História Dakota pode amar? - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Boris, Castiel, Dajan, Dakota, Iris, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya
Visualizações 12
Palavras 1.308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora eu fiquei muito tempo doente e n ão tinha mal como me mexer muito menos escrever.

Capítulo 9 - Talvez... Só talvez


Fanfic / Fanfiction Dakota pode amar? - Capítulo 9 - Talvez... Só talvez

Mia povs on.

 

Corri para a casa da Kim o mais rápido do que eu podia, entrei e subi as escadas correndo me trancando no banheiro do quarto, tinha ido dar uma volta na praia quando achei aquele lugar era tão bonito me sentei em meus joelhos, juntei minhas mãos e senti a brisa no meu rosto quando ouvi ele me chamar.

 

“Eu não devia ter saído da casa”.

 

Tomei um banho e lavei meu cabelo tirando todo o sal, assim q terminei o banho me enxuguei e coloquei um short jens  preto e uma blusa de mangas vermelho sangue, fiz um rabo de cavalo alto e coloquei meus óculos, me olhei no espelho e suspirei, desci as escadas e observei meu irmão jogando.

 

- Posso jogar também?

 

- Fica a vontade baixinha.

 

Como o jogo era de tiro consegui desestressar um pouco matando várias vezes o personagem do meu irmão acha que ele percebeu que eu estava triste e com raiva, é uma grande desvantagem quando a pessoa te conhece dês do útero.

 

- O que aconteceu?

 

- Como assim?

 

- Você sempre fica jogando na minha cara quando ganha e mesmo quando eu ganho você fica falando que você deixou, mas hoje você não tá fazendo isso tá distraída de mais e me mata sem nem falar nada.

 

- Eu to bem Castiel.

 

- Não tá não baixinha eu te conheço, o que aconteceu quando você saiu?

 

Suspirei, pausei o jogo e me virei pra ele.

 

- Tá eu conto pra você, mas fica quieto e nada de ficar com raiva ou fazer besteira.

 

Ele confirmou com a cabeça e olhou nos meus olhos.

 

- Bom eu sai e encontrei um lugar legal fiquei um tempo lá, mas ai o Dakota apareceu, a gente conversou e fomos tomar banho de mar e bom... a gente se beijou mas...

 

- COMO ASSIM VOCÊS SE BEIJARAM?

 

- Você disse que ia ficar quieto, a gente se beijou, mas eu me separei dele e corri pra cá, não se preocupe eu não vou ter nada com ele vou ficar longe então não se preocupe.

 

Peguei meu celular e fui pro quarto arrumar minhas coisas íamos embora a noite, Rosalya apareceu no quarto e sentou na minha cama.

 

- O Castiel me contou o que aconteceu.

 

- Linguarudo.

 

- Ele só queria que eu conversasse com você.

 

- Rosa eu to bem, juro que to bem.

 

- Eu sei você é forte, só toma cuidado tá.

 

- Eu prometo, quer ir dar uma volta antes de irmos?

 

- Claro, quero comprar umas roupas de praia nas barraquinhas.

 

Peguei minha carteira e saímos a Rosa comprou várias coisas e sempre insistia pra eu comprar alguma coisa e eu sempre negava até que ela me convenceu a comprar uma lingerie vermelha, ela estava provando várias e me deixou sozinha pra provar a lingerie o que foi um erro muito grande da parte de nós duas, eu estava no provador quando ele foi aberto muito rápido e quando eu me virei o Dakota estava lá me olhando e sorrindo.

 

- Ficou linda em você.

 

Ele pegou uma alça do sutiã e eu me encolhi toda.

 

- Para com isso Dakota.

 

- Não seja tímida você é muito bonita.

 

- Por favor, sai daqui.

 

Ele suspirou e saiu, coloque minha roupa de volta e sai e ele estava me esperando do lado de fora, corei e suspirei.

 

- Eu já falei que eu não..

 

- Eu sei Mia, eu só quero pedir desculpa pra você, eu não vou insistir se você não quer tá, é só que eu gosto de você e queria muito algo mais com você por que eu realmente gosto de você, da sua companhia, de conversar com você, de te beijar.

