... Mas não falou o nome dela.

– Encontro?! É por isso que você tava estranho no sábado, Shion-kun? – ela tinha percebido...

– É... – ele ficava cada vez mais sem-jeito.

Ninguém mais soube o que falar.

– Ai meu deus! – exclamou Rin, quebrando o silêncio e batendo na própria testa. – Esqueci uma coisa na sala! Vem comigo, Hatsune-san!

Ela começou a correr, puxando Hatsune pela manga da blusa. Por um rápido vislumbre, vi que minha irmã piscou o olho esquerdo para mim.

Como ela conseguia ser tão cara-de-pau?

– Er... Kagamine-kun, – falou Shion-kun, depois que as duas já tinham sumido da nossa vista – desculpa por não ter falado desde sábado, é que...

Eu não estava acreditando! O Shion-kun estava se desculpando! Apenas por não ter falado comigo!

– ...Eu não sabia o que fazer. Eu queria me aproximar de você, mas não sabia como... Não tinha certeza de como você poderia reagir...

Ele remexia as mãos. Era fácil perceber que estava nervoso – como se eu não estivesse também...

– ...Hoje eu decidi tomar coragem e vir aqui para falar com você e perguntar uma coisa... – eu devia estar parecendo um tomate – posso te acompanhar até a sua casa todos os dias?

Fui pego de surpresa. E me peguei gaguejando, que nem ele pouco antes, para responder:

– Cla... cla... ro.

Ele sorriu e não parecia mais nervoso. Eu só ficava cada vez mais envergonhado. E, para piorar a situação, o silêncio voltou à conversa.

Eu tinha que fazer alguma coisa. Essa era outra chance e, depois de tantas “aulas” da Rin, me sentia na obrigação de aproveitá-la.

– Shion-kun? – eu me esforçava para olhar diretamente para ele.

– Sim?

– Quer sair comigo?! – forcei para não engasgar ou me enrolar nas palavras.

Ele se espantou com a pergunta repentina – eu tinha gritado...

– Para tentarmos de novo, – emendei. – podemos ir ao mesmo shopping esse sábado...

Shion-kun estava prestes a responder:

– Espera Hatsune-san! – o grito veio da minha irmã.

As duas corriam em nossa direção, chegando rápido o suficiente para não dar tempo de ele falar.

– E então Rin? Achou o que procurava? – perguntei.

– Kagamine-kun, você não vai acreditar! Sua irmã me fez correr por toda escola pra procurar algo que já tava na bolsa dela! – Hatsune-san arfava enquanto falava – Vamos logo?

Todos nós saímos da escola.

– Desculpa, Len... – sussurrou minha irmã. – atrapalhei um momento muito importante?

– Digamos que ele ia responder uma pergunta minha...

Ela começou a se reprimir.

Pouco tempo depois, Shion-kun estava do meu lado. Rin, percebendo isso, se afastou um pouco e começou a puxar conversa com Hatsune, que andava uns dois passos à nossa frente.

Eu ainda não sabia o que dizer e não parava de ficar olhando para ele.

– Sim... – cochichou ele.

A alegria tomou conta de mim e eu sorri. Nem devia estar mais vermelho, pois não estava envergonhado. Não mais...


Notas Finais


Oi galerinha ^^ Como vai??
E aí?? O que acharam do Len colocando em prática as "aulas" que recebeu da Rin?? A grande questão não é nem as aulas em si, mas o fato de que, conversando com a irmã sobre isso, o loirinho está ganhando mais confiança para lidar com toda essa situação mais tranquilamente xD
Curiosa/o em como se desenrolará esse segundo encontro?? Não perca o próximo capítulo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...