 

Ele colocou meu cabelo atrás da orelha quando disse isso e suspirou.

 

- Mia eu realmente gosto muito de você, gosto da nerd tímida que eu conheci a alguns dias, da surfista maluca que conheci esse fim de semana, você é especial e eu quero ficar com você.

 

Tirei a mão dele do meu rosto onde ele a tinha colocado e sorri levemente.

 

- Eu gosto de você também, mas não posso confiar em você, depois de tudo que eu ouvi, depois de todos me disserem como você age e o que eu vi nesse tempo em que estamos na escola eu não tenho motivos pra confiar em você.

 

Ele ia falar alguma coisa, mas nesse momento a Rosa saiu do provador chamando meu nome.

 

- Mia? Acha que esse vestido cai bem em mim?

 

Ela olhou com quem eu estava conversando e parou de falar fechando a cara na hora.

 

- O que tá fazendo aqui seu idiota?

 

- Isso é jeito de falar senhorita Rosalya? E sim esse vestido caiu muito bem em você.

 

- Não pedia sua opinião seu imbecil.

 

Olhei pros dois e suspirei, deixei os dois brigando e fui para o caixa pagar a lingerie, quando voltei para os provadores eles ainda estavam brigando, dei mais um suspiro pesado e fui na direção deles.

 

- Seu loiro idiota e sem noção, sabe o que podia fazer com a sua prancha? Podia pegar ela e enfiar bem no seu ...

 

- Rosa e Dakota, parem já com isso, vocês não são crianças pra ficarem brigando assim, se querem se xingar façam um vitupério.

 

Eles me olharam confusos e perguntaram ao mesmo tempo.

 

- O QUE?

 

- Uma competição de insultos, olha querem saber eu vou embora por que estou cansada, com dor de cabeça e com muita vontade de comer um bolo de morango então se quiserem continuar com o show de vocês podem continuar mas eu estou indo embora.

 

Sai de lá com muita raiva, não só por causa do Dakota, mas por causa da Rosalya que poderia simplesmente me deixar cuidar disso e afasta-lo de vez, mas ela tinha que se intrometer e começar uma discussão maior ainda, sei que ela queria me proteger mas eu não sou uma boneca de porcelana eu sei me cuidar. Entrei na casa da Kim batendo a porta assustando o Lysandre q lia um livro na poltrona.

 

- Desculpe.

 

Subi as escadas e fui direto para o quarto terminar de arrumar as minhas coisas, coloquei tudo na mala e quando me virei vi o Lysandre na porta me olhando.

 

- Posso ajudar em alguma coisa Mia?

 

- Não Lysandre obrigado eu já terminei.

 

Ele sorriu pra mim e me mostrou um livro vermelho de capa dura.

 

- Acredito que este livro seja seu.

 

Olhei para o livro e vi que era me livro de Drácula que eu tinha levado para ler.

 

- Obrigado Lysandre, tinha esquecido.

 

- Deve ter acontecido alguma coisa pra você esquece-lo, Castiel me contou que você trata seus livros como filhos.

 

Sorri fraco e prendi o cabelo.

 

- Muitas coisas aconteceram nesse único fim de semana e eu to louca pra ele acabar.

 

Lysandre sorriu pra mim e pediu permissão para sentar na minha cama a qual concedi.

 

- Quer conversar?

 

Me sentei e comecei a falar, eu confiava no Lysandre e sei que não devia ter medo de contar nada a ele.

 

- Senhorita Mia, a senhorita tem que seguir seu coração, também não acho que o Dakota seja apropriado pra uma pessoa doce como a senhorita, mas deve fazer o que quer não o que mandam.

 

- Depois de tudo o que me falaram sobre ele eu não sei se devo confiar.

 

- Acho que deve tirar suas próprias conclusões sobre ele senhorita.

 

Sorri pra ele e o abracei.

 

- Obrigado Lysandre.

 

- Não tem de que senhorita, bom vou arrumar minhas malas, nos vemos depois.

 

- Se precisar de ajuda vou estar na cozinha preparando um bolo de morango.

 

Sorri pra ele e fui pra cozinha fazer minha sobremesa favorita.


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